Crunchyroll Brasil começa suas atividades!

Agora é oficial, o Crunchyroll, site de streaming de anime está oficialmente no Brasil a partir de 1 de Novembro com vários títulos com legendas em português!

crunchyrollBR

Clique para ler os detalhes!

As informações vieram do site GigaOM que entrevistou o CEO da empresa norte-americana, Kun Gao. O empresário apontou a escolha pelo Brasil não somente como uma escolha comercial – possuindo uma larga base de fãs de animes-, mas também pela intimidade do povo brasileiro com a cultura japonesa e o sucesso que os animes fizeram e fazem por aqui.

“O Brasil é essencial para nós devido aos seus laços culturais com o Japão – ele tem o maior número de descendentes de japoneses vivendo fora do Japão. As principais convenções de animes atraem mais de 120.000 pessoas em São Paulo todo verão” – Kun Gao.

Fonte: GigaOM

Já havíamos comentado anteriormente sobre a vinda do Crunchyroll BR, algo que vem sendo estruturado há vários meses, Gao até mesmo ressaltou o enorme barulho e os vários contatos que recebeu de blogs nacionais após saberem da possível vinda.

Apesar do morno retorno que serviços como o Netflix tiveram no país, Gao acredita que o Crunchyroll BR fará sucesso, pautado no modelo de negócios freemium do site, permitindo que os usuários possam pagar para ver em simulcast (logo após ir ao ar no Japão) ou aguardar alguns dias para ver de graça, mas com propaganda durante o vídeo.

No momento o serviço está sendo ofertado em assinatura premium gratuita por 14 dias para testes, o que inclui os animes em 1080p, com uma mensalidade de R$9.90 após esse período se o usuário quiser assinar. O pagamento só pode ser feito por Cartões de crédito/débito internacional e pelo Paypal, mas o uso de outras formas como boleto bancário estão em estudos para serem implementadas.

Além de poder ser visto pelo computador, o site também pode ser acessado por aplicativos de smartphones, iPads, Playstations 3 e futuramente de XBox 360, em um esquema de multiplataformas. 

Na lista de animes disponíveis (atualmente, crescendo com o tempo e receptividade) se encontram pelo menos 28 séries, entre títulos da temporada atual e de temporadas mais antigas como O basquete de Kuroko (Kuroko no Basket), Polar Bear Cafe, Bleach, Diga “Eu te amo” (Suki-tte Ii na yo), Fairy Tail, Sword Art OnlineIrmãos do Espaço (Uchuu Kyodai), Gintama, Do novo mundo (Shin Sekai Yori), Naruto Shippuden  e outros, a grande maioria com os nomes já adaptados.

E agora, você vai assinar? Eu vou! Comente esse grande marco da história dos animes oficialmente no país.

PS: Esse post será atualizado com mais informações assim que disponíveis.

Fontes: GigaOM, The Next Web, TechTudo, CrunchyRoll BR.

Agradecimentos ao Anikenkai pela ajuda neste post.

113 respostas em “Crunchyroll Brasil começa suas atividades!

      • também acho quando você doa para fansubs o produtor da obra nao recebe nem direta nem indiretamente pelo projeto que eles criaram se a Crunchyroll Brasil vir para trazer qualidade vai ser valido e se colocarem wd da western vai ser melhor ainda

        Curtir

    • O pessoal só aprende quando sente na pele… no futuro não reclame quando não reconhecerem seu esforço, pois um individuo desses não tem a minima moral pra falar nada, eita jeitinho brasileiro que eu tanto tenho raiva.

      Curtir

    • eu nao faço nenhuma doaçao e mesmo assim faço download tranquilamente em HD com uma legenda impecavel, so as visitas ja pagam os servidores… na maioria dos casos

      Curtir

  1. Não é por nada não, mas meses de preparação para lançar o site em português de Portugal?

    120 mil todo VERÃO? Nossos maiores eventos são durante nosso INVERNO. Espero que tenha sido só um pequeno equívoco de comunicação, e não um indicativo da qualidade das pesquisas de mercado que eles fizeram.

    Na notícia que saiu no ANN tem outra, quando eles dizem estar entrando em um mercado de “200 milhões de fãs de anime”. 200 milhões não é nem a população brasileira, mas vá lá, que se arredonde ela para cima, ainda assim esse é um número muito maior do que o mercado para streaming de anime online no Brasil, que é o que interessa a eles. Outro mal sinal que eu espero que seja só minha velha chatice e apego a detalhes.

    Curtir

    • Se você ver a fonte oficial não há nada falando sobre 200 milhões de fãs de animes, o CEO chega a falar que o Brasil é um país muito populoso e isso pesou na escolha, mas nada desse número bizarro da ANN. E verão ou inverno? Sério que esse detalhe é importante?

      Gyabbo!

      Curtir

      • O detalhe “verão” ou “inverno” em si, sozinho, não é grande coisa mesmo. Afinal, verão aqui é inverno lá, e vice-versa. Mas o problema é qual foi a causa desse equívoco. Pode muito bem indicar que eles não estão olhando com tanta atenção para o Brasil quanto deveriam, não acha? Quanto aos 200 milhões do ANN, pode ter sido erro só deles mesmo, embora a notícia cheirasse a press-release. Mas para um “detalhe” não há explicação plausível e que fede a falta de atenção: o site está em português de Portugal! Não sei se inteiro, mas pelo menos as poucas páginas que abri estavam. E isso, sério que não é importante?

        Curtir

        • Não estão dando tanta atenção no momento que no próprio Naruto (que seria o carro chefe?) tem erros grotescos de português. Lançar por ganhar dinheiro não vai agradar aos fãs.

          Curtir

  2. Isso é ótimo! Com certeza pagarei quando tiver a possibilidade de pagar sem cartão de crédito.

    É algo a se pensar, já que muitos fãs de animes são adolescentes e/ou universitários que na maioria das vezes não tem acesso a cartões de crédito.

    Curtir

  3. Moro em Portugal, mas sou brasileiro.
    Pelo menos um anime que queria poder ver, mas que não está disponível pra região que vivo é Bleach, não é liberado por conta do licenciamento.
    E outra coisa que reclamaram ai acima, o português não é o de Portugal e já vi erro em pelo menos uma legenda que foi assustador.
    Enfim vou continuar acompanhando depois do período de teste e com certeza a expansão será sempre bem vinda.

    Curtir

    • Se não é de Portugal, do Brasil também não é! É o Português alienígena! Quero dizer, “Ganha acesso a transmissões simultâneas com uma Conta Premium.” me parece muito mais português do que brasileiro. Talvez seja um pouco dos dois, e errado. Vai saber. Não gostei de qualquer forma. Não parece profissional.

      Curtir

      • A pessoa que responde no forum é português, e vê-se claramente pelo uso do ‘c’ em algumas palavras. Essa parte ai do site deve ser uma tradução feita no google translate, ou coisa do gênero.

