Ichiban Brasil II – Considerações e curiosidades

Olá a todos! Depois de duas semanas longe do blog, possivelmente o maior período sem postar nada, volto para manter a periodicidade de sempre. Como vocês podem ter lido no último post, estive em Salvador por uma semana, cidade que eu gostei bastante e recomendo a visita. Depois disso ainda fiquei doente (estou mal ainda) e por isso todo esse atraso. Felizmente o número de visitantes não caiu, o que me deixa muito feliz, agradeço a todos!

No post de hoje vou apresentar meus comentários finais sobre a segunda edição do prêmio Ichiban Brasil.

Na sua segunda edição o prêmio Ichiban Brasil contou com a participação de 18 sites/blogs na sua linha de jurados nas mais diversas categorias (Anime, Manga, Dorama/Live-Action, Música) sobre o entretenimento pop japonês. Depois de 11 dias no ar chegamos a um total de 11 mil votos (esclarecendo, cada item conta como um voto, da mesma forma como foi realizada na primeira edição, quando tivemos um pouco mais de 700 votos), um crescimento incrível!

 Agora vamos analisar os resultados das categorias Anime e Manga – Mercado Brasileiro. As outras não são exatamente a minha praia, então prefiro me abster de comentários:

Anime

Como melhor anime de 2010 tivemos a vitória justa de Durarara!!, que ainda viria a ser o grande vencedor do prêmio. Lembro que antes de estreiar eu não esperava muita coisa desse anime, mas rapidamente ele me ganhou com seu enredo instigante e diversos personagens carismáticos. Humor, ação, suspense, sobrenatural, boa animação e boa trilha sonora, tudo isso caiu fácil no gosto do público brasileiro, sendo até óbvia sua vitória.

Em segundo lugar tivemos Highschool of the Dead muito perto do terceiro, Angel Beats!. Aqui entra a lógica de animes com apelos mais explícitos ganharem mais votos em um prêmio popular. Para mim HOTD foi uma das grandes decepções de 2010, mas na média ele agradou a muitos.

Se K-ON!! não conseguiu nem o terceiro lugar na categoria de melhor série, o OVA que antecedeu a série, K-ON! Special: Live House!, conseguiu vencer títulos como BLACK ROCK SHOOTER (segundo colocado), DARKER THAN BLACK – Kuro no Keiyakusha Gaiden (terceiro). Muitos questionarão o segundo lugar para BRS (Video Quest?), mas o poder do fandom de Vocaloids ajuda muito nessas horas. DTB em terceiro é natural, até acredito que poderia almejar uma posição melhor, mas conseguiu deixar sua marca em 2010. Já o aclamado Gundam Unicorn mostra mais uma vez que o Brasil não é o país dos mechas. Aqui eu coloco a teoria do Qwerty do blog Subete Animes; teria o menor interesse dos brasileiros em exatas alguma influência?

Possivelmente o item mais fácil de prever o resultado, ou alguém aí realmente não esperava a vitória de Kyon e Nagato? Uma das melhores produções de 2010, chega a ser injusto colocá-la na disputa. Não direi exatamente quantos votos foram, mas posso comentar que foi a maior diferença do primeiro para o segundo lugar, que ficou com Fate/stay night: Unlimited Blade Works.

E a justiça foi feita. Já havia comentado várias vezes sobre isso, mas Iron Man foi certamente a pior coisa que eu assisti ano passado. Animação ruim, personagens sem conteúdo, enredo confuso e músicas batidas, nada se salvou nessa série. Se em segundo lugar tivemos Highschool of the Dead (ironia) e em terceiro Ore no Imouto ga Konnani Kawaii Wake ga Nai, que são de fato decepções, ainda sim é possível achar nesses títulos aspectos que se salvam. Em Iron Man não.

Em uma disputa acirrada com Shizuo Heiwajima (segundo) e Shinichi Chiaki (terceiro), quem levou a melhor foi o protagonista do escolhido como melhor longa-metragem, Kyon. Sendo fácil a melhor escolha, fiquei muito feliz com esse resultado pois se Suzumiya Haruhi no Shoushitsu é um ótimo anime, muito se dá pelo desenvolvimento de Kyon. Estando praticamente sozinho para tentar recuperar a ordem natural do universo, o personagem precisa e se sobressai, ficando marcado no hall dos grandes.

