Plágio

Hoje, apesar de ainda ter dois animes a comentar, o assunto não será exatamente animes. A história de hoje é plágio.

Nesse começo de ano em dois blogs que sempre acompanho, o Japan Pop Cuiabá e o Maximum Cosmo, surgiram dois ótimos artigos, muito provável produtos de muito tempo de pesquisa, análise e escrita. No primeiro, tivemos o artigo “Adoráveis Tsundere“, onde a Vospier conta de forma clara e elegante um pouco sobre esse tipo de personagem. Já no segundo, no artigo “Neon Genesis Evangelion: O Cavaleiro do Apocalipse“, encontramos uma vasta análise  onde Lancaster explica as relações inúmeras do mercado nipônico de animes e mangas através do anime Evangelion. Recomendo as leituras, pois são muito boas.

"Se você plagiar, eu vou lhe pegar" - Imagem do post do Japan Pop Cuiabá

Tive um grande surpresa então, ao entrar no site AnimeFreak Show, e começar a ler um texto desse link. Comecei a ler, fui passando, com algo atrás da orelha me dizendo que já tinha visto em outro lugar. Fui até o fim e descobri, o texto, com os créditos escondidos ao fim em letras miúdas, era o mesmo do Maximum Cosmo, mas alterado. Repassei o link para o Lancaster pelo Twitter e deixei por isso. Hoje, enquanto lia outro bom texto, dessa vez no blog Cancelromance, também sobre Tsunderes, descobri que o mesmo site, no mesmo dia, havia feito a mesma coisa com o post da Vospier.

Nos comentários do site plagiador, dentro do post sobre Evangelion, houve reação da blogueira Valéria Fernandes:

Cheguei a este blog fazendo uma busca de alguma coisa sobre tsunderes em português e me deparei com um texto do Maximun Cosmo… aó que não era no Maximun Cosmo! Conheço o dono deste site, é meu amigo pessoal, inclusive, conheço bem o estilo de escrever do Lancaster , e fiquei realmente preocupada quando vi um texto seu, levemente maquiado e postado como se fosse texto próprio. Tais coisas não deveriam acontecer na blogosfera brasileira. Citar como fonte só vale quando efetivamente se escreveu algo de seu. A prática que vi aqui tem outro nome.

Que tal reescrever o texto? Seus leitores merecem isso. Do jeito que está só depõe contra este site. Aliás, se a prática persiste, todos os blogs sobre cultura pop japonesa estão sob ameaça e, claro, não me importaria nada de usar o meu site para denunciar essas coisas.

Endossado por um comentário da roteirista Petra Leão:

Todos foram muito gentis postando aqui, inclusive os pobres coitados que acharam que o texto é seu — com razão, já que os créditos do VERDADEIRO AUTOR estão ESCONDIDOS no fim do texto, enquanto um “by Marcos” saúda os leitores que vão começar a lê-lo.

Serei mais objetiva: não esconda os créditos de um texto, principalmente quando o mesmo é conhecido e consta no blog de profissionais do calibre do Lancaster. Ainda que tenha sido “sem querer”, fique sabendo que a prática comum nesses casos é dar o crédito em letras GRANDES e VISÍVEIS no INÍCIO do texto.

Fico feliz de ver o excelente trabalho do Lancaster sendo divulgado, mas ficaria mais feliz se ele estivesse sendo creditado da forma devida. E como consta aqui nos comentários, naõ fui a única a notar isso.

Esperamos em breve ver o texto que foi postado aqui editado da forma correta, com créditos como devem ser. Caso não aconteça, poderemos ter certeza que não se tratava de uma mera distração de quem postou…

No caso do Lancaster, que entrou em contato com o autor do post no site plagiador, mudaram colocando o nome do Lancaster e colocando uma leve explicação, dizendo que não erraram, pois colocaram sim o link do texto. Mas vamos pensar um pouco além.

Shinji e sua cara de interesse para blogs plagiadores - Imagem tirada do Maximum Cosmo

Quem produz textos ou outras formas de expressão por si próprio, sabe o trabalho que dá pesquisar, entender, refletir, analisar, escrever, reescrever, corrigir, tudo para no fim dar a sua visão sobre alguma coisa, especialmente quando se pretende fazer algo de qualidade. Sendo assim, o que sentir ao ver sua produção, seu esforço, todo seu trabalho copiado por alguém que não tem a sua autorização, levando tudo para o um site que não o seu?

