Temporada de Primavera 2011 – Comentários rápidos

Olá! Como estão? Estou tendo uma semana bem corrida, quero nem pensar quando os novos animes começarem (oh, espere, eles começam pra valer hoje!). Mas estou buscando esse equilíbrio entre as obrigações e o hobbie.

Como eu havia comentado no meu post sobre os animes que irei assistir com certeza dessa nova leva, hoje venho comentar sobre outros animes, mas com uma estrutura diferente da usual, mais dinâmica e menos formal. Logo as “Primeiras impressões” estarão aparecendo, então vamos ao que interessa!

Ah! Não deixem de votar na enquete que deixei no menu à direita para você apontar suas apostas também.

Grandes Apostas

Esses animes compõe o grupo já conhecido por quem acompanha o blog dos animes que eu mais aguardo, para maiores detalhes, só clicar.

[C]: Noitamina, ficção científica, lembra Higashi no Eden. Como não amar antes mesmo de assistir? Estou apostando nesse anime para levantar o bloco novamente.

Ano ni Mita Hana no Namae o Boku-tachi wa Mada Shiranai: AnoHana para os mais chegados. Drama com sentimentos nostálgicos sempre me chamam atenção, sendo o outro lado do Noitamina me chama mais ainda.

Deadman Wonderland: Anime sanguinário da temporada. Mas um sanguinário cool, ok? Já era fã do manga (o que é meio raro, vocês já devem ter percebido que assisto muito mais anime do que leio manga) e essa era um adaptação muito aguardada. Só fico com um pé levemente atrás por causa dos problemas recentes que o Japão passou e o plot inicial, mas acho que não terá problemas no fim. No fim, ainda é da Manglobe, estúdio muito promissor.

Ao no Exorcist: Soul Eater + Yuyu Hakusho + Harry Potter = WIN. Sério, vocês já fizeram as contas direito? A-1 Pictures by the way, tem gente que não gosta muito, eu sempre fico feliz ao ver o nome deles.

Moshidora: Teorias de gerenciamento de pessoas usadas por uma colegial para melhorar um time de beisebol. Possivelmente o plot mais inesperado da década! Animação mediana, mas realmente acho que isso será o de menos para esse anime.

Prometem muito

Nichijou: Por muito pouco não entrou na categoria de cima, nem eu sei por que não entrou. Já saiu o episódio 0 que eu achei incrível, trás toda aquela sensação que Lucky Star trazia, mas com mais non sense e menos referências otaku. KyoAni anda em grande forma, não acredito que vá decepcionar agora.

Hana-Saku Iroha: P.A. Works não é exatamente meu estúdio favorito, mas com certeza tem suas qualidades (CANAAN, True Tears), principalmente na animação muito bonita e consistente. A história causa certo temor com muitas garotas e fontes termais, mas sendo o anime para comemorar o décimo aniversário do estúdio, não acho que seria agora que iriam apelar.

Kaiji, Harairoku-hen: Só não entrou no primeiro grupo por ser sequência. Kaiji foi um anime que me pegou totalmente de surpresa, de uma forma extremamente boa. A maior prova de que um traço bonito não faz um anime/manga. É a narrativa, direção e conceitos em primeiro plano. Foram anos esperando essa continuação e ela finalmente chegou, não imaginam a ansiedade!

Dororon Enma-kun Meeramera: Está na moda pegar coisas antigas e manter o traço original com uma certa atualização? Manga e anime da década de 70 com animação da Brains Base (Durarara!!, Baccano!, Kuragehime), isso soa interessante não? Acredito que será das mais diretas diversões da temporada.

The World god Only Knows II: Outro que poderia estar na lista de cima se não fosse sequência. Se o manga de TWgK já era divertido, sua versão em anime pegou as principais características, misturou com toques visuais e sonoros muito interessantes do estúdio Manglobe (olha eles de novo!), criando um ótimo anime e que recebeu uma continuação incrivelmente rápido. Se não perder o pique é certeza de ótima diversão.

Sket Dance: Sim, eu aposto mais no anime de Sket Dance do que em Toriko. Andei ouvindo muita gente falando maravilhas de Toriko, dizendo que será futuramente um dos pilares da Jump, mas sinceramente eu ainda não entendi o porquê disso. Por outro lado Sket Dance me ganhou fácil nos traillers, tem tudo pra ser a comédia que Beelzebub quase foi.

Podem ser bons, mas não tenho certeza

Toriko: Como falei em Sket Dance, tem muita gente realmente empolgada com esse anime, incluíndo aí o pessoal da Jump. Eu não sou um deles. Toriko pra mim soa como uma versão sem carisma do plot de Letter Bee (e lembrem o que deu em Letter Bee). Mas lembrando, eu não li nada do manga, estou me baseando em imagens, sinopses, traillers, espero ser surpreendido.