        Outra coisa não existe português e brasileiro, tai o tipo de coisa que me irrita profundamente ouvir de um português, imagina ler isso de um brasileiro.

        Curtir

      • “Ganha acesso a transmissões simultâneas com uma Conta Premium.” Sujeito oculto ‘você’ eu acho, se fosse de portugal eu acho que seria “Ganhas acesso a transmissões simultânes com uma Conta Premium.” Sujeito oculto ‘tu’ que é o mais usual em portugal.
        Velho se não me engano esse é so a forma culta de se escrever, o que não se restringe ao português de portugal mas sim ao português padrão. Se você tiver 1 pouco de acesso a cultura de portugal vai perceber que é bem diferente dessa frase ^^”

        Bom é so 1 opnião minha e não sei se ta escrito conforme o português de portugal quando eu tentei demonstrar ali +- como seria.
        ps: Tem crase no A ali ? “à transmissões”

        Curtir

        • Em linguagem publicitária, no Brasil, seria muito mais comum o “Ganhe acesso”.

          E João Neto, não estou dizendo que existam dois idiomas distintos, mas são sim duas variedades claramente distinguíveis de um mesmo idioma. E empresas estrangeiras de países não lusófonos costumam ter isso claro em seu plano de negócio quando decidem investir num país e no outro, e escolher a variante linguística mais adequada, inclusive contratando profissionais locais sempre que necessário. E eu não estou percebendo esse nível de cuidado no Crunchyroll. Se eles não estão tendo cuidado com isso, o que garante que estejam tendo cuidado com coisas até mais importantes, como marketing, estudo de mercado, tradução dos animes em si, a parte técnica do site…?

          Curtir

  4. Eu no momento não pagaria não, pois por enquanto não há nenhum anime que eu goste. Eu assisto poucos animes, desta temporada só estou vendo To Love-Ru Darkness e quando eu gosto de um anime, eu baixo sua versão BDrip (preços do Japão para se importar são muito irreais para o meu orçamento), e como o Crunchyroll é por stream não iria conseguir extrair a legenda do arquivo, consequentemente não conseguiria passar para o BDrip a legenda, teria como se eu fizesse uma legenda do zero, mas seria muito mais trabalhoso e não irei perder meu tempo precioso assim.

    Curtir

  5. Eu já assinei, usando o PayPal que muito mais fácil. O povo do Brasil é muito cabeça dura, R$ 9,99 não é nada, nós estamos pagando menos que os Americanos e povo ainda reclama. Largando a pirataria você estará incentivando o mercado oficial, você estará diretamente apoiando a obra do autor.

    Curtir

    • Quanto R$ 9,99 representa para a renda média do brasileiro? Quanto R$ 15,00 (segundo a conversão do Anikenkai) representa para a renda média do americano?

      Não acho caro, mas comparar cotação de moeda assim e decretar que aqui é mais “barato” é um exagero e um erro.

      Curtir

      • Concordo, lá a média salarial é em média 4x maior que aqui, logo eles pagando lá 50% a mais que aqui, proporcionalmente ainda pagam menos da metade do valor que pagamos aqui no BR!

        Curtir

      • Sim cara, aqui é mais barato sim.
        O valor da licença para eles é um só, o mesmo, e eles pagam essa licença com a mensalidade que cobram. Independente de ganharmos um salário menor que a média do norte americano não interfere nisso, no final das contas eles precisam de mais assinaturas brasileiras para podem pagar as licenças que compram.

        Curtir

        • E daí?

          A assinatura do Crunchyroll brasileiro, em reais, pesa mais no bolso do brasileiro médio do que a assinatura do Crunchyroll americano, em dólares, no bolso do americano médio. Portanto, em paridade de poder de compra, que é o que interessa, aqui é mais caro do que lá sim.

          O que não quer dizer que eu ache dez reais caro. Nem que eu ache que poderia ser menos do que isso.

          Curtir

  6. Uma pena que a unica opção de pagamento seja por cartão, que eu ainda não tenho. Se não já tinha contratado o serviço.

    Curtir

  7. Ótima noticia!!
    Vou assinar só para incentivar os caras, mas vou continuar a acompanhar os meus animes pelo fansub. Pois minha conexão não permite uma qualidade boa de streaming.
    Penso que todos os fãs de anime deveriam assinar, até porque R$9,99 é um valor rídiculo de barato.

    Curtir

  8. Finalmente teremos legendas profissionais. Sinceramente tem muita fansub que comete erros de português e tradução (inglês pro português) grotescos e mesmo assim se acham a última bolacha do pacote. Claro que “é de graça”, mas comer merda de graça não é um bom negócio.

    Curtir

  9. Se eu estiver errado, por favor, me desculpem e me corrijam…
    Mas este Crunchyroll não é um anitube pago? Ainda com legendas horríveis?

    Curtir

        • É um Anitube com episódios com ótima qualidade de imagem, lançamentos sem atraso e legendas profissionais.

          Curtir

        • E eu não vou assinar porque minha internet é ruim, eles não tem tudo o que eu assisto e eu prefiro download a streaming. Mas para quem assiste online recomendo fortemente. Quaisquer problemas que existam hoje (e me parece que existem muitos) tendem a diminuir com o tempo, principalmente se os clientes cobrarem.

          Curtir

      • O lucro não vai pro diretamente pro autor. É vendida a licença de exibição e pouco disso vai pro autor. De toda forma, não importa se eles tem 10.000 ou 400.000 contas pagas, o valor pela licenciatura é fixo.
        De toda forma, é ótimo o fato de ser empresa.

        Curtir

        • Pequena correção, o pagamento aos donos dos animes não é feito por valor fixo (somente), mas também por uma porcentagem no número de assinantes. Por isso, quanto mais pessoas assinando, mais dinheiro chega pra fazerem mais animes.

          Gyabbo!

          Curtir

    • Não, o Crunchyroll é um serviço oficial. Parte do que você paga vai para os autores, estúdios, produtores originais que criaram as obras, o que possibilita que eles possam continuar produzindo anime. As legendas tem um padrão um pouco melhor que a média dos fansubs (principalmente os brasileiros), mas deve melhorar mais com o tempo e com as críticas que receber.

      Gyabbo!

      Curtir

  10. Ficam dizendo que é pra ajudar o autor e tal, mas não se lembra que no japão a exibição e gratuita, sinceramente acho isso ridículo e só mais uma empresa querendo ganhar dinheiro em cima da cultura otaku, ficam agora falando mau das fansubs dizendo que ela não pagam um centavo ao autor, você e tão ingrato assim? você pegava anime da onde pra assistir? de uma empresa paga? as fansubs sempre fazem um trabalho decente e gratuito, pois elas sim são compostas de fans de verdade com o único interesse de ajudar outros fans que não tem condição de pagar para assistir aquilo que gosta.