Sigo no mesmo caminho que a Petra Leão, do que adianta você “dar crédito” colocando o link original em letras miúdas ao final do post? Se a pessoa já leu a matéria inteira, o que ela vai fazer no linkizinho? Vou dar um exemplo claro, que aconteceu comigo.

Ano passado escrevi um post sobre as primeiras impressões sobre o anime Taishou Yukyuu Musume que foi plagiado e copiado por um site feminista. No meu blog o post foi visualizado 90 vezes. No site feminista foi visualizado 327. Percebem a diferença? Eu pesquiso, eu escrevo, eu publico, eu sou plagiado, eles ganham as visitas. Então dizer que está se fazendo as coisas da forma correta ao colocar um link minúsculo ao fim do texto é querer fugir da responsabilidade. O que eu posso dizer é: Se você quer ter um site ou blog, crie, se inspire, cite, mas não copie. E não me venha com “eu coloquei o link no final” com seu nome e foto lá no alto da coluna que isso é querer bancar o idiota.

Se você tem um site sério, use o site Copyscape. Apesar de limitado na sua versão free, é uma boa ferramenta pra descobrir se estão copiando algo seu. Eu já vi até plágio do plágio aqui do Gyabbo!. Outra coisa, utilize as Creative Commons para deixar claro como aquilo que você produz pode ser utilizado pelos outros. Eu já uso aqui no Gyabbo!, além do meu Flickr, mas pretendo criar uma página somente sobre isso aqui no blog para não ter problemas.

Pra terminar esse post, vou citar uma citação da Rosana Hermann que li no Digital Drops sobre o assunto já tem um tempo;

o transgressor mal sabe que “pesquisar é um prazer, analisar é uma ciência, e escrever é uma arte.

Se vocês gostarem de algo por aí e querem que os seus leitores também leiam, comentem em cima, coloquem o link, não simplesmente copiem e colem (e nem copiem e colem com algumas partes diferentes, ainda é plágio), criem algo novo em cima daquilo que é bom, é assim que se criam blogs bons. E principalmente, deixem de forma BEM clara de onde tiraram tal material.

Esse post foi publicado em Artigo e marcado . Guardar link permanente.

24 respostas para Plágio

  1. vorspier disse:

    Parabéns, Denys, por abordar no post essa prática terrível de gente que não tem capacidade para elaborar um texto e faz muito leitor de otário.

    Eu mesma fui lá no Anfreak, coloquei no comentário pedindo para o cara tirar meu artigo, que era para ele escrever um com as próprias palavras. Ele me garantiu que havia tirado, fui lá e agradeci, mas voltei e o artigo estava lá novamente. E mais cara-de-pau ainda foi que ele ainda postou um comentário no JPC, no mesmo artigo das Tsunderes, pedindo parceria. Ora, nós do blog não queremos indicar gente que só sabe dar ctrl v +ctrl c, modifica o texto alheio e não dá os devidos créditos a quem escreveu de fato o material.

    Eu achei o cúmulo também ele ter copiado o texto do Lancaster. Acho que a pessoa lá não tem nem 000000000000001% do conhecimento que o Lancaster tem! E ainda apagou os comentários dizendo a verdade…

    Muita gente fala: “ah, copiou porque gostou.” Não é sempre assim – provavelmente quem copiou nem se deu ao trabalho de ler e entender o que o texto quis dizer. E se gostou, tenta fazer também, mas não copiando letra por letra!

    Eu disse que a pessoa que copia não prejudica apenas o autor original do texto, mas ela própria, porque ela constroi uma farsa em torno dela, e dá o atestado de que não sabe expressar sua propria opinião.

    Me dá até um desânimo, uma vergonha imensa ver gente que gasta dinheiro fazendo site, mas não sabe escrever seu próprio conteúdo. E depois surrupia textos alheios, ganhando créditos e dinheiro de links patrocinados em cima.

