[Coluna Hanyan #3] Lovely Complex – Love Com

Olá!

Na edição de hoje vou falar sobre a primeira comédia romântica da coluna. Para começar bem, vamos com Lovely Complex!

cover 17

Love Com é um shoujo escolar, de autoria de Nakahara Aya, originalmente publicado entre 2001 e 2006 na Bessatsu Margaret e finalizado em 16 volumes, além de um gaiden extra, todos lançados nos Estados Unidos pela maravilhosa e espetacular editora Viz. O mangá teve enorme sucesso e ganhou uma divertida adaptação para anime em 2007 com 24 episódios (que não cobrem a série integralmente) do estúdio Toei Animation e um filme live action (ruim, muito ruim) em 2006.

A história gira em torno de dois amigos, Koizumi Risa e Otani Atsushi que, apesar de brigarem constantemente, são muito próximos. Não só pelos seus gostos parecidos, mas também por se sentirem igualmente complexados por suas alturas. Koizumi é a mais alta, enquanto Otani é o menino mais baixinho da turma. O complexo de ambos provoca a maioria das suas brigas que, por serem muito engraçadas e escandalosas, se tornaram uma atração na escola e fizeram os amigos serem conhecidos como “All Hanshin Kyojin” (dupla de comediantes japoneses, onde um é alto e o outro baixo).

ch 1 2A história começa com Otani percebendo a paixão de Risa por um colega da outra sala, e então propõe um trato: ajudará Koizumi a conquistar o menino se ela der uma forcinha para que ele fique com uma de suas amigas. Quando o plano fracassa para ambos, eles decidem então apostar para ver quem consegue arranjar um namorado primeiro. Mas talvez não precisem procurar tanto assim…

Love Com é clichê? Com certeza. Apenas com esse breve resuminho da história que eu fiz, que abrange apenas os acontecimentos do primeiro volume, já dá para sacar o final, porque todo mundo conhece a história dos colegas que não se suportam e depois acabam se tornando os melhores amigos. Mas posso afirmar que é um clichê muito bem executado e com uma abordagem inusitada. 

ch 62 1

A série progride de uma forma bastante eficiente, as coisas não demoram eras para acontecer (Kimi ni Todoke manda beijos), mas também não são corridas, tudo é desenvolvido de forma natural e crível. Os personagens são carismáticos, divertidos e o humor da série é bastante característico, não sendo preso às regras do “politicamente correto”. É irônico, mas também não agride ninguém.

A própria questão da altura dos personagens parece ser bobinha, mas é um dos grandes diferenciais da história. Nenhum deles é feio ou tem problemas sociais, mas ambos carregam um complexo que os impede de se relacionarem num primeiro momento. A simples proximidade dos dois é considerada cômica! É por isso que Love Com é tão legal, por mostrar que um preconceito bobo (que não existe só na cabeça dos protagonistas) não é páreo para a tal da “química”.

E cá entre nós, que química! O casal é um dos meus favoritos, mais do que amigos, eles são “cúmplices”. São cheios de vida e gostam de aproveitar todos os momentos. Confesso que me divirto mais enquanto eles ainda são “apenas bons amigos” porque depois começam as pequenas crises de relacionamento… mas elas também são necessárias, afinal, apesar de ser uma comédia romântica despretensiosa, a série não deixa de ter um desenvolvimento realista (perdoando todas as “coincidências milagrosas” tão comuns no gênero).

O mangá acompanha a vida dos protagonistas e seu grupo de amigos durante os anos de colegial e dá uma alegria nostálgica ao lembrar das pequenas aventuras e emoções dessa fase (porque por favor, não é só de traumas que se alimentam as memórias escolares! Vitamin ficou num post passado).

Os personagens de Love Com são gente como a gente, eles são imperfeitos. Ficam de recuperação, fazem bagunça na aula e almoçam juntos dando risada. Têm as suas pequenas crises adolescentes, mas lidam com isso sem grandes dramas. Quando a história chega ao fim, ficamos com aquele gosto agridoce na boca, a mesma alegria triste com a qual nos despedimos dos nossos colegas no último dia de aula sabendo que está na hora de terminar, mas também conscientes de tudo aquilo que iremos perder.

ch 61Love Com dificilmente será “o mangá da sua vida”, mas é extremamente eficiente dentro da sua proposta. Confesso que não sou a maior fã de comédias românticas, mas gosto demais dessa! O traço é simples, leve e bonito, assim como a história, o que torna a experiência de ler muito agradável.

