Kurosagi – Dorama

Recentemente o projeto Kotatsu Shinbun chegou ao fim. Próximo de completar um ano o blog que contava com a colaboração de diversas pessoas teve seu término decretado, o que eu achei muito triste, pois gostava muito da proposta inicial e do seu formato. Minha participação lá foi através de duas matérias sobre doramas (por isso que faz um tempo que vocês não viam algosobre doramas por aqui). Por isso hoje volto a falar de doramas trazendo uma das matérias que escrevi para lá, sobre o dorama Kurosagi.

Neste mundo existem três tipos de golpistas;

Aqueles que roubam o dinheiro de outras pessoas, Shirosagi.

Aqueles que enganam os outros manipulando seus sentimentos, Akasagi.

E então, usando o Shirosagi e o Akasagi como sua própria fonte de alimento está o maior golpista da história, um golpista que trapaceia golpistas, Kurosagi.

Continuar lendo

Hotaru no Hikari – Dorama

E aqui estou eu de novo. Aproveitando que estou dando um tempo no trabalho que estou fazendo para a faculdade (ainda não fui à nenhuma aula, mas já tenho que entregar a resenha de um livro para terça-feira, vida de universitário é dura), vim fazer o tradicional post de domingo. De novo não consegui o material que precisava pra um post que tenho em mente, mas nem por isso vamos ficar sem algo de qualidade. Hoje vou falar sobre um dos doramas que vi recentemente; Hotaru no Hikari.

234247_882811889_iyvkmjab

Hotaru no Hikari é um dorama de 2007, exibido na Nippon TV, premiado como o melhor de sua temporada, que conta a história de Amemiya Hotaru, uma  mulher de 24 anos que trabalhando em uma empresa de Design é toda certinha, tanto na aparência quanto no comportamento. No entanto, em casa ela é totalmente o oposto; desleixada, dormindo ao relento com folhas de jornais como cobertor e sempre com uma latinha de cerveja por perto. Resumindo, Hotaru não está interessada em nada na vida, apenas em trabalhar e aproveitar a varanda de sua casa sozinha.

Mas tudo muda quando o chefe da sua empresa, Takano Seiichi, recém-separado de sua esposa, acaba indo morar na casa de Hotaru, que na verdade era do pai de Takano. Sem grandes possibilidades, ambos começam a viver juntos, tendo muito cuidado para que ninguém do trabalho descubra. A relação dos dois lembra bastante a de Nodame e Chiaki, no dorama Nodame Cantabile. Não exatamente no lado do romance, mas pelo jeito atrapalhado e ingênuo de Hotaru e o jeito sério e sarcástico de Takano.

Apesar desses dois protagonistas, a série passa muito tempo também no desenvolvimento do romance entre Hotaru e seu colega de trabalho, Teshima Makoto, um jovem, mas promissor designer. E é aí que está o melhor de Hotaru no Hikari, com o passar dos episódios, a amizade entre Amemiya e seu chefe cresce enquanto os dois se apóiam, principalmente na vida amorosa.

vlcsnap-144007

Ayase Haruka está muito bem no papel de Amemiya Hotaru, variando com facilidade entre as duas formas da protagonista, merecendo com méritos o prêmio de melhor atriz da sua temporada. Fujiki Naohito, que eu já havia gostado bastante no dorama Ichi Rittoru no Namida, é pra mim o melhor do elenco com seu jeito sarcástico, fazendo as melhores cenas com Haruka. Também por isso recebeu o prêmio de melhor ator coadjuvante por esse papel.

O resto do elenco não se sobressai, apesar de Kuninaka Ryoko, no papel da rival Saegusa Yuuka, também ter ganho um prêmio, como melhor atriz coadjuvante, mas também não compromete.

Hotaru no Hikari é uma ótima comédia romântica, demora um pouco pra engrenar, mas quando você percebe, já está viciado. Apesar do final ser um pouco clichê, o que eu torci muito para não ser, tendo um final diferente, ele consegue ser satisfatório e divertido. Se você gostar do estilo, os 10 episódios desse dorama vão lhe agradar bastante.

Sem título

PS: Não esqueça de votar na enquete que coloquei no menu do lado direito, o resultado dela deve influenciar bastante o Gyabbo!.

Por que assisto novelas japonesas, mas não assisto as brasileiras?

Olá novamente a todos! Sim, estou de volta, depois de 9 dias doente em Campinas, voltei para Manaus na segunda-feira, mas como volto às aulas nessa segunda-feira, resolvi deixar o post novo para esse domingo mesmo. Muita coisa aconteceu nesse meio tempo; novas estreias no Animax, novos mangas, ideias, projetos; com um tempo tudo vai ser apresentado por aqui. Porém, antes de começar o post de hoje, queria deixar um Feliz dia dos pais para todos, especialmente para o meu (não que ele leia meu blog, mas enfim)!

Naruto_anime_007

Eu tinha planejado um post para hoje que infelizmente não foi possível fazer, espero que para a próxima semana eu consiga, vai ser bem interessante. Mas nem por isso vamos ficar sem algo legal hoje, esse era um post que já havia pensando há um certo tempo: Por que assisto novelas japonesas, mas não assisto novelas brasileiras?

hanakimi01 500px-Hazard_X.svg novela Continuar lendo

Life – Dorama (Atualizado em 04/05/09)

Essa semana não tive muito tempo para animes e mangas, a faculdade está ficando cada vez mais pesada e o tempo mais curto, só consegui ler Bakuman no OneManga e Dragon Ball Edição Definitiva #16, mostrando que a Conrad realmente está de volta, só fico no aguardo por Sanctuary que pra mim era o melhor manga em publicação no Brasil (hoje em dia eu fico com Sunadokei, da Panini).