    Sempre compro mangas e blu-rays de animes, mas pagar por uma coisa que é exibida gratuitamente em seu pais de origem? pra mim isso não passa de uma piada de mau gosto.

    Curtir

    • Aham, o Punch está cheio de fãs de verdade de todos os animes da temporada e cujo único interesse é me ajudar. Além disso, o trabalho deles é super decente.

      No Japão passa na TV aberta, por isso é “gratuito”. Se você conseguir, pode sintonizar canais de TV japoneses e assistir “de graça” também. De todo modo, a emissora que transmite gratuitamente o anime no Japão paga pelo direito de transmitir (em alguns casos) ou vende o horário para os produtores do anime (a maioria dos casos) que transmite o anime como uma propaganda dos produtos vinculados que eles lançam. De um jeito ou de outro, os autores recebem por esse trabalho. O caso do Crunchyroll é idêntico ao da emissora que paga pelo direito de transmissão.

      E ah, nem tudo é exibido de graça de qualquer forma. É uma minoria, mas alguns animes são exibidos em canais por assinatura.

      Curtir

    • Animes não são gratuitos no Japão. Eles são pagos pelos comerciais de TV da mesma forma que os programas brasileiros lucram em cima das propagandas nos intervalos. Além claro de ganhar dinheiro com as ‘goodies’ (bonecos, dvds, bds, cds etc). Não cai nessa ilusão de que anime no Japão é de graça, eles pagam e ganham dinheiro por isso. Televisão é uma concessão pública.

      E fansubs – principalmente os maiores – não fazem só pelo de fã para fã, fazem porque isso dá muito dinheiro sim.

      Repense seus conceitos, ajude os animes a prosperarem se você for fã mesmo. Claro que se você perceber que o serviço é ruim, reclame e se não mudar, cancele. Mas ajude.

      Gyabbo!

      Curtir

      • Amigo vc realmente acredita q não gera lucro tv ? a globo tem 255 filiais atualmente no brasil (trabalho em uma delas =p) e vai por mim q não é passando conteúdo gratuito xD o mesmo vale pra tv tokyo, asashi e afins ^^ eles não cobram do telespectador pq tem os patrocinadores e anunciantes o/

        unica zica q estou tendo problema para acessar o site daqui, nao sei se é zica da minha net mas a pagina nao carrega direito =p

        Curtir

      • Hoje em dia, ser Fansub pode sim dar dinheiro, mas vai falar que a 5 anos atrás era assim? Não.

        Se hoje dá algo, é pelo esforço dos caras. Além do mais, duvido que a Crunchyroll ou QUALQUER coisa sobre animes chegaria no Brasil sem os fansub. Não existia a cultura otaku por aqui.

        Curtir

    • Nomes em japonês que a maioria esmagadora das pessoas não entende só serve para fã hardcore. E eles querem um público bem mais amplo do que esse. O que não quer dizer que eu ache as adaptações de nome deles as melhores possíveis.

      Curtir

  11. Tem que ser uma coisa muito bem bolada pra lançar, e o CR n oferece nda diferente dos fansub,uma coisa que fiquei viajando aqui é que eles poderiam lançar um canal de tv a cabo que vc pagasse um adicional na mensalidade (que nem futebol/premier combate…) e tivesse uma grade de programação passando animes,filmes,reprises,clipes de musica, etc e ganhava um login e senha pra acessar o conteúdo online tb, exemplo: 18:00 quinta tem kuroko no basket (supondo que seja epi inédito tpo com 1hra em relaçao ao jap) e dpos da exibição tivesse o epi disponível online + – isso, meio viajem minha mas eu pagaria pra ter 1 canal legal na tv.

    Curtir

    • Como canal acho que não vale tanto a pena, mas vender conteúdo em pay-per-view em parceria com alguma provedora de TV à cabo me parece bastante viável. Mas acho que não é esse o modelo de negócio deles.

      Curtir

  12. Deixa eu ver se entendi. O modelo “freemiun” ainda não está implementado? Porque não consigo assistir ao episódios inteiros sem ter contra premiun.

    PS: Sou muito sortudo, não tenho nenhum dos cartões disponíveis ali nas opções. Ai ai…

    Curtir

  13. Aliás, alguém sabe me dizer se eles tem algum tipo de SAC? Tenho algumas dúvidas sobre o serviço deles e queria tirá-las, porque com certeza vou querer assinar.

    Curtir

  14. Sou bem receoso com esses serviços de streamming. Ok, muita gente fala do tão famoso Netflix, mas ainda acho que as conexões brasileiras são péssimas para esse tipo de serviço, as empresas tem que fornecer 20% do contrato obrigatoriamente, só que todos pagam pelos 100% e a banda larga não chega em boas velocidades para todos os lugares no Brasil, eu estou na grande São Paulo e não tenho conexão boa.
    Acho a iniciativa boa no ideal de incetivar e ter a formção do público, mas já peguei para assistir alguns no modo free e com a internet totalmente desimpedida, dedicada para apenas assistir e o resultado foi o bom e velho travamento.
    O que vejo em muito lugar é uma ovação positiva para o serviço e uma crítica forte aos fansubs, só que o trabalho do crunchyroll está bem esquisito, já começa pelo site que está com um português deveras estranho, páginas em inglês e um índice altíssimo de propaganda, me desculpe, mas no cabeçalho do site ter aquela propaganda enorme é horrível.
    Realmente existem porcos fansubs que movimentam um dinheiro desgraçado e ficam publicando séries licenciados para exibição por aqui, mas muitos fansubs salvam séries de temporadas passadas que foram esquecidas pelos caros licenciadores. Fansubs surgiram no intuito de fãs espalharem o que gostam e não de lucrar e, no lugar dos fansubs que pedem dinheiro, o que realmente está errado é quem passa o dinheiro para eles ou que compra dvd’s por ai. Prefiro muito mais acompanhar um fansub que faz seu trabalho e arca com seus custos e eu da minha parte apenas compartilho o material deles do que ceder meu dinheiro para os fansubs mercenários.
    Ah e sobre o valor, R$ 9,99 realmente é barato comparado ao que é pago pelos americanos, mas agora some a internet e você pega a diferença de preço e de qualidade.
    Crunchyroll está começando mal planejado e com uma estrutura ruim e catálogo fraco, não assinarei até ver uma real melhora no serviço.

    Curtir

  15. Então não é possível fazer downloads? Como tenho internet lenta (quase semelhante a discada), geralmente preciso baixar para ver depois. E se perder um episodio é possivel rever depois ou que?

    Curtir

    • Se você tem uma internet lenta é só ver em 480p que roda bem. Os episódios vão ficar lá, você pode ver a hora que quiser, não tem como “perder um episódio”. Ele passa no Japão, uma hora depois chega no Crunchy e fica lá.

