Anime Jungle Party Natal – Primeiro Dia

Olá pessoal, tudo bem? Eu estou bem animado com a proximidade das minhas férias, faltam basicamente quatro dias! Infelizmente nesse meio tempo ainda tenho pelo menos três trabalhos para entregar, mas enfim, estamos perto do fim!

Hoje vou comentar sobre uma das edições do maior evento de entretenimento pop japonês que há aqui em Manaus, o Anime Jungle Party, em sua versão Natal, primeiro dia.

Primeiro eu preciso dizer que pela primeira vez eu entrei em um evento com o intuito e a abertura de cobrir o evento. Resumindo, entrei de graça. Eu gostaria de agradecer aos organizadores do evento por darem respaldo ao blog Gyabbo!, entendendo-o como uma mídia relevante de divulgação da sua marca.

Só que ao mesmo tempo que eu vejo esse prestígio sendo dado, devo respeitar não somente os meus leitores, mas também os próprios organizadores que deram essa oportunidade. Sendo assim, buscarei ser imparcial, independente de como eu entrei no evento.

(Ok, chega dessa lição de moral.)

 

Evento menor = sem fila

Em sua terceira edição este ano (você pode ver como foi a primeira aqui e aqui), o Anime Jungle Party de Natal vem como uma versão pocket dos AJP normais. Diferente dos anteriores, dessa vez o lugar do evento foi o colégio Martha Falcão, não mais o Clube do Trabalhador. Muito se comentou sobre uma mudança do Clube para outro local, mas certamente o colégio não foi a melhor escolha. Com muito sol o lugar era quente demais, com a chuva (e que chuva!) metade do espaço útil se fora.

É claro que o lugar tem suas vantagens. O auditório onde foram realizadas as exibições de animes certamente é muito mais confortável que as salas do Clube, muito bem climatizado, ótima sonoplastia e uma sensação de cinema. A seleção de animes poderia incluir alguns nomes recentes, mas foi boa, passando Soul Eater, Yuyu Hakusho (uma pena um anime com DVD no Brasil e que já passou de todas as formas na TV ser exibido em um evento), MM!, Unlimited Blade Works, Shiki e Yakumo.

Imaginem esse lugar em total escuridão, flash só pra mostrar melhor

Começando os pontos negativos do dia, tenho que dizer que a presença de um apresentador mais carismático no palco e com um repertório de expressões maior poderia ter ajudado em muito o sucesso do evento. A falta que o Sílvio, figura carimbada nos AJP, fez foi enorme. Tivemos a apresentação do Matsuri Dance, que é sempre divertido, mas bem que uma roupa à caráter cairia bem. Algumas brincadeiras no palco que não deram muito certo (com uso de palavrões e um grupo representando pichação em lugares públicos foi bem questionável em um evento para o público geral, momentos para serem esquecidos).

Mas uma das marcas do Anime Jungle, que sempre faz grande sucesso, repetiu o bom formato: os games. Apesar de também ser uma versão em miniatura do que costumamos ver, tudo estava bem organizado e a diversão era garantida para quem passasse por lá (eu mesmo ganhei umas partidas de tênis-de-mesa). Desde jogos de Console, passando pelos PC’s e chegando aos Arcades, com certeza a diversão ali pagava o preço do ingresso.

Uma parte do evento que me decepcionou bastante, me deixando bastante surpreso, foram os cosplayers. Desde os últimos eventos eu acabei me acostumado a ver uma larga quantidade de diferentes cosplayers, muitos em grande qualidade passeando pelos eventos.

Neste sábado a qualidade era no mínimo questionável da grande maioria, sem contar que uns 90% deles ou eram de Naruto (especialmente da Akatsuki) ou de Bleach, fenômeno que eu achei que já tivesse chegado ao seu fim. É claro que tivemos alguns bons exemplos, mas espero que o domingo reserve momentos melhores nesse quesito, o que é mais do que esperado, já que estará em disputa uma vaga para a final da Yamato Cosplay Cup. Porém, uma coisa que me chamou muito a atenção foi a aparente falta de vontade de muitos cosplayers de tirarem muitas fotos. Bem, escolha pessoal, mas estranho.

As vendas estavam  bem diversificadas, com stands com camisas bem feitas, bottons dos mais diversos, estátuas à um preço acessível (quase levo um Piccolo por R$35, mas deixei passar), touquinhas e vários outros badaluques que todo evento possui. Infelizmente uma coisa a ser ressaltada foi a total falta de mangas à venda. Difícil acreditar em um evento de assim sem um único manga para vender, o que pode ser explicado pelo recesso da Loja especializada, Zona Negativa, mas ainda sim uma falha.

A comida também foi outro ponto chato. Se nas edições anteriores do AJP éramos agraciados com comidas diversas (quem não lembra do garçom de churros no último?!), neste parece que voltamos em pelo menos 5 anos, com quase nenhuma variedade e preços salgados.

 

Porque o Ryuk-estátuas também retira a vida de outras estátuas

O evento acabou tendo que ser muito remodelado por causa da chuva que de uma hora pra outra transformou a quadra do Martha Falcão em uma piscina, o que foi resolvido rapidamente assim que ela parou, ótima eficiência da staff. Infelizmente esse imprevisto (que torço que não se repita neste domingo) acabou adiando o concurso de cosplay livre, o quizz e esfriando muito o público, que já não estava na sua maior empolgação.

