Temporada de Verão 2012 – Comentários entre a temporada

Agora 100% no Portal Genkidama – se você ainda não conhece aproveite para ir lá, curtir a fanpage no Facebook e seguir no Twitter pelo @GenkidamaBR – chega a hora de voltar a postar.

Depois do longuíssimo debate no post ““Primeiras impressões”, o câncer da blogosfera brasileira…” e uma conversa com o Didcart do blog Anikenkai, decidi nesta temporada de Verão atender o pedido de alguns leitores e fazer breves comentários sobre os animes agora que a maioria deles já está na faixa dos seus seis episódios – o que para muitos já é metade do caminho.

Espero que vocês gostem e não deixem de comentar para eu saber da recepção desse tipo de post além de conversarmos sobre como está sendo esta temporada de Verão 2012.

Não tenho certeza, mas acredito que assisti pelo menos o primeiro episódio de 99% dos animes novos dessa temporada, com várias séries chegando a seis episódios para comentar melhor. Irei fazer comentários breves, já que essa é a natureza do post, com base naquilo que eu assisti.

A ordem será a mesma do post de apostas da temporada para facilitar a leitura e possibilitando fazer as comparações com o que eu esperava e aquilo que realmente se mostrou.

Não concorda com os pontos colocados, acha que um anime é melhor ou pior? Espero seu comentário ao final para debatermos!

Resultados das Grande Apostas

Natsuyuki Rendezvous

Natsuyuki Rendezvous - 01 - Large 03

Número de episódios assistidos: Seis.

Sendo muito sincero com vocês este é o único anime que realmente me empolgou e que irei assistir assim que sair.

Se nos primeiros episódios – especialmente no primeiro – Natsuyuki correspondeu bastante com o que eu esperava, mostrando um drama interessante, maduro e bem dirigido por Kou Matsuo, com o passar dos episódios, especialmente quando a série começa a dar um foco maior para o sem graça do ex-marido de Rokka, o fantasma da história, Natsuyuki tem perdido seu brilho e certamente está muito longe do que Sakamichi no Apollon conseguiu ser no bloco noitaminA.

É uma pena que um enredo interessante se perca em melodramas que não convencem e uma história que tenta nos fazer ter empatia com um personagem que – não tem outra definição melhor – é chato. Se você quiser ver um bom drama com toques de comédia sobre a volta do amor após a perda do amor da vida de uma mulher, recomendo o filme francês que assisti recentemente chamado em português de “Delicadezas do amor”.

Se ao invés de crescer, o meio da série só vem perdendo seu fôlego, espero agora apenas um final mediano para essa que era uma grande promessa.

Sword Art Online 

Sword Art Online - 02 - Large 31

Número de episódios assistidos: Seis.

Por outro lado, Sword Art Online, ainda que bastante esperado por mim e por muita gente internet a fora, não figurava como um anime para ser lembrado pelo resto do ano, mas sim limitado a essa temporada.

Ledo engano, ainda que seus seis primeiros episódios tenham sido usados em muito para introduzir a mecânica do mundo do jogo online onde os protagonistas se encontram presos, todos os pequenos arcos transbordaram de carisma em um belo trabalho da A-1 Pictures juntamente da Aniplex.

Com um primeiro episódio forte e consistente, a série vem mantendo o nível com leves tons de drama e um uso inteligente das cenas de ação. Programado para 25 episódios, não precisamos ter pressa da obra se encaminhar para a história central ainda. Por enquanto as pequenas jornadas vem mais do que me satisfazendo.

Prometiam Muito

La storia della Arcana Famiglia 

La storia della Arcana Famiglia - 01 - Large 01

Número de episódios assistidos: Dois. Dropado.

Ah, J.C. Staff, por que você tem que ser tão inconstante na minha vida? Não consigo odiá-la, mas tem cada uma que você me apronta. Depois de ser seduzido por uma possível protagonista feminina forte e uma boa história de máfia, acabei largando esse anime quando no segundo episódio me apresentam um filler que girou todo o tempo em torno de procurar e devolver um gatinho… Que decepção.

Alguém que continuou pode falar aí nos comentários como anda?

