Yumekui Merry – Primeiras impressões

Olá! Como estão nesse primeiro fim de semana do novo ano? Não só o ano começou como iniciou-se a nova temporada de animes no Japão, a de inverno!

Ok, tecnicamente ela começou já tem bastante tempo (Starry Sky estreiou dia 23/12 por exemplo), mas para mim o seu início se deu essa semana com o episódio 0 da segunda temporada de Kimi ni Todoke, mas isso fica pra outro post. Hoje irei comentar minhas primeiras impressões sobre Yumekui Merry.

A mais nova animação do estúdio J.C. Staff, Yumekui Merry, é baseada em um manga de Ushiki Yoshitaka publicado desde 2008 na revista Manga Time Kirara Forward e que conta atualmente com cinco volumes.

Yumeji Fujiwara é mais estudante colegial aparentemente normal, mas a verdade é que o garoto possui uma habilidade especial; através dos seus dedos Fujiwara consegue enxergar cores em volta de uma pessoa que correspondem a seus sonhos. Apesar de não poder predizer o que a pessoal irá sonhar com exatidão, sua habilidade algumas vezes é precisa, principalmente em relação aos pesadelos, sempre de cor preta. Ao contrário de outros adolescentes genéricos com habilidades que vemos por aí, Fujiwara não esconde o seu “poder”, conhecido por seus amigos.

Sua habilidade surgiu há 10 anos atrás e desde lá um sonho vem se repetindo noites e noites. Fujiwara está em um mundo estranho, com esqueletos de peixes pairando pelo ar, além de um número incontável de gatos falantes que o atacam.

A vida do garoto seguia normalmente (er… tirem a parte da habilidade especial e dos sonhos e ele é normal) até que um dia uma garota estranha cai sobre ele (Bakemonogatari?). Depois desse peculiar evento, Fujiwara acaba indo parar no mundo dos sonhos enquanto ainda está acordado. É nesse momento que ele conhece John Doe, aparentemente o vilão da série e líder dos gatos com que ele sonhara tantas vezes. Só que dessa vez não se trata de apenas um sonho, o mundo dos sonhos e da realidade se entrecruzou e o perigo agora é real, já que John Doe deseja ter o corpo do garoto para escapar para o mundo da realidade.

Ajudando Fujiwara, Merry Nightmare, a estranha garota que caiu sobre ele anteriormente surge e luta contra John Doe, mas a verdade é que tudo que ela deseja é voltar para o mundo dos sonhos, não tendo memórias de como foi parar no mundo real.

Yumekui Merry de certa forma me lembrou muito outro anime do estúdio J.C. Staff, Ookami-san, não por seu enredo, mas pela estrutura básica. Ambos são visualmente bem parecidos, fácil perceber que foram feitos pelo mesmo estúdio. Entretanto, esse primeiro episódio mostrou um Character Design mais interessante e estiloso, com exceção do protagonista que tem um visual extremamente genérico.

A animação não é exatamente a mais afiada que o estúdio já tenha mostrado, mas em momento algum compromete. Acredito que em capítulos seguintes, com a trama mais perto do clímax, é possível que tenhamos uma atenção maior nesse quesito, principalmente nas cenas de ação, que inicialmente foram fracas.

Um ponto interessante é ver a estréia da seiyuu Ayane Sakura. Apesar de ser eficiente na sua atuação e ter uma voz agradável, não deixou de soar repetida, lembrando outras saiyuu. É um bom início, mas espero que ela seja mais flexível. Na verdade é possível que a culpa seja mais do estúdio já que a personagem flat chest irritadiça, mas com sentimentos se repete em Yumekui Merry.

A trilha sonora do anime é boa, com um atenção especial para as músicas usadas durante o primeiro episódio, dosando bem o tom de cada cena. A abertura foi bem agradável, mas não é algo marcante, enquanto o encerramento foi bem fraco, uma pena.

Yumekui Merry, assim como Ookami-san, parece que irá trilhar o caminho de uma série boa para mediana. Não deve fixar-se como algo relevante, mas deve garantir a diversão de quem assistir. Vou repetir aqui as mesmas palavras que usei no post de primeiras impressões de Ookami-san: “Se você estiver em busca de uma comédia hilariante, não encontrará. Se estiver atrás de ótimas cenas de ação, também não. Romance bem desenvolvido, not here, my friend. Tudo está lá, mas nada se sobressai. A série é simpática, nada mais”.

