Shingeki no Kyojin – Attack on Titan – Primeiras impressões

Shingeki-no-Kyojin-Title-LogoO anime mais esperado da temporada de primavera 2013 finalmente chegou. Será que valeu a pena esperar? Isso você saberá em seguida nesse novo texto do Gyabbo! sobre Shingeki no Kyojin – Attack on titan.

Sim, você já deve ter ouvido falar do famoso caso do manga que foi rejeitado pela poderosa e famosa Shounen Jump para tempos depois virar um grande sucesso nas páginas da revista na Bessatsu Shounen Magazine, chegando a vencer o Kodansha Manga Award de 2011 (para maiores detalhes leia o ótimo artigo “Shingeki no Kyojin e por que a Jump não é tudo no mundo“. A obra de Hajime Isayama, sua primeira por sinal, começou a ser publicada em 2009 e conta hoje com 10 volumes encadernados ainda em publicação.

Em um mundo onde gigantes criaturas humanoides vagam em busca aparentemente de uma única coisa, seres humanos para se alimentar, a humanidade se encontra quase que completamente devastada, com poucos grupos sobrevivendo dentro de fortificações cercadas por gigantescas e grossas paredes que impedem o acesso dos monstros às cidades.

Shingeki-no-Kyojin-ErenEren Jaeger – o protagonista do anime – começa este primeiro episódio ainda criança vivendo dentro dos limites das paredes, mas com uma forte vontade de se juntar a única força militar que pode sair das cidades em prol de descobrir mais conhecimentos acerca dos gigantes.

Após 100 anos de paz a sociedade que vive dentro dos muros aprendeu a viver dentro de uma alienação, ignorando quase que por completo o perigo que se encontra além-muros. Os poucos que sequer pensam no que pode vir de fora são considerados loucos e hostilizados pelas pessoas que só querem viver suas vidas, mesmo que “enjaulados”.

Shingeki-no-Kyojin-titan-attack

Tudo muda quando, diferente dos outros gigantes “menores” que normalmente cercam as fortificações, surge um titã com tamanho e poder suficiente para transformar as defesas humanas em blocos de montar com um simples chute. O que era proteção torna-se um inferno com dezenas de gigantes percorrendo a cidade, destruindo tudo pelo caminho e comendo todos os humanos que possam encontrar com um grande sorriso de satisfação nos seus rostos doentis.

Shingeki no Kyojin – Attack on Titans conseguiu em seu primeiro episódio ser a melhor estréia da temporada não somente pela ideia interessante do seu enredo, mas pela habilidade do diretor Araki Tetsurou em transportar o desespero que percorre os personagens diretamente para o espectador (foram várias as vezes que eu pensei “Não acredito que isso vai acontecer!!”, especialmente na cena da mãe do protagonista…).

Shingeki-no-Kyojin-titan-eatingAraki consegue muito bem criar uma atmosfera calma e bucólica com as milhares de casinhas e pessoas vivendo rotinas comuns com o horror que a chegada dos titãs apresenta (sim, apesar não chegar a ser gore, o anime possui uma violência visual bem impactante usada de forma útil para aumentar o sentimento de desespero da cena sem que isso se torna um fanservice visual grotesco). Ver as mãos vermelhas de carne viva cravadas na pedra como papel e esperar pelo pior foi uma das cenas mais impressionantes para mim, conseguindo vender bem o anime antes mesmo dos seus dois primeiros minutos passarem.

A arte é bonita quando necessária – principalmente nos objetos inanimados e paisagens – e feia nos momentos oportunos – especialmente quando temos os gigantes em cena -, equilibrando bem essa fórmula, o que acaba criando uma dinâmica narrativa que vai além da história e é apresentada pelo visual. A animação do Wit Studio é consistente, sendo extremamente bem feita quando exigida – mais um triunfo da produção, saber bem onde gastar o dinheiro que possui, deixando que outras cenas mais reflexivas sejam expostas usando as técnicas de pseudo-animação característicos dos animes. Por último, toda a sonoplastia termina de dar o tom correto sem que você perca atenção para o que importa, a cena em si (além de ter uma ótima abertura!).

Shingeki-no-Kyojin-desperate-soldiersSim, eu estou realmente empolgado com as primeiras impressões que tirei da obra – e é bom lembrar que eu não tive contato algum com o manga, toda minha opinião da história se baseia até o momento apenas no seu primeiro episódio -, no entanto, é fato notório que o diretor Araki Tetsurou é muito competente em apresentar uma obra e causar impacto em quem assiste para no decorrer do anime acabar decepcionando. Vejam os exemples mais recentes de Highschool of The Dead (Primeiras impressões || Conclusões) e Guilty Crown (Primeiras impressões || Conclusões) que acabaram descendo ladeira abaixo com o decorrer da série.