Joshiraku

Joshiraku - OP - Large 02

Número de episódios assistidos: Quatro. 

Como eu disse, não é fácil odiar o estúdio J.C. Staff. Enquanto eles me apresentam uma bomba como Arcana Famiglia, me surpreendem com Joshiraku, um anime que poucos estão assistindo (tanto que apenas um fansub americano está fazendo e com dois episódios de atraso já), principalmente pelo alto teor de referências à cultura japonesa em geral.

Detalhei melhor neste post AQUI, mas a obra consegue ser engraçada, simples, kawaii e ao mesmo tempo destilar veneno sobre a sociedade japonesa e a cultura otaku entre uma maluquice e outra.

Nada menos do que poderíamos esperar do criador de Sayonara Zetsubou Sensei, Kouji Kumeta.

Kokoro Connect

KokoroConnect AnimeNúmero de episódios assistidos: Seis.

Provavelmente o anime na categoria mais acertada. Kokoro Connect tem um bom character design (do mesmo de K-ON!, Lucky Star, Hyouka), personagens interessantes, uma história que instiga – seja o primeiro arco da troca de corpos, ou o início do segundo com a liberação dos desejos mais primários -, mas que tratado de uma forma mecânica, com conceitos de Psicologia barata, pelo menos a mim não conseguiu realmente fisgar.

Assisto porque gosto razoavelmente, mas não morreria sem.

Tanken Driland

Número de episódios assistidos: Três.

Apesar de ser um anime que serve meramente como um longo comercial de 30 minutos (o negócio passa às 23:30 de sábado sendo uma série sem nenhum tipo de fanservice e com um caráter completamente infantil) de um jogo para celular, acabou sendo para mim uma das grandes surpresas da temporada.

As aventuras – até o momento – da princesa Mikoto, o seu misterioso tutor Wallens e o atrapalhado Pollon enquanto a garotinha tenta virar uma Hunter são – dentro da sua fórmula infantil – muito divertidas de acompanhar e caberiam como uma luva se dubladas e apresentadas a um público infantil brasileiro, conseguindo cativar garotos e garotas.

Infelizmente é outra série que está sendo feita a passos de tartarugas pelas fansubs, já com três episódios esperando.

Podem ser bons, mas não tenho certeza

Oda Nobuna no Yabou 

Número de episódios assistidos: Um. Dropado.

O conjunto Madhouse e Gokumi conseguiu apresentar um trabalho de arte bastante consistente com Oda Nobuna no Yabou e a história de um garoto que vai parar na era feudal japonesa, em pleno período Sengoku, mas com as figuras históricas trocadas por garotinhas até que não parecia tão ruim no começo. Mas sinceramente, não tenho paciência pro moe mais do que forçado da série.

Jinrui wa Suitai Shimashita

Número de episódios assistidos: Seis. 

Fácil, fácil o underdog da temporada, a maior surpresa. É nesse tipo de anime que eu lembro porque gosto da animação japonesa – você uma hora vai esbarrar em uma joia inesperada. Não que Jinrui seja perfeito, mas agora entendo o que o diretor Seiji Kishi (o mesmo de Angel Beats! e Seto no Hanayome) faz aqui.

Com uma arte leve, aquarelada, uma protagonista bonita com cara de bobinha e com o mundo comandado por fadinhas, a esperança era pouca, mas que surpresa quando nos deparamos com um anime extremamente non-sense, mas com o tom certo ao criticar dos grupos de fujoshi ao capitalismo atual.

Apesar do ritmo lento dos episódios, até agora divididos em arcos diminutos de dois episódios cada, Jinrui vale a pena ser assistido com a mente aberta para se surpreender.

Chouyaku Hyakunin Isshu: Uta Koi.

Número de episódios assistidos: Seis.

Depois de um satisfatório primeiro episódio, Chouyaku Hyakuninisshu: Uta Koi. pode não ter agradado muita gente, mas venho assistindo e me agradando com todos os episódios, mesmo com algumas escolhas duvidosas dos capítulos mais recentes de tomar liberdade demais para falar dos poetas do período Heian da história japonesa e da famosa coletânea de 100 poemas.