Recomendado pra quem busca um romance que não seja nem casto nem apelativo e também para quem quer diversão de qualidade. Sem muitos dramas, sem muitas crises e sem garotas mágicas, Lovely Complex é só sobre gente normal sendo feliz junta. E é uma delícia de ler.

Até a próxima!

Mallu

23 respostas em “[Coluna Hanyan #3] Lovely Complex – Love Com

  1. Ótima resenha! Também adoro Love Com, mas diferentemente de você, tive contato com o anime. É muito divertido e engraçado, porém há algumas partes que me deram raiva, como os chiliques da Risa!

    Ansiosa para as próximas resenhas!

    Curtir

    • Muito obrigada Gabriella!
      Eu vi o anime também, e é bem legal! Já que vc gostou, eu recomendo muito a leitura do mangá, que é ainda mais divertido!
      Tem coluna nova todo mês, espero vc de novo!

      Curtir

    • Muito obrigada Gabriella!
      Eu vi o anime também, e é bem legal! Já que vc gostou, eu recomendo muito a leitura do mangá, que é ainda mais divertido!
      Tem coluna nova todo mês, espero vc de novo!

      Curtir

  2. Nossa eu adorei o texto e esse seu último parágrafo resumiu muito bem a série. Eu amo Love*Com, é uma das minhas comédias românticas favoritas. Acho que o grande diferencial da série é justamente essa aura divertida e carismática que ela traz consigo. Os personagens, seus relacionamentos…
    Confesso que tem partes que dão certa raiva (como no anime, quando o Otani é um tapado. Ou no final do mangá, que eu acho que enrolou um pouco com aquela estória de stalker, e tal.), mas o conjunto é tão maior que isso! Quando eu terminei de ler fiquei exatamente com essa sensação agridoce que você falou. Até hoje sinto falta de Risa e Otani, minha dupla de comediantes/casal favorita. ^^ Adoraria um gaiden nos contando um pouco sobre eles mais velhos, se se casaram, etc. (Os filhos se pendurando no pescoço da Risa e rindo da cara do Otani… xD Custa nada sonhar, né?)
    Love*Com sempre terá um espacinho reservado no meu coração, e na minha estante.

    Curtir

    • Ah obrigada Natália!!!!
      Concorrdo com você, também é uma das minhas favoritas por ser tão leve e despretenciosa.
      Ah e é normal sentir raiva né? Como eu disse, eles são pessoas normais, com falhas e defeitinhos. e pra mim a graça está aí, justamente por não ter muita idealização.
      (Nossa imagina um gaiden desses? Seria a cisa mais linda!)
      Volte sempre!

      Curtir

    • Ah obrigada Natália!!!!
      Concordo com você, também é uma das minhas favoritas por ser tão leve e despretensiosa.
      Ah e é normal sentir raiva né? Como eu disse, eles são pessoas normais, com falhas e defeitinhos. e pra mim a graça está aí, justamente por não ter muita idealização.
      (Nossa imagina um gaiden desses? Seria a cisa mais linda!)
      Volte sempre!

      Curtir

    • huahauauha eu esperava sentada há muito tempo, mas já abandonei.
      Como eu disse pra Jessie, se você fala inglês, o melhor é recorrer às edições gringas mesmo.

      Curtir

  3. Acabei lendo Vitamin e Life da mesma autora graças a sua outra postagem sobre o mangá Vitamin, e agradeço muito per ter feito eu ter lido elas, ambas ótimas obras, obrigado mesmo. Quanto a Lovely Complex, assisti o anime há muito tempo atrás, mal me lembro do que acontece, o que é um ótimo motivo pra ler o mangá, apesar da minha lista que não tem fim de coisas pra ver e ler pretendo sim ler algum dia, mas prefiro esperar o momento em que eu sentir que estou com vontade de ler algo do tipo, afinal, como eu já vi o anime sei o clima da história e também recomendo pra quem quer uma diversão descontraída, mas de qualidade.

