Nova Safra de mangas da Shonen Jump – Enfim!

Depois de um semestre inteiro com apenas três estreias, a Shonen Jump, enfim, nos apresenta uma boa leva de novos mangas

A partir da edição #35 deste ano a Shonen Jump começou a nos apresentar os seus novos mangas! Já não era sem tempo, pois a revista tem fama de sempre apresentar pelo menos dez títulos inéditos por ano e, até o momento, estava no déficit desta tradição. Parte do motivo deve ter sido a estréia da Jump GIGA que acabou de chegar ao mercado com diversas novas séries, tanto de novatos quanto de veteranos da editora.

Porém, este post é para falarmos da Jump principal, então vamos começar a falar desta nova safra comentando os frutos que estão caindo do pé:

Mononofu – A série de Haruto Ikezawa resistiu nas páginas do semanário enquanto pôde (recebendo, inclusive, uma “proteçãozinha” dos editores, já que era a série mais impopular e com vendagens mais baixas da revista). Para quem não se lembra, tratava-se de um manga de esporte cujo tema era o Shogi, o “xadrez oriental”. Foi concluída na edição #34 e, apesar de tudo, vai deixar alguns fãs na saudade.

Nisekoi – Já faz um tempo que estamos comentando sobre a conclusão da obra de harém light Nisekoi. Criada por Naoshi Komi e publicada na revista desde 2011, a série começou humilde e logo foi conquistando o coração de todos. Depois de To Love Ru, é a comédia romântica que mais fez sucesso na revista. Estava claro, pelo andar da carruagem nos últimos volumes, que o autor estava sendo obrigado a estender a obra além do pretendido. Mas, enfim, os editores permitiram a sua conclusão na edição dupla #36-37.

bleach

ENFIM!!!

Bleach – A marca de alvejante mais famosa da Jump, enfim, se encerra! Bleach, o shonen battle de seres do outro mundo teve uma carreira bastante curiosa no semanário: estreou desacreditado (muitos considerando-o uma cópia de Yu Yu Hakusho), foi ganhando prestígio, milhares de fãs em seu auge, chegou a se tornar um dos três pilares da Shonen Jump e, por fim, teve uma queda vertiginosa na qualidade de roteiro e nas vendas. É unânime a opinião de fãs e detratores que a série se estendeu além do que era saudável. A série de Tite Kubo se acaba, assim como o Shonen Quest, na edição dupla #36-37.

[ATUALIZADO 04/08/2016 – O anúncio do final de Bleach na edição #36-37 foi tudo uma ilusão do Aizen! A saga termina na edição #38]

Agora, vamos falar das novas séries que vão florescer na revista!

A bela arte de Yakusoku Neverland

A bela arte de Yakusoku Neverland

Yakusoku Neverland de Kaiu Shiroi e Posuka Demizu, também chamada de “The Promised Neverland“. A série já chama a atenção pela bela arte de Posuka. O enredo nos apresenta três amigos que vivem em um orfanato e que apesar de serem todos muito bem tratados, nenhuma das crianças pode deixar o lugar. E é sobre este mistério que a trama irá se desenvolver – obviamente fazendo paralelo com a trama literária Peter Pan, escrita pela inglês James Matthew Barrie no início do século XX. A série já estreou na edição #35 deste ano.

Love Rush de Ryohei Yamamoto, o mesmo autor de E-Robot, série que estreou  na Jump em 2014 e teve um desempenho ruim. A nova série também é um ecchi e tem como protagonista um garoto que tem um grande “problema”: consegue, mesmo não sendo intencional, atrair todas as mulheres do universo; humanas, anjos, demônios, alienígenas; contudo, a única garota que não cai nos seus charmes é justamente aquela que ele ama. Depois do recente sucesso de Yuragi-Sou no Yuuna-San e suas cenas bem pesadas para os padrões da Jump, esta nova comédia romântica promete ter um tom mais leve. Chegará na edição #38 deste ano.

Red Sprite: Battle Shonen Sombrio

Red Sprite: Battle Shonen Sombrio

Red Sprite de Tomohiro Yagi, outro autor que retorna à revista após um fracasso, mais especificamente Iron Knight de 2013. A história nos apresenta um mundo distópico onde um governo militar utiliza máquinas para controlar a população. O protagonista é um semi-escravo que é selecionado pelo governo para ser cobaia em uma experiência bélica. Através de várias mudanças genéticas os cientistas tentam criar um super soldado. Hmmmm, onde nós já ouvimos uma história parecida? Estreia na edição #39 deste ano.

E quais são as previsões para estas novas séries?