É aquele anime para se assistir quando se quer passar o tempo e você não quer mais do mesmo, vendo um pouco mais da rica história e cultura japonesa.

Tari Tari

Número de episódios assistidos: Seis. 

Depois do fracasso que foi para mim a última obra do estúdio P.A. Works, Hanasaku Iroha, posso dizer que Tari Tari realmente não estava no meu radar de empolgação para essa temporada e seis episódios depois eu continuo com a mesma opinião.

Com sua belíssima fotografia, uma animação, character design e arte em geral belíssimas e com personagens menos chatos que sua série antecessora, Tari Tari chega a ser decente, mas naquilo que sua primeira metade se propôs acabou por soar mecânico, plástico demais, não conseguindo passar a emoção que o drama familiar de uma das protagonistas apresentou.

E agora nessa segunda parte onde os relacionamentos entre o grupo de amigos parece que será o foco, não tenho grandes esperanças para uma virada de mesa em Tari Tari, apenas um anime decente.

Binbou-gami ga!

Número de episódios assistidos: Seis.

Diretamente da Jump SQ, a comédia frenética cheia de referências a outros shounen da temporada entre uma garota com muita sorte e uma deusa da pobreza conseguiu me fazer acompanhar sem problemas os seis primeiros episódios, salvo uma coisa: até o momento eu não dei uma risada sequer.

Não me entendam mal, eu gosto das personagens, acho a série divertida e vou acompanhando tranquilamente, mas sendo uma comédia não posso falar muito bem da série se ela não consegue me fazer rir. Mas acho que é só comigo, o anime é bom, talvez só seja apenas o meu humor mesmo.

Milagres acontecem

Hagure Yuusha no Estetica

Número de episódios assistidos: Um. Dropado.

Se você me perguntar sobre o que era a história desse anime eu juro que não faço ideia. Só lembro que tinha batalhas e peitos para galera ficar feliz. Drop fácil, fácil.

Koi to Senkyo to Chocolate

Número de episódios assistidos: Um. Dropado.

O mistério no começo no começo do episódio não foi o suficiente para me fazer continuar esse anime sobre um grupo escolar especializado em provar as mais diversas comidas e que pode ser cancelado com a possível chegada do novo conselho escolar.

Bleh. Fui.

Muv-Luv Alternative: Total Eclipse

Número de episódios assistidos: Seis. Dropado.

Depois de dois primeiros episódios – com certos erros – muito interessantes, com uma forte carga de violência física e psicológica, somos levados para entediantes quatro episódios seguintes que quebram completamente com o clima criado anteriormente para acompanharmos o dia-a-dia de uns soldadinhos em treinamento.

Cadê a protagonista louca pela morte das amigas?! Cadê o sangue?! Cadê o perigo?! Se a diferença fundamental entre Infinite Stratos e Muv-Luv: Total Eclipse era justamente o senso de perigo, os produtores fizeram questão de arruinar com isso nesse começo em prol de batalhas sem sentido e sem graça e muito fanservice.

Temos ainda mais 18 episódios para a guerra e a tensão voltaram, mas com quatro episódios desastrosos não dá pra ficar só torcendo.

O último fecha a porta e apaga a luz.

Campione!

Número de episódios assistidos: Quatro. Dropado.

Ah!, a adolescência, são tantos hormônios. Feito na medida para pré/adolescentes, Campione! deve estar fazendo um belo sucesso entre os fansubs nacionais ao juntar belas garotas, fanservice, babinha depois de uns beijos de línguas, batalhas pseudo-épicas e uma forte presença de elementos fálicos. Apesar de ter gostado do primeiro episódio, achei os outros três bem genéricos e estou me despedindo.

Boa sorte para quem fica.

Ebiten: Kouritsu Ebisugawa Koukou Tenmon-Bu 

Número de episódios assistidos: Nenhum (esqueci de ir atrás desse anime).

Sobre continuações e similares

Rinne no Lagrange 2, Hakuouki Reimeiroku, Yurumates 3D S2, Dog Days’, Yuru Yuri ♪♪, Moyashimon Returns, Kyoukai Senjou no Horizon II.

