Death Parade – Primeiras Impressões

Levando em conta o primeiro episódio de Death Parade parece que a Madhouse realmente voltou aos seus dias de glória.

Baseado no curta Death Billiards de 2013, em Death Parade tudo acontece em um bar misterioso onde duas pessoas chegam sem se lembrar como foram parar lá. A única informação que recebem é que deverão participar de um jogo arriscando as suas próprias vidas.

Logo de cara dá para se notar o que é um anime produzido pela Madhouse: toda a colorização foi feita com uma paleta de cores variadas, mas predominantemente frias, com focos de luz foscos, deixando o bar com um ar mais boêmio ou até mesmo requintado.

O enredo apresenta uma trama que lembra a dos filmes “Jogos Mortais”, tanto no que diz respeito a relação do participantes com os jogos como na parte a psicológica. Só que com um diferencial no mínimo interessante. Enquanto nos filmes as pessoas já se veem desde o início em situações desesperadoras, no anime, de início, elas não acreditando na situação que se encontram. Enquanto a ficha vai caindo, podemos ver o desespero aumentando nos personagens pouco a pouco, criando uma tensão muito grande que chega até os espectadores.

O anime consegue cativar também ao apresentar jogadores que possam levantar uma certa discussão moral por parte do espectador. No caso desse primeiro episódio temos um casal de marido e mulher. O homem deveria se sacrificar pela mulher prontamente ou isso é uma visão antiquada e machista?

No filme de 2013 os jogadores eram um velhinho bonzinho e um jovem canastrão. O que vale mais, uma pessoa íntegra ou alguém que tem vários anos de vida pela frente? São essas dicotomias que devem perpassar a série com episódios cada vez mais complexos e instigadores. A única questão é se irão conseguir fazer com que essa fórmula não fique repetitiva.

Death Parade conseguiu apresentar uma história emocionante e compacta, com uma bom suspense psicológico, boa parte disso graças aos seus rápidos e bons flashbacks. Seguirei acompanhando a série, pois ela me agradou muito nesse primeiro episódio.

Vai ver? Já viu? O que achou? Comente aí!

8 respostas em “Death Parade – Primeiras Impressões

    • Pode ter ocorrido pelo fato do episódio de 24 minutos ter uma abertura e um encerramento, consumindo em torno de 3 minutos da obra, enquanto Death Billiards possui 25 minutos de episódio puro, tendo os créditos aparecendo por cima da cena final. Mas, ao menos, tiraram bom proveito do encerramento, o qual foi necessário para o entendimento do episódio.

      Curtir

  1. Eu gostei do anime e me pergunto a mesma coisa quanto a continuidade, se vão conseguir manter um ritmo cada vez melhor ou cairão na mesmice?!

    Curtir

  2. Penso eu que o episódio foi bem interessante, mas não tanto quanto Death Billiards, o qual a tensão foi maior. Todavia, pude analisar um episódio e deduzir a verdade dos fatos, algo que me agrada, pois é interessante tentar tomar o papel de árbitro das mãos de Decim.

    Curtir

Comente e participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s