Bem, nós já temos um ecchi bem estabelecido na revista que pode prejudicar o desempenho de Love Rush, mas como este se enquadra mais no quesito de “substituto de Nisekoi”, pode ser que acabe vingando. Red Sprite não me anima nem um pouco, até porque não me parece nem ser “sombrio” o suficiente para agradar os fãs de obras mais pesadas dentro da Jump. Quanto à Yakusoku Neverland… é uma incógnita. Pela qualidade da arte eu torço para que a história seja tão boa quanto o traço e, pelo seu tema mais de fantasia, consiga vingar na revista.

E quais poderiam ser os novos cortes?

Takuan to Batsu, série que estreou sozinha na última safra, não parece estar agradando muito e, por isto, pode estar na fila de corte. O simpático e sombrio Kimetsu no Yaiba também está tendo vendagens péssimas, mas algo que pode ajudá-lo é o apoio dos leitores dentro da revista (que não necessariamente compram os volumes, mas apreciam ler a série e votam por ela). Toriko, como já comentamos outras vezes, está numa curva descendente de popularidade há dois anos e pode ter seu “final forçado” a qualquer momento. Sesuji wo Pin! to está numa situação parecida com Yaiba: tem qualidade e diferencial, mas as vendas são péssimas. Todas as outras séries parecem bem estáveis.

Só a próxima safra para nos dizer a verdade.

16 respostas em “Nova Safra de mangas da Shonen Jump – Enfim!

  1. Gostei da premissa do Yakusoku Neverland e da arte do Red Sprite, e espero que Kimetsu no Yaiba não caia porque comecei a ler agora e estou gostando.

    Curtir

  2. Mais um ecchi, uma copia conceitual da merda do capitão America sobrando apenas o Neverland como talvez um possível mangá de mistério interessante

    FUK U JUMP.

    Curtir

  3. Demizu Posuka está desenhando mangá?? Não creio! Eu conheço o trabalho dele há muito tempo, e já fui muito fã… não dá pra negar que é um artista e tanto com um estilo bastante distinto. Eu não tenho costume de ler nada da Jump, mas acho que vou tentar acompanhar esse mangá só pra ver o que vai sair… grata pela notícia! ♡

    Curtir

  4. Red Sprite eu não sie se vai ser um shounen dark o one shot tinha uma coisinhas mais pesadinhas para a jump mais nada grande coisa Kaiba tem coisas bem mais darks fora q se comparar com Iron knight q no seu one shot era bem sombrio mas na serie ficou bem mais leve não duvido q red sprite sofra a mesma coisa.
    Neverland é o caso parece interessante mas não sei se vai funcionar na jump parece algo bem fora do padrão da revista.
    Love rush:Em outros tempos eu diria q estaria entrando bem na hora certa com o fim de nisekoi e tal mas com a jump já tendo Yuuna-san complica um pouco acho q a sobrevivência do manga vai depender de se ele vai escolher ser algo leve ou não

    Curtir

  5. sinceramente eu estou um pouco decepcionado com essa nova safra a jump esta realmente passando por uma crise mas tambem não podemos culpar os editores e os autores ja que a maioria das boas ideias já foram feitas no passado.

    o unico titulo que realmente chamou minha atenção foi o Nerverland e bem so podemos esperar que ele tenho uma boa pegada e satisfaça a todos nos.

    Curtir

  6. Esse meme de Bleach kkkkkkkkkk É o fim mesmo rsrsrsrs
    Minha opinião a respeito dos novos mangás
    The promisse Neverland – Mangá bem diferente , seu primeiro capítulo foi a gota d’água para mim mas causou um impacto pois criou uma imagem de família feliz e depois transformou-se numa ilusão e não vou dá spoilers, o que tenho a falar a respeito é que é um mangá diferente numa revista diferente gerando algo diferente , acredito que possa sobreviver e quem sabe ser um Death note ou Hikaru no go em quesito sucesso ?.
    Red sprite -Esse aqui deve rivalizar com Boku no hero academia e black clover já que é o sucessor de Bleach na jump, Parece com matrix , captain harlock e akira em algumas coisas .Seu erro foi apresentar muitas coisas no seu primeiro capítulo , já seu segundo capítulo foi no minimo INTERESSANTE.
    Love rush – Esse mangá moe ecchi é bem engraçado e seu capítulo não foi lá e essas coisas e seus capítulos anteriores e atual tá no minimo INTERESSANTE …

    Curtir

  7. Pingback: KochiKame será concluído! - Gyabbo!

  8. Pingback: The Promissed Neverland - A Nova Promessa da Jump - Gyabbo!

  9. Pingback: Safra Veloz da Jump e a despedida de KochiKame - Gyabbo!

  10. Pingback: Safra veloz da Shonen Jump e a despedida de KochiKame - Gyabbo!

  11. Pingback: Outra Safra Veloz da Shonen Jump! - Gyabbo!

  12. Pingback: Shonen Jump: Balanço de 2016 - Gyabbo!

Comente e participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s