Número de episódios assistidos: Nenhum. Sendo continuações de animes que não vi as outras temporadas, não faria sentido.

Er… não (animes que preferi ignorar)!

Chitose Get You!!

Número de episódios assistidos: Seis. 

Sim, por incrível que pareça e contradizendo o nome dessa categoria eu resolvi dar uma chance a esse anime e acabei não me arrependendo. Com episódios de três minutos e sem cair pro fanservice lolicon, acaba sendo uma comédia rasa, mas divertidinha. É como um primo pobre de Hanamaru Youchien.

No completo tédio eu até recomendo. São apenas três minutos.

Dakara Boku wa, H ga Dekinai 

Número de episódios assistidos: Um. Dropado.

Fui dar uma olhada em qual era desse anime onde o protagonista fala tudo de pervertido que vem na sua cabeça e retira seu poder justamente por ficar excitado e me deparei simplesmente com uma das melhores animações de toda temporada. Fiquei impressionado. Pra quem gosta do estilo strip-fight, é uma ótima pedida. Como não é o meu gosto, larguei.

Kono Naka ni Hitori, Imouto ga Iru! 

Número de episódios assistidos: Nenhum. Esse eu nem tentei.


E com isso chegamos ao final da avaliação de meio de temporada desse Verão 2012. Como anunciado antes e no início da temporada, ela é realmente fraca. Dos animes novos o único que realmente me empolga para assistir assim que sai é Sword Art Online. É claro que Natsuyuki é bom, Jinrui é bom, Joshiraku também, assim como Kokoro Connect e Tanken Driland, mas nada muito espetacular, apenas bom.

O que vocês estão achando dessa temporada agora que ela já passa em muitos casos da sua metade? Deixem sua opinião nos comentários!

E como bônus minha abertura e meu encerramento favorito dessa temporada:

  • Melhor abertura: Binbougami ga! – Pico – Make my day

Menções honrosas para as aberturas de Utakoi e Jinrui.

  • Melhor encerramento: Joshiraku – Momoiro Clover Z – Nippon Egao Hyakkei?

Menções honrosas para o encerramento de Utakoi

24 respostas em “Temporada de Verão 2012 – Comentários entre a temporada

  1. Uma verdade a ser dita:
    O ruim (na verdade é bom) em animes como Arcana Familglia é que graças ao seu publico alvo eles vendem muito bem e sempre tendem a ganhar segundas temporadas, motivo???
    As garotas japonesas.
    Enquanto existem animes visando o publico masculino (cheio de fanservice e ecchi exagerado), tambem existem aqueles visando as garotas que sonham em ficar envolta de varios homens bonitões (harem, mas para ELAS), o que na verdade é totalmente JUSTO.
    As garotas tem apenas 1 anime por temporada dedicado a elas (falo daqueles seguindo o genero Harem), enquanto nos homens temos sempre varios titulos em uma unica temporada.
    É seguindo esta mecanica de pensamento que encontramos os motivos e razões das super vendas de animes que para a maioria (homens) é considerado lixo:

    Hiiro no Kakera – Vendeu bem temporada passada em em breve já vem a segunda temporada, em Outubro.
    Hakuoki – Vendeu bem em todas as suas temporadas e resulatdo disso é que deram até um jeito de inventar uma terceira temporada.
    Uta no Prince-sama – Vendeu bem e pelo que me parece tem segunda temporada em produção.

    As garotas japonesas amam e se derretem todas… hauhuhauhauahuahauhauhauh!!!
    E é por estas e por outras que mesmo que a gente não goste este tipo de anime sempre vai continuar a vir… bom para as garotas, e confesso que fico feliz por elas.
    Eu odeio Famiglia Arcana, mas aprendi a conviver com este fato.
    Sugiro que voce comece a fazer o mesmo.

    Curtir

    • Não tenho problema algum em conviver com isso, reclamei disso nesse post ou em algum outro? Minha crítica em nenhum momento recaiu sobre isso.

      Gostei de UtaPri, assisti a primeira temporada de Hakuouki, não se preocupe.

      Gyabbo!

      Curtir

      • Tem certeza?