    Curtir

    • Ah que bom que você gostou de Life e Vitamin! A Suenobu é ótima mesmo, fico feliz que a recomendação tenha sido útil para alguém.
      Realmente, o mangá é bem descontraído, que nem o anime.
      Obrigada pelo seu comentário!

      Curtir

  4. Lovely Complex é uma das minhas paixões. Eu vi apenas o anime e sou louca para ler o mangá, saber a continuação da história, mas é uma pena que nenhuma editora tenha trazido ele pra cá (Oi Panini, JBC, NewPop…). Tenho esperanças de que um dia chegará aqui e realizarei esse desejo. *-*

    E devo dizer que o anime ficou legal, aquele clima divertido e leve também se faz presente na versão animada. É tudo colorido, descontraído e engraçado. E que casal mais lindo eles formam! Aquela cena dos fogos… Ai, ai, dou suspiros só de lembrar. .<

    Curtir

    • Ai Love Com é um xodó mesmo né? Acho uma lástima um título de peso como esse nunca ter vindo pra cá. Não só é triste, mas também não faz sentido, porque imagino que venderia super bem. O tal “mercado de shoujo” brasileiro é uma piada, eles não publicam quase nada realmente famoso e ficam surpresos das séries desconhecidas que saem por aqui encalharem ¬¬

      Eu recomendaria, se você for familiarizada com a língua, claro, que comprasse a edição americana e desistisse de esperar pela brasileira. Eu fiz isso há muito tempo.

      Obrigada pelo seu comentário!

      Curtir

  5. Blá Blá Blá mercado brasileiro precisa de shoujos, Blá Blá Blá quero shoujos a venda, Blá Blá Blá amo esse mangá. Eu quero mesmo é mangás de terror do Junji Ito isso sim que falta no Brasil.

    Curtir

  6. Eu simplesmente achei perfeita a forma como você descreveu Lovely Complex, realmente, não é a história da minha vida, mas me marcou muito justamente por eles serem “gente como a gente” e divertidos que só, ainda mais por, no fundamental, ter passado pela situação de ser a mais altona de todas e gostar de um menino baixinho. xD
    “( Kimi ni Todoke mandou beijos)” HAHAHAHAHAHA
    Adorei de verdade, muita nostalgia !

    Curtir

    • Ah sua linda hahaha obrigada!
      hahah toda menina alta tem o seu (k)Otani, faz parte!
      Nossa, Kimi ni Todoke é ruim demais da conta… aquilo não anda. eu já tinha raiva da série, mas quando o pessoal falou que eles começaram a namorar eu fui dar uma olhada. Aí eles estavam em um namoro sério há vários capítulos e AINDA NÃO TINHA NEM UM SELINHO. Abandonei mesmo. hahaha
      Por favor, volte sempre!

      Curtir

  7. Olá!! Estou para ver este anime faz anos…Todo mundo sempre me falou bem dele, assim como sua resenha, diziam que era divertido e que eu iria adorar a dupla pois eram carismáticos e tinham química. Pois bem, eu acho que não assisti ainda por ter feito a burrada de ver bokura ga ita e Itazura na kiss antes, sendo que detestei ambos por diversos motivos e acabei achando que love com seria a mesma coisa. Kimi ni todoke me deixou traumatizada um pouco, não que eu não tenha gostado, pois ao contrários dos outros dois que citei este eu de certa forma curti, mas dá aquela agonia de que nada acontecerá hehe…e fiquei com medo que com Love Com fosse assim também. Bom eu acho então que devo dar uma chance para este anime, até porque sempre achei o traço lindo e os personagens muito bonitos!! Brigada por suas resenhas, adoro!! :)

    Curtir

    • Eu pessoalmente ODEIO Bokura ga Ita hahahahaha (e não gosto de Kimi ni Todoke). Já de Itazura na Kiss eu gosto bastante, mas posso garantir que Love Com não tem nada a ver com nenhuma dessas séries que vc citou, mesmo porque elas são de drama e Lovely Complex é comédia romântica :)

      Acho que de repente seria válido dar uma chance para Love Com sim! Muito obrigada pelos elogios e volte sempre!

      Curtir

  8. Pingback: Guerreiras Mágicas de Rayearth será relançado pela editora JBC Gyabbo!

  9. Pingback: Vocês pediram e a Panini trouxe: Lovely Complex é o novo shoujo da editora - Portal Genkidama

Comente e participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s