Mangas Undergrounds #3 – Yotsuba&!


Depois da marretada na cara que foi Freesia no ultimo post, está na hora de curar as feridas. Por isso dessa vez iremos descobrir o porque dessa obra já ser considerada um “cult moderno”, praticamente obrigatório. O mangá mais emotivo e aconchegante já escrito em todos os tempos: Yotsuba&!

Yotsuba&!, ou Yotsubato!, é um mangá escrito e desenhado por Kiyohiko Azuma, mesmo criador de Azumanga Daioh. A série ainda está em publicação e possui um total de 79 capítulos em 11 volumes.  Infelizmente, nenhuma editora no Brasil possui alguma notícia/promessa referente ao título em terras gloriosas, mas sempre é possível importar o mangá pelo Book Depository, sendo que já está em seu 10º volume pela publicação americana da Yen Press.

A história é centrada em uma hiperativa, animada, meiga, curiosa e simpática garotinha de 5 anos chamada Yotsuba. Ela é filha adotada do Sr. Koiwai e os dois estão mudando para uma nova vizinhança, lugar onde encontrarão vários personagem marcantes. O mangá é contado de forma quase episódica, onde em cada capítulo Yotsuba irá experimentar e descobrir coisas novas, enquanto ilumina e inferniza a vida de todos.

Uma má interpretação que alguns podem tomar depois de ler essa sinópse, é concluir que estamos falando de uma versão mangá de “Dennis, o Pimentinha”. Sim, Youtsubato! tem comédia, mas muito acima da comédia está a consistência e comprometimento com a realidade. Cada capítulo não é sobre as aventuras da menina no sentido de aventuras-heróicas, mas no sentido do cotidiano de uma criança. E mesmo que nem sempre as ações pareçam tão reais para uma garota desta idade, as consequências destas trazem a realidade de volta para a história.

A ideia em Yotsuba&! é de que a vida diária de uma criança é uma aventura-heróica por si só, não é necessário acrecentar mais fantasia. É como tentar lembrar do seu primeiro dia na praia, da primeira vez que viu uma vaca, da primeira vez que andou de bicicleta. Para uma criança, até mesmo andar em uma escada rolante é uma aventura. É na tentativa de re-descobrir esse sentimento de aventura no dia-a-dia que Yotsubato! se baseia.

No entanto, por mais que o apelo para a época mais inocente em nossas vidas seja grande, nenhuma obra, mangá ou não, vive só disso. Aquele sentimento “gostosinho” que Yotsuba&! traz em enormes doses na sua leitura não é só uma boa combinação entre personagens carismáticos e arte agradável, é o resultado de um cuidadoso e bem construido trabalho de combinação de enquadramentos, ritmo e arte.

Yotsuba&! é um mangá que pode marcar tanto pelas falas até filosóficas da personagem principal, quanto pelo impactante silêncio e comunicação somente pela arte que possui em vários momentos. A construção do ritmo de leitura é tão bem feito e a leitura fica tão fluída e agradável que isso já fez o próprio autor declarar de que seria impossível fazer um anime de Yotsuba&!.

Declaração que de certa forma é uma verdade.

Claro que nada é impossível, mas os capítulos dessa obra são tão fluídos e possuem um rítmo tão próprio, que seria necessário uma direção muito inovadora para transpor tudo isso para outra forma de mídia que não o mangá.

Outro detalhe interessante é que, por mais que Yotsuba seja, de longe, a personagem mais interessante e centrada da obra, os secundários também não fazem feio. O liberalismo e as eventuais repreensões do Sr. Koiwai, que já está acostumado com a menina, ajudam a criar várias situações cômicas com sua filha por exemplo. Temos também o gigante Jumbo, amigo do Koiwai que tem mais de dois metros de altura e trabalha em uma floricultura. Isso sem nem falar das mulheres da família Ayase, novos vizinhos da Yotsuba e que, de certa forma, acabam servindo de figura feminina para a menina, sendo como mães ou irmãs.

