Manaus Comic Con 2011

No último sábado e domingo (09~10/07/2011) aconteceu a primeira edição da Manaus Comic Con, evento realizado pelos formandos de Pedagogia da Universidade Estadual do Amazonas – UEA – e a loja Zona Negativa. Diferente dos eventos que já acontecem na cidade, a ideia não era reunir pessoas para jogar video-game ou focar nos concursos de cosplayers, a ideia era apresentar, divulgar e debater quadrinhos de uma forma geral, incluindo aí os mangas.

Não pude ir no primeiro dia de evento pois estava em Brasília até o sábado, mas saí cedo de casa no domingo, principalmente por ser o dia em que teríamos a palestra da Valéria Fernandes, do blog Shoujo Café, sobre os quadrinhos japoneses voltados para mulheres.

Antes de me voltar ao que interessa ao Gyabbo!, a parte sobre mangas, vamos dar uma olhada em como foi o evento. Lembrando que estamos falando de um espaço com o foco maior de falar sobre quadrinhos, era de se esperar que áreas como games, cosplay e bandas recebessem menos atenção, natural. Vi algumas pessoas reclamando desses pontos, mas sinceramente, me parece que elas não entenderam o real objetivo do evento.  Apesar disso, tudo isso estava lá, incluindo espaços para exposição de desenhos feitos por artistas locais e um DJ profissional para animar o pessoal (que eu não pude conferir pois foi no mesmo horário da palestra).

No entanto, e essa reclamação eu já fiz para outros eventos realizados na EST, o amplo espaço e a distância grande entre cada atração deixava tudo com uma cara de marasmo. Certamente um lugar menor teria dado uma sensação de maior divertimento a quem foi. Outro ponto que pode ser melhorado é a informação sobre o que está acontecendo. Não era para o DJ sair convidando as pessoas para sua apresentação; placas, informativos, sistema de som, tudo isso deveria ter sido melhor usado na divulgação (o que me lembra a falta de sinalização na entrada do local, assim fica difícil chamar atenção).

Mas todas essas questões eram – pelo menos para mim – apenas detalhes, o que esperava mesmo eram as palestras sobre quadrinhos, principalmente a da Valéria. E como foi bom! Lembro que na metade dela eu pensei rapidamente em como era disso que eu sentia falta em eventos supostamente de animes e mangas, as discussões! Em mais ou menos uma hora e meia, Valéria dissertou sobre a história do manga shoujo no Japão e suas imbricações no ocidente. Aproximadamente 50 pessoas acompanharam atenciosamente a fala de Valéria, muito simpática e com um discurso fluido e bom de entender.

Se a primeira edição do Manaus Comic Con não empolgou o público geral, com certeza mostra que discutir sobre os temas que gostamos (mangas/quadrinhos e animes) de uma forma mais técnica e embasada é algo que fazia falta na cidade e que a partir desse evento não poderá mais ser deixado de fora!

Esse post foi publicado em Eventos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Manaus Comic Con 2011

  1. Quero uma palestra da Valéria em São Paulo /

Os comentários estão encerrados.