  2. Daniel disse:

    Olha… é errado, feio e tudo o mais. Mas a internet é assim, infelizmente. Não é a primeira, nem a última vez que uma matéria de um blog foi e vai ser plagiada ou na pior das hipóteses copiada na cara dura mesmo.
    Quando eu tinha meu grupinho de manga scans, vivia pipocando em sites “de download” os scans que eu tinha traduzido, editado e publicado, sem eu nem ficar sabendo. Essas coisas acontecem, é bem chato e desanimador, mas eu acredito que nesse caso, quem se ferrou foi quem copiou, afinal uma coisa é um site menor querer copiar de um maior e mais conhecido. Todo mundo vai ficar sabendo de onde veio o original, agora se um site grande copia de um menor, ninguém vai nem pensar que foi cópia. É bem anti-ético, mas existem pessoas assim… =/

  3. Denys Fantasma Almeida disse:

    Infelizmente esse é realidade mesmo, Shin (Daniel), infelizmente. O problema é que o site em questão nem é tão pequeno, pelo que vi eles tem mais de 200 seguidores. O problema é a pessoa que segue o site por achar que ele é bom ser enganada.

    Gyabbo!

  4. ryoowatari disse:

    cara acho que diplomacia eh fundamental na blogosfera J ou de anime , whatever…

    é absurdamente normal sites copiarem sites, por mais que seja anti-ético sempre vai acontecer. O site em questão com certeza viu seu post e achou muito bom e digno de ser copiado, o que só dá créditos a você ^^

    Se copiaram foi vc viram no seu site uma “fonte de noticias’ ou algo do tipo e isso é muito bom e não seria anti-ético se eles pusessem créditos pro gyabbo

    quanto a eles terem mais visitas ou comentários, talvez o post seja mais crítico em outros blogs do que no seu, fora que outros sites podem ter visitantes assíduos, ouo site alheio pode ser mais popular

    enfim, nao acho que devia expor tanto os plagiadores pq acho que isso pode trazer antipatias da outra parte , seria melhor apenas tentar entrar em contato e pedir pra por os créditos pra você

    • Denys Fantasma Almeida disse:

      Eu concordo que a diplomacia é fundamental, esse post foi mais exemplar do que para acusar o site. Mas depois de ver as respostas que os donos do mesmo fizeram para as pessoas que reclamaram fiquei realmente enraivecido, puro descaso.

      A questão é que simplesmente colocar no fim da matéria o link original não é dar créditos, é lavar as mãos e usar como desculpa. Se você lê uma notícia em um lugar, por que vai clicar no link no final (que já fica escondido) pra ver a mesma coisa? Não vai, e isso eu exemplifiquei com um caso pessoal.

      Realmente acontece sempre, mas isso não justifica. Eu apresentei uma posição mais radical, como a própria Vospier, que além de ser plagiada, pediu para ter sua matéria retirada do ar, mentiram pra ela dizendo que iam retirar e não fizeram. O que achar de um site desses?

      Não aceito que meu trabalho duro seja copiado e eu fico com cara de pastel, só isso. Desse site eu quero distância, até por que pelo que andei vendo, esses não são o único caso de plágio.

      Gyabbo!

  5. ZiTeLLi disse:

    Eu disse em um comment que não viria aqui pois realmente me irritei com algumas coisas… enfim quero deixar clara um coisa que eu percebi…

    Primeiramente você está confundindo os generos e as diferenças entre o nosso site e o seu blog. Um blog normalmente (eu disse normalmente) tem a intenção de expor sua opnião em n seguimentos e assuntos… pelo menos eu vejo os blogs assim…

    Ja o nosso site AnimeFreakShow é um site que tem o foco o podcast e noticias no geral, não necessariamente vemos a necessidade de expor nossa opnião em todos os posts do site ja que ja fazemos isso em nossos podcasts, queremos que nossos leitores saibam sim de algumas noticias que achamos interessantes e como varios sites de noticia se alguem ja postou a mesma usamos esse site como fonte e replicamos a noticia…

    Sobre a lei de direitos autorais me recuso a comentar ja que mostrou não saber sobre o assunto.

