Hakuouki – Primeiras impressões

Hello! Como estão? Pra ser sincero eu estou bem desanimado; projetos da faculdade que não consegui completar, desânimo, time de futebol perdendo quando não pode perder… a coisa não está muito legal, mas vamos vivendo. Como essas coisas passam, não deixo o blog parar e hoje venho com mais uma das minhas primeiras impressões de um dos animes da nova temporada, dessa vez, Hakuouki.

A segunda metade do século XIX foi extremamente conturbada para o Japão, visto que se encerrava a política de isolamento perante o ocidente que vinha desde o século XVI. Essa abertura econômica e cultural acabou por finalizar o processo de mudança do feudalismo japonês, o regime Tokugawa, encerrando a era Edo e iniciando a era Meiji, com um governo mais próximo dos modelos ocidentais, apesar de ainda manter a figura do seu Imperador.

É dentro desse período conturbado que surgiu o Shinsengumi, que em tradução literal seria algo como “O grupo dos novos escolhidos”. Esse grupo seguia uma simples linha conhecida como sonnō jōi; “Reverencie o Imperador, bana os bárbaros”, o que deixa claro sua posição política.

Toda essa introdução histórica (que eu espero não ter errado, por favor me corrijam se for o caso, não sou nenhum especialista em história japonesa) é necessária para entender melhor as pretensões do anime produzido pelo estúdio DEEN e baseado em um video-game para Playstation2, Hakuouki. O anime, ainda sem uma previsão de número de episódios, mostra a história de Yukimura Chizuru, uma garota que vai para Edo, atual Tóquio, na procura do seu pai, um farmacêutico que após viajar à trabalho para a cidade, acaba desaparecendo. Confundida com um garoto, Chizuru é perseguida em uma noite por alguns homens e perto de ser morta, presencia a estranha aparição de membros do Shinsengumi em uma forma enlouquecida, “Aqueles que falharam”, como é dito pelos personagens. Por fim, a garota é salva por membros sãos do grupo e levada para o seu “quartel general” enquanto eles decidem o que fazer. A questão é que os membros do grupo também estão procurando pelo pai da garota, que é na verdade um grande farmacêutico. Por isso, Chizuru acaba sendo aceita pelo grupo enquanto ambos procuram pelo desaparecido.

Diferente de Giant Killing!, onde é usado um traço simples e uma animação variante, aqui o estúdio DEEN caprichou, utilizando-se de um traço bem realista e definido, com uma ótima animação que consegue transferir bem o ambiente nipônico feudal. O próprio estúdio já havia feito um anime utilizando esse mesmo período japonês, Amatsuki, que apesar de ser um bom anime, fica bem atrás na ambientação feita pelo estúdio. Essa temporada pode vir a mudar em muito a forma como muitos vêem o estúdio (eu mesmo tenho minhas ressalvas). Outro anime do mesmo estúdio e período é o super conhecido pelos brasileiros, Samurai X, e aqui a comparação fica ainda mais fácil. O nível apresentados nos dois primeiros episódios está levemente abaixo do nível de animação apresentado no OVA de Samurai X, Tsuiokuhen, que para mim é um dos melhores animes. Torço para que siga sua qualidade até o final.

Um ponto muito interessante de ser observado é que praticamente todo o cast de seiyuu’s masculinos originais do game foram mantidos com seus respectivos personagens, o que dá um respaldo maior para a série, agrada em cheio aos fãs que já conheciam o jogo e com certeza vice-versa. Além disso, praticamente todo o cast é formado por seiyuu’s com larga experiência no ramo, então esperem atuações bem feitas e uma química que nem sempre se encontra em outros animes. O diretor, Yamazaki Osamu não é um grande nome, apesar de já ter certa experiência, destacando para mim a direção de alguns episódios do anime Mushishi. E por fim, mas definitivamente não menos importante, temos Iwanami Yoshikazu como diretor de som. Yoshikazu já trabalhou em séries como Baccano! e Sengoku BASARA, dispensando comentários sobre suas capacidades.

