One Piece e Dragon Ball estão fazendo sucesso no mercado brasileiro de mangas?

Recentemente ficamos sabendo da entrada de Marcelo Del Greco na Editora Nova Sampa para comandar sua nova linha de mangas, iniciando pelo seinen Kyou Kara Hitman. Os detalhes dessa nova editora no mercado de mangas você pode conferir neste post do próprio blog.

Este anúncio foi feito no primeiro dia do evento Anime Friends, onde Del Greco teve a fala para anunciar esta notícia e aproveitou para comentar sobre outras coisas, como o lançamento de One Piece e Dragon Ball no Brasil. Especificamente sobre o título dos piratas foi dito, de acordo com informações de um correspondente do blog Chuva de Nanquim que estava no evento, que este não venderia bem no Brasil.

Com tudo que ronda o manga de Eiichiro Oda no Brasil, como o fracasso do anime (muito por causa das edições feitas sobre o original) e o cancelamento da primeira versão do manga aqui (muito por causa da própria situação da Conrad como fomos conhecer posteriormente), por mais que saibamos a força que tem One Piece, sendo o manga mais vendido de todos os tempos no Japão e um atual colosso, ao ouvir essas declarações ficavam as dúvidas, será?

Resolvi então apurar as informações e entrei em contato direto com a representante da Panini, Catharine Campos Paulossi, responsável pela área de Marketing e Produto de mangas da editora.

De acordo com ela, One Piece foi um sucesso absoluto, já tomando o segundo lugar como manga mais vendido da editora, atrás apenas de Naruto. Como, infelizmente, falar de números nesse mercado é um tabu por aqui, sabemos apenas que além de já ser o segundo título mais vendido, o manga precisou ser reimpresso, tamanho o sucesso.

Por fim, também nos foi afirmado que Dragon Ball foi outro sucesso, necessitando também de uma reimpressão logo após seu lançamento.

Esse post foi publicado em Mangas, Mercado brasileiro de mangas e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

32 respostas para One Piece e Dragon Ball estão fazendo sucesso no mercado brasileiro de mangas?

  1. BelphegorP disse:

    Me pergunto do motivo desse post. Denys, não é meio óbvio que esse post não tem conteúdo? Acompanho o blog a um bom tempo e gosto bastante do mesmo, mas as vezes aparece um post ou outro que me decepcionam.

    A única coisa que você fez no post foi pegar uma notícia com uma breve relevância e enfeita-lha com uma ilustração e um pouco mias de texto para alongar e, como diz o Kitsune (Video Quest) chovendo no molhado.

    Uma das suas maiores falhas é essa de colocar uma pequena e não relevante para a maioria das pessoas e adicionar detalhes que ninguém sentiria falta para fazer um post. Assim você só ´´enfeita´´ notícias que poderiam passar em branco.

    É um erro que pode ser considerado normal, aconselho prestas mais atenções nesses simples posts aonde você diz inutilidades para ganhar views.
    ———————————————————————————–
    Outra coisa: o blog anda bastante desorganizado :/ Tá ai outra coisa pra você ver.

    Fui repetitiva demais? Desculpe…

    • Denys "Fantasma" Almeida disse:

      Olá BelphegorP,

      Primeiro, obrigado pelas críticas construtivas. No caso, não acredito ter sido um post inútil visto que um editor relevante do mercado brasileiro havia feito uma afirmação categórica e fui apurar. Até onde eu sei não havia ainda nenhuma informação sobre o sucesso de One Piece, saber que ele está só atrás de Naruto em vendas em uma (senão a maior) das maiores editoras de mangas do Brasil é realmente irrelevante assim? Acho válido para um post, mas aceito a crítica e vou refletir em cima disso.

      Mas não entendi o que você quer dizer com desorganizado, isso me deixou mais encucado, o que seria essa desorganização? Por favor me diga pois realmente não quero deixar o blog desorganizado.

      Obrigado novamente,

      Gyabbo!

      • Ivo M Pereira disse:

        Foi uma critica construtiva para desconstruir.
        Não teve sentido algum essa critica. Eu estava com muita curiosidade de saber como estavam a sair-se os novos mangas, ainda por cima, sendo eles One Piece e DB.

      • wildcat17 disse:

        Bom post. Ignora o BelphegorP ;)

      • Giovanna disse:

        Estranho, eu achei mto relevante a notícia.

        Acho excelente o autor ter sido direto no texto, sem enrolação, e ido atrás de fontes confiáveis, como alguém dentro da empresa.

    • Lucas Pereira disse:

      “e, como diz o Kitsune (Video Quest) chovendo no molhado.”

      E quem é ele para alguém referíro? Devia ler mais lições nas outras mídias, e não se baseando em bloguinhos.