    Como eu disse no site a respeito do assunto repito aqui, quem posta um texto na internet esta disponibilizando o mesmo para quem quiser, caso não queira seu texto, comentado, replicado ou citado, escreva num caderno, coloque num pdf com senha e deixa no seu pc… concordo que o minimo para um texto replicado é ter sua fonte citada, e isso foi feito mais que isso eu acho desnecessário até pq ao colocar a fonte estamos divulgando tbm o dono dela… o que deveria deixar feliz… sobre o local que a fonte fica sempre achei que era mais que normal deixar no final… ja que nunca achei diferente em lugar nenhum…. mas caso o dono da mesma quisesse diferente era só pedir que seria atendido.

    Sobre o meu post que vc quis sugerir alguma copia eu ja aviso que usei alguns sites como referencia assim como qualquer pessoa normal, e ainda citei alguns blogs, podcast e coisas que achei interessantes na net que não usei na postagem, que eu acho mais que normal…

    De resto acho que vc está fazendo tempestade em copo de agua citando nosso site numa materia de plagio sendo que existem muitos outros com copias grotescas, em nosso caso se vc fosse atento o dono da postagem replicada só pediu para citar seu alem da fonte e agradeceu quando o fizemos…

  6. Sky - AFS disse:

    sobre a postagem de Tsundere e Fenomenos dos animes atuais

    Como criador do site anime freak show, site o qual sempre coloca os creditos sobre suas devidas materias, e que tenta sempre estar dentro das normas corretamente, acho que o leitor denys esta fazendo um chuva num copo dagua, num assunto do qual ele basicamente banalizou sozinho, do mesmo jeito que professores em universidades citam trechos de obras primas e colocam o nome de quem as originalmente produziu em suas salas de aula , o anime freak show, usou base em algumas materias ,que foram creditadas ao contrario de suas afirmações, e de acordo com dois graduados em direito, estamos dentro de todas as leis de direitos autorais possiveis e espero que contenha suas opinioes sem fatos concretos, pois denegrir imagem de um site do qual não fez nada errado é sim um crime, as duas postagems existem trechos creditados e todo o complemento foi escrito a “mão” por nossos editores.

    sobre seus comentarios no site, colocar pequeno , colocar grande não faz diferença nenhuma, até mais porque o texto estava do mesmo tamanho e mesma fonte nos devidos creditos, ao contrario do seu texto que diz estar minusculo no fim do texto,

    sobre a postagem de Akira

    Infelizmente sua ignorancia não sabia que coisas existem num site muito conhecido chamado wikipedia, e que varios sites utilizam dados desse mesmo site chamado wikipedia,

    na materia em questao fora as informaçoes tecnicas existentes no primeiro paragrafo que foram tirados da wikipedia, todo o resto é conteudo original de nosso colunista Zitelli que teve todo trabalho em escreve-la sozinho,

    Acabo de saber tambem que você alertou plagio sobre uma noticia de bakuman que se tornara anime,

    devo lhe avisar que a noticia em questao no anime blade nao e original de la, ela foi replicada assim como 90% das noticias hoje computadas na web sobre qualquer coisa,

    e que tem base em materia americana com lingua inglesa e não precisa ser citada a fonte.

    Provavelmente você deve estar com a cabeça a explodir de tanta informação já que não sabia de tantas regras basicas ao se escrever algo,

    Espero que você retrate sua opiniao em publico sobre nosso conteudo, afinal sua postagem esta denegrindo nossa imagem e ocultando informações

    todas as reclamações contidas nesse seu texto podem ser facilmente rebatidas e não quero ter que entrar em contato com o dono ou escritor desse blog por motivos obvios,

    afinal um afs com 20.000 visitas unicas mensais deve ter alguma credibilidade adquirida em quase 1 ano de vida,

    não sei qual sua idade mas aqui não temos crianças,
    e se quiser consultar algum livro sobre direito e leis fique a vontade nao fizemos nada errado,

    PS: lancaster não viu problema algum na postagem, so pediu para citar o nome e agradeceu quando o fizemos

  7. vorspier disse:

    Já cansei de brigar. Já publicaram o post, já se explicaram, já não vou mais falar nada. Já deu o que tinha que dar, quem leu leu onde quis.