Hakuouki, pelo que mostrou até agora, tem um desenvolvimento lento, mas que prende o espectador e promete uma história cheia de intrigas políticas, lutas sangrentas e momentos de emoção. Continua com a qualidade dos animes da temporada da Primavera e coloca mais um na briga pelo posto de melhor!

Esse post foi publicado em Animes, Primeiras impressões e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

14 respostas para Hakuouki – Primeiras impressões

  1. Fernando Eduardo disse:

    A primeira coisa que me veio em mente ao ler o post: Peace Maker + Samurai Champloo. XD

    Sem maiores comentários (percebi que estou ficando ruim nisso), apenas digo que é mais um anime que vai para a lista de download.

  2. Assisti e gostei, mas não deve ser nada que entre para os meu top animes xD

    Time de futebol perdendo?! Deve ser flamenguista hehe =D

    A umas semanas montei um blog de animes e estou formando algumas parcerias, você gostaria de participar? Quando tiver tempo de uma visitada lá.

    Abraço!

  3. Laiana disse:

    Toh amando esse anime *-*

  4. Leandro Nisishima disse:

    Sò uma coisa Gyabbo. Edo é a atual Tóquio, não Quioto.

  5. Podemos trocar links sim.

    Para facilitar na minha página, já coloquei um código do banner que basta copiar e colocar em seu site, mas se preferir, pode apenas colocar o link tbm, não há problema ^^

    Você possue algum banner?

  6. Caio Ferreira disse:

    O traço realmente parece lindo. E realmente lembra Samurai Champloo, mas Samurai Champloo é no começo da Era Tokugawa, não no final.

  7. Fernando disse:

    pra mim esse é um dos melhores animes da nova temporada, afinal gosto muito de animes de samurai, e a qualidade de som e video estão me deixando de queixo caido… graças a Deus não tem 3D!!! as lutas são muito bem trabalhadas, mas parece que não vai ter muitos episódios… ja ta no 4 e nada de história dos personagens, e cada vez aparecem mais…
    enfim… acho que vai ser muito bom, podendo ter sido bem melhor…

    – otimo seu blog… so descobri hoje… hehe

  8. denise kou disse:

    O Anime e roteiro está fiel ao Otome Game [espero que tenha muito romance, igual ao game *__*]e assim como “Harukanaru Toki no Naka De” [outro otome game que virou anime/shoujo mangá]todo os cast de seiyuus é o mesmo do game [para minha alegria tb e de muitas fãs]
    Um maravilhoso anime [shoujo], com um excelente roteiro !!
    Parabéns pela sinopse/introdução do anime , ficou muito boa ^_~

  9. Agatha disse:

    Bom, eu estou acompanhado o anime e como vc msm disse, o seu desenvolvimento é lento, mas isso não interfere nas minhas expectativas e já estou mt ansiosa pelo cap 6 *o*
    O traço é mt bonito e a história me prendeu (*mas isso vcjá deve ter percebido =p*)

  10. cristiane vieira araujo disse:

    o anime hakuoiki e maximo tem ação,romance, o anime e demais pena que so tem 13 episodios sera que não vai ter segunda temporada.o anime kaichou wa maid sama tinha so 13 episodios agora descobrirão que e 26 episodios pra nossa feliciade, sera que o hakuoiki não vai ser assim

  11. cristiane vieira araujo disse:

    tomara que tenha outra temporada desse anime, vai ficar muito sem graça so com 13 epiodios, tem que ter pelo meonos 26 episodios como kaichou wa maid sama.

  12. fausto disse:

    Discordo do Caio, acho que Samurai Champloo tá mais pro final da era Tokugawa (levando em conta que em um dos episódios, aparece o famoso navio americano que força os japoneses a abrirem os portos aos estrangeiros).

  13. Pingback: Hiiro no Kakera – Primeiras impressões |

  14. Fabio disse:

    Ahhhhh….
    pena que nos dojos voce nao aprende atacar tao rapido com o katana que nem eles…
    mas esses animes de samurai nao tem muito avê com o verdadeiro samurai….

Os comentários estão encerrados.