      Gyabbo!

      Curtir

  16. O grande problema de tudo até agora ( testando esse trial) é o lance do stream e a internet, realmente não tem condição.

    Assistir em “1080p”, impossível.
    Assistir em “720p”, quase impossível.

    E assistir em qualidade abaixo disso é complicado, seja anime baixado ou qualquer outra fonte, qualidade ruim, sem chance. É bem tosco tacar um episódio qualquer em sd/480p ou outro numa tela fullhd 40″, até mesmo em monitores menores.

    Acho que somente esse será o grande problema, não ter como assistir em hd/fullhd devido a internet no Brasil (poucas pessoas não devem ter esse problema), e antes de mais nada, tenho uma boa conexão com internet que deveria ser suficiente para o stream.

    Fico contento pelo valor baixo de 9 reais e a opção de ser um conteúdo legalizado, o que ajuda com a obra/autor/consumidor.

    Mas ainda tenho muitas dúvidas, e no meu caso, se o stream continuar assim, não serei um dos consumidores desse produto.

    Curtir

    • Eu acredito que isso é uma questão de tempo até eles acertarem os servidores para rodar mais rápido, mas de fato, essa questão de travar com internets com uma velocidade boa é um pouco complicado. Mas mande um email para eles para ver os planos que eles possuem para melhorar isso.

      Gyabbo!

      Curtir

    • Qualidade alta é importante para você, mas não é para todo mundo. Eu assisto na tela do notebook, 480p é o suficiente para mim. E conheço gente que até hoje baixa o RMVB mais porcão possível, só porque é pequeno e rápido de baixar.

      Curtir

  17. Já fiz o meu cadastro! Baixei o aplicativo para Android, porém notei que o aplicativo precisa aparar melhor as “arestas”, tais como a detecção de modo retrato ou paisagem no tablet e oferecer mais opções, tais como a qualidade do vídeo. R$ 10,00! Mais barato que Netflix!

    Curtir

  18. Colocando como opção de pagamento apenas cartão internacional… eu não chamo isso de interesse no mercado brasileiro, porque isso está bem longe da nossa realidade. Depois melhor não reclamarem que a recepção no Brasil não foi tão boa, afinal não está muito acessível.

    Curtir

  19. Exploda, vão a falencia, morram, se matem mutuamente
    ter que baixar pra poder ver online com um tradução mixaria dessas???
    Sério, VÃO TOMA NO CU!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  20. Sinceramente, torço para que dê certo. Mas ainda não estou 100% convencido porque: -não resolve a principal vantagem que as fansub proporcionam, que é salvar o anime no HD;
    -já temos que pagar caro por filmes, seriados e afins no cinema, DVD, Blu-Ray, etc., por causa dos impostos em cima desses produtos e da própria ideia de valor de mercado que o brasileiro dá aos produtos de luxo, importados ou de nicho (como o de animes e mangás), fico imaginando até quando esse preço irá se manter;
    -e como citado acima, o site provavelmente só irá colocar online os animes mais famosos, situação parecida aqui no mercado de filmes, do qual nem se torcendo ao meio você encontra filmes mais antigos, cults ou clássicos a venda (barato então…).
    Mas novamente, torço mesmo para dar certo; não me diverte ter que usar de meios ilegais ou anti-éticos para me divertir.

    Curtir

    • Um ponto que você colocou, sobre a possibilidade deles colocarem só animes famosos. Na verdade eles trabalham com os animes atuais, tanto que de 5 animes que saem no Japão atualmente, 4 saem pelo Crunchyroll também. Ainda não é a nossa realidade, o serviço aqui abriu ontem, mas com o passar das temporadas a tendência é isso ir aumentando cada vez mais. E claro, se o público mostrar que quer animes mais antigos, eles podem ir atrás, mas é preciso ter gente pra isso.

      Gyabbo!

      Curtir

    • Anime antigo não é mercado de streaming e duvido que o Crunchyroll venha a investir nele. Mas se o Crunchyroll der certo e o mercado de anime crescer, nada impede que empresas de home-video tradicionais invistam em animes também. O mercado é dinâmico e um meio afeta o outro. Estou ansioso para ver o resultado que o Crunchyroll terá no mercado de mangás.

      Curtir

  21. Se os fãs de animes cancelarem suas assinaturas de TVs por assinatura, terão dinheiro para assinarem o Crunchyroll e ainda sobrará dinheiro. E já que não há mais canais como o Animax, dedicados a exibição de animes, então por que continuar assinando?
    Mudem para o Crunchyroll de uma vez e pronto, é simples!

    Curtir

  22. Uso Crunchyroll faz uns 3 anos já(com legenda em inglês obviamente), e eles sempre tentam licenciar animes para o Brasil, toda temporada. É um serviço ótimo, recomendo a todos.

    Quanto mais brasileiro assinar e assistir, mas dinheiro vai pros autores e consequentemente mais animes são licenciados para nós. Então assinem e ajudem a indústria de animes no Brasil!

    Curtir

  23. Eu tenho uma dúvida, eu posso só assistir online sem pagar nada? Tipo eu nem cartão eu tenho, além de não ter o hábito de baixar animes, por isso gostaria de assistir online, igual aos sites de fansubs(animeq, anitube) só que em 1080p, pq minha internet é rápida.

    Outra duvida, gostaria de saber se irão investir em animes antigos, ou será restrito a animes novos?

    Abraços!

    Curtir

    • Você tem que pagar 10 reais por mês para assistir. Tem alguns animes antigos mas é basicamente animes das novas temporadas.

      Curtir

    • Não, 1080p é somente para quem paga, quem não paga pode ver de graça, mas com uma qualidade menor.

      E sobre animes antigos, é mais improvável, mas quem sabe se os clientes pedirem bastante?

      Gyabbo!

      Curtir

      • valeu!

        É que eu assisti um episódio inteiro de sword art online em 1080p, e fiquei na dúvida se daria pra assistir tudo.

        Então deve ter um limite gratuito pra assistir em alta qualidade gratuitamente.

        Abraços!

        Curtir

  24. E se os fãs de animes deixarem de gastar dinheiro em fast-food (hambúrguers, hot-dogs, etc., seja do McDonnald’s, Subway ou de qualquer outra franquia)e até mesmo em refrigerantes, terão dinheiro de sobra para assinar não só o Crunchyroll, mas também qualquer outro serviço de streamming de animes.
    Também pode usar esse dinheiro economizado para adquirir DVDs ou BDs oficiais, lançados no Brasil ou importados direto dos EUA ou até mesmo do Japão. Animes que podem ter até mesmo legendas em português já inclusas (já existem DVDs e BDs japoneses que trazem opções de legendas em outros idiomas, inclusive em português, segundo o que eu soube de fãs brasileiros que compraram tais discos).
    Além de terem dinheiro de sobra para assinar serviços como o Crunchyroll ou comprar DVDs e BDs oficiais (nacionais ou importados), deixar de consumir fast-foods e refrigerantes é bom também para a saúde dos fãs de animes que fizerem isso,pois terão menos problemas com obesidade, diabetes, etc. Dessa forma, se afastarão da imagem estereotipada do otaku obeso de tanto consumir fast food e refrigerantes, tão comum em animes e mangás como Bakuman (lembram-se de um certo personagem moezeiro daquela série?).
    Pensem nisso.