      • BelphegorP disse:

        Ai,ai… eu só fiz uma crítica, leitores do Gyabbo…Bem, vamos responder primeiro o Lucas:
        Eu não quis dar nenhum tipo de lição que o Kitsune ensinou. A única coisa que fiz foi usar uma expressão ´´propriamente dele´´ – que nunca vi outra pessoa usar – não me refiro a ele como um ídolo ou algo assim.

        Denys:
        Desorganizado… bem vamos explicar: temos uma seção no topo da página chamada ´´Conclusões de animes´´, porém a última conclusão que você postou lá é a de Guilty Crown, sendo que já saíram mais. Assim o leitor tem dificuldade em ter acesso as post, por exemplo. Também temos outras inconsistências de posts ´´largados´´ pelo blog que poderiam ter uma seção para eles.O problema é que o template do Gyabbo! não apresente muito espaço para organizar um pouco mais e facilitar a vida de quem quer ler.

        Na minha opinião talvez você devesse adicionar algumas outras pequenas coisas ao seu template, nada muito difícil, pois não são todas as pessoas que vem aqui para um post semanal :/ Na minha opinião que pode ser até humilde demais, o blog tem muito tempo. muito tempo=muitos posts+falta de organização=acessibilidade ruim.
        ————————————————————————————-
        Ainda acho que o post foi meio inútil. Não digo que ninguém ligue, digo apenas que as pessoas que vão se interessar pelo post é pequenas e sem falar que esse não é o definitivo foco do blog. Para falar a verdade eu não sei bem qual é o foco; animes, mangás,notícias ou críticas a sociedade otaku? Ou você quer pegar tudo isso junto?

        Na minha opinião você está pegando pesado demais com si mesmo. Não acha que fica difícil pegar todos os tópicos polêmicos nem do mundo otaku, mas talvez da blogosfera (exemplo:post sobre plágio)?

        O Gyabbo! é um blog direcionado para os otakus brasileiros e somente para eles (eu não quero minha mãe aqui, também porque ela não iria entender nada) mas você pega as vezes assuntos que não se encaixam aqui e que não pegam a maioria dos fãs que ficam felizes porque percebem que ele é bem escrito (tá ai um elogio:escreves bem :D)
        mas se pararem para pensar a maioria das pessoas acham aquilo meio irrelevante.

        Muito pelo contrário, não acho que seja ruim uma notícia ou outra de vez em quando, mas você fez um post sobre o lançamento desse mangá e depois de pouco tempo fez outro dizendo ´´tá vendendo, gente!´´. Para mim o post foi isso.

        Desculpe, sou o tipo de pessoa que enrola ^^

        • Igor Snow disse:

          Olha, tenho que concordar um pouco. Não que o post tenha sido inutil, mas que ele poderia ter trazido mais (isso aqui é o gyabbo afinal!) como por exemplo uma lista dos 10 mangás mais vendidos pela editora (mesmo sem os números, já seria ótimo saber) tanto que fiquei com muita vontade de ligar pra eles agora perguntando isso XD rs

          • Son Min disse:

            Eu acho que o post poderia ter usado uma imagem menor, e ter seu conteúdo inteiro publicado na página inicial. Digo, do home para o post em si são acrescentados o que? Dois pequenos parágrafos. A informação contida não é lá a mais relevante, mas também não é inútil. Na minha opinião, o post poderia ter abordado algo a mais, ou então, ter sido publicado inteiramente como uma notícia rápida na página inicial, como já sugeri. Pode parecer ridículo, mas isso pouparia o tempo de passar de uma página a outra, apenas para ler dois parágrafos =]

            • BelphegorP disse:

              Foi justamente uma das coisas que eu disse… O conteúdo não é lá um dos mais relevantes e o Denys acrescentou coisas que nunca fariam falta só para florear e dizer que é um post ¬¬ Na boa…odeio quando ele faz isso.

  2. Post pequeno, do tamanho que deve ser. Editor que fala merda desmentido, acho que é suficiente. É quase óbvio que One Piece seria um sucesso, com a grande publicidade e o grande sucesso que é. Qualquer um que fica mais de uma hora na internet percebe que o mangá tem alguma coisa. Sites que geralmente não falam de mangás falaram nele, apareceu até nas propagandas do youtube. Eu, que nunca havia assinado mangá algum, comecei a assinar One Piece e estou (quase) satisfeito. Ainda acho algumas coisas na tradução um pouco estranhas, o papel podia ser melhor, atrasos são comuns, mas o mangá é ótimo e eu pretendo renovar minha assinatura. E DragonBall teve menos publicidade, mas é DragonBall, mesmo não sendo a fase consagrada no Brasil nos anos 90, não precisa de tanta publicidade. O mercado cresceu desde o último cancelamento de One Piece e, mesmo que aos poucos, as pessoas estão cada vez mais aceitando quadrinhos como obra e não como “coisa de criança”.