    Bola pra frente todo mundo, que estendendo a discussão vamos esquecer de postar o que realmente interessa.

  8. Denys Fantasma Almeida disse:

    @ZiTeLLi
    Se o site de vocês tem como foco o podcast, mas querem que as pessoas que o acessam vejam coisas que vocês acham interessante, então ao invés de plagiar artigos de outras pessoas, coloque somente o link direto para esse artigo com um pequeno resumo do que por que estão indicando.
    Outra coisa, nenhum dos dois casos citados aqui se tratavam de notícias, então não venha dizer que podem ser replicadas. Eram dois textos originais onde os autores davam sua opinião sobre determinados assuntos.

    Se eu não sei nada sobre a lei de direitos autorais, então me explique, esse papinho de “eu me recuso” é pura falácia.

    “Como eu disse no site a respeito do assunto repito aqui, quem posta um texto na internet esta disponibilizando o mesmo para quem quiser”
    Sim, está, está disponibilizando para que este seja lido, não plageado.

    Acho engraçado vocês comentando que eu estou fazendo chuva em copo d’água quando várias outras pessoas concordaram com esse post, até mesmo uma blogueira famosa do meio, a Valéria Fernandes e uma roteirista também famosa no meio, Petra Leão.

    @Sky – AFS
    Antes de tudo, algumas coisas: (1) Não, não vou me retratar, na verdade o fato de vocês não se retratarem é que dá mais raiva. (2) O número de visitas ao seu site é a mesma coisa que uma banana nessa discussão. Ambos não mudam nada.
    (3) Tenho 21 anos. Mas se tivesse 11 essa discussão ainda seria válida, ou acha que por ser mais velho tem a razão?

    Em que momento eu falei de lei de direitos autorais? O post está falando sobre plágio e enganação. Se a notícia veio de sites americanos ou não, não muda o fato de vocês terem plageado o AnimeBlade, não queira tirar sua responsabilidade com argumento de “todo mundo faz, eu posso fazer também”, afinal, você não é mais criança, correto?

    A questão é bem simples e infelizmente vocês estão querendo sair dessa como vítimas. Abra o links, qual é a segunda coisa que se vê depois do título? “by Marcos
    Posted janeiro 21st, 2010 at 9:40 pm”. Aqui está afirmando que o texto a seguir é de autoria do tal Marcos. Depois de terminar de plagear o texto, depois de selos estranhos, vem uma mísera linha falando de onde vem o texto original. Isso eu chamo de ENGANAR o seu leitor.

    Além disso, pelo que a Vospier me disse, do site Japan Pop Cuiabá, a mesma pediu para os seus trechos fossem RETIRADOS, o que vocês disseram que fariam e não fizeram. De novo, ENGANAÇÃO.

    Por último, eu sou o único dono do blog, não se preocupe.

    Gyabbo!

  9. Mugiwara disse:

    Para informação de pessoas que não assistem telejornais, uma noticia que é lançada em uma emissora fica aberta para outra lançar o mesmo assunto, diversas emissoras podem lançar a mesma noticia assim com diversos sites podem postar a mesma noticia. Noticias.f. Informação, conhecimento. / Nota breve sobre um assunto. / Lembrança (fonte dicionario aurelio). Ou seja o objetivo de uma noticia serve para passar informações para outras pessoas quantas mais pessoas lerem mais o objetivo de uma noticia sera efetuado

  10. Denys Fantasma Almeida disse:

    Legal, agora tem indiretas também.

    Vou apenas me citar (viram como é?): “Outra coisa, nenhum dos dois casos citados aqui se tratavam de notícias, então não venha dizer que podem ser replicadas. Eram dois textos originais onde os autores davam sua opinião sobre determinados assuntos.”

    Além disso, é o fato que pode ser replicado, não a notícia. Você não pode copiar trechos de uma reportagem da Veja e colocar na sua própria revista, o que você pode é falar sobre o mesmo assunto com outras palavras. Com as SUAS palavras.

    Gyabbo!