    Curtir

    • E se os otakus fãs de anime pararem de sair de casa, economizando o que gastam em transporte (seja público, seja veículo próprio)? E se parar de tomar banho, economizando água, eletricidade e produtos de higiene pessoal? E se parar de comprar roupas novas? E se não comer nada além de bolacha água e sal?

      Dá pra economizar uma boa grana.

      Pensem nisso.

      Curtir

  25. Olá. Escrevo esse texto para tentar esclarecer essa confusão causada pelo anuncio de legendas em
    pt-BR no Crunchyroll.

    Primeiramente vamos entender do que se trata Crunchyroll, ou abreviando CR.
    CR é basicamente um site de streaming, onde você paga uma mensalidade e tem acesso a uma
    biblioteca de animes que o site obteve licença para exibir. Pronto, já sabemos do que se trata.

    Certo, e porque toda essa confusão no dia de hoje?! Hoje (01/11/2012) o site adicionou e anunciou a
    opção de legenda em português brasileiro, onde até então só existia inglês e espanhol. O que fez
    com que 99% das pessoas levassem a palavra “licenciou”, falada por várias pessoas desinformadas,
    ao pé da letra. Então para simplificar vou fazer uma lista esclarecendo algumas coisas.

    1. CR não tem direito autoral sobre nenhuma obra.
    2. CR não tem direito autoral sobre a obra em território nacional.
    3. CR não tem direito de distribuir ou comercializar as obras.
    4. CR apenas tem a licença para exibição online.
    5. CR não pode modificar, censurar, “estragar” a obra. (Video e áudio!)
    6. Os títulos (ridículos por sinal) não podem de forma alguma ser considerados oficiais nacionalmente.
    (Seria considerado oficial se fosse a versão nacional da obra.)
    7. CR não pode processar ou ameaçar algum fansub. (Só quem tem direito autoral tem esse direito.)
    8. O video e áudio em flash do site não é equivalente a uma versão Blu-ray, é completamente inferior.

    Extras:
    1. CR censura a legenda.
    2. CR não usa termos honoríficos. (Senpai, kun, chan e etc…)
    3. CR traduz ridiculamente termos que deveriam ser escritos em romaji. (Onee-chan, nee-chan e etc…)
    4. CR por questões lógicas nunca vai igualar sua qualidade a de um grupo fansub.

    Resumindo tudo o que falei acima: CR só tem o direito de exibição online do anime. Ele não tem
    direito autoral sobre o anime e não pode fazer nada contra ninguém. Ele não tem direito
    nacionalmente sobre a obra ou qualquer coisa do tipo. Foi apenas uma adição da opção de legendas
    em português. Nada mudou!

    Eu como fã de anime… Gosto de termos honoríficos, de ler aquele “onii-chan” de uma
    personagem kawaii, de ver os karaokês, dos typeset bem encaixados na cena. Gosto de uma
    legenda feita por uma pessoa que entende e gosta da obra que está legendando. Gosto do video e
    áudio em sua qualidade máxima, poder ter acesso ao arquivo a qualquer hora, onde quiser.
    Tenho certeza que as pessoas que gostam das mesmas coisas que falei acima, não vão de forma
    alguma conseguir assistir a versão do CR; assim como eu não vou.

    Sobre a questão do Fansub x CR. O CR não deve ser visto como inimigo dos fansubs, ele é apenas
    mais um serviço disponível. Usa, gosta, reverência, quem quer! Cada um na sua.
    Quem quer assistir algum anime junto a exibição no japão e não se importa com o que falei acima,
    que assista por lá. Mas nenhum fansub deve parar suas atividades por isso, muito menos excluir
    o que já foi lançado.

    Anime é feito pensando no público japonês e nada mais. O comercio de animes é feito primeiramente
    para girar em torno do Japão; seja as vendas de Blu-ray, DVD, singles, álbuns, action figures e etc…
    O que vier de fora é lucro, porém é mínimo. Fora o turismo que os fãs levam para o Japão.
    Se você realmente quer contribuir para a produção de animes no Japão basta você importar algum dos
    itens oficiais que citei. No CR você paga muito pouco para assistir vários episódios por mês,
    comprando algum item você vai estar ajudando muito mais. Então isso não é desculpa para
    julgar os fansubs e falar que o que eles estão fazendo é errado, okay?! Fansub sempre foi e sempre
    vai ser pirataria, não existe meio de negar isso. Eu sou pirata, e você?!

    Até mais,
    Anônimo

    Curtir

    • Bem, vamos corrigir algumas coisas:
      – O Crunchyroll possui, sim, os direitos de comercialização dos animes com que trabalha para o Brasil. Tanto que há limitação por IP para que alguns animes não sejam vistos em outros países por questões contratuais.
      – Eles poderiam sim entrar com processo em cima de fansubs – que como você mesmo disse, são piratas -, mas isso seria gastar tempo/dinheiro de forma inútil.
      – Ajudar muito ou pouco ainda é ajudar de forma legal ou oficial os autores originais.
      – Sem contar a possibilidade de produtos oficiais virem ser comercializados no país com o sucesso das séries no site.
      – Pagando a mensalidade você pode ver os animes em 1080p, qualidade ótima, de qualquer lugar (PS3, Google Tv, Computador, Smartphone, iPad e outros tantos), mesma qualidade de imagem dos outros fansubs, sendo que a maioria dos fansubs americanos hoje só faz usar a imagem/script dos animes que passam no próprio Crunchyroll.
      – Usar honoríficos como questão para continuar com algo pirata sendo que o anime foi licenciado oficialmente no país é frescura. Mas se você acha tão importante, envie um email para eles, junte um grupo para enviar também, eles podem mudar de acordo com os clientes.
      – Mas eu nem acho que devem mudar, honoríficos fecham os animes para o nicho, quando as animações japonesas podem pegar muito mais gente que ainda não a conhece (não é essa parte da ideia dos fansubs?).

      Gyabbo!

      Curtir

      • Não perca seu tempo respondendo esse texto, ele foi postado em uma página web, varias pessoas já viram isso, a pessoa não perdeu seu tempo escrevendo esse comentário aqui para o blog.
        Você está completamente equivocado sobre a parte de direitos autorais, precisa se informar mais sobre isso.