Outro item com uma forte disputa, onde eu fico surpreso até certo ponto com a vitória da Tachibana Kanade de Angel Beats!. Não que ela não merecesse, mas quando se tem quase todo o elenco principal de K-ON!, a motoqueira-sem-cabeça, Celty, e a surpresa do ano passado, Tsukimi de Kuragehime, é complicado apostar em alguém. Aqui a disputa ficou mesmo com Celty de Durarara!!, muito próxima do primeiro lugar, mas que apesar de eu gostar bastante, não escolheria. Para ser sincero, meu prêmio iria para Tsukimi.

Outra vitória esmagadora ficou por conta do amalucado Eiji Niizuma do anime de Bakuman. Apesar de não ser o meu favorito (teria dado o prêmio para TK de Angel Beats!, que acabou ficando com o segundo lugar), não chega a ser nenhuma injustiça pois o personagem realmente tem carisma e entre os personagens mais “conversadores” de Bakuman, Eiji é aquele que foge da regra. Já em terceiro lugar temos mais uma vez Durarara!!, dessa vez com o médico do submundo, Shinra Kishitani.

Alguém me explica isso? Sério, já tinha sido uma grande surpresa ver a Yui de Angel Beats! estar entre as selecionadas dos jurados, maior ainda foi minha surpresa em vê-la ganhando. Ganhando fácil por sinal. Outra coisa que não faz muito sentido pra mim é o segundo lugar para Kaya Miyoshi de Bakuman, deixando em terceiro Ui Hirasawa de K-ON!. Sério, ainda estou para entender essa categoria.

O Prêmio Ikemen, categoria nova criada para prestigiar o público feminino, a ideia seria escolher o personagem masculino mais bonito, elegante, estiloso etc. Meio óbvio, o vencedor foi Shizuo Heiwajima do anime Durarara!!, que já vinha conquistando um grupo grande de fãs desde a exibição do anime. Em terceiro lugar ainda tivemos a dupla “romântica” de Shizuo, seu rival Orihara Izaya. Pelo menos aqui o guarda-costas se deu melhor. Entre o amor dos dois tivemos o contratante Hei dos OVA de Darker than Black.

Nada surpreendente também foi a vitória de Mio no prêmio Moe. Apesar da disputa forte com diversas personagens, incluindo suas amigas de clube, Moe se destacou e levou fácil o prêmio. Em segundo lugar temos a misteriosa e calada Tachibana Kanade, vencedora do prêmio de melhor personagem feminino protagonista e em terceiro mais um membro do clube de música, Yui. Surpresas? Talvez o segundo lugar de Kanade, mas dá para entender, apesar de que eu teria escolhido Tsukimi.

 Mais um prêmio para Durarara!!, dessa vez como a melhor abertura com Uragiri no Yuuyake, que certamente merece o prêmio, tanto por ser uma ótima música, quanto por ter uma sequência animada muito interessante (apesar do mesmo esquema já ter sido usado em Baccano!). Em segundo lugar tivemos Highschool of the Dead, do anime de mesmo nome, que apesar da decepção que foi, não há o que se discutir quanto a qualidade da sua abertura. Não seria a minha segunda melhor, mas de fato é boa. Em terceiro temos a bonita My Soul, Your Beats! de Angel Beats!, outra ótima escolha. Só é de se estranhar Koko Dake no Hanashi de Kuragehime não ter conseguido um lugar no pódio.

Dá pra dizer que Durarara!! não foi o grande vencedor do Ichiban Brasil? Além de melhor abertura, o anime recebeu o prêmio de melhor encerramento com Trust Me, encerramento este que fez muito sucesso durante o ano, gerando diversas versões com outros animes. Já no segundo lugar temos um dos grandes favoritos, No, Thank You! de K-ON!!, que na minha opinião ficaria melhor no primeiro lugar. Por último vem novamente Angel Beats! com Brave Song. Novamente, não seria a minha escolha, mas não chega a ser injusto.

Batendo o principal concorrente, K-ON!!, Angel Beats! mostra que a trilha-sonora vai muito além de encerramentos e aberturas, mas levando em conta a importância que é dada para as insert songs para o tom do anime, e nisso Angel Beats! acerta em cheio. O segundo lugar de K-ON!! e o terceiro para Durarara!! podem soar injustos, eu mesmo escolheria o terceiro, mas Angel Beats! fez por merecer.

Aqui temos a maior ironia do prêmio: Madhouse vencendo como melhor estúdio mesmo tendo produzido as duas maiores decepções do ano no mesmo prêmio; Highschool of the Dead e Iron Man. É claro, o estúdio foi responsável pelo anime considerado por muitos como o melhor do ano, Yojouhan Shinwa Taike. Minha tese é que o público médio não costuma parar para analisar o estúdio de um anime, conhecendo apenas aqueles mais famosos, o que é o caso da MadHouse. Isso explicaria também o segundo lugar dado para a Gainax, enquanto a KyoAni ficou apenas em terceiro. Já a Brain’s Base, criadora de Durarara!! aparece lá embaixo entre os 10 pré-selecionados.

