Get Backers – Parte 1

Get Backers é um anime antigo que vale muito a pena (re)ver!

Os jovens Ban Midou e Amano Ginji são os Get Backers, especialistas em recuperar coisas perdidas. Usando seus poderes especiais – Ban possui o Jagan, que lhe permite provocar nos inimigos um horrível pesadelo que os destrói psicologicamente, além de uma força sobre humana em sua mão direita, e Ginji é capaz manipular a eletricidade –  eles resolvem diversos casos com 100% de sucesso mas, por algum motivo, mal conseguem ganhar dinheiro o suficiente para comer…

Ban e Ginji são tão pobres que nem tem casa, eles moram no carro, coitados...

Ban e Ginji são tão pobres que nem tem casa, eles moram no carro, coitados…

Get Backers (ゲットバッカーズ 奪還屋) é um anime baseado no manga escrito por Yuya Aoki e ilustrado por Rando Ayamine, produzido pelo Studio Deen em 2002. O manga foi publicado na Shonen Magazine entre os anos de 1999 e 2007. O anime teve 49 episódios e cobriu apenas parte do manga. Foi exibido no Brasil pelo canal Animax.

Para quem gosta de humor, aventura e não exige animação perfeita, Get Backers é um ótimo passatempo. A história não ficou datada mesmo depois de mais de dez anos de seu término e as piadas resistem bem à repetição. Muita gente que viu o anime e acompanhava o manga reclama das diferenças na adaptação, mas parte dessas diferenças era inevitável já que a animação foi feita bem antes do final da obra em papel. Houve, sim, uma ou outra grande bola fora como eliminar personagens interessantes e resumir demais algumas partes legais da história, mas, para quem não conheceu o manga, muito disso não chegou a prejudicar a experiência. Para os que só viram o anime a queixa maior é, provavelmente, o final ter deixado algumas questões em aberto, como se fosse haver uma outra temporada. Na parte técnica, a animação é bem ruinzinha em alguns momentos, mesmo levando em consideração a época em que foi feita, mas é compensada por uma trilha sonora bacana, composta por Taku Iwasaki, que entre outras coisa trabalhou em Gurren Lagann e Noragami. Iwasaki usa jazz, delicadas sequências de piano, e até uma pitadinha de samba para pontuar de maneira eficiente tanto cenas mais líricas quanto as de humor e de ação. Para ter uma ideia, ouça no link abaixo Bloom (“Desabrochar”), um belo tema da trilha sonora do anime, misturando o koto (tradicional instrumento japonês, numa provável referência ao personagem Kazuki) com instrumentos ocidentais.

Um questionamento importante no anime é sobre o valor que damos a tudo, desde objetos até relacionamentos. Para alguns, uma pilha de cartas antigas é só papel velho, para outros é um tesouro inestimável pois ali estão as lembranças de um passado que não volta mais. Os Get Backers não recuperam apenas coisas: ao devolver um velho gatinho de pano para uma garota, eles trazem para ela também a memória da falecida mãe que tinha costurado o bonequinho, por exemplo. A cada missão, mágoas são curadas, mal-entendidos desfeitos. Embora alguns episódios cheguem perigosamente perto de descambar para a pieguice, na grande maioria eles são bem conduzidos.

Uma das coisas que mais me chamaram a atenção em Get Backers foi como Arte e História permeiam a série: o resgate de um suposto novo Girassóis de Van Gogh; o caso do Stradivarius roubado; a recuperação dos braços da Vênus de Milo. Há questionamentos interessantes, como por exemplo qual a importância de ter um instrumento de qualidade para um artista, ou o que faz de uma pintura ou escultura uma obra prima. Um violinista talentoso consegue tirar de um violino comum um som tão bom quanto de um Stradivarius? Se a Vênus de Milo recuperasse os braços continuaria sendo um ícone das belas artes? E o melhor é que todos esses questionamentos são feitos em intervalos entre explosões, tiroteios, pancadaria e comédia escrachada. Dos personagens, temos o protagonista Ban Midou que é um verdadeiro expert em arte, capaz de distinguir uma obra de arte autêntica de uma falsificação; Kazuki Fuuchoin, que usa cordas de koto como arma e instrumento de espionagem; Clayman, ceramista capaz de produzir máscaras de disfarce perfeito. A arte, ou o conhecimento da arte torna-se uma vantagem importante, até mesmo uma arma no universo de Get Backers.

gb team

Alguns personagens de Get Backers. Da esquerda para a direita: Ginji, Emishi, Shido, Ban, Hevn, Kazuki e Akabane.

Outra coisa interessante é como a fantasia volta e meia leva umas alfinetadas da realidade – e nisto Get Backers lembra um pouco Tiger and Bunny. Numa história onde carros conseguem dar cambalhotas e pessoas usam eletricidade, perfume e até mesmo cabelos como arma, de vez em quando ouvimos frases extremamente prosaicas como “orgulho não põe comida na mesa”. Conhecemos o drama de um empresário que foi à falência e virou mendigo. Vemos os protagonistas reclamando de multas de trânsito, discutindo sobre largar os sonhos e procurar um emprego qualquer que lhes permita, pelo menos, pagar um prato de comida. Isso dá um leve toque agridoce, um quê de melancolia em alguns momentos que enriquece o anime como um todo.

Em resumo, como todos os animes que se baseiam em mangas em andamento quando de sua produção, Get Backers sofre de problemas comuns – fillers, um final alternativo não muito satisfatório – além de uma animação sofrível, mesmo para os padrões da época em que foi feito. Entretanto, o charme e bom humor tanto da história quanto de seus personagens mais do que compensam esses defeitos.

Na parte 2 vamos falar do fanservice que, assim como tudo em Get Backers, chega muito perto do escracho… mas tem um twistzinho bacana! 

12 respostas em “Get Backers – Parte 1

  1. Pra mim, Get Backers sempre foi o Super Choque japonês. Pelo fator nostálgico, ainda pretendo assistí-lo. Bom overview. =)

    Curtir

  2. eu vi o anime no animemax adorei queria que o canal revive-se denovo e meu sonho e ver o manga no brasil pena que tem 39 volume e 1 especial que fala muita coisa legais

    Curtir

    • É uma pena, imagino que não seja o tipo de anime que você curte, então. De qualquer forma obrigada pelo comentário ^^

      Curtir

  3. Repostando porque houve um problema na aprovação do comentário anterior: Texto muito legal que resumiu muito bem o que me atraiu à Get Backers na época em que vi. Mas não pude deixar de notar que você citou no começo que o Ban consegue fazer com que as pessoas tenham pesadelos, no entanto, o Jagan também consegue dar belos sonhos, basta o dono assim desejar.

    Curtir

Comente e participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s