Anime Records #2 – Blogar sobre animes

Olá pessoal! O tempo passou, pode ter demorado um pouco, mas finalmente chegamos com a segunda edição do Anime Records!

Dessa vez, infelizmente, não pudemos contar com a participação do Leandro do Subete Animes (que na verdade se afastou do próprio blog, uma perda muito grande para o meio), mas tivemos a participação especial de dois convidados!

Em primeiro lugar temos a Lilian Kate Mazaki, diretamente de Rio Grande no Rio Grande do Sul, nossa primeira participante feminina, dona do blog Mundo Mazaki e de projetos como o ANKCBR, além de escrever para blogs como o Kono – Ai – Setsu e o K-ON Br.

Já do Rio de Janeiro (Er… quantos Rios), temos a participação do Diogo Prado, mais conhecido como Didcart, dono do blog MBB Anikenkai e do vlog sobre animes MBB Anikenkai LIVE.

Completando o time comigo e com o Leo do Mithril, o assunto dessa segunda edição é um pouco mais ousado que o da primeira e tenta esmiuçar o mundo e o processo de “blogar sobre animes“. Indo desde o início de um blog, processo de postagem, parcerias, plágio e muito mais, no Anime Records #2 você irá conhecer muita coisa dos bastidores desse lado da blogosfera brasileira.

Aguardo o seu comentário!

Download: http://www.megaupload.com/?d=N9YP4GSW

Ou assine o feed para saber sempre de novas edições e baixe pelo PodOmatic: http://animerecords.podomatic.com/

Blogs recomendados:

MBB AniKenkai

Ogiue Maniax – http://ogiuemaniax.wordpress.com/
Wcloudx (komo)’s Blog – http://wcloudxkumo.wordpress.com/
Maximum Cosmo – http://www.interney.net/blogs/maximumcosmo/

Mundo Mazaki

Blog do Fuyuki – http://ameblo.jp/fuyukiapapa
Wakaranai – http://wakaranai.animeblogger.net/
Netoin! – http://netoi.blogspot.com/

Gyabbo!

Blyme – http://blyme-yaoi.com/main/
Bokutachi no Blog – http://brianandrew.wordpress.com/
Mais de Oito Mil – http://maisdeoitomil.wordpress.com/

Mithril

Drama’s Inn – http://www.dramasinn.com/
Moetron – http://www.moetron.com/
Portallos – http://www.portallos.com.br/

Esse post foi publicado em Podcast e marcado , , . Guardar link permanente.

20 respostas para Anime Records #2 – Blogar sobre animes

  1. Alexandre disse:

    Agradecendo a citação do MBB AniKenkai. Eu estou meio atolado hoje, mas estou baixando e vou ouvir. :)

  2. Pablo Ruan disse:

    Assinando feed!!

    Depois de ouvir comento sobre o podcast!

  3. Saudações

    O “Anime Records #2” está em um nível superior à primeira edição, com um bate-papo descontraído, que conseguiu anexar a seriedade com o bom humor bem na medida.

    Ouvir o que cada um dos participantes pensa à respeito da arte de blogar sobre a animação japonesa foi uma experiência produtiva pois, por mais que a raiz da idéia seja a mesma, a forma como tal idéia é divulgada é bem diferenciada entre um blog ( blogueiro ) e outro.

    Os temas sérios, como o plágio, foram bem tratados e analisados. As opiniões sobre a ligação entre blogs ( como por meio de parceria ) também foram bem niveladas. O áudio, que foi o maior problema do primeiro podcast, foi bem melhor trabalhado nesta nova edição.

    Também houveram os momentos cômicos onde, em minha humilde opinião, a menção sem querer da sigla da UF “PB” como Paraná foi hilária, ainda mais citando-se Cascavel como sendo uma cidade pequena ( foi sem querer, isso é fato, porém a menção não tem como passar desapercebida ).

    Obviamente, as futuras edições do “Anime Records” poderão ir bem além pois, com a experiência, virá a grandeza.

    Parabéns pelo podcast, pessoal!

    Até mais!

  4. Saudações

    E fico também agradecido pela citação do “NETOIN!” no “Anime Records #2”!

    Até mais!

  5. Diogo Prado disse:

    Eu sabia que essa citação à Cascavel (me perdoem, amiches) ia dar o que falar… rs.
    Mas deixei na versão final porque todos nós erramos, somos humanos! :P O importante é que me corrigi.

    Pelo visto o pessoal tá gostando do podcast! Valeu pelos elogios de todos! Muita gente comentou sobre meu “review” daquele episódio estranhíssimo de Naruto Shippuden, rs… pô… não foi planejado não, pessoal, saiu na hora mesmo. rs.