  11. ZiTeLLi disse:

    @vorspier sim oassunto esta encerrado se continuar as discuções serão deletadas as postagens e os comentarios sobre o assunto do site…

    @gyabbo é ridiculo uma postagem de noticia com somente um link e citar um pedaço da noticia é no minimo estranho ja que normalmente as noticias tem somente um ou dois paragrafos…

    sobre a lei de diretios eu só digo que ela abrange varios conteudos:
    Art. 7º São obras intelectuais protegidas as criações do espírito, expressas por qualquer meio ou fixadas em qualquer suporte, tangível ou intangível, conhecido ou que se invente no futuro, tais como:

    I – os textos de obras literárias, artísticas ou científicas;

    II – as conferências, alocuções, sermões e outras obras da mesma natureza;

    III – as obras dramáticas e dramático-musicais;

    IV – as obras coreográficas e pantomímicas, cuja execução cênica se fixe por escrito ou por outra qualquer forma;

    V – as composições musicais, tenham ou não letra;

    VI – as obras audiovisuais, sonorizadas ou não, inclusive as cinematográficas;

    VII – as obras fotográficas e as produzidas por qualquer processo análogo ao da fotografia;

    VIII – as obras de desenho, pintura, gravura, escultura, litografia e arte cinética;

    IX – as ilustrações, cartas geográficas e outras obras da mesma natureza;

    X – os projetos, esboços e obras plásticas concernentes à geografia, engenharia, topografia, arquitetura, paisagismo, cenografia e ciência;

    XI – as adaptações, traduções e outras transformações de obras originais, apresentadas como criação intelectual nova;

    XII – os programas de computador;

    XIII – as coletâneas ou compilações, antologias, enciclopédias, dicionários, bases de dados e outras obras, que, por sua seleção, organização ou disposição de seu conteúdo, constituam uma criação intelectual.

    Art. 8º Não são objeto de proteção como direitos autorais de que trata esta Lei:

    I – as idéias, procedimentos normativos, sistemas, métodos, projetos ou conceitos matemáticos como tais;

    II – os esquemas, planos ou regras para realizar atos mentais, jogos ou negócios;

    III – os formulários em branco para serem preenchidos por qualquer tipo de informação, científica ou não, e suas instruções;

    IV – os textos de tratados ou convenções, leis, decretos, regulamentos, decisões judiciais e demais atos oficiais;

    V – as informações de uso comum tais como calendários, agendas, cadastros ou legendas;

    VI – os nomes e títulos isolados;

    VII – o aproveitamento industrial ou comercial das idéias contidas nas obras.

    Como pode ver não se encaixa em especificamente nada portanto fica a critério de quem julgar onde encaixa-lo, eu acho que o mais comum é ideia e não seria coberta pelo direito autoral, em todo caso se fosse a lei de direito autoral cobre que até 25% do material pode ser “copiado” sendo mantido os creditos e copiado é literalmente identico se for mudado algumas partes de texto o direito autoral não cobre…

    Sobre a bloqueira “famosa” eu não a conheço e não leio os textos dela, sobre os textos replicados o de tsundere foi mudado pelo marcos, tanto as palavras como as imagens mas mesmo assim o vorspier não aprovou, de mais o marcos disse que encontrou o mesmo texto (sem os comentarios do vorspier) em ingles e vai colocar esse como fonte tirando o do verspier, sobre o texto do lancaster ele não esta na integra (o total são 7 paginas) e o lancaster só pediu para citar seu nome e foi feito… não havendo criticas depois, a minha citação sobre “chuva em copos d’ agua foi pelos envolvidos diretos não tem mais do que reclamar o vorspier pois ja foi mudado e o lancaster pois ja foi feito o que era pedido…

    no mais caso queiram que sejam tiradas as postagens tiraremos e faremos outras sobre o assunto com informações baseadas em materias americas ou japonesas, que é o que as pessoas normalmente fazem…

    sebre postagens originais faremos quando acharmos necessarias eu faço questão de fazer meus reviews bem feitos e por isso só faço de animes que eu gosto e conheço bem… sobre materias no geral faremos o possivel para divulgar o mundo otaku não necessariamente fazendo conteudo próprio pois isso demanda tempo e podemos querer dar mais importancia a velocidade e não qualidade da informação…

  12. Denys Fantasma Almeida disse:

    @ZiTeLLi
    Por que toda vez que alguém vem discutir parece que nem lêem minhas respostas? O eu estou falando, desde o post até meus comentários é sobre plágio, ato de fazer algo criado por alguém parecer como seu. O formato dos posts que vocês fazem, fazem o leitor entender que o autor do que está escrito ali é aquele “by alguém”, no caso das duas, Marcos, não dando destaque algum ao criador original. Olhe pro seu post, pense um pouco, é fácil perceber isso e vocês são os únicos que não percebem.

