Saraiya Goyou – House of Five Leaves – Primeiras impressões

Olá! Hoje o dia é de felicidade, apesar dos problemas que o futebol trás, conseguimos avançar na Libertadores! A todos os leitores flamenguistas, saudações rubro-negras; Vai pra cima deles Mengo! Ok, eu precisava desabafar sobre isso e como não tenho um blog de futebol, tinha que ir por aqui mesmo. Mas o tempo é curto e ainda há vários animes a serem comentados aqui, por isso vamos ao que interessante, hoje a série será Saraiya Goyou ou como eu mesmo conheci, House of Five Leaves.

A série, produzida pelo estúdio Manglobe, é ambientada no período Edo da história japonesa (outro anime histórico, não que eles sejam incomuns, mas são dois presentes na temporada, vai ser interessante compará-los), onde um Ronin (samurai sem mestre) chamado Akitsu Masanosuke, que apesar de ser muito habilidoso, acaba sendo sempre dispensado dos serviços que consegue por causa de sua personalidade tímida e ingênua. Sem dinheiro e sem perspectivas de trabalho (já que só aceita serviços relacionados à prática com as espadas), ele acaba aceitando ser guarda-costas de um estranho homem. Pouco tempo depois, Akitsu descobre que esse homem, Yaichi, é na verdade líder de um grupo auto-denominado “Five Leaves”, sendo basicamente sequestradores.

A necessidade de serviço e dinheiro e a percepção de que naquele grupo há algo além de marginais se aproveitando de pessoas ricas para conseguir dinheiro faz com que Akitsu continue no serviço, entrando na “Five Leaves”. O anime é baseado em um manga de mesmo nome que conta atualmente com sete volumes e é feito pelo criador de outra obra que já deu as caras aqui pelo Gyabbo!, consegue perceber qual? Bem, o criador é Natsume Ono, do manga  e anime Ristorante Paradiso!

Eu faço essa pergunta por que o traço de Ono é bem perceptível e fácil de ser reconhecido, com suas linhas aparentemente rabiscadas e sem grandes detalhes nas figuras principais. Porém, como já vimos em Ristorante Paradiso, Ono consegue explorar bem esse traço simples contrastando com uma belíssima fotografia que aqui é feita de forma estupenda pelo estúdio Manglobe. Seja no início do primeiro capítulo com seus tons esverdeados, ou no meio com as ruas da cidade e suas passagens não-urbanas, ou nas passagens noturnas, tudo é muito bem explorado com o traço original de Ono criando uma atmosfera que muitos esperaram encontrar em Katanagatari (Ok, estou falando de mim mesmo nesse caso, mas acho que muitos pensaram assim também).

Em uma temporada muito forte como essa de primavera, Saraiya Goyou consegue superar os outros concorrentes aliando uma animação muito bonita (creditada a Yamashita Yoshimitsu, que para falar pouco, foi animador chefe do último episódio de CANAAN), fotografia e cores em equilíbrio raro, traço fiel ao do autor original, personagens carismáticos e com personalidade, e uma história intrigante, tudo encaixado pelo diretor Mochizuki Tomomi, que apesar de não ter feito nada grandioso em sua carreira, é bem experiente.

Pelas primeiras impressões, este anime promete cumprir a promessa que Katanagatari fez parecer que faria, só espero não ter a mesma decepção com este nos capítulos seguintes como a que tive com o outro.

Fica aqui apenas uma ressalva, Saraiya Goyou não é um anime para todos, sua narração é lenta, a direção está mais para um filme europeu do que para um anime de samurais como Hakuouki e Samurai X, mas é aí que está boa parte da sua beleza. Sei que não serão muitos que vão se empolgar com esse anime, mas se tiverem um chance, dêem uma olhada, definitivamente valerá a pena. E se nada do que eu falei lhe convencer, bem, só preciso dizer que o anime ocupa o atual espaço do Noitamina, bloco sinônimo de qualidade!

Esse post foi publicado em Animes, Primeiras impressões e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Saraiya Goyou – House of Five Leaves – Primeiras impressões

  1. Fernando Eduardo disse:

    E você acaba de me convencer a adicionar mais um anime a lista de download.

  2. priscila carneiro disse:

    OLHA ESSE AINDA NÃO CONHEÇO MAS POR VC IREI INCENTIVAR MEUS FILHOS A CONHECEREM ,olha eu de novo gritando, mas se vc ver os desenhos deles e a coleção de mangas e animes so não compro mais porque sai um pouco carro dai eles trocam.ABRAÇOS

  3. Pingback: Yojouhan Shinwa Taikei – Primeiras impressões « Gyabbo!

  4. natsuriko disse:

    A par de Yojou-Han Shinwa Taikei, este é o anime da temporada que mais quero assistir. E fiquei ainda mais curiosa agora que li o seu post. Tentarei fazê-lo assim que consiga!

  5. shamps disse:

    *entusiasta do anime* Já estou assistindo desde o lançamento. Simplesmente perfeito. As músicas, as sequencias de cenas, os cenários e as personagens são belíssimos. Que climão de noir.

  6. Sara disse:

    Assistirei ele com toda certeza, apesar do traço ser diferente, eu li sobre a história e ela parece ser ótima *o* Me deu mais vontade ainda de vê-lo depois de ler sua resenha.

Os comentários estão encerrados.