Manga – Mercado Brasileiro

Eu gosto de Highschool of the Dead, mas muito dificilmente colocaria ele entre os meus três favoritos que foram lançados em 2010. Não colocaria Hetalia e Fairy Tail também, respectivamente segundo e terceiro lugar. Seja pela importância do autor, pela qualidade gráfica ou pela história que conta, minha escolha seria Dororo, seguido por Hiroshima e depois Who Fighter & Coração das Trevas. É fácil entender que a maioria do público que vota prefira shounen e que Hetalia possui um fandom forte, isso só mostra que a força do mercado seinen por aqui não é das maiores por enquanto.

Sendo um dos últimos remanescentes do modelo meio-tanko, com um preço exorbitante e qualidade gráfica não tão boa, Fullmetal Alchemist é certamente um dos títulos mais fortes no Brasil, principalmente pela qualidade da história de Hiromu Arakawa. Certamente mereceria uma edição definitiva por aqui (o que não deve acontecer vendo o histórico do mercado). Com um número de votos quase quatro vezes maior que o segundo colocado, Fairy Tail, FMA se despede do mercado brasileiro no topo.

Mesmo com a paralisação que o título teve pela inconstante Panini, Ouran Host Club se manteve por cima, conseguindo o primeiro lugar no Ichiban Brasil e vencendo o forte Honey & Clover, seguido por DNAngel, esse sim uma surpresa para mim.

Panini em primeiro, JBC em segundo, NewPop em terceiro. Alguma dúvida? É difícil para uma editora menor disputar espaço com outras maiores e que estão há anos no mercado, mas penso que a NewPop poderia conseguir um lugar melhor, o que talvez deva acontecer no ano que vem, o problema é que o preço dos seus títulos afastam o público médio. A Panini, além de contar com títulos Highschool of the Dead e Ouran, realiza uma avalanche de títulos, sendo diversificada até certo ponto. É a minha favorita, apesar de ainda ter muitas coisas a acertar. Um ponto interessante é o fato da editora Online não ter recebido um único voto, feito único em todo o Ichiban Brasil. Nem discuto; seus títulos são fracos, a qualidade gráfica não é das melhores e o preço de R$9,99 é irritante (sim, eu sei que esse último ponto não conta muito, mas queria falar sobre isso).

Entre os mangas mais aguardados para 2011 não houve dúvidas no primeiro lugar; o povo pede a volta de One Piece! O que trás outra ironia, já que a Conrad anunciou pouco tempo depois do anúncio dos resultados do Ichiban Brasil que não trabalhará mais com o título. Isso deixa aberto o caminho para as outras editoras correrem atrás desse título. Eu gostaria de vê-lo na Panini, mas tenho 99% de certeza que ele irá (se já não está) parar na JBC. Em segundo tivemos outro título da Jump, a história da dupla de mangaka Bakuman, outro título que virá pela JBC, muito provavelmente quando Hikaru no Go terminar. E em terceiro vem Nodame Cantabile, um título que eu não entendo como não veio ainda para cá, mas que cairia muito bem nas mãos da Panini. Uma última coisa legal de se destacar aqui é o fato de Kimi ni Todoke ter sido pré-selecionado para estar na disputa, mas alguns dias antes de ir ao ar ter sido anunciado pela editora Panini (já estando em segunda edição por aqui).

——

E vocês, o que acharam dos resultados? Quais seriam os seus?

Esse post foi publicado em Eventos, Meta-blog e marcado , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Ichiban Brasil II – Considerações e curiosidades

  1. Cézar Felício disse:

    No geral eu concordei com os prêmios, mas… Colocar HOTD na frente de Angel Beats! (que pra mim foi o melhor do ano), é muita sacanagem, quem diabos votou nisso?

  2. KristenLane disse:

    Não posso falar muito porque perdi muita coisa que rolou ano passado (principalmente Durarara!), mas tenho algumas opiniões…

    Black Rock Shooter ganhou de Darker Than Black: Kuro no Keiyakusha? Blasfêmia! x.x’ Não vou dizer que detestei BRS e concordo plenamente com o Video Quest, mas tá na cara que o OVA teve muito mais mídia para impulsionar o sucesso do que conteúdo.