    Acho que a utilidade deste post foi, além de informar, gerar está discussão nos comentários. Ou talvez gerar alguns xingamentos ao Del Greco… Quem sabe?

    • Denys "Fantasma" Almeida disse:

      Leonardo,

      Concordo com boa parte do seu comentário, mas de forma alguma a ideia desse post foi gerar xingamentos ao Del Greco. Não faço aqui ataques pessoais a ninguém, a ideia foi apurar uma afirmação de um editor influente do mercado, nada mais que isso.

      Gyabbo!

      • Foi um comentário inteiramente pessoal, e infelizmente não me expressei bem, quis dizer que eu acho que esse deveria ser o motivo, não que você tenha planejado. Minha opinião apenas.

  3. A Representante da Panini informar que os mangás são um sucesso e que houve inclusive a necessidade de ser reimpresso é óbvio. Se fosse um fracasso a resposta seria a mesma.

    Já passou da hora das editoras largarem de amadorismo(e serem cobradas por isso) e divulgar o quanto vende e quem compra se quiser atrair o olhar de empresas que queiram investir em publicidade.

    Até isso acontecer, as informações passadas serão desta forma: representante falando o que a maioria quer ouvir.

    • Denys "Fantasma" Almeida disse:

      Cleriton,

      Por ter contato direto com a Catharine posso lhe dizer que essa informação não é mera exaltação para o próprio produto, se não tivesse vendido realmente como vendeu, ela teria me dito pelas informações que ela já me passou como você pode ver em outros posts com informações dela.

      Mas concordo que seria bom as editoras liberarem os seus números de vendas.

      Gyabbo!

      • Asevedo disse:

        Essa prática de não divulgar a quantidade vendida é um mal do mercado editorial como um todo, infelizmente isso acontece de todos os tipos de publicações.
        Editoras de publicações periódicas filiadas a ANER tem garantia de estarem registrando suas publicações e a quantidade em comercialização, mas nunca é divulgado valores por editora e muito menos por obras.
        Publicar esse tipo de informação compromete bem as editoras frente as concorrentes, mas se existisse um consenso e uma atitude em conjunto para valorizar o mercado as coisas seriam mais fáceis de entender, principalmente a informação do senhor Del Greco que conseguiu essa incrível informação de que os títulos não vendiam.

  4. Na boa, quando sai One Piece eu fui na banca a semana toda e ele ainda estava la bonitinho 4 exemplares do Numero 1 por mais de duas semanas, quando lançou Dragon Ball, não consegui comprar, somente quando saiu o numero 2 na segunda remessa que fui conseguir. One Piece ainda esta la bonitinha e Dragon Ball some. Pode ser o mais vendido la fora, mas aqui acho que a historia é outra, quem vai comprar um mangá sem fim? e sem chances de ter fim?

  5. Luciano Hayashy disse:

    Engraçado, A mesma Catherine, afirma que o mangá KEKKAISHI vende MUITO MAL. E não acho que deva esconder isso. Eu fiquei sastifeito em saber que ONE PIECE É O SEGUNDO MANGÁ MAIS VENDIDO, depois de Naruto e isso eu ACHEI FANTÁSTICO!!!

    • Denys "Fantasma" Almeida disse:

      Sim, é bom lembrar isso. Ela mesma passou a informação de que Kekkaishi vende muito pouco. Se fosse só pra exaltar não teria passado essa informação ou que os shoujos não vendem muito também.

      Gyabbo!

  6. thoty disse:

    One Piece vendendo mal…..hahaha…
    E Papai Noel existe e coelhinho da pascoa tb..

    Está vendendo mt isso sim…
    Chupa outras editores… querem ficar lançando mangá meio boca e a Panini tem o maior mangá de todos.

  7. Marcelo disse:

    Conheço muita gente que esta comprando One Piece, gente q nem compra manga com frequencia sendo este o unico titulo q adquire em banca, gente q por os mais diversos motivos nao esta comprando mas q da como certa a aquisição assim q possivel e sempre q o assunto eh esse manga diversas pessoas na net se manifestam quanto a ansiedade do prox volume, analise da traduçao, assinatura, etc. Sem duvidas One Piece vende o q se propoe pra um manga forte porem dentro do nicho diferente de Naruto e Dragon Ball q sao mangas q até quem nao conhece esse mercado direito compra. Eu realmente nao sei pq o Del Grecco disse iso, foi desnecessario, da a impressao de recalque por ver um concorrente indo bem com um titulo q eh sucesso praticamente garantido.

