Another – Primeiras impressões

Há 26 anos atrás, na escola Yomi North da cidade interiorana de Yomiyama, a morte de uma popular estudante da Classe 3 da nona série, Misaki, deixa uma marca profunda entre seus colegas. Tanto que os mesmos resolvem seguir até a gradução como se nada tivesse acontecido e Misaki continuasse estudando entre eles, chegando a colocar uma cadeira para ela na cerimônia de gradução.

Já no presente, nesta mesma escola e sala, vem estudar Kouichi Sakakibara, jovem transferido da grande Tóquio após seu pai precisar passar um tempo na Índia. Por causa de problemas pulmonares, Sakakibara perde o início das aulas e fica hospitalizado por um mês. Lá, em uma noite silenciosa, ele conhece Mei Misaki, uma estranha garota que se dirige para o andar do hospital onde se encontra o necrotério, afirmando precisar entregar algo para sua outra metade.Depois do slice of life não muito empolgante que foi Hanasaku Iroha, o estúdio P.A. Works (True Tears, Angel Beats!) vem para essa temporada de inverno com uma história de mistério, suspense e horror, baseada no livro de Yukito Ayatsuji, lançado em 2009. Apesar de ser casado com Fumiyo Ono, conhecida autora de obras como Ghost Hunt, Shiki (para citar as que viraram animes de horror) e The Twelve Kingdoms, Ayatsuji possui sua fama maior com publicações de mistérios detetivescos, mesmo conseguindo transformar Another em um best-seller japonês.

Esse histórico do autor já nos dá uma pista de que possivelmente o anime de Another recaia mais para o mistério e suspense do que para o verdadeiro horror, até mesmo se formos levar em consideração as primeiras impressões deixadas pelo episódio inicial. Apesar de algumas imagens tipicamente associadas ao horror que às vezes são colocadas na tela, a maior marca desse anime foi a construção de uma atmosfera de grande suspense para o telespectador.

Isso é bem marcado pelos minutos iniciais onde somos apresentados ao ocorrido de 26 anos atrás, mas continua com um episódio propositalmente lento, parado e silencioso. Ao chegar na fatídica sala 3-3 da quase lenda urbana, fica nítido o incômodo no ar. Algo ali está errado e todos sabem, menos eu, você e o protagonista. Tsutomu Mizushima, diretor da série, consegue com isso plantar uma inquietação no espectador que sabe que a qualquer momento algo pode acontecer. É justamente não saber o que irá acontecer e a dolorosa espera pela revelação que dão todo o clima desse episódio inicial.

Como já é de costume nos trabalhos da P.A. Works, temos um traço refinado e bem destacado, dando ao anime uma beleza profissional que talvez possa ir contra a série se o roteiro não for acima da média. Esticando um tweet do Qwerty do blog Nahel Argama, é preciso entender que em uma obra como Hanasaku Iroha, esse tipo de traço é perfeito para destacar as belezas locais e das suas personagens, algo de importância vital para um slice-of-life como aquele, mas aqui estamos falando de um possível anime do gênero Horror, o limpo demais pode não trabalhar em conjunto quando esperamos algo mais sujo, horrível, grotesco.

Um ponto que precisa ser destacado do que foi visto é a impressionante falta de animação, literalmente. É claro que existe uma belíssima fotografia constante, algo que o estúdio sempre soube trabalhar bem em suas obras, mas mesmo nos momentos de ação o que é visto são longas sequências planas, com pouquíssimo movimento. A questão que fica é se isso é mera falta de verbas ou proposital. Por que, queira sim, queira não, essa falta de movimentação, essa “animação silenciosa” ajuda a dar atmosfera de mistério que o anime precisa e consegue entregar bem nesse primeiro momento.

Another com certeza merece ser acompanhado com mais atenção não só por ser uma obra do estúdio P.A. Works, que apesar de ter um currículo curto, mostra uma ótima consistência técnica e algumas obras de destaque, mas também por ter dado aquilo que dele se esperava neste momento, possibilitando pensar em um bom crescimento para a série.

Esse post foi publicado em Animes, Primeiras impressões e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

19 respostas para Another – Primeiras impressões

  1. Eu realmente acho que a falta de animação é proposital~~ A série é muito bem feita nos demais sentidos pra ser restrição, de orçamento, na minha humilde opinião ^^

  2. Vinicius disse:

    Eu adorei a animação, acredito que casou muito bem com o ritmo das cenas e do próprio anime. O roteiro é muito amplo e o desenvolvimento nesse primeiro episódio foi bem instigante. Tem vários caminhos que pode seguir, pode ser popular ou ser mais centrado em um grupo, assim como pode se perder a própria história e ser um fracasso. Mas eu ainda estou apostando nesse como o melhor anime da temporada (ainda não vi Ano Natsu).

  3. Julio disse:

    >.<

    vcs poderiam colocar o site onde vc assistiram …. procurei mas n encontrei nenhum com imagem boa …

  4. Hidekee disse:

    Achei o clima e o ritmo muito bem colocado e a “falta” de animação é pelo clima. Tanto que tb falta animação dos personagens (no sentido de ânimo mesmo), que pode ser claramente sentido qdo o protagonista se apresenta na sala de aula. Esse clima ficou perfeito e creio que será mais suspense e mistério do que terror em si, o que para mim é ótimo *fã de suspense* XD

  5. Luiz disse:

    Onde eu acho para baixar?