    Suzumiya Haruhi no Shoushitsu em primeiro na categoria de filmes? Merecido! *-* Quando fiquei sabendo que o filme tinha quase três horas, achei que poderia ser cansativo; ledo engano! Um dos melhores longa-metragens que já vi. Perfeito desenvolvimento de personagens, perfeito ritmo de história… Enfim! Se BRS foi uma das decepções do ano passado, Suzumiya Haruhi no Shoushitsu foi uma das melhores surpresas.

    -Não diria que achei Iron Man tão terrível, talvez por conta do meu aumento de interesse no personagem, mas achei que a grande decepção da série é ela ser “vazia”: não acrescenta ou desenvolve nada novo no personagem. Quanto a Highschool Of The Dead… Bom, pra ser honesta não assisti inteiro ^^” não gosto de fanservice muito pesado. Mas acho que tanto colocar entre as maiores decepções do ano quanto entre os melhores (ganhando de Angel Beats! u.u”) é um exagero.

    -Os premios de protagonistas masculino e feminino e personagens coadjuvantes masculino e feminino foram merecidos! Aliás, fico feliz de ver a Kaya Miyoshi em segundo lugar de coadjuvante feminino, foi uma personagem que se desenvolveu de uma forma legal em Bakuman.

    -Hei merecia o primeiro lugar no prêmio Ikemen! u3u *momento fangirl ON* Quanto ao prêmio Moe, pra mim estava muito óbvio…

    -Nada a comentar quanto às OPs/EDs vencedoras. Quanto à melhor trilha sonora, Angel Beats! fez por merecer, com certeza =D

    -Olha, Madhouse pode ser um ótimo estúdio, mas não foi feliz em 2010… Acho que a J.C.Staff ou KyoAni mereciam mais o primeiro lugar do que ele.

    -Nada a comentar quanto a parte de mangás também… Apenas fico feliz pela vitória de FMA e já imaginava o retorno de One Piece como o mais esperado pelo público.

    E acaba aqui este testamento ^^”

  3. carlos disse:

    Sabe q serio n posso deixar de pençar em marmelada ja que esse ichiban foi votado e levou ums 2 meses pra dar um resultado. enquete online tinha q acabar e ja sair o resultado n precisa disso tudo n pra divulgar 1 resultado q sai instantaneo…

    • Denys Fantasma Almeida disse:

      @Carlos

      Os resultados não demoraram dois meses para sair, esse post que demorou, eles já estavam no site próprio do prêmio há muito tempo. Mas ainda assim não é tão rápido quanto você pensa lançar os resultados, não é simplesmente colocar os nomes e fim, tem todo uma questão de trabalhar o site, escolher imagens, computar votos, etc. A coisa é bem mais manual já que não temos capital alto para investir.

      Gyabbo!

  4. Kyon disse:

    Acho interessante pra caramba este concurso, mostra que muitas vezes eu toh por fora de muita coisa, votei em todas as categorias e previ sabiamente as que achava que emu voto ia para o vitorioso e para os perdedores, longe de mim ser vidente, apenas é a análise que fiz levando em conta o pouco que conheço do público que vota. Em geral o resultado foi bem abaixo do que esperava para os meus votos, mas mais ou mensos o que pensava. Certas coisas eu fiquei espantado, não sabia do sucesso da Kanade até ver o resultado. No entanto há apenas quatro resultados que questionaria, não porque os títulos não ganharam, mas por se quer estarem no pódio que são a falta do J.C. Staff , no pódio de melhor estúdio. Acho que este resultado no Ichiban Brasil foi pelo histórico do estúdio e não pelo que foi feito em 2010. Em trilha sonora eu achei um vexame Nodame não está sequer no pódio. E quanto aos ovas e até em relaçao a mangá não ter Black Lagoon entre os três eu achei estranho, mais ainda em relação a mangá.

  5. Hayashy disse:

    Queremos One Piece no Brasil!
    Adorei a votação. Achei bacana, porém, não tinha na disputa outros mangás como por exemplo Naruto, Bleach, Katekyo Hitman Reborn, Bakuman. Etc. Enfim, foi uma boa votação \o/ Parabéns!

  6. Ketillo disse:

    Bom concordo em muita coisa e muita coisa discordo pois OP ate ficaria com a de DRRR mais ED poxa brave song é perfeita ainda mais quando acontece revertida omg quanto a personagem moe caraca é impossivel contestar e poxa cade o Izaya nao credito q nao botaram ele D: claro q gosto vai da pessoa mais para mim a top list de animes seria Angel Beats Drrr e K-on :)

Os comentários estão encerrados.