  8. Otakismo disse:

    É uma informação, mas sozinha diz muito pouco. Vender mais, sem apresentar dados quantitativos, é uma equação especulativa de X+1. O que quero dizer é que One Piece evidentemente entraria na relação de mais vendidos, obviamente estaria a frente de kimi ni Todoke. Quão na frente está? essa é a questão.

    A grande questão é: One Piece é o mangá mais vendido da história do Japão e seus direitos de reprodução devem ser bem mais salgados do que os títulos que estão abaixo dele em vendas. A Panini fez esforços de divulgação para OP, como links patrocinados, o que gera um custo considerável para a unidade de mangás, houve divulgação do plano de assinaturas, o que traduz um tratamento diferenciado de logística. Para cobrir esse tipo de custos, qual é o volume de vendas necessário para atingir a margem por unidade vendida que justifique a publicação? Não sei. Qual a projeção de diminuição na base de leitores conforme a looonga história avança? Não sei. Qual aprendizado tiraram da publicação do título pela Conrad ANTES dos problemas estruturais estourarem? Não sei. Quais as exigências da editora japonesa para a publicação desse título top de linha no Brasil? Não sei.
    Vender mais do que qualquer coisa da casa abaixo de Naruto é mais do que obrigação para o título mais vendido da história. Falemos de proporção. Del Greco na condição de editor pensa em business, em responsabilidades contratuais, em riscos, na relação retorno x esforço etc. Pra ele vender bem é algum número X projetado numa equação com essas questões e outras, não vender mais do que títulos medianos da JBC.

    Entenda, não to dizendo que ele não está errado, pode ser que ele tenha errado na projeção e que OP tenha mais potencial do que ele acreditava ter no mercado brasileiro, mas ser o segundo título da casa e precisar de uma reimpressão na primeira edição nada indica. Nada. Reimpressão é algo que acontece como consequência da primeira impressão, que foi decidida pela projeção que a Panini fez de vendas. Foi uma projeção moderada, otimista, pessimista? não sei. Mas em cima disso, é possível ‘dizer mentiras usando apenas a verdade’, Se eu projeto um número pessimista de vendas, e o título tem uma performance apenas mediana, mas maior do que minha projeção, já preciso reimprimir títulos. Isso prova que ele é um sucesso? Não….

    Novamente, não digo que seja o caso, apenas levanto possibilidade sobre as quais apenas podemos especular desempenho. Acho muito legal seu interesse em levantar informações – eu nunca teria saco pra isso se não estivesse profissionalmente envolvido -, mas como também fiquei com a impressão que isso foi uma cutucada no Marcelo, achei legal comentar aqui, não só para você, mas principalmente para os demais leitores, que o buraco pode estar em níveis mais profundos.
    abç

  9. Douglas F disse:

    Bah,
    Me toquei agora que está lançando DB em outra editora, olhava na banca como um relançamento. =o
    Vlw pelo post, sério mesmo

  10. leokiko disse:

    uma reimpressão na primeira edição nada indica”. Discordo:

    A Panini obviamente esperava que One Piece fosse fazer sucesso, então com certeza imprimiram MUITAS cópias para mandar primeiro. O fato delas já terem acabado indica que vendeu bastante.

  11. Tive a mesma sensação que algumas pessoas dos comentários tiveram, de que o post parecia ser só uma demonstração de antipatia quanto ao Marcelo Del Greco, entendo quando você respondeu que só queria ” apurar uma afirmação de um editor influente do mercado”, mas ainda acho que não é algo suficientemente relevante para gerar um post, acho sim relevante não só saber que não podemos sair confiando em números de vendas que qualquer um pode falar, mas também que One Piece está se saindo tão bem, mas acho que você poderia ter aproveitado essa situação para fazer um post não apensa sobre isso, usar essa como uma das informações de outro assunto maior, como as informações divulgadas nem sempre podem ser confiáveis, ou até sobre a importância e relevância dos anúncios feitos em eventos (como deu pra perceber não sou bom em criar ideias pra post, mas acho que deixei claro o que quis dizer), enfim, não li todos os comentários então me desculpe se tudo isso é um resumo de outras reclamações, ou se fui redundante de mais. São todas críticas construtivas, adoro o blog (meu favorito) e também estou com saudade daqueles post falando sobre um anime bom, ou sobre a sensação de ter visto ou lido algo…. gosto muito do blog por ele ter essa pegada mais pessoal, mais individual, pra mim o torna diferente dos outros.

  12. Caio B. disse:

    falando em Marcelo del Groco, ele divulgou no facebook que vai dar uma entrevista neste sábado, às 15hs no programa Hq&cia na AllTv, vamos ver quais besteiras ele falará agora.

Os comentários estão encerrados.