Torço para ser surpreendido. Mas realmente duvido.

Esse post foi publicado em Animes, Primeiras impressões e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Yumekui Merry – Primeiras impressões

  1. rubiopaloosa disse:

    Bem esse primeiro episodio para mim não falou muito do potencial que a serie tem, é continuar assistindo para ver onde vai, se vai acaba virando algo bom ou continuar no mediano mesmo.
    Duas coisas que eu gostei foi, que ele mostra seus “poderes”, não fica aquile enrola enrola de fica escondendo, e o vilão, n sei porque gostei dele, ropas, arma e a mascara, principalmente a arma *.*, veremos se ele acaba virando alguem legal ou so vai fica naqueles viloes zuados que não fazem nada com nada.

  2. Pingback: Tweets that mention Yumekui Merry – Primeiras impressões | Gyabbo! -- Topsy.com

  3. Power Otaku ^_^x disse:

    O primeiro episódio desse anime é tudo aquilo que já vimos antes em algum outro. Mas acho que vou dar uma conferida nos 3 próximos episódios, mas não prometo ser fiel semanalmente.

    De todos que estreiaram, pra mim quem se saiu melhor ficou pra Gosick que teve um primeiro episódio muito divertido e ágil (gosto disso) que não perdeu tempo. Tb teve umas cenas de humor que me fizeram rir XD

  4. Hidekee disse:

    Eu acho que o anime tem mais para ser exploraro que Ookami-san, então fico na expectativa de que venha a surpreender indo além do óbvio, até pq com o tema de misturar mundo real com mundo dos sonhos dá para muito desenrolar.

    Eu achei que lembra mais Shana que Ookami-san, especialmente pela OP e o “casal” de protagonistas. Eu espero que o anime se desenvolva e evolua, pois para mim ficou um bom episódio inicial mas que não posso dizer mto até ver o segundo ou mesmo terceiro.

  5. Hanoyo disse:

    Denys, eu adoro as suas postagens sobre primeiras impressões nos animes. Eu gosto de ter certeza do que eu vou encontrar neles (virginiana, aí já viu…). Aliás, foi por causa de algumas das suas postagens que eu adotei uma pá de animes para assistir, como Aoi Hana, Saraiya Goyou, Katanagatari, The World God Only Knows e até Yumekui Merry, que eu já assisti até o segundo episódio. Sabe, eu assisti poucos episódios de Ookami-san e… blah! O personagem principal me irrita, a Ookami e sua personalidade clichê me irritam, a “chapeuzinho vermelho” me irrita, aah! Dropei. Aí comecei a ver Yumekui Merry, gostando do enredo mas com muito medo de encontrar um parente de Ookami-san, e eu gostei! As imagens do blog me chamaram a atenção e, mesmo que o anime não seja lá essas coisas, é carismático e diferente. Algumas cenas são muito bem desenhadas! Ah, você não poderia falar sobre Mitsudomoe? Não é anime novo, nem velho… Mas eu queria saber sua opinião sobre ele! E sobre MM! também!

  6. Lucas disse:

    Realmente a ação, comédia e romance não se sobressai no anime, porém se eu assistisse apenas ao primeiro episódio com certeza não gostaria tanto assim do anime, pois ficou meio que confuso, mas com o desenrolar dos episódios nota-se que é um anime bem “simpático”, como Denys disse. Gostei desse anime também porque me lembra um pouco Shakugan no Shana.

    Em resumo, acho que é um bom anime, vale a pena acompanhá-lo. De uma escala de 0 à 10 daria no mínimo um 7,6

    PS: Gostei muito do blog, principalmente das “primeiras impressões”.

  7. miguel disse:

    não sei se gostei bem desse desenho ele me parece meio pervertido e logo isso se nota pela posição que a menina cai em cima dele espero que ele seja mais legal e supere minhas espectativas

  8. sahitan disse:

    respondendo ao miguel:DESENHO é aquilo que tu ve no sbt de manha seu monstro,aquelas baxaria valew;abraço

  9. marco disse:

    gostei muito desse anime espero que venha segunda temporada ^^

Os comentários estão encerrados.