  6. vorspier disse:

    Gostei do Podcast e dos assuntos abordados nele.
    Escrevo no Japan Pop Cuiabá por prazer também, e não acho legal quando as pessoas pressionam para que se escreva sobre isso ou aquilo. Blogar é bacana, mas não dá pra viver somente disso; a periodicidade em blog é um pouco diferente de um site. O JPC tem notícias e artigos, mas não dá pra postar tudo o que sai na blogosfera nacional e internacional. Por isso a seleção de algumas coisas que consideramos interessantes. Se não postamos, com certeza algum outro blog ou site vai postar, então não vamos nos estressar por isso.
    Agora quanto aos plágios, é uma praga. Essa semana mesmo achei dois copiando notícias descaradas do blog, mas com um péssimo visual e um jeito de escrita horrível. Leitores inteligentes, por favor, boicotem esse povo que não sabe criar posts com suas próprias palavras!
    Agora, o caso que você falou do cara que copiou até a info sobre sua pessoa, achei o cúmulo do absurdo. Até joguei no Google e vi quem foi. Horrível!
    Até queria participar de podcasts, mas o tempo tá difícil…

  7. Tanko disse:

    Ah, este segundo já ficou mais bem afinado, o papo estava ótimo e o som também! *ah, como é difícil fazer com que todos fiquem com um bom áudio, até agora não conseguimos*

    Ainda acho que poderia ser tudo trilhado, mas aviso que dá uma trabalheira…

    Gostei muito do tema, eu adoro blogar! Confesso que comecei o blog por dois motivos: o primeiro, eu AMO/VIVO podcast e queria fazer um “yaoicast” e segundo porque precisava de um hobby ou desculpa para ler yaoi. Queria focar nas notícias, pois via poucos blogs tratando disto com regularidade, encontrava-se mais informações nos fóruns! Um dos meus modelos foi o Shoujo Café.

    Eu estava enferrujada e desatualizada, mas resolvi que só blogando mesmo que eu ia me reinserir e recuperar o tempo perdido. Hoje acho que a melhor parte é mesmo difundir o yaoi e ter contato com os leitores, enfim, unir as pessoas! E a pior parte é a mesma citada por vocês: não poder usar quanto tempo gostaria para o blog. ^^ Achei que só eu sentisse essa agonia, olha que egocêntrica, eheheh.

    Eu realmente já comecei o blog/podcast me conformando que ia “pagar para trabalhar” no blog, que talvez ficasse isolada da blogosfera/podosfera e que ia ser vítima de todos aqueles trolls que me perseguiam no Orkut. Felizmente a única realidade com a qual eu tive que lidar foi a primeira e estou tentando contorná-la. Quanto às pessoas que frequentam o blog, eu não tenho do que reclamar.

    Adorei as dicas, vou conferir depois com mais calma.

    E é claro, obrigada mesmo pela recomendação do nosso Blyme! Fico grata em ver que o blog está sendo útil e feliz no seu objetivo de informar e

  8. Tanko disse:

    ops, cortou aqui Fico grata em ver que o blog está sendo útil e feliz no seu objetivo de informar e entreter. =)

  9. Alexandre disse:

    Bom, eu posso dizer: o grande problema é que por mais que queiramos blogar, o tempo acaba fazendo sua parte. Queremos fazer outras coisas na vida. Temos outros projetos, e também queremos fazer aquelas coisas simples que todo ser humano faz. O blog come muito tempo da gente nessas horas. Especialmente um blog cuja ossatura é formada de news.
    Por outro lado um blog precisa manter sua identidade. Geralmente o blog é a identidade do próprio autor. Mexer é complicado. E você se sente obrigado a manter a periodicidade. As vezes, não há notícias mesmo. Eu mesmo já disse que por mim só escreveria artigos – mas artigos tomam tempo em pesquisa, edição de imagens (podem reparar que eu procuro interligar o texto ao design como posso), e, claro, o ato de escrever em si.

  10. Diogo Prado disse:

    Olha, Alex… numa coisa eu tenho que discordar de você. Se o blog segue a identidade do autor, ele tem mais é o direito de mudar as coisas se ver que não está de acordo com o seu “momento”. Principalmente se for um blog de opinião.

  11. roberta disse:

    AAH legaal esse podcast *—*
    Realmente, assunto polêmico e espinhoso isso de plagio. Acho que os que mais sofrem são blogs de news. É sempre legal citar a fonte da informação, mesmo que voce faça com suas propias palavras e tals. Mas á casos e casos tambem, noticias é uma coisa que começa á rodar pelo twitter e toda blogosfera e nao para maaaaaaais. Agora quanto á arigos, putz…a pessoa levou mó tempo pesquisando….falando sobre o assunto, pra poder vir um fdp e copiar descaradamente e colocar como se fossem as palavras dele? Se foder neh.

