Dragon Ball SD

Olá pessoal, como estão? Muito tempo, não? Tá certo que foram só duas semanas sem postar, mas acho que foi o maior período que fiquei sem colocar nada novo aqui. Mas tem explicações; primeiro foi o meu aniversário no dia 28/11, caiu exatamente em um domingo e acabei deixando passar. Outra questão foram problemas com meu notebook antigo (sim, estou com um novo agora!). Por último, mas mais limitante, está o final de período na faculdade que estão consumindo boa parte do meu tempo livre.

Durante esse tempo muita coisa aconteceu, não somente o notebook novo. Andei lendo uns quadrinhos além dos mangas, passei uns dias em São Paulo (onde conheci o Qwerty e o Nisishima do Subete Animes) e terminei meu primeiro Psicodiagnóstico na faculdade!

Mas deixamos o lado pessoal de lado já que esse não é o foco do blog, só queria atualizar um pouco. Hoje vou aproveitar um tempinho inexistente e vou comentar sobre o recém lançado manga Dragon Ball SD.

Há menos de dois meses atrás alguns boatos sobre um novo manga de Dragon Ball surgiram em um site americano, repercutindo por todo o fandom de mangas no mundo inteiro. Não vou enumerar aqui as grandezas dessa obra, que é a minha favorita entre todos os animes e mangas, mas é quase que impossível alguém que não tenha ouvido falar de Dragon Ball. Assim, era de se esperar que a notícia de uma volta realmente causasse barulho.

Se falou de uma continuação direta ao manga original, ignorando obviamente a desgraça que foi Dragon Ball GT (que nem manga teve, mas enfim). Outros apontaram para uma obra de marketing baseado no vindouro MMORPG coreano baseado no mundo de Dragon Ball. Ambos causaram respostas quase que equivalentes entre aqueles que achavam muito bom ver a lenda de volta, enquanto outros temiam justamente que algo no nível de DBGT surgisse.

Entre esse tempo surgiu a notícia, até inesperada vendo o atual estado do mercado de mangas infantis japonês, que a Shueisha iria lançar uma nova antologia, chamada Saikyo Jump, focada em uma faixa etária menor que a sua revista mais forte a Weekly Shonen Jump. Como a empreitada já era perigosa o bastante, a editora não foi boba e resolveu aproveitar seus maiores sucessos da revista “maior”, criando spin-off’s com versões infantis. One Piece, Reborn!, Naruto entre outros ganharam suas versões, entre eles, lá estava, Dragon Ball SD, o novo manga baseado na obra o mestre Toriyama.

No entanto o ponto mais importante de ser esclarecido é que esse novo manga não é escrito ou desenhado pelo Akira Toriyama, este apenas supervisiona. A obra ficou a cargo de Ooishi Naho, que já havia trabalhado de forma semelhante no manga especial Dragon Ball: Yo! Son Goku and His Friends Return!!, de 2008.

O traço de Naho consegue emular quase que perfeitamente o de Toriyama na fase Dragon Ball, onde SD se passa, o que é um grande alívio, agradando em cheio aos fãs mais puristas. Mas é preciso ter em mente que a obra é voltada para o público infantil, e por mais que o próprio original já ser voltado para um público infanto-juvenil (especialmente na sua primeira fase), aqui a coisa é mais acentuada. Porém, pelo primeiro capítulo a coisa parece que será bem divertida!

Utilizando-se de muitas liberdades de expressão, Naho, ao contrário do que foi feito no filme Dragon Ball Evolution, não exagera demais nessa liberdade, conseguindo mudar alguns pontos sem que isso pareça absurdo ou acabe com o carisma de Dragon Ball. Além disso, esse primeiro episódio veio totalmente colorido, de forma digital, que ao contrário do blog MBB Anikenkai, achei bem legal e espero que continue, mas duvido, provavelmente aconteça um rodízio com as outras obras (ou acham que vão deixar One Piece sem páginas coloridas?).

Dragon Ball é uma obra consagrada não só no Japão, mas no mundo inteiro e mexer com ela pode trazer muitas alegrias e dinheiro (Dragon Ball Kai!) ou muitas besteiras e coisas esdrúxulas (DBGT, DBEvolution). Dragon Ball SD no seu primeiro capítulo mostrou saber onde está os seus limites e para onde deve olhar. Até onde esse empreitada irá? Difícil dizer, pois também vai depender muito das vendas da antologia como toda. Mas analisado isoladamente é um simples manga infantil, direto no que pretende fazer, mas com grande potencial.

E vocês, já leram? O que acharam?

Esse post foi publicado em Mangas e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Dragon Ball SD

  1. Feiquiboy disse:

    Feliz Aniversário atrasado. XD

    Apesar da saga clássica ser a minha favorita, eu preferia que fosse uma continuação direta do mangá. E mesmo sendo simpático e potencialmente engraçado, não tenho a intenção de acompanhar esse mangá. Talvez no futuro.
    Só não entendi por que chamaram de Dragon Ball Super Deformed (SD), se não tem nada de deformado. Na verdade, tá muito parecido com o original.

  2. Amauri disse:

    Ainda não li mas vou ler, ótimo post como sempre Denys^^
    Parabéns

  3. Tirano disse:

    Nem vou ler e se tiver anime, dificilmente eu verei. Porra, eui li numa comunidade que poderia ser uma continuação do Z e iognorarem a desgraça do GT. Mas n é. perdi todas as minhas esperanças de copncetrarem (limparem) a merda do GT. Mas, era bom d+ para ser verdade.

Os comentários estão encerrados.