    Mas eu deixo esse debate pra lá, esperava um bom debate, mas quando a pessoa diz “podemos querer dar mais importancia a velocidade e não qualidade da informação…”, já sei com que tipo de site estou tratando.

    Só uma última coisa: Copiar pra mudar um pouco algumas partes ainda é plágio. Plágio não é só copiar tudo exatamente igual.

    Acho o site de vocês bonito e bem organizado, mas assumam seus erros, suas responsabilidades. Escrevam seus próprios textos e pensem mais na qualidade do que na velocidade.

    Gyabbo!

  13. ZiTeLLi disse:

    Essa é minha ultima resposta provavelmente não lerei a que vc dara para ela, enfim… Eu sou praticamente graduado em sistemas de informação (só falta meu tcc) e como eu disse trabalho com web a alguns anos, todose repito todos os gerenciadores de conteudo que eu ja trabalhei e não foram poucos pra citar os mais usados worldpress e joomla postam as noticias nesse formato nome da postagem pelo colunusta x… em modo algum é possivel mudar esse nome do colunista para u mnome que v c quiser que ao meu ver é a sua reclamação ou seja como eu ja disse para ficar by “nome que vc quiser” o cara tem que ser cadastrado no site e postar…

    não me venha com esse sistema que vcs usam, agente usa um gerenciador pronto que outros sites usam e é impossivel mudar isso a menos que eu crie o meu sistema… como eu disse um site de noticias é diferente de um blog então mudar o by provavelmente nunca sera feito em nosso site pois não temos pretenção em mudar de gerenciador…

    como disse antes citamos sempre as fontes e aceitamos as criticas e pedidos dos usuarios… sem mais abraços e boa sorte com seu blog

  14. Denys Fantasma Almeida disse:

    @ZiTeLLi
    A questão não é isso… ai ai…a questão é como você informa ao seu leitor de onde vem o que está ali. Primeiro, os dois casos não eram noticias, eram matérias. Era muito melhor começar o texto com um “Olá gente, vi esse texto no blog tal, nesse link aqui, achei muito interessante, vou colar aqui com autorização do autor e dar a minha opinião”

    Da forma que vocês fizeram, simplesmente esconde o real autor.

    Gyabbo!

  15. sandra monte disse:

    Sabe, é engraçado ver o pessoal se queixar agora, de algo que tenho falado há anos!!!

    Sim, anos. Parece que a coisa só dói quando é com a gente…

    Enfim, gente picareta tem aos montes. Isso não vai acabar nunca. Mas, quem é bom, é lembrado. E os picaretas somem!

    Pelo menos, é o que espero.

    Por fim, quase tão ruim quanto copiar o texto, é pegar uma informação que só você sabe, só você colocou. Daí pegam, retransmitem e não colocam créditos. Isso sim é nefasto.

    É isso aí.

    Sandra Monte
    http://www.papodebudega.com
    http://twitter.com/papodebudega

  16. Tio Cloud disse:

    É como a Sandra falou, isso sempre ocorreu. O JBox por exemplo tem seus textos utilizados por um número incontável de sites e blogs pela net afora que nunca dão fontes. Se ficássemos em contato com esse povo reinvidicando os créditos não sobraria tempo pra postar mais nenhuma informação.

    Infelizmente as coisas são assim, mas nem só os sites pequenos fazem esse tipo de atitude. Alguns bem conhecidos se utilizam de uma maquiadinha aqui, outra ali e emulam um trabalho que gastou anos para ganhar aquelas formas. É o negócio: é mais fácil copiar que está indo bem do que criar indentidade própria. E assim vamos indo…

    Abração e sucesso!

