Carnival Phantasm – 10 anos da Type-Moon

Acontecendo uma vez a cada dez anos, existe um período onde vários caminhos se cruzam. Transcende obrigações, circunstâncias e a moralidade. O carnaval começa! Uma nova dimensão onde aqueles que nunca se encontram podem se ver: Carnival Phantasm!

A Type-Moon é uma empresa de japonesa de jogos, famosa principalmente por suas visual-novels que geraram mangas e animes Fate/Stay Night e Tsukihime. Fundada em 2000, lançou nesse mês de agosto o anime Carnival Phantasm, baseado no manga Take Moon, para comemorar dez anos da empresa (não me perguntem por que saiu apenas no segundo semestre de 2011).

O primeiro OVA começa com a apresentação do plot básico de Fate/Stay Night, para posteriormente ser descontruído em favor de um valor cômico. Ao invés de uma guerra sangrenta onde apenas um pode sobreviver, a luta pelo Santo Graal vira um programa de gincanas de auditório, possibilitando ver os famosos personagens em situações que nunca imaginaríamos, como o gigantesco Berserk jogando tênis.

Puro fanservice.

Sendo assim, o anime funciona muito bem para os fãs da Type-Moon, mas dificilmente dará a mesma diversão aos que não conhecem muita coisa dessas franquias. É óbvio que isso nunca foi o objetivo da obra – como disse, é fanservice puro, feito para agradar diretamente um grupo de fãs -, logo, não é uma crítica, mas um lembrete. Eu, como alguém que conhece apenas Fate, me diverti, mesmo que de leve, algo que será esquecido assim que terminar, mas ótimo para passar tempo em um domingo morgado.

A animação fica a cargo do iniciante estúdio Larc, sendo seu trabalho de estréia. Apesar disso, o trabalho é de um bom nível, simplificando os traços originais dos personagens, mas sem perder o capricho, valorizando o humor. A direção é de Seiji Kishi, o mesmo de Angel Beats! e Seto no Hanayome, o que garante um narrativa leve, explodindo quando menos se espera.

Se você gostar de alguma das franquias usadas nessa comemoração da Type-Moon, recomendo como uma obrigação para um fã. Se não, também não seria um problema assistir, até mesmo pela duração de apenas 13 minutos por episódio. É diversão sem pretensões certas para aqueles momentos de bobeira.

(Já curtiu a página do Gyabbo! no Facebook?)

Esse post foi publicado em Animes, OVA e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Carnival Phantasm – 10 anos da Type-Moon

  1. Panino Manino disse:

    Capitalism, Ho!

  2. E aqui vai minha pergunta para que o Leão ? xD

    • Denys Fantasma Almeida disse:

      @Blue Hand Protocol
      É um tigre! É uma piada com uma personagem de Fate/Stay Night, achei carismástico!

      Gyabbo!

  3. Leo-Kusanagi disse:

    BOM DEMAIS!
    Altas referências às Neco Arc, Melty Blood (que provavelmente será o foco do segundo episódio por causa da Arcueid) e claro, Fate. A animação tá muito boa, achei bem legal. Quero ver quando aparecer a Kohaku, a Hisui e a Ciel, esta causando uma treta basica como sempre, lol

  4. Lyout disse:

    O Estúdio de animação é novo: Lerche. Os únicos projetos deles são Morita-san e Carnival Phantasm.
    Adorei o OVA, muito engraçado. Os personagens que fazia algum tempo que não os via, foi bom reencontrá-los.

  5. Achei engraçado, mas é realmente puro fanservice.
    Se você não conhece as personagens, não perca seu tempo.

    A cena mais legal é o preview do episódio 2 com eles “gastando o orçamento” se mexendo demais e exagerando na animação. rs.

  6. Tohno Shiki disse:

    Poxa podiam ter dado um pouco de atenção para Kara no Kyoukai, a Ryougi como senpai de Olhos misticos da morte, deveria aparecer. O engraçado que o animê de Tsukihime teve tanta critica negativa que provavelmente é considerada a “única” animação de Tsukihime.

    A se alguem gosta de Melty Blood, a versão Blu-Ray vira com a versão Current Code.

  7. Eu vi ontem e ri bastante com o OVA.

    A Neko Arc primeiro veio no jogo Kagetsu Tohya e no Melty Blood ela é um personagem destravável mas sua origem veio antes.

    E sobre Tsukihime leiam o manga o anime é meio fraco porem o manga tem muita porrada e violencia.

  8. natsuriko disse:

    Já me tinha esquecido isto! Obrigada por me lembrar da existência desta série :)

Os comentários estão encerrados.