    • Denys "Fantasma" Almeida disse:

      @Luiz e Julio
      Não coloco aqui no blog onde baixar, mas me procurem no Twitter (@Gyabbo)

      Gyabbo!

  6. Panino Manino disse:

    Não vejo aonde possa enfiar mais animação ali, não tem movimento suficiente.
    Prevejo que a série vai continuar assim, e pelo menos quando os personagens se moveram, foram bem animados, inclusive com uso perfeito de CG como no final quando um personagem passa por outro de carro na chuva e tem uma perfeita movimentação de câmera.

    @Julio
    Sua dúvida é que provavelmente você só assiste em português, e por speedsubs, e o pessoal que faz essas impressões assiste em inglês, alguns em japonês.
    Quem já escreveu sobre essa estreia de Another assistiu pela transmissão simultânea oficial 1 horas depois da estreia. Para assistir tão rápido assim só usando torrent e o inglês.

  7. Tiago disse:

    interessante o anime, estarei acompanhando.

  8. Leandro (butecoshonen) disse:

    A história se passa em 1998, não?

  9. Hii-Chan disse:

    Achei interessante e tudo.. Mas não assustador, ou que me deixasse com muita vontade de ver o próximo episódio. No todo tem um bom suspense, um clima propício e poucas falas (o que dá um ar de mistério).
    Creio que deva melhorar no segundo episódio, me pareceu que esse episódio foi um “prólogo” bem lento.

    Enfim, tenho minhas expectativas de que melhore ou que se torne um suspense cada vez mais elaborado.

    Ótimo post.

  10. Pingback: Primeiras Impressões Geral. « Omnia Undique

  11. Pingback: Kill Me Baby – Primeiras impressões |

  12. Ache o anime muito bom!..gostei character design dos personagens e não achei ruim o traço limpo,até por que também acho que o anime vai se desenvolver mais pro lado suspense do que terror…E quanto ao comentário sobre Hanasaku Iroha;eu achei ele ótimo,Perfeito em praticamente tudo!,quando vi o nome do estúdio minhas esperanças de o anime ser inesquecível só aumentaram.

  13. agelus8 disse:

    Eu não tava com a minima vontade de assistir esse anime, mas como recomendaram aqui eu dei uma chance e não me arrependi.

    Quando eu vi a sinopse já achei que fosse um anime triste com um drama sem fim, mas parece que realmente me enganei.O anime tem um clima de suspense ótimo que me prendeu por todo o episodio.Espero que o anime continue com esse clima.

    Vlw pela recomendação.

  14. Pingback: 3 anos de Gyabbo! – A consolidação de uma trajetória |

  15. Júnior Amaruk disse:

    Muito bom o anime. O ritimo do primeiro epi foi bem lento, clima razoavelmente pesado, posicionando o anime entre o horror e o suspense. Acabei de ver o segundo episódio, e já não tenho dúvidas que o suspense é o carro chefe. Conseguiu me prender, mas é melhor não demorar muito pra esclarecer um pouco de todo esse mistério que cerca a Mizaki, não quero me sentir enrolado HAHa’. Esses dois primeiros epis, eu assisti só pelo hype, mas agora vou assistir pq achei bom mesmo ^^. Ponto pro P.A. Works

  16. Único sentimento que tive após assistir aos 3 primeiros episódios foi: frustração …
    Digo isto como “primeira impressão” já que ainda não vi o mangá, mas não será algo que devo acompanhar fielmente, apesar de no minuto final do 3º episódio ter sido mais marcante de todos eles e único momento de suspense/ação realmente.
    Como disseram antes, a série tem um ritmo muito lento, somado a uma atmosfera sombria e a sonoplastia bem trabalhada, mas que ainda assim me deixou a sensação de: “que poha é essa”?
    Tô bem lá vendo o episódio de boua na pista, quando rola aquela musiquinha a lá Hitchcock e NADA ACONTECE …
    O personagem principal parece tão sem sal quanto o Syaoran do Tsubasa Chronicles (Que por sinal acho parecido até demais) , ingênuo, idiota e com crise de protagonismo ao extremo para não saber quando deve parar. Este tipo para mim parece as cheerleaders de filme de terror: só servem para morrer
    Pior que isto só os “Empata Fooooda”, sim pq não tem cabimento alguém chegar cortando assunto bem na hora que a história está sendo contada, isto aconteceu nos 3 episódios, e a anta do Sakakibara-kun nem para dar um chega pra lá e mandar continuar.
    O anime parece bom, gostei do desenho, da fotografia, da trilha sonora, mas avacalharam com o enredo enrolando a história em torno do mané que vê espírito e não sabe de nada e a cidade inteira sabe e se faz de desintendida.
    Irei ver o 4º episódio apenas pelos acontecimentos do final do 3º e vou procurar o mangá para entender a história, no mais, esta é minha impressão.

  17. Kiragana disse:

    Anime muito bom, espero que não decepcione daqui pra frente, porque se continuar assim, vai ter um rumo magnífico.

  18. thamy disse:

    Muito bom esse anime gostei de mais e to acompanhando eu adoro animes desse tipo se alguem souber de mais anime assim pode me falar pelo twitter( @thamymelo) ou pelo facebook ( Thamy Melo) ♥♥♥♥ bjjos

Os comentários estão encerrados.