    Sobre o designer de Ookami San realmente foi algo que partiu do propio estudio, vide o episodio 08 do anime que teve um crossover bem legal com personagens de outros animes, como Toradora. As novels de Ookami San tem um designer um pouco diferente do anime, principalmente a personagem da Ookami. Imagem: http://gallery.minitokyo.net/view/468680

    Beeem…se deu trabalho pra voces, saibam que valeu apena pois o resultado final foi muito legal, infinitamente melhor que o primeiro. ^.^

  12. Achei bem colocada a questão do plagio, infelizmente alguns blogueiros ainda são imaturos com relação à isso. Espero que esse podcast ajude a conscientizá-los, as vezes é por falta de instrução mesmo.

    E eu sou do Paraná viu? assim como o Carlírio, achei ilário o erro do Diogo! Entre outras coisas, achei que ele foi uma figura bem divertida nesse cast! rs

    Quanto à qualidade técnica, achei que melhorou MUITO o áudio com relação ao anterior, e curti as músicas também, Queen, The Doors, além de anime o pessoal aí tem bom gosto pra rock hein!

    Por fim desejo sucesso a todos vcs, que continuem firmes com o hobbie/trabalho de blogar! e espero ansiosamente por novos Anime Records \o/

  13. Diogo Prado disse:

    Ok, pessoal… pode deixar que eu já to estudando geografia de novo, peguei os livros dos tempos do colégio… tá tudo bem agora… rs.

    • Denys Fantasma Almeida disse:

      Já era, Did, essa vai ficar marcada para sempre na blogosfera de animes XD

      Gyabbo!

  14. Pingback: A Cascavel que vem do Nordeste « Mais de Oito Mil

  15. Saudações

    Devo concordar com o Denys…
    Mas, sem crise…

    Até mais!

  16. Diogo Prado disse:

    Sem problemas, tudo pela comédia!! rsrs

  17. Mara Mariachi disse:

    Agora sem piadinhas, eu agradeço mesmo a recomendação. A tonta aqui baixou o podcast sem ter lido a notícia então só fui descobrir que falaram de mim quando ouvi no ônibus, e fiquei bem feliz com isso.

    Não esperava que um blog que comecei sem compromissos há uns 9 meses viesse a ter pessoas que lessem e gostassem.

    Gostei bastante do podcast, principalmente por não ser uma xérox do Nerdcast (que nem uns outros podcasts aí), espero que eles continuem frequentes e divertindo minhas viagens de ônibus.

    Um beijo da mara!

  18. qwerty disse:

    Primeiramente parabéns por mais um podcast focado no conteúdo, mas ainda assim bom de se ouvir – e em evolução constante.

    O tema desta vez foi bem mais arriscado. O fato de blogar é algo bem mais restrito que simplesmente assistir um anime [ou mesmo comentar em algum lugar da internet], então acho que o potencial de ouvintes é menor – o que é ruim para algo ainda nos primeiros passos. Mesmo assim, o programa prendeu mais do que o esperado por mim – apesar do tom/química ainda não estar perfeita [algo que vai se aperfeiçoando com o tempo], o que torna a experiência um pouco mais artificial do que deveria.

    Bem, tenho duas críticas mais específicas: 1 – para um programa de 1h30, ficou a sensação de muita coisa ter sido jogada superficialmente. Foco, o “falar mais com menos” é essencial em qualquer atividade, inclusive em podcast. 2 – a trilha poderia ser mais focada em anime& [dorama, tokusatsu], com maior inserção de BackGround Music na conversa [claro, sabendo que o principal são as falas dos podcasters].
    É [só] isso, nem tem muito o que falar do conteúdo. Quer dizer, tem sim: 1 – entendo vocês, mas eu daria os nomes a alguns bois. Infelizmente tem gente nesse meio que é SAFADA e que merece que sejam faladas algumas verdades a respeito. 2 – pessoalmente achei engraçado citarem como um dos prazeres de blogar terem opinião contrária a de todos e algum tempo depois terem citado a animação [IMO, excelente] de Naruto Shippuuden 167, justamente o que tive mais prazer em blogar para expressar opinião contrária a de vocês.

    Até o próximo podcast. Mas antes, nunca esqueçam que a melhor crítica é aquela que fala as várias facetas da verdade e não o que somente é feito para bajular.

  19. Pingback: Vale a pena fazer um blog autoral? | Gyabbo!

Os comentários estão encerrados.