  17. Pato_Supersonico disse:

    Pedofilia e incitações ao ódio também são comuns na internet. Deveriam ser consideradas práticas normais por conta disso?

    Não confundam as coisas pessoal. Plágio é comum na internet porque as autoridades não possuem em seu poder meios eficientes de combatê-la, o que torna a internet território fértil para práticas anti-éticas. Por isso, por favor, nunca usem como argumento para justificar algo o fato de todo mundo fazê-lo na internet. E o fato da maioria dos blogueiros aceitar essa prática não significa que todos são obrigados a aturá-la.

    E, caro ZiTeLLi, textos como o do Lancaster e o do Japan Pop Cuiabá são sim, protegidos por lei.

    “XIII – as coletâneas ou compilações, antologias, enciclopédias, dicionários, bases de dados e outras obras, que, por sua seleção, organização ou disposição de seu conteúdo, constituam uma criação intelectual.”

    Textos informativos e opinativos são criações intelectuais, e portanto, sua divulgação deve sim, ser feita respeitando-se os direitos autorais.

    Quem planta, colhe.

  18. Eu fui enganada por este artigo plageado ‘-‘

    Já corrigi a referência no meu blog, mas fiquei até constrangida, afinal eu posteio link para o site AFS ainda colocando a nota “Como respeitar os direitos é muito importante, vai aí o link do artigo, leiam porque é muito bom mesmo.”

    Apesar de não me agradar com a qualidade do site que cometeu este ato, eu ainda lhe dava algum crédito, porém após os últimos acontecimentos…..

    Sinceramente, vamos ser um pouco mais éticos nesse mundo virtual onde não existem leis ou punições concretas, é questão de respeito ‘-‘

    Agradeço mesmo ao Denys por ter me feito refletir e percebido a proporção deste fato realmente lamentável para a blogosfera otaku

    E ao blog Maximun Cosmo só me resta desejar que continue com o exelente conteúdo e que coisas tristes como essa não venham a o afetar novamente ‘-‘

  19. Pato_Supersonico disse:

    Aos moleques do AFS;

    Gostaria de postar isso no site de vocês, mas como sei que meu post será apagado lá – considerando seus históricos -vou postar aqui.

    Se querem mostrar que não são crianças, um bom começo é pararem de escreverem como uma.

    Olhando a qualidade ortográfica dos trechos que foram adulterados no artigo do Lancaster, bem como muitos dos materiais publicados em seu site, fica óbvio que os redatores do Freak Anime Show não dominam as regras mais básicas de redação e ortografia.

    O que, por sua vez, me passa a forte impressão de que a verdadeira razão de vocês não escreverem textos de próprio punho é o fato de não possuírem bagagem cultural suficiente para tal.

  20. Mangaká disse:

    Velho, enquanto lia os comentários fui tendo uma raiva…
    Denys, concordo com você, tanto nos comentários quanto no texto. Não é porque tá aí na net que pode ser plagiado à vontade e esse site feminista foi muito sacana também. E plágio não é só blogueiro que sofre, artista também, só que quando é texto dá pra achar os plagiadores mais facilmente…

    Engraçado é ver como o tal ZiTeLLi fica desviando o assunto… Dá pra entender porque não ia dar atenção à sua última resposta.

    Pelo que eu fiquei sabendo pela Valéria, eles também copiaram outros blogs também sem créditos. Será que nessas situações os que foram plagiados não poderiam falar com o dono do domínio para tirá-los do ar? Essa é uma opção que eu vi num blog chamado Blosque (a dona também já foi plagiada e tem vários posts batendo nessa tecla). Se os cretinos prometeram tirar pra depois não cumprir, essa seria uma alternativa.

    Bem, fica a dica.

  21. barthkoch disse:

    Caramba! Eu sou uma das 327 pessoas que leu sobre Taishou Yakyuu Musume naquele site feminista. E super me interessei!
    Que coisa…

  22. Pingback: Punch versus sites de reencodes: Onde os fãs se encaixam? |

  23. Pingback: O “de fã para fã” criou e matou a possibilidade de um mercado de animes no Brasil |

Os comentários estão encerrados.