O que me anima ao pensar a longo prazo – já que a intenção desse post é justamente fixar no curto prazo e ele é espetacular no caso – é que possuindo apenas 10 volumes e saindo em uma revista mensal, Shingeki no Kyojin muito provavelmente terá que buscar rotas alternativas à história original por possuir 25 episódios programados. Sim, nem todo filler – algo que não está na obra original – é ruim e essa liberdade me cria expectativas de que consigam entregar uma história fechada em um nível tão alto quando desse primeiro episódio.

Shingeki-no-Kyojin-garden-wallO que a série nos guarda para o futuro é realmente incerto, mas o que o presente nos coloca é o mais perfeito exemplo de como o hype pode sim ser bem correspondido. Shingeki no Kyojin – Attack on titans tem tudo para ser um grande hit shounen tanto aqui no ocidente quanto no Japão.

Mas e você, a série alcançou suas expectativas com esse episódio introdutório ou você precisa de mais para ser convencido? Eu já estou dentro, agora é acompanhar a luta da humanidade e o crescimento de Eren em sua busca por vingança.

Mais opiniões leia:

Shingeki-no-Kyojin-crying-mother Shingeki-no-Kyojin-Mikasa Shingeki-no-Kyojin-titans-and-giants

21 respostas em “Shingeki no Kyojin – Attack on Titan – Primeiras impressões

  1. Pingback: Shingeki no Kyojin, o filme com atores - XIL (shil)

  2. O diretor desse anime me lembrou um pouco do Zack Snyder. E com certeza na parte técnica da animação os poucos “erros” são passáveis.

    Quando o episódio começou com aquele trecho de cena de batalha, me animei com a possibilidade de que teríamos algo tão bom para apreciar. Mas os movimentos e os traços estavam tão bons, mas tão bons, que acreditei, inevitavelmente, que aquilo teria sido uma jogada para vender o anime. E logo depois da abertura, com a cena em que a Masaki e o Eren estão conversando, pensei que minhas suspeitas se comprovariam. Mas percebi muito rápido que, como você disse, a produção deixa a verba para as cenas que necessitam dela. Isso, pelo menos pra mim, foi um decisão positivíssima da staff.

    Quanto ao anime como um todo, consigo falar sobre poucas coisas que não tem a ver com a parte técnica. Simplesmente porque faltou algo da parte dos personagens e do plot (ou até da ideia) que deveria mover a trama, nesse primeiro episódio.

    Curtir

    • Até o episódio 04 tudo vai ser assim, somente uma introdução monótona pra tudo que ainda está por vir. Seja paciente, pois o mangá começa a ficar épico depois do capítulo 11.

      Curtir

      • Compreendo. Não achei o episódio ruim de forma alguma, só achei que ficou difícil de ter uma impressão sobre algumas coisas, por não terem sido exploradas ainda. Mas nem é uma falha, pois é só o primeiro episódio.

        Curtir

  3. Pingback: Shingeki no Kyojin e por que a Jump não é tudo no mundo - XIL (shil)

  4. Grande estreia , ate agora esta sendo mesmo o melhor da temporada :D

    Serio não reparo nesses erros de animação, pra min foi tudo bem feito e muito bonito não vi falhas…. >_>

    Vai ter filler que pena, o ruim é se tiver uma possível continuação no futuro quando o manga estiver mais longo vai ficar difícil de juntar as pontas , vai ficar que nem Claymore que teve um final alternativo agora nem da pra fazer uma continuação, tera que fazer outro anime seguindo o manga ….

    Otimo post o/

    Curtir

  5. Cara, depois da decepção com Aku no Hana, estava no aguardo Shingeki no Kyojin e para minha alegria, as expectativas foram superadas. O início, nossa, é de arrepiar e a narrativa é tão boa, fluída que quando você menos espera, o show acabou, ou seja, valeu a pena ter expectativas nesse caso e convida o telespectador a regressar no 2º capítulo. A equipe dessa produção está de parabéns, pegaram um excelente título, elevaram o traço do autor (gosto da arte dele, mas em alguns momentos ela fica desproporcional, mas é muito boa, pelo menos na minha opinião) e nos deram uma obra maravilhosa para assistir. Agora, sem sombra de dúvidas, quando está se encerrando, sempre vem a minha mente a história da rejeição que a obra sofreu e dou risada da cara do editor que não aprovou a obra, pois hoje, ela é uma das obras mais vendidas. Provavelmente ele antes se arrependia quando observava as vendas e hoje, provavelmente esse editor deve chorar ao ver a maravilha de anime que Kyojin está rendendo! É isso ai, esse vou acompanhar com ansiedade!!!!!!!!

    Curtir

  6. (sim, apesar não chegar a ser gore, o anime possui uma violência visual bem impactante usada de forma útil para aumentar o sentimento de desespero da cena sem que isso se torna um fanservice visual grotesco)

    Isso que o anime censurou um pouco as cenas fortes xD

    Curtir

  7. Pingback: Primeiras Impressões: Suisei no Gargantia - AnikenkaiAnikenkai

  8. Pingback: Primeiras Impressões: Shingeki no Kyojin - AnikenkaiAnikenkai

  9. Pingback: Índice de Primeiras Impressões - Temporada de Primavera 2013

  10. Pingback: Side Quest - Shingeki no Kyojin - Ep. 01

  11. Pingback: Shingeki no Kyoujin: Pinceladas | Argama

  12. Muito bom mesmo esse primeiro episódio, estou super ansioso prelo próximo, e eu sou péssimo em acompanhar coisas semanalmente, normalmente sempre espero acabar pra começar a ver, mas como todo mundo tava falando dessa série, tive que dar uma olhada, agora é uma semana de agonia para ver o próximo episódio que promete ter o mesmo nível de qualidade desse primeiro.