        Curtir

        • Peço que me explique melhor sobre a parte de direitos autorais.
          (até porque eu não falei em nenhum momento de “direitos autorais”, mas “direitos de comercialização”.

          Gyabbo!

          Curtir

          • Eles n’ao tem direitos de comercializacao sobre as series, jah q eh soh streaming. Uso CR faz tempo e eles nunca derrubaram fansub gringo que usa do texto deles.

            Porem, ja vi a FUNi fazer isso varias vezes. Eles lancam DVD/Blu-ray e CR n’ao, deve ser esse o motivo. Se quiser falo com alguem da staff ou alguns amigos meus la que sao informados pra pegar uma informacao mais concreta.

            E aquele Anon – post mais patetico que jah li sobre o assunto. Fresco d+, faz d tudo para continuar sendo um pirata e nao gastar 10 reais q estara ajudando a propria inustria de animes no Brasil.

            Curtir

  26. Espero que os fansubs continuem apesar disso. Não gostei doq vi no CRBR. Existem vários fansubs ruins mas tb os de qualidade superior que fazem o trabalho realmente por ser fã e que me deu a oportunidades de v grandes séries. Também faço parte do grupo que gosta d guardar o anime e em alta qualidade p assistir independente de está conectada a internet ou não. Minha net tb não é das melhores e minha experiencia com o CRBR não foi nada agradável, tudo travando, legenda mto abaixo de vários fansubs no sentido de qualidade. Como em outros países que possuem esse serviço do CRBR, tenho esperança que os grandes e bons fansubs permaneçam para quem gosta de qualidade.

    Curtir

    • No CR tem um botaozinho la que vc ~reporta~ a legenda para arrumarem, algumas pessoas ja fizeram isso e eles arrumarem direitinho. Que tal em vez de vir reclamar aqui, nao da uma passada la pra expressar o motivo de seu descontentamento?

      Se sua net nao eh boa que tal assistir com uma qualidade um pouco menor? 480p roda de boa com net zuada e ainda eh uma qualidade boa pra caramba. Dai depois de ver no CR com simulcast vc baixa de fansub pra arquivar.

      Eu assisti alguns animes com legenda de lah e nao notei uma qualidade baixa. Tirando um epi de Gintama, a qualidade estava otima.

      Curtir

      • Dei minha opinião sobre a chegada dela , não tem nada a ver com reclamar lá ou aqui.
        Não tenho nenhum problema com o site desde q os fansubs continuem fazendo seus trabalhos.
        Continuarei baixando os animes pq não curto v anime em 480p.

        Curtir

  27. A verdade é dura mas precisa ser dita:
    Brasil é uma terra de muitos fracassados, onde R$10,00 serve como desculpa para deixar de consumir produtor de maneiras oficiais.

    essa situação parece com a de games, onde todos metem o pau na pirataria porque R$150,00 é caro, nesse caso concordo, mas dizer que vai diminuir os índices apenas abaixando o preço, esqueça, pois R$15,00 no original e R$5,00 o pirata, é suficiente pra ir de pirata.

    Brasileiro vive na Lei de Gérson, onde quem compra original é otário.
    Esse papo de ajudar o autor, reverter dinheiro para que a obra não seja cancelada, isso não adianta, a cabeça medíocre do indivíduo não tem efeito, pois a informação entra, ele finge que entende pra não parecer burro e segue a medíocre vida.

    Curtir

    • Você está totalmente equivocado. O sucesso da Steam está ai para te desmentir, tanto que nas próximas semanas eles irão começar a comercializar todos títulos em Real.

      Tudo tem haver com comodidade e gerenciamento.

      Curtir

      • Concordo, porem quanto mais apoio derem ao CR, maior a qualidade do servico que chega pra gente.

        O seu post prova isso. O Steam irah comecar a comercializar em reais porque a comunidade brasileira da suporte a ele. Antes nem site em portugues tinha.

        Fato eh, pessoal usa fansub e diferencas em legenda como desculpa para nao dar suporte a o primeiro site de streaming que dah uma chance ao Brasil. Patetico.