Por último queria comentar sobre as duas bandas que tocaram hoje. A primeira, ainda na parte da tarde, banda Kimera, foi uma escolha infeliz. De músicas que não era possível entender nada do que se cantava, passando por um cover ruim de Matanza e até mesmo cantando Glória, a banda não empolgou o público e não pareceu se encaixar no lugar. Por outro lado, a já conhecida J-Tk fez um show rápido, que com mais afinidade conseguiu uma melhor receptividade, além claro, de uma notória qualidade maior.

Banda J-Tk

Como vocês podem perceber o evento teve seus pontos altos e seus pontos baixos. Antes de me xingar, procure olhar de maneira crítica, mas se a sua opinião for diferente da minha não deixe comentar (se for igual também comente algo). Tenho certeza que para muitos esse primeiro dia do AJP de Natal foi de muita diversão, mas as críticas são feitos buscando a melhora dos eventos da cidade, o que eu já espero ver amanhã, tanto pelo aprendizado com os erros do primeiro dia, seja pela maior movimentação que o domingo/último dia sempre trás.

Que venha o segundo dia!

Créditos das fotos: Gyabbo! e Gabriella Almeida


E você, o que achou do primeiro dia do AJP de Natal?

Esse post foi publicado em Eventos e marcado , , . Guardar link permanente.

18 respostas para Anime Jungle Party Natal – Primeiro Dia

  1. carlos champs disse:

    concordo, a melhor coisa a se fazer depois de tudo era da uma namorada k

  2. Matheus.../ disse:

    E ai Denys, me parece que o evento dessa vez não foi lá muito empolgante. Eu sou de Manaus tambem mas atualmente estou fazendo faculdade em Campo Grande, até Junho eu ainda estava por ai e pude ir no primeiro Anime Jungle Party desse ano, não curto muito eventos de animes aqui no Brasil mas até que deu para se divertir com os amigos daquela vez (e poxa, Marcelo Campos se apresentando é sempre foda)…

    Dessa vez foi no Martha Falcão? Ja entrei lá dentro, acho que mesmo aproveitando os 2 andares do prédio me parece um pouco pequeno.

    • Denys Fantasma Almeida disse:

      Olá Matheus, sinto informar que só o primeiro andar estava disponível para o evento. Neste sábado, pelo pequeno fluxo de pessoas deu pra comportar bem. Vejamos neste domingo onde esperásse mais pessoas

  3. Lilith disse:

    Eu fui, fiquei um pouco decepcionada. mas fazer o que né.

    twitter/rubyhotprincess (:

  4. Wolf disse:

    Nada ah ver o Glaucio ali huehuehuhuehue

  5. vikthorcosta disse:

    Parabéns cara, ótimo post, ótimas críticas e realmente torçamos para que hoje seja melhor! xD

  6. Panina Manina disse:

    Quem é você Quiabo? Vai fazer Cosprei?

    Na minha opinião, todas as organizadoras tinham que se unir para criar um padrão mínimo de qualidade para os eventos, assim atrairia até um público melhor.

  7. Bakujirou disse:

    Eu nem sabia que teria um evento do AJP natalino… /mmmm

    Eu gostei do post acerca da cobertura do dia um do evento, hoje pode ser que eu vá com alguns colegas…

  8. Denys Fantasma Almeida disse:

    Bom post :)
    Espero que hoje seja melhor e com uma maior variedade de cosplayers
    BERÊBÊBERÊBÊ DOWN! – ashuiahuishuihsa/internas

    /me Taiane Kimura

    *preguiça de mudar de login é foda ;x

  9. José disse:

    Denys, só vendem essas miniaturas, camisas, gorros e etc em eventos? Não tem uma lojinha em Manaus que venda fora da época de eventos ou pós-eventos, os produtos que sobraram e talz?

    • Denys Fantasma Almeida disse:

      Não sei lhe responder bem. As camisas você pode comprar fora de eventos sim, a Camiseteria TopFive (http://twitter.com/top5camiseteria) é de Manaus, pode ver com eles. Gorros eu nunca vi, miniaturas acho que tinha na Zona Negativa, mas eles entraram em recesso. Onde você pode encontrar (talvez) seja na loja Yumai no Centro, ali do lado do bar do Armando, perto do Teatro Amazonas

      Gyabbo!

  10. junior disse:

    kk sai na foto com minha toca do zelda

  11. Ryo disse:

    Cara, esses action figures e pvc figures falsificadas que vendem em eventos é de arder os olhos de tão feias.

  12. Pingback: Anime Jungle Party Natal – Segundo Dia | Gyabbo!

  13. Luis disse:

    Vc disse tudo.

  14. Cacá disse:

    Mt bom, soh discordo totalmente quanto à qualidade de tudo que estava a venda, camisetas com falhas de impressao, toquinhas mal acabadas, gashapons de pvc mega toscos entre outros

  15. rochigo.bankai@gmail.com disse:

    Por favor, coloquem o jogo de bleach!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!.têm muitas pessoas que jogam, mas vocês não querem oferecer uma chance.

    BANKAI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  16. Rodrigo disse:

    Coloquem torneio de bleach

Os comentários estão encerrados.