A Pessoa Amada – NewPOP Editora – Vol. Único

É as garotas do CLAMP mostrando sua versatilidade mais uma vez, agora com A Pessoa Amada!

Publicado originalmente na revista Kadokawa Shoten pelo grupo CLAMP em 1993 e concluído em 1995, A Pessoa Amada (Watashi no Suki na Hito) é uma antologia composta por 12 histórias, cada uma protagonizada por jovens mulheres diferentes a partir de suas experiências e opiniões de como o amor pode surgir e permanecer em nossas vidas.

A Pessoa Amada é um dos mangás mais diferentes que li da CLAMP. Sem essas de menininhas com super poderes ou universos surreais, o que vemos é uma obra com uma abordagem mais madura e situações mais realistas presentes no nosso cotidiano. E apesar das histórias serem diferentes, isso não significa que não tenham todo charme característico que marca a história do grupo, pelo contrário, provam a versatilidade das autoras que conseguiram manter o mesmo nível em obras tão distintas.

foto002

A transição de um roteiro ilusório para algo mais realista focando exclusivamente em sentimentos é o diferencial, fazendo com que o leitor se sinta mais próximo da obra. Afinal, querendo ou não, é quase impossível não se identificar com nenhuma daquelas mulheres. Amor, insegurança, desejos, medos, são todos sentimentos que o ser humano sente pelo menos uma vez na vida.

Mas o ponto principal que destaco é a forma como o CLAMP conseguiu expor o que as mulheres sentem, utilizando técnicas de diálogos simples, poemas e pequenos discursos. É muito importante ter alguém para falar sobre o amor, seus dilemas e dificuldades de relacionamentos e o grupo mandou super bem nesse quesito, pois souberam trabalhar um assunto do universo feminino do modo como este público quer ouvir, dando sempre uma solução para os conflitos e, por conta disso, um final feliz para as histórias.

É um poema em forma de mangá.

foto001

O traço estilizado junto da sutileza das linhas que compõem o todo, a expressividade dos personagens, a composição dos quadros meticulosamente executados, tudo é característico já de obras passadas do CLAMP que continuam mantendo o mesmo nível de deixar o queixo caído. Foi a primeira vez que Mick Nekoi desenhou com base no roteiro da Nanase, mas casou perfeitamente com a história.

Por fim, em termos de qualidade gráfica, a Editora Newpop nunca erra e este é mais um exemplo, valendo o preço de R$14.00. As primeiras páginas do texto estão em papel couchê, com direito a páginas coloridas, e as demais estão em offset, com uma nitidez muito boa.

foto003

Sem dúvidas, A Pessoa Amada superou minhas expectativas com uma arte linda e várias histórias fascinantes, e acabou se tornando um dos meus mangás favoritos. Indico para todos que curtem algo mais puxado para o sentimentalismo ou apreciem o trabalho do CLAMP. Ninguém irá se arrepender.

Uma resposta em “A Pessoa Amada – NewPOP Editora – Vol. Único

  1. Texto muito bom. Realmente você descreveu bem o que é A pessoa amada: um poema em forma de mangá.

    Obs: A pessoa amada foi publicada na revista Young rose. Kadokawa shoten é o nome da editora japonesa.

    Curtir

Comente e participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s