        Curtir

  28. Diálogo imaginário entre dois otakus:
    Otaku 1 (todo feliz da vida): Cara, comprei uns DVDs de Total Eclipse, To Love-Ru Darkness, Aesthetica Of a Rogue Hero, Kono Naka ni Hitori, Imouto ga Iru!, Queen’s Blade Rebellion, H ga Dekinai e outros animes “da hora”. E tudo graças à um camelô que tinha esses títulos para vender, por apenas R$5,00 cada DVD. Que sorte !
    Otaku 2 (surpreso com tal preço pago pelos DVDs): Peraí, você disse R$5,00 por cada DVD ?!?
    Otaku 1 (sexibindo um sorriso de ponta a ponta): Sim, eu disse e repito: só R$5,00 cada DVD !
    Otaku 2 (meio que desconfiado): Olha, meu amigo, será que você não se importa se formos até a sua casa assistir esses DVDs?
    Otaku 1 (notando o olhar de desconfiança do amigo): Claro que não. Será um prazer assisti-los com você. Mas porquê isso?
    Otaku 2 (procurando disfarçar a desconfiança): Nada não, mas é que eu queria conferir uma coisa.
    Várias horas depois de os dois assistirem aos DVDs comprados do camelô:
    Otaku 2 (com ar de quem comprovou as suspeitas): Foi o que pensei.
    Otaku 1 (com uma expressão intrigada no rosto): O que quer dizer com isso? Não achou as séries boas, é isso?
    Otaku 2 (com um olhar meio embaraçado): Não, não é essa a questão , mas é que é meio difícil de dizer pra você, mas…
    Otaku 1 (mais intrigado, agora): Mas o quê?
    Otaku 2 (depois de tomar coragem): Você foi enganado.
    Otaku 1 (com uma expressão de surpresa): O QUÊ ?!?
    Otaku 2 (confirmando o que havia dito): Foi isso que você ouviu.
    Otaku 1 (com um olhar de quem não entendeu nada): Mas…como assim enganado?!?
    Otaku 2 (procurando explicar com calma): É que os animes que você comprou do camelô são todos versões para exibição na TV japonesa.
    Otaku 1 (atento à explicação): E daí?
    Otaku 2 (dando a má notícia): Daí é que essas versões para a TV de lá foram CENSURADAS. Você não viu os clarões de luz branca cobrindo partes dos corpos das personagens?
    Otaku 1 (num misto de incredulidade e espanto ainda maior): CENSURADAS?!? NÃO PODE SER! O cara que me vendeu os DVDs me garantiu que esses animes eram gravações originais da TV japonesa, na íntegra, sem censura (para ser mais exato, dos canais de assinatura japoneses). Como pode ser possível que sejam versões censuradas?!?
    Otaku 2 (procurando explicar da forma mais clara possível): Eu explico. É que no Japão, as emissoras de lá costumam exibir apenas versões censuradas de animes com cenas muito violentas ou ecchis. Até mesmo os animes que são exibidos somente depois da meia-noite não escapam à regra.
    Otaku 1 (ainda mal acreditando no que ouvia): mesmo passando a partir da meia-noite?!? Mas…por quê?!? Se eles passam a partir da madrugada, não deveriam ter tais cenas na íntegra, sem censura?!? Afinal de contas, não deve haver menores de idade assistindo-os a essa hora, uma vez que eles têm de acordar cedo para irem à escola, não é mesmo?!?
    Otaku 2 (esclarecendo as coisas): É que a legislação japonesa é um tanto rígida quanto a programas televisivos, mesmo os das TVs por assinatura, não permitindo que sejam exibidas tais cenas em nenhum horário. Ainda mais, depois que foi aprovada aquela maldita lei no ano retrasado em Tóquio, tornando as coisas piores do que antes.
    Otaku 1 (surpreso ao saber disso): Eu não sabia…
    Otaku 2 (continuando com a explicação, com detalhes que o amigo não sabia): E além disso, os distribuidores de DVDs e BDs permitem que tais versões censuradas sejam exibidas nas TVs para depois venderem seus DVDs e BDs com as versões integrais, mostrando as tais cenas, mas sem aqueles efeitos de luz, ou seja, SEM CENSURA. Um estratagema esperto por parte deles para diblar os fãs que porventura venham a gravar os animes da TV. Entende o que eu quero dizer?
    Otaku 1 (com cara de quem entendeu tudo e ao mesmo tempo percebeu que foi enganado): E eu, pensando que fiiz uma boa compra, pagando R$5,00 por cada DVD, acreditando estar adquirindo versões na íntegra, sem censura, só para depois descobrir que fui enganado…Como pude cair nessa?!?
    Otaku 2 (procurando consolar o amigo): Pois é. Não só você, mas muitos fãs foram vítimas dessas versões para exibição na TV. Teve até fansubber que legendou versões censuradas de animes sem saber…Lembro-me de um caso em que isso aconteceu. Um certo fansubber, do qual não me lembro o nome agora legendou sem saber uma versão para TV de Bokurano.
    Otaku 1 (fazendo um pequeno esforço de memória): Eu me lembro da série. Vi certa vez no Animax…
    Otaku 2 (continuando a contar os detalhes): Havia uma cena, no episódio 7 daquela série, em que uma das personagens principais, a Chizuru Honda, fazia sexo com o professor dela, um tal de Hiroyuki Hatagai. Essa cena não apareceu na versão para a TV japonesa, por motivos óbvios. Por isso, eles congelaram determinada cena de fundo, enquanto que as vozes dos personagens durante a transa continuava a ser ouvida. Só na versão para DVD de Bokurano é que tal cena aparece, sem o efeito de congelamento.
    Otaku 1 (surpreso): Caramba! E eu nem sabia disso! Mas como é que você percebeu?
    Otaku 2 (explicou calmamente): É que, curiosamente, o Animax exibiu o mesmo episódio daquela série, só que, sem o tal efeito de congelamento, ou seja, as cenas de sexo entre os dois foram mostradas no canal, na íntegra. Por incrível que pareça, o Animax mostrou a versão para DVD da série, sem o tal efeito de congelamento naquele episódio. Um feliz acaso, devo dizer. Mais tarde, quando vi a versão disponibilizada pelo tal fansubber brasileiro, percebi que a versão daquele fansubber era a VERSÃO CENSURADA, para a TV japonesa.
    Otaku 1 (pensando no prejuízo que teve, ao comprar aqueles DVDs que, além de serem versões piratas, eram versões censuradas): E agora? Paguei ao todo R$100,00 pelos DVDs? Será que não há jeito de reaver o dinheiro?
    Otaku 2 (balançando a cabeça negativamente): Não vejo como você poderá reaver esse dinheiro, já que comprou de um camelô que vendeu produto falsificado, sem nota fiscal ou garantia. Se tivesse comprado de um revendedor oficial, ou se tivesse importado os discos do Japão ou dos EUA, por meio de loja online ou outro meio mais confiável, não estaria nessa situação. Lamento, mas acho que você perdeu dinheiro nessa compra.
    Otaku 1 (sentindo o prejuízo que levou): Você têm razão, amigo. Eu me dei mal, dessa vez. Achei que estava fazendo uma ótima compra, já que os preços dos DVDs e dos BDs oficiais custam os olhos da cara. Com R$100,00 só daria para comprar uns poucos DVDs. No caso dos BDs, só daria para comprar um.
    Otaku 2 (concordando em parte com o que o amigo disse): De certa forma é verdade. Mas talvez daria para comprar material oficial por um preço mais em conta se pesquisar as lojas que vendem tais produtos, ou se pedir para que alguém no Japão ou nos EUA compre para você, desde que seja algum familiar, parente ou amigo de confiança é claro, e que traga o produto na bagagem de volta ou envie pelo correio de forma rápida e segura. Também poderia tentar comprar DVDs e BDs usados nos sites que comercializam esse tipo de produto, como o eBay, por exemplo. Qualquer dessas opções é melhor do que comprar DVDs ou BDs de camelô, como foi o seu caso.