Showa Monogatari: Público-alvo: Senhores. Ok, isso assusta um pouco, mas tem potencial, um tom bem mais realista, Japão ali da década de 60. Ou vai ser algo realmente interessante ou uma grande bomba que facilmente será ignorada. Torço pra que seja da primeira forma.

Hidan no Aria: Moe com armas. Sério J.C. Staff? Bakuman está vendendo tão bem assim? Só deixei aqui por que gosto do estúdio, mas vamos ser sinceros que deve ser mais clichê e sem empolgação que Yumekui Merry.

A Channel: Mais uma adaptação de yonkoma. Não que eu ache isso ruim, mas é meio que inevitável olhar e não comparar com K-ON!. O estúdio, Gokumi, é bem iniciante, mas sendo apadrinhado pela Aniplex é algo a ficar de olho. Não espero grande coisa, mas se me fizer rir já é lucro.

Honto no Atta: Reibai-sensei: Do mesmo estúdio de… Haiyoru! Nyaruani. QUE?! Isso é uma cilada, Bino! Finja que esse anime não está nessa categoria.

Denpa Onna to Seishun Otoko: Olha, a SHAFT está com muitos créditos depois do que vimos até o momento em Madoka Magica e Denpa Onna parece ter uma belíssima animação, própria do estúdio. Mas foi ver o trailler pra desanimar quase que completamente. Está mais pra um Dance in the Vampire Bund do que para qualquer outra coisa… e isso não é nada bom! Pela SHAFT eu deixo a dúvida, mas sem grandes esperanças.

Sekai-ichi Hatsukoi: E se Bakuman fosse um Boy’s Love? Brincadeiras à parte, nunca cheguei a assistir um BL, então não posso apostar muita coisa. O plot pareceu interessante, a animação é do Estúdio Deen e é da mesma autora do reconhecido Junjou Romantica. Hey, why not?

Milagres acontecem, né?

Tiger&Bunny: O que foi aquela animação, aquele CG? Não entenderam quando viram Iron Man? É competição? Mas tem o Character Design original do Masakazu Katsura, de repente…

X-MEN: “Milagres acontecem, né?” (ainda que eu duvide)

Dog Days: Paraíso de seiyuu. Animação até que é boa. Vontade de ver? Zero.

Er… não.

Hen Zemi: Vocês viram o trailler disso? Censurado ou não é algo que eu prefiro passar longe. Pra quem não viu, um quarto do trailler foi closes do decote de uma loli flat-chest (com uma coraçãozinho meigo escondendo o mamilo de criança).

Astarotte no Omocha!: “Uma princesa succubus, Astarotte Ygvar, acabou de completar 10 anos. Para manter seu corpo e preservar sua aparência bonita elas precisam consumir uma substância apenas encontrada em machos. Essa substância é um líquido chamado Sauzfryma, melhor conhecido como sêmen”. Parei. PAREI! Quero brincar de animes mais não.

30-sai no Hoken Taiiku: “Manual” para homens na casa dos 30 anos conseguirem sexo. Interessante é como eu vejo muita gente dizendo que está esperando pra ver esse anime.

Hyouge Mono: Japão, eu gosto de você, mas um anime sobre chá não é pra mim (Isso NÃO foi uma indireta para K-ON!). Edit: O Alex Lancaster deixou um comentário neste post falando que esse anime não é sobre chás como eu havia lido em algumas fontes, mas sim algo sério sobre política.

Bem, essa é a minha avaliação rápida de quase todos os animes da Temporada de Primavera 2011. Tentei uma esquema diferente para comentar, mais dinâmico, até pela grande quantidade de títulos. Os animes que nãoa apareceram aqui ou eram sequências de animes que eu nunca assisti, eram infantis (vocês entenderam) ou eu não tinha nada a comentar mesmo.

O que acharam dessa estrutura? Se ela for bem vista posso adotá-la para as próximas temporadas com a finalidade de não ficar nos comentários de poucos animes.

Esse post foi publicado em Animes, Comentando Temporadas e marcado , . Guardar link permanente.

8 respostas para Temporada de Primavera 2011 – Comentários rápidos

  1. Feiquiman disse:

    Faça como quiser, mas, por mim, a nova estrutura está mais do que apoiada. Não é que eu seja um “Maria vai com as outras” (talvez só um pouquinho XD), mas assim dá pra ter certeza do que vale a pena arriscar e do que manter distância.
    E a cada novo review que eu leio, mais “promissora” me parece essa temporada, assim como a minha ideia de escrever os nomes em papeizinhos, jogar para o alto e assistir àqueles que eu conseguir pegar no ar.