Cada um tem uma carecterística própria e de certa forma representam o próprio leitor, sempre impresionado, irritado, feliz e pensativo sobre as ações da garotinha. E por mais que cada personagem seja excêntrico e um pouco maluco (principalmente a própria Yotsuba), todo o contexto, clima e a própria arte, com cenários detalhados, tornam toda a experiência muito crível e real, mantendo a consistência, não quebrando nunca a nossa imersão no nosso “eu” de 5 anos.

Ler Yotsubato! não é ler sobre uma garotinha de 5 anos fazendo maluquices. É sobre enxergar o mundo por meio dos olhos dessa garotinha de 5 anos que faz maluquices. Ler Yotsubato! é como voltar a ter 5 anos, é voltar a enxergar beleza e ter emoções com as coisas mais simples e descartáveis e é por isso que eu, sem nem sombra de dúvida…

Recomendo Yotsubato!

Esse post foi publicado em Coluna Mangas Undergrounds, Mangas e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

12 respostas para Mangas Undergrounds #3 – Yotsuba&!

  1. Mauricio disse:

    Yotsuba&! é um dos melhores mangás que já li. Recomendo muito.
    E pra quem estuda mangá como arte, é uma verdadeira aula.

  2. Nathan Castro disse:

    Ótima escolha de recomendação, Yotsuba&! é um mangá que todos deveriam ler. É legal destacar essas emoções que você com certeza vai sentir lendo, as risadas que você dará serão muito gostosas. Pode ser, pra alguns, uma verdadeira Nostalgia.

    Ótimo post, leiam mesmo. E, falando sério, que vontade de ter uma filha, assim como a Yotsuba. haha

  3. Que post ótimo, muito agradável de ler, parabéns! Fiquei muito animado para ler Yotsuba, sempre quero ler os mangás quando termino de ler o post de mangás undegound aqui do Gyabbo! mas esse me pareceu especial :]

  4. TNckho disse:

    Yotsubato underground?
    Facepalm.jpg

    • Cara, é muito desconhecido pelo grande público aqui no Brasil.
      Parece que não, porque é algo tão trivial pra quem já está inserido na mídia, mas Yotsubato não é algo tão conhecido quanto você pensa que é. Por isso acho importante um post desses, exatamente pra fazer o pessoal conhecer.

      • Igor Snow disse:

        Eu por exemplo, não conhecia. Acho muito legal essa parceria entre o Gyabbo com o Mangás Undergrounds, por que encontro ótimas recomendações (sou muito ruim em encontrar materiais de real qualidade).
        Só me fica a pergunta: será que um mangá que se concentra nas experiências de uma garotinha de 5 anos consegue mesmo se sustentar com mais de 10 volumes?

        • O Judeu Ateu disse:

          Parece esquisito, mas sim e é exatamente aí que está a genialidade da obra.

          É só você pensar que, exatamente por ser “somente” uma garota de 5 anos, que Yotsuba está muito mais aberta às mais possíveis evolução e crescimentos que um personagem pode ter. E isso funciona porque Yotusbato! é uma obra focada mais em personagens do quem em plot.

          É um pouco bizarro pensar dessa forma, mas assim como disse no texto, é na redescoberta da aventura que é ser uma criança que a obra se baseia. O autor não trata as “experiências de uma garotinha de 5 anos” somente como experiências, são aventuras, descobertas e ações que movem o leitor.

          Se é possível sustentar um mangá “só” sobre Basquete por 31 volumes, porque não seria possível fazer o mesmo aqui? É tudo sobre como o tema vai ser tratado pelo autor ;)

          • Igor Snow disse:

            Bem interessante. Fico com um pé atrás por quê não vou muito com a cara de mangás grandes (que no caso, eu pensei ser grande em sua proposta), mas eu não tinha pensado por essa perspectiva do seu comentário. Agora sim, uma boa pedida pra essas férias de julho.

  5. matheus disse:

    *-* adoro Yotsubato, queria muito que publicassem por aqui mas é um daqueles titulos que provavelmente nunca veremos por aqui,mesmo sendo incrivelmente ótimo =/

  6. Eder disse:

    cara , é triste saber q uma maravilha dessas não vai virar anime , mais triste ainda saber q se lançado no brasil pouca gente compraria , pois está acostumados aos porradeiros sem-noção da vida

Os comentários estão encerrados.