        É pq eu vi isto aqui e achei que tinha a ver sim…
        http://www.genkidama.com.br/gyabbo/2012/07/10/la-storia-della-arcana-famiglia-primeiras-impressoes/
        Mas já que vc nega, não posso fazer nada…

        “Minha crítica em nenhum momento recaiu sobre isso. ”

        Para alguém que diz se “decepcionar” com algo que nem foi feito para agrada-lo, tendo em vista outro publico alvo…
        Acho que a partir do momento que vc queira assistir algo que não é voltado para seu “paladar” por pura curiosidade (ou sei lá o que seja), a palavara “decepção” nunca deve ser utilizada…

        – Só há decepção quando voce cria expectativas… e sejamos francos, criar FALSAS expectativas em cima de algo que voce mesmo sabe que não vai acontecer não passa de uma mentira mal contada para si mesmo.

        Eu sei como é, já fiz isto…
        Por isto te falei:
        Acostume-se com isto.

        Curtir

        • Para se decepcionar basta criar expectativas.

          ex.pec.ta.ti.va
          sf (lat exspectare+ivo) 1 Situação de quem espera uma probabilidade ou uma realização em tempo anunciado ou conhecido. 2 Esperança, baseada em supostos direitos, probabilidades ou promessas. 3 Estado de quem espera um bem que se deseja e cuja realização se julga provável. 4 Probabilidade. E. de direito: possibilidade de alguém obter vantagens ainda não definidas. E. de vida: número de anos, baseado na probabilidade estatística, que qualquer pessoa, de idade ou classe dadas, pode esperar de viver. Var: expetativa, expectação. (via Dicionário Michaelis)

          Eu esperava um anime que conseguisse equilibrar o fator de otome game, o harém reverso, com ação e a questão da máfia que o anime havia apresentado nas promote images e nos promote videos. Não vi isso acontecer.

          Não existem falsas expectativas, existem expectativas pouco prováveis de se realizarem. Como os PV e as Promo Images mostravam que sim, o anime poderia cumprir o que eu esperava, não era tão improvável assim.

          Você coloca que sendo um Otome game eu devia saber o que esperar e por isso deveria me acostumar, não é um anime feito para o público do qual faço parte (um raciocínio bizarro, igual um garoto não poder gostar de shoujos/josei ou um garota de shounen/seinen), e isso não faz parte da minha crítica. Como coloquei no post que você citou, nem o fator shipper, dos possíveis casais e envolvimentos com a protagonista foi bem feito.

          Gyabbo!

          Curtir

            • Er… isso rolou há quase um ano (já que a matéria do Verão desse ano indica a de 2012 pra dar uma boa relembrada) e posso dizer que foi uma discussão no mínimo MUITO idiota… deu pra entender ambos os pontos de vista e no fundo ambos têm posicionamentos corretos; Gyabbo acha uma coisa mas o modo como escreve as vezes sugere outras, como um carinha lá no começo mesmo disse – nada de terrível, isso aconteceu até em conversas off imagina quando são textos escritos?

              Gente, mais calma né, são apenas comentários num post… de resto, continuo achando bacana esse formato de falar sobre os animes, é só realmente tomar alguns cuidados pra não dar a impressão errada. XD

              Curtir

          • E disse o poeta:

            “As decepções são filhas da FALSAS expectativas. Na raiz de toda decepção encontra-se uma expectativa incapaz de ser atendida.
            Seria a frase “falsa expectativa” um pleonasmo vicioso?”

            Cara, falsas expectativas são difíceis de se lidar… quando as coisas não acontecem do jeito que a gente gostaria que acontecesse, isto é muito frustrante. Falsas expectativas… quem as crias?
            Nos mesmo!
            Você mesmo mostrou isto:

            “3 – Estado de QUEM espera um bem que SE deseja e cuja realização SE JULGA provável.”

            Voce pegou as PVs e afins e julgou por SI só que teria o conteudo que iria lha agradar… porque ao SEU ver, as PVs te passaram esta imagem.
            No meu caso, eu só “tentei” ver Arcana Famiglia porque achei que o romance da serie seria legal… mas acabei encontando algo extremamente tedioso, fora que este negocio de harem inverso, comprovei que não “cola” para mim… mas foi algo diferente do que voce esperava.

