Senkou no Night Raid – Primeiras impressões

Olá a todos! Vocês está percebendo algo diferente? É claro que sim (se não, recomendo um oftalmologista ou um teste de percepção)! Como vocês podem perceber, resolvi mudar o template do blog que durava desde o seu início até hoje, mais de um ano. Já havia um bom tempo que tinha o desejo de mudar o template, mas como o WordPress.com é bem limitado quanto a isso, nunca tive esse chance. Ao sair um novo recentemente, não duvidei muito, fiz uns testes, vi que ficava bom e resolvi mudar. É claro que ainda quero ouvir a opinião de vocês e para isso farei uma enquete evocando a opinião de vocês.

Mas hoje o assunto ainda são os animes e com este post termino finalmente a temporada de primavera 2010. Apesar de último, sem nenhum desmerecimento, Senkou no Night Raid.

Uma grande característica dessa temporada são animes de época. Certamente é uma grande oportunidade para os fãs conhecerem melhor a história do país nipônico e da Ásia em geral. Se temos Hakuoki e Saraiya Goyou, ao redor do fim e transição da era Edo, e Rainbow que se passa pós Segunda Grande Guerra, em Senkou no Night Raid a história se passa em 1931, logo, entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial. Após sair da Era Edo e entrar na Era Meiji, o Japão obteve um grande desenvolvimento econômico e militar, ganhando imensa relevância na Ásia e no mundo após vencer a I Guerra Sino-Japonesa (1894 ~ 1895) e a Guerra contra a Rússia (1904 ~ 1905), o que explica suas participações nas Guerras Mundiais que viriam.

Dentro desse contexto de 1931, um destacamento do exército imperial japonês é localizado em território chinês, e Senkou no Night Raid trata justamente sobre isso. Dentro do exército japonês existe o “Sakurai Kikan”, um grupo altamente confidencial, formado por quatro espiões pessoas com habilidades extra-sensoriais.

O anime se trata da segunda produção do bloco Anime no Chikara (“O Poder do anime” em tradução livre), concebido como um bloco exclusivo para produções originais. Em seu primeiro trabalho o bloco veio com o duvidoso Sora no Woto, que apesar de uma animação belíssima, não conseguiu se confirmar quanto ao roteiro e à narração. Nos primeiros episódios de Senkou no Night Raid podemos ver justamente o contrário. Não que a sua animação seja ruim, definitivamente não é, mas também não é nenhum primor, porém é boa, principalmente se pensarmos que a qualidade do anime não está na sua animação, mas sim no seu enredo.

Envolvendo missões do grupo “Sakurai Kikan”, o anime não perde tempo como Sora no Woto se permitiu e tem em seu primeiro episódio uma emocionante infiltração em território inimigo para o resgate de um refém. Porém, tratando-se de um anime militar e de espionagem, nada é o que parece, as coisas nunca estão as claras, certamente uma grande qualidade a ser explorada.

Mas o anime não é simplesmente ação e espionagem, seus personagens começam a ser explorados rapidamente e suas personalidades e passados, o que é uma grande questão já que o expectador fica com a necessidade de saber como tal grupo se formou e de onde vem suas habilidades. Passado e presente, seja dos países, seja dos personagens são rapidamente trocados entre figura e fundo criando uma teia de interelações profundas e que se continuarem a serem bem trabalhadas durante seus 13 episódios, fará de Senkou no Night Raid uma das grandes obras da temporada.

Com ação, suspense, guerras, espionagens, personagens interessantes, intrigas e um bom estúdio e produtora por trás, esse é outro anime recomendado para a temporada da primavera 2010.

PS: Além de encerrar os posts de primeiras impressões da temporada de primavera 2010, hoje encerro também a enquete sobre “Qual será a melhor série da Primavera 2010?”. No lugar dela entra uma nova sobre a questão do novo template, espero que vocês votem e deixem sua opinião (sim, a enquete permite deixar comentários também!).

Esse post foi publicado em Animes, Primeiras impressões e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Senkou no Night Raid – Primeiras impressões

  1. Panina Manina disse:

    Coincidência, acabei de postar no Subete que o episódio 7 não vai ser exibido na TV por causa do tema “incômodo”.

    Bom saber que essa série está melhor que Sora no Woto.
    E gostei do novo template.

  2. Qwerty disse:

    Quatro episódios assistidos e acho um DARKER THAN BLACK: China – e piorado em relação ao muito bom Kuro no Keiyakusha [Ryuusei no Gemini jamais deveria ter sido feito, IMO]. Pode ser que melhore, mas o anime parece estar um pouco perdido no que quer contar – a intenção é até melhor que Sora no Woto [e o anime também], mas episódios como o 4 em um anime de 13 episódios chegam a dar raiva.

    E achei a animação uma das melhores da temporada, do mesmo nível de Sora no Woto. É que Sora no Woto tem melhores cenários e um character design que prima pela facilidade de se desenhar [isso e as caretas tão presentes em K-ON! e ausentes em SoraWoto].

Os comentários estão encerrados.