  2. Roberta disse:

    Bom, falando como leitora do blog, mantendo os posts tradicionais de primeiras impressões (ainda prefiro algo mais desenvolvido do que quantidade) pra alguns animes, acho super válido, sempre da pra pescar uma coisinha ou outra e serve de ajuda pra quem não entende inglês poder se orientar. Acho que os dois blogs que (Gyabbo e Subete) deveria manter sim o esquema, vai ser de ajuda pra muitos.

  3. Fabio Shibuya disse:

    Bem, esse método parece ter sido adotado pelo Qwerti do Subete, mas parece deixar o texto muito técnico, para ser sincero, eu gostava dos velhos tempos em que ele e o Leandro Nishima (Zeratul, que não está mais “trabalhando” nesse “mundo”-otaku) sempre apareciam com longos e detalhados textos sobre determinado anime, sempre trazendo quilos de curiosidades que me deixavam mais interessado ainda nesse mundo da arte japonesa. Não direi que acho ruim usar esse tipo de texto, ainda me parece bom como todo post do Gyabbo (com excessão do de 1º de abril), apenas peço que não “morra” que nem o Leandro fez!

  4. Saudações

    Acho válida esta sua iniciativa, de colocar de forma mais “condensada” as informações sobre um turbilhão de animes. Iniciativa mais do que apoiada. Detalhe: remete mesmo ao modo como o Qwerty fez postagem sobre mesmo assunto no “Subete Animes”.

    Um rapaz do comentário acima ( Fabio Shibuya) falou sobre o Leandro e as postagens que o mesmo fazia no Subete, em especial sobre as temporadas de animes. Realmente, ele escrevia de forma primorosa, com riqueza de detalhes. Porém, acredito que isso uma hora cansa e, apesar do jovem Leandro não mais postar sobre o assunto, ele ainda acompanha o que acontece neste universo tão querido por nós, que é o da animação japonesa. Tive uma rara oportunidade ( de minha parte ) de conversar com ele na última vez que eu estive em São Paulo/SP, e a impressão a mim passada é de que ele esteja concentrando as suas forças em assuntos mais pessoais, para depois dedicar-se à algo assim ( animação ) novamente.

    Jovem Denys, gostei da sua postagem. Abrangeu bem a próxima temporada de animes. Mas serei um tanto quanto crítico ( questão de opinião apenas, ok? ).

    Por que olhas de tão mal forma o anime “30-sai no Hoken Taiiku”? Ele está no meu top’5 de grandes apostas ( e sim, sou uma das poucas pessoas que espera com ansiedade por tal título ). Me senti interessado pelo plot deste anime, e ele tem cara de que irá proporcionar boas risadas, com situações bem interessantes à serem observadas.

    Para completar tal lista ( de minha parte ), minhas apostas vão para Nichijou, A-Channel, Moshidan e Hidan no Aria ( este último me lembrou vagamente Shakugan no Shana ). Não cito a continuação de TWgK por se fazer desnecessário ( apostar nele é pouco ).

    No mais, animes como: Denpa Onna to Seishun Otoko, Showa Monogatari, [C], Hana-Saku Iroha, AnoHana, STEINS;GATE e, finalmente, Hoshizora e Kakaru Hashi me chamaram a atenção positivamente.

    Acredito que este tenha sido o comentário mais longo que já fiz aqui no “Gyabbo!”. Mas acredito que este modelo que adotou tem tudo para dar certo, jovem Denys.

    Continue com o ótimo trabalho no blog.

    Até mais!

  5. Alexandre disse:

    Cara, Hyouge Mono não é exatamente sobre chá. É sobre política. O mangá foi premiado, é material sério.

    • Denys Fantasma Almeida disse:

      Então estão passando informações muito erradas nos charts e reviews da temporada. Verei o anime para tirar a prova, mas obrigado pela informação, Lancaster.

      Gyabbo!

  6. Alexandre disse:

    Eu vou até ser mais claro quanto a Hyouge Mono. Sim, há uma ênfase grande na cerimônia do chá, sua preparação e tudo mais, mas a história na verdade é sobre um samurai ambicioso chamado Sasuke Furuta, subordinado ao próprio senhor feudal Nobunaga Oda (1534-1582), que em busca de ascensão social, domina as artes da cerimônia do chá com o mestre-de-cerimônia Senno Rikyu e passa assim a orbitar assim os círculos do poder político do Japão. Falei dele umas duas vezes no Maximum Cosmo, aqui – http://goo.gl/JYGYz – e aqui – http://goo.gl/NWhqI

  7. Cleiton disse:

    Cara…gostei demais dessa avaliação…claro que muitos daqui preferem maiores detalhes e mais, porém para uma escolha rapida acerca dos animes que iremos assistir numa temporada eu vi que isso me ajudou muito…pegueis os animes da “categoria” grandes apostas e deu certo…animes muito bons…gostaria que nas próximas temporadas tivesse esta estrutura tb…abraços…bom trabalho amigo…

Os comentários estão encerrados.