            O caso é… eu vi as mesmas PVs que voce, e mesmo assim não consegui chegar a conclusão que aquilo teria “ação” ou sei lá o que vc viu na serie. Até porque, nas minhas antigas experiencias baseadas em animes do mesmo genero (harem inverso, romance e tendo como origem Otomes games), nunca vi nem um “pingo de ação” para me fazer assistir… sempre busquei o romance das series… que se encaixam neste quesito, e a unica que me agradou (graças ao romance) foi Hakuoki, tanto a primeira como a segunda temporada… e foi só, de resto dropei todas as outras.
            Mas se voce disse que vc viu ação (ou sei lá o que) nas PVs e tem experiencias passadas com animes deste genero que contribuiram para fazer voce criar “expectativas” sobre isto.

            Curtir

    • arcana pode ate vir a ser bom quando começar o arcana duello, nem lembro mais se assim que escreve ja que nunca mais foi citado no anime, mas enquanto esse slice of life… ,ou filler melhor dizendo ja que se fosse um slice of live ao menos deveria ser engraçado, continuar eu prefiro nem assistir

      Curtir

    • Deixe-me te corrigir.
      Hiiro no Kakera em seu primeiro volume vendeu irrisórias 1,8k unidades. Vendeu muito mal. Os próximos volumes venderão ainda menos.
      O anime em si é um fracasso entre as fujoshi diferente do game.
      O motivo da segunda temporada é a pré-programação que fazem de um anime de dividi-lo em 2 cours espaçados.
      Hakuouki e Uta Princess são muito bem vendidos e são o motivo de animes como eles e Arcana Famiglia existirem.

      Curtir

  2. Bem, dessa temporada eu só tenho assistido Sword Art Online, por desinteresse mesmo, desde a temporada de Primavera eu não to tendo tanta vontade de assistir animês que estão em lançamento, mas pensando bem acho que vou reservar meu tempo pra ver Natsuyuki ( Por me interessar no primeiro episódio e ver como a série foi caindo até aqui. ), e alguns outros que eu tinha ignorado mas que o post me deu certa vontade de ver. xD

    Curti o post, agora é esperar pra ver como serão os animês do Outono. :B

    Curtir

  3. Binbougami ga eu curti bastante, só que os epis 3 a 5 não achei mto bons., apesar do 4 ter tido duas referencias à evangelion e umas bem fortes com dragon ball XD

    Curtir

  4. Concordo com Natsuyuki, Sword Art Online, Joshiraku (mas só vi dois episódios, só vou baixar em inglês quando a temporada acabar, se for mesmo necessário), Kokoro Connect, Jinrui wa Suitai Shimashita, Binbougami ga! (mas eu ri nele, não tanto assim, mas ri), e Total Eclipse (não dropei, não dropo, não gosto de dropar, se não melhorar em nada irei até o final xingando muito). De Chitose Get You!! eu não gostei, dele sim não consegui rir nada nem simpatizar com personagem nenhum, mas ainda bem que é curto, vamos levando. Dog Days’ está um pouco abaixo da primeira temporada, eu acho, mas muito mais feliz e deslumbrante. Ebiten assisti só o primeiro episódio porque foi o único que saiu. Gostei do estilo de paródia dele (o primeiro foi com Cavaleiros do Zodíaco, o segundo por imagens que vi acho que foi com Sailor Moon), embora a animação seja bem ruim e os personagens também. Se o fansub voltar a lançar assisto o resto. E Kingdom? Começou um pouco antes mas tecnicamente é dessa temporada também, está acompanhando? Eu estou gostando da história e dos personagens, embora a animação esteja sendo uma lástima sempre que usam 3D (e quase sempre usam, até para cenas corriqueiras como dois personagens conversando). Encerram a “minha” temporada os animes que vem desde a temporada anterior: Hyouka, Cavaleiros do Zodíaco Ômega e Eureka Seven AO, nessa exata ordem de preferência.