    Curtir

  13. 01. Shingeki no Kyojin #10 (417,414)
    02. Naruto #64 (192,021 / 840,857)
    03. Moyashimon #12 (113,191 / 204,457)
    04. To Love-Ru Darkness #7 (94,786 / 298,793)
    05. New Prince of Tennis #10 (77,862 / 228,195)
    06. Tonari no Seki-kun #4 (66,378 / 135,376)
    07. Sket Dance #30 (56,648 / 166,911)
    08. Sakamoto Desuga? #1 (55,542 / 448,458)
    09. Kingdom #30 (51,088 / 168,435)
    10. Yozakura Quartet #13 (48,699)
    11. Kuroshitsuji #16 (45,636 / 494,059)
    12. Toshokan Sensou Love & War #11 (41,601 / 98,103)
    13. Youkai Apart no Yuukai na Hibi #4 (39,925)
    14. Ohkami Heika no Hanayome #8 (38,548 / 94,363)
    15. One Punch-man #3 (37,733 / 111,984)
    16. Kyou no Kira-kun #5 (37,510)
    17. Medaka Box #20 (35,241 / 116,081)
    18. Taiyou no Ie #8 (33,784)
    19. One Piece #69 (33,570 / 2,836,527)
    20. Shingeki no Kyojin #1 (33,441 / 1,122,864)
    21. Shingeki no Kyojin #2 (31,663 / 1,083,099)
    22. Berserk #37 (31,306 / 277,396)
    23. Shingeki no Kyojin Limited Edition #10 (30,404)
    24. Douse Mou Nigerarenai #4 (30,193)
    25. Shingeki no Kyojin #9 (29,527 / 683,407)
    26. Sengoku Ichiryuuki #3 (29,482 / 58,432)
    27. Shingeki no Kyojin #3 (28,409 / 1,038,342)
    28. Moyashimon Limited Edition #12 (27,734 / 101,413)
    29. Saint Seiya Meiou Shinwa Gaiden #7 (26,315 / 26,558)
    30. Shingeki no Kyojin #4 (26,128 / 917,167)
    31. Shingeki no Kyoijn #5 (24,962 / 873,601)
    32. Shingeki no Kyojin #8 (24,942 / 718,634)
    33. Crows Zero II Suzuran×Housen #2 (24,831)
    34. Shingeki! Kyojin Chuugakkou #1 (24,077)
    35. Psychometrer #8 (23,533 / 49,232)
    36. Shingeki no Kyojin #6 (23,187 / 831,763)
    37. Shingeki no Kyojin #7 (23,125 / 749,973)
    38. Aitsu no Daihonmei #6 (21,667)
    39. Black Jack Seisaku Hiwa Tezua Osamu no Shigotoba Kara #3 (21,554)
    40. Yozakura Quartet Limited Edition #13 (21,323)
    41. Kaibutsu Oujo #20 (18,212)
    42. Shokugeki no Souma #1 (18,011 / 89,378)
    43. Na Q Aden #2 (17,631)
    44. Kanojo wa Uso o Koishi Sugiteru #11 (17,340 / 141,609)
    45. Ansatsu Kyoushitsu #3 (16,742 / 578,573)
    46. Meiji Hiiro Kidan #7 (16,344)
    47. Yamato Nadeshiko Shichi Henge #33 (15,875)
    48. Kaibutsu Oujo Limited Edition #20 (15,440)
    49. Terra Formars #4 (15,144 / 313,920)
    50. Haiyore! Super Nyaruko-chan Time #3 (15,074)

    12 mangás no ranking! Isso mesmo, todos os 10 volumes + a edição especial do volume 10 + o primeiro volume do spin-off da série.É O PODER DO ANIME que veio ajudar a aumentar ainda mais as vendas do mangá.

    Curtir

  14. Assisti e gostei muito mesmo desse anime, ja tava com um hype gigantesco mas quando vi entendi na hora! Eu realmente fiquei muito tenso quando os titans estavam invadindo a cidade e pior ainda foi acompanhar o desespero do personagem principal vendo sua mãe ser devorada bem na sua frente… enfim… gostei muito e desejo que a história permaneça com essa qualidade!

    Curtir

  15. Pingback: Shingeki no Kyojin - Attack on Titan é da editora Panini - Gyabbo!

  16. Pingback: Shingeki no Kyojin 21: Todo meu ódio - Gyabbo!

  17. Pingback: Especial: Desvendando o sucesso de Ataque dos Titãs | Anime Pró

Comente e participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s