    Curtir

  29. Para os fãs de animes/otakus que, mesmo seguindo as dicas citadas anteriormente por mim, mesmo assim não conseguiram juntar dinheiro suficiente para comprar DVDs e BDs legalizados/oficiais de animes (seja nacional ou importado dos EUA ou Japão), ainda existe uma solução:
    Existem algumas alternativas para aqueles fãs desesperados que querem ganhar dinheiro suficiente (ou até mais do que eles possam imaginar) para satisfazerem seus desejos de consumo não só animes e mangás, mas muitas outras coisas.
    Entre as opções para os fãs que estão REALMENTE desesperados e que estão dispostos a tudo para obterem dinheiro em grande quantidade, eis uma lista delas abaixo:
    1. Ganhar na loteria, loto, quina mega-sena,sena e quaisquer outros jogos lotéricos;
    2. Ganhar dinheiro na corrida de cavalos;
    3. Ganhar dinheiro na Bolsa de Valores;
    4. Ganhar dinheiro no jogo do bicho, cassinos clandestinos, bingos clandestinos e demais jogos de azar ( isso se não der o azar de a polícia dar uma batida no local no momento em que estiver jogando, é claro);
    5. Casar-se com uma mulher rica (para os fãs) ou com um homem rico (para as fãs) e assim, desfrutar da grana;
    6. Entrar para a política e, uma vez eleito para um cargo público importante, fazer o que certos políticos fazem muito bem: cobrar propinas, desviar verbas públicas, etc.;
    7 .Virar banqueiro e faturar muito, cobrando altas taxas nos serviços bancários sem que os clientes se dêem conta e pagar baixos salários para os funcionários;
    8. Entrar para o crime organizado e subir de posição até virar líder de uma organização mafiosa;
    9. Virar um grande traficante e faturar o máximo com a droga (aí é um meio muito arriscado, já que a pena para o narcotráfico no Brasil é pesada. Só não é pior do que certos países como a Indonésia, por exemplo);
    10. Sequestrar um grande transatlântico em pleno oceano, cheio de milionários e famosos, e pedir um grande resgate (em dólares ou em euros) pelos reféns;
    11. Falsificar dólares, euros ou até mesmo reais (muito difícil isso dar certo, já que as notas hoje em dia contêm uma série de dispositivos de segurança sofisticados à prova de falsificações);
    12. Vender a alma ao Diabo (ou ao Mefistófeles) em troca de uma enorme quantia, uns 100 trilhões de dólares, digamos (NÃO RECOMENDADO !!! Tanto é que deixei essa última opção porque o custo é muitíssimo, mas muitíssimo mesmo maior do que o benefício.).
    Bom, essas são as alternativas para os que querem MUITO MESMO conseguir grande quantidade de dinheiro em pouco tempo e que estão dispostos a correr qualquer risco. Se estão dispostos a tudo, mesmo, então, a escolha é de VOCÊS…Boa sorte.
    P.S.: Esta lista NÃO deve ser levada a sério. Nenhuma pessoa, em sua sã consciência, seguiria as sugestões enumeradas nesta lista. Qualquer pessoa que seguir as opções mostradas na lista é um LOUCO ou um DESEQUILIBRADO MENTAL, que deve ser internado imediatamente em um manicômio e impedido de ter acesso a itens da cultura pop de qualquer espécie.

    Curtir

  30. É uma boa notícia, mesmo com um gama de títulos não vasta vale a pena incentivar esse tipo de serviço aqui no Brasil. Eu que só vi 3 capítulos de Kuroko no Basket irei assinar esse serviço.
    Vou dizer uma coisa agora, e espero que não interpretem como hipocresia, mas com um serviço “legal” me sinto “melhor” ao ver um anime. Ver um capítulo sem infringir nenhum direito autoral, e sim contribuir para esse sistema streaming aqui no Brasil. Realmente prefiro ter tudo em mídia física, mais sairia tudo caro. Mas um local onde possa escolher alguns animes que gosto, e vê-los logo depois que sairam no Japão é muito bom. Só acho que eles devem aumentar a divulgação, diferente do NetFlix que está fazendo isso muito bem.
    Espero que se esse sistema se popularizar aqui isso possa trazer algum retorna pra gente, começarem a vender produtos originais da series mostradas, sei lá. A CR tem só os direitos de streaming ou poderiam vender DVDs com os capítulos ?

    Curtir

  31. Eu acho o serviço e toda a ideia do Chrunchyroll fantástica. Eu só não assinei ainda pois espero a melhora prometida no PS3 (onde eu quero assistir, na TV grande jogado no sofá).. por enquanto tudo lá está em inglês.. assim que estiver tudo certinho em português reativo a assinatura. Assistir animes legendadinho com APENAS uma hora de diferença do Japão vale e MUITO os 9 reais cobrados.

    Curtir

  32. bom, uma alternativa pra quem já assiste animes online, mas no meu caso dispenso.
    já até tentei ver animes em sites de Streaming, mas com a minha internet que vive caindo e lenta não tem como. demora séculos pra carregar, isso quando carrega, trava direto, e a parte mais incomoda é que só dá pra assistir se você estiver conectado…
    pra mim a única maneira e muito mais pratica e fácil é fazendo downloads.
    mesmo que eu não faça parte do público alvo ainda assim acho uma boa iniciativa.

    Curtir

  33. Eu tentei experimentar mais não deu. Desisti após 2 dias.

    Todo vídeo que botava pra rodar travava no meio(e minha net é de velocidade média) e as legendas do anime que mais me interessava desse catálogo estavam mal traduzidas ou cheias de erros, então não vi motivos para continuar com o serviço. Já gasto dinheiro com mangás e figures demais pra deixar o CR me tirar 10 reais só por causa do “assim ajuda a indústria” com esse serviço que não me agradou. Se o CR ainda fosse uma empresa estilo a Funimation e lançasse os DVDs/BDs por aqui até poderia aguentar pagar 10 reais por esse lixo de trabalho que vem sendo disponibilizado, desde que soubesse que nas mídias físicas esses erros seriam revistos e que assim eu realmente poderia adquirir os animes que gosto da forma que quero. Não tendo mais que deixá-los em HDs externos e sim expondo-os na estante com capa e tudo direitinho.

    Curtir

  34. Pingback: Crunchyroll estreia no Brasil! | Anikenkai

  35. Na minha opinião o motivo de tudo isso é o fato de estarmos acomodados com a situação. Há anos para assistir um anime tínhamos q entrar no anitube ou baixar via algum fansub ou outro site. Querendo ou não a mudança foi sim relevante. Eu estava totalmente por fora de qualquer coisa relacionada Crunchyrol, percebi somente quando entrei no anitube e descobri q todos os vídeos de Naruto e Bleach haviam sido apagados. Primeiramente entrei na página do face do Anitube e lá eles contestaram dizendo q a remoção dos episódios era à pedido da Tv tokyo. Com essa situação decidi procurar algum aplicativo em q eu pudesse assistir animes e achei a Crunchyroll, pesquisando sobre os termos de associação do serviço deles encontrei toda essa polêmica.
    Quando me deparei com tudo isso pensei ” Mas porquê? Estava tão bom e fácil desse jeito” Realmente acho a Crunchyroll tem muito a melhorar e se eu comparar eles ao anitube, no momento escolho o anitube.
    Meu maior problema é o fato da Crunchyroll ser pago, não pelo valor, mas eu provavelmente dependeria dos meus pais para isso e eles detestam meu gosto por animes.
    No momento acho q ainda não assinarei o serviço deles, mas conforme as melhorias, penso seriamente em assinar em um futuro próximo.
    Imagino q aconteceria o mesmo se anitube virasse pago. Iriam aparecer uma série de otakus revoltados com a situação. Logicamente se o anitube seguisse o modelo do Crunchyroll, tendo licença, direitos autorais e etc., eu certamente assinaria, como provavelmente irei assinar Crunchyroll.
    Além de que concordo com oq certas pessoas estão argumento, no geral ( sem tradução e qualidade de imagem) temos de graça um serviço melhor q o pago, mas receio q em breve isso vai mudar.

    Gostaria de agradecer o site pelo post, pois esclareceu várias dúvidas a respeito da Crunchyroll e essa polêmica. Muito obrigada!

    Curtir

  36. Pingback: One Piece com transmissão simultânea pelo Crunchyroll PT - Gyabbo!

Comente e participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s