    Curtir

  5. Raramente assisto os animes novos da temporada. Geralmente vejo depois de um ou dois anos.
    Nessa temporada decidi assistir Hagure Yuusha no Estetica porque achei a sinopse legal (a história de um herói que retorna à Terra, depois de salvar um mundo mágico). Se a parte ecchi não fosse tão exagerada, talvez pudesse ser bom!
    O primeiro episódio é legal até, principalmente porque o protagonista da série é um herói “completo”. Mas o segundo é totalmente voltado para o fanservice e tal, sem nenhum desenvolvimento de história … então dropei hauhauaau

    Curtir

  6. Acho esse tipo de post tão válido quanto o de primeiras impressões ou o de conclusões.
    O post de primeiras impressões dá a oportunidade do público filtrar o que pode ser bom na temporada e ainda permite acompanhar a obra semanalmente junto com a galera. O problema é que, por se basear em poucos episódios, nem sempre há uma filtragem de qualidade e muitos animes que tinham uma boa premissa em 2 ou 3 episódio se mostram um fiasco em 4 ou 5, como foi o caso de Muv-Luv.
    O post de conclusão, por sua vez, é uma filtragem muito mais precisa, porém, perde-se o gostinho que é acompanhar uma obra semanalmente, especulando e aguardando ansiosamente pelo próximo episódio.
    O post de meio de temporada, como o próprio nome sugere, consegue ser um meio termo eficiente, pois, além de filtrar mais que o post de primeiras impressões, permite ao público acompanhar a obra semanalmente, ainda que só a metade final.
    Eu aprovo.

    Curtir

  7. Eu estou acompanhando Natsuyuki Rendezvous, Sword Art Online, Kokoro Connect, Tanken Driland e Jinrui wa Suitai Shimashita. Concordo examente com tudo o que você disse, principalemnte sobre Natsuyuki. No fim do episódio 2 eu pensei que ele seria o melhor drama de todos sos tempos. Não esta sendo. A única coisa que eu acrescentaria é que eu esperava que o SAO fosse mais lento na passagem dos níveis, mesmo que precisasse de 52 episódios (valeria a pena pelo enredo e a arte/animação). Seria legal acompanhar melhor o desenvolvimento do Kirito. Ele se tornou muito fda mas não foi construído uma ligação forte entre ele e a audiência. Considero Jinrui wa Suitai Shimashita o melhor da temporada. Apesar de não ter linearidade e ter um enredo bem abstrato, não acho que seja non-sense. Ele segue a linha crítica mascarada, que de tão mascarada parece não fazer sentido, asssim como foi a MPB na época do militarismo.

    Curtir

  8. Bem … eu gostei da idéia de fazer comentários entre a temporada. Dá margem pra ver se os animes estão cumprindo com as promessas que fizeram na sua apresentação e se teve alguma surpresa ou evolução nas histórias. Agora, só não me agradou o posicionamento que você toma pra falar de alguns animes, como naqueles dropados. Fica complicado fazer um comentário entre temporada de um anime que tenha visto apenas um episódio. Eu já sou como omexicano21,”não dropei, não dropo, não gosto de dropar, se não melhorar em nada irei até o final xingando muito” (kkkkkkk).
    Animes que estão se saindo bem, sem grande brilhantismo, mas sem se perder não estão bem comentados também, ao contrário de animes que “surpreendem por não ser totamente ruim” terem mais destaques. Eles são ruins, mas não TÃO ruins assim. Espero que tenha entendido meu posicionamento.

    Gostei de coisas que foram ditas como em Natsuyuki. É difícil pra mim aceitar e falar isso, mas realmente o personagem fantasma é … chato. É no mínimo curioso a existencia de um fantasma, mas não precisava por o foco nele e se afastar as outras pontas do “triângulo amoroso”. O que não gostei, ou melhor, descordo, de animes como Joshiraku e Jinrui. Simplesmente não me atraem, não vejo história, objetivo ou qualquer finalidade pra criação. Tentei até ponderar pela parte da crítica a sociedade e blablabla, mas crítica por crítica e fazer pose não acrescenta em nada, me chamam a atenção de críticas contrutivas e destrutivas como Durarara!
    Bem, é apenas minha opinião.

    Queria sujerir uma coisa. Que separasse na escrita aquilo que é crítica e o que é gosto, pois as vezes fala com uma ótima percepção de contexto e qualidade de imagem e outra é apenas o seu entusiasmo sobre um assunto. Veja bem, não disse para ser impessoal, apenas pra ajudar a leitores chatos como eu a fazer uma melhor análise. XP

    Amorim;

    Curtir

    • Eu vi as críticas de Durarará muito periféricas… um mero detalhe do roteiro.

      Pelo que me disseram, esses primeiros episódios de Jinrui pegaram as novels mais “leves”, a parte hardcore vem agora. Em vista desse sétimo episódio pondero que esses episódios hardcore serão menos de crítica da sociedade e abordarão um roteiro mais “filosófico” ou mais calcado na própria imaginação do autor. Esse sétimo episódio teve um roteiro com reflexões mais filosóficas e metafórias de fato.

      Curtir

  9. Estou assistindo muitos dos animes comentados(9 dos 17) e li muita coisa que pensei quando assistia os mesmos. Depois do primeiro episodio de arcana familia nao ter me agradado muito, apos ver o segundo episodio se arratar com a perseguicao de um gato, eu dropei
    Campione que tambem me chamou bastante atencao no primeiro episodio , hoje esta me fazendo pensar em dropa-lo.
    Agora, o que eu penso e que voce deveria ter dado mais uma chace para oda nobuna, apesar de ter seu moe, nao e nada que incomode tanto e ele esta sendo, para mim, um animes divertido de assistir, ele serviu como um substituto para o arcana familia que, apesar de ja nao esta esperando muito, me fez dropar no segundo epi.

    Curtir

  10. Dscordo quando diz que a temporada é fraca. Achei bem melhor que a de janeiro e um pouco mais fraca que a anterior. O problema é que não tem nenhum anime excepcional, mas sim vários outros bons. Jinrui é meio complicado de entender por ser cheio de referências desconhecidas, mas é muito bem feito. Uta-Koi é, para mim, o melhor dentre todos. Uma comédia muito boa com uma arte bem estranha. É muito engraçado ver aquelas piadinhas do Teika com os outros poetas. Que surjam outras séries que consigam trabalhar a história do Japão com piadas e sem usar peitos. Dos outros, Joshiraku é inassistível (não sei nada de inglês) mas é muito bom e Natsuyuki é a maior decepção dos últimos tempos. Os outros são todos animes medianos.

    Curtir

  11. Eu tô acompanhando uns 5 animes dessa temporada, mas apenas Jintai e Muv-Luv estão me empolgando de verdade. E é engraçado ver Muv-Luv nesse grupo, já que os episódios 6 e 7 foram feitos unicamente para vender os DVDs e Blu-rays. Mas honestamente, era algo que eu sabia que teria, e mesmo não sendo o meu tipo de anime, aposto no que vai vir. Esperando algo do mesmo nível do que foram os dois primeiros episódios (que eu realmente acredito que vai ser mais pra frente) continuo apostando nele.

    Jinrui é o melhor. O que me faz rir, o que me deixa atordoado, o que me faz pensar, o que relmente me diverte dessa temporada. Há um bom tampo não encontrava algo do tipo, acho até difícil comparar com algum outro anime (não me vem a mente alguma coisa parecida). É o que realmente salvou a temporada pra mim.

    Joshiraku tá fazendo o que Binbougami não tá conseguindo: me fazer rir. Não que eu não ache Binbou engraçado; eu tô curtindo, mas me soa forçado em certos momentos. Joshiraku já é mais eficiente nesse sentido.

    E Sword Art Online tá indo… é aquela “diversão pipoca”, sabe. Depois de um primeiro episódio incrível, super empolgante, esses últimos episódios deixaram a desejar. Mas mesmo assim eu vou acompanhando aos poucos.

    Pra uma temporada que a princípio parecia linda, depois de alguns episódios muita coisa ficou pelo caminho. Já estou respirando a temporada de outubro, que acredito ser a melhor em muito tempo.

    Curtir

  12. Pingback: O que faz de nós seres humanos? | Gyabbo!

  13. Pingback: Temporada de Verão 2013 - Gyabbo!

Comente e participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s