Por isso hoje vou falar de um dorama que terminei a pouco tempo, Life:

Life

Transmitido em 2007 no Japão, Life conta em 11 episódios a história de Ayumu Shiiba (Kitano Kii), uma adolescente japonesa meio bobinha e ingênua. Muito amiga de Shinozuka Yuko, Ayumu tenta entrar na mesma escola escolhida por sua amiga, mas os problemas começam quando Yuko não consegue entrar e Ayumu sim. Achando que ter perdido tempo ensinando Shiiba fez com que Yuko não estudasse como deveria, esta cria um ódio por Ayumu e tenta se suicidar.

Ayumu chega na sua nova escola pretendendo não se sociabilizar com ninguém pra não decepcionar as pessoas, como ela mesma pensa. Mas inesperadamente a garota mais popular da turma, Anzai Manami, procura ser sua amiga. As coisas finalmente parecem estar melhorando na vida de Ayumu, até Manami se revelar uma pessoa incrivalmente má, excluindo e punindo todos os que ela acha não estarem fazendo o que ela quer.  Assim, ao tentar ajudar Manami com seu namorado, Ayumu é mal entendida e acaba virando alvo de Anzai e suas amigas que fazem da sua vida um verdadeiro inferno.

Tratando de um assunto muito delicado, o “Ijime”, mais conhecido no ocidente como “bullying”, o abuso escolar, Life consegue mostrar de maneira bem vívida os sofrimentos que infelizmente não são raros, seja no Japão, seja o Brasil. A maneira como as pessoas, mesmo presenciando situações de ijime, ignoram esse assunto é retratada de uma forma extremamente real; os alunos que não falam sobre isso com medo de virarem o próximo alvo, os professores e diretores das escolas que não querem aceitar o ijime em suas turmas e escolas com medo de perderem prestígio e os pais que pressionam demais os filhos para que estes sejam sempre os melhores e muitas vezes ignoram seu bem estar.

Principais atores de Life

Principais atores de Life

Life foi baseado em um manga da autora Keiko Suenobu, iniciado em 2002 e terminado recentemente, contando com 20 volumes. Não cheguei a ler o manga de Life, mas li Vitamin, outro manga da mesma autora que também trata de ijime. Lendo outros blogs e por essa experiência, é lógico perceber que o dorama foi suavizado, até por ser impossível ir ao ar coisas como pessoas se cortando em uma novela adolescente. Mas nem por isso Life deixa de ser forte, tanto que sofreu forte pressão no Japão quando foi ao ar, com mais de 2000 e-mails pedindo investigação de conteúdo, com a legação de um realismo excessivo.

Life Manga

Isso tudo chega ser irônica para quem viu dorama, pois um dos pontos mais fundamentais apresentados para a perpetuação do Ijime é o “não querer ver” das pessoas. Logo, essa vontade de censurar um dorama que mostra apenas a realidade e de forma até suavizada, me parece mais um caso disso.

Life não foi o meu dorama favorito, mas certamente vale ser assistido, principalmente para quem gosta de dramas e histórias com um pé na realidade social. Uma amostra disso é o final. Seria muito fácil dar um final feliz onde o Ijime é vencido por todos, mas não esse o caso, as coisas, assim como na vida real, não são tão preto no branco.

Ayumu

Nodame Cantabile – Dorama

Voltando à programação normal do Gyabbo! depois dessa participação do nosso amigo rosado dos rios amazonenses, vou sair um pouco dos animes e mangas (mas nem tanto) para falar do dorama que terminei de assistir essa sexta-feira; Nodame Cantabile.

NodameNos últimos tempos Nodame Cantabile foi pra mim uma das melhores surpresas que eu tive em se tratando de animes. Apesar de gostar um pouco de música clássica, nunca foi algo que tenha realmente me prendido, então ver um anime josei sobre esse estilo me deixava com um pé atrás, porém, depois uma temporada e meia, Nodame se tornou um dos meus animes favoritos.

Mas eu vim aqui para falar não do anime, mas do dorama baseado no manga que, para minha surpresa, é anterior ao anime, tendo sido feito em 2006 e contando com 11 episódios, um especial e um futuro filme.

A história se passa na Faculdade Momogaoka de música do Japão, onde temos Shinichi Chiaki, um homem arrogante, impaciente, filho de um famoso músico, musicista genial, principalmente com piano e violino, além de ter o sonho de virar um grande maestro. Do outro lado, temos a maluca Noda Megumi, estudante de piano, mas que tem como pretensão virar professora do jardim de infância.

Será que ela é organizada?

Será que ela é organizada?

O relacionamento improvável entre um homem perfeccionista e uma garota avoada e desleixada por si só já tornaria NC um dorama interessante, mas o fato da história se passar em uma universidade de música, com grandes apresentações de música clássica, fazem do dorama algo incomum.

Apesar do anime ser muito bom, o custo alto para animações detalhadas fez com que a versão animada de Nodame perdesse os ricos detalhes dos instrumentos musicais. Assim, cenas de orquestras chegam a um nível incrível em sua versão atuada, pois todo o envolvimento com a história é somado com o ar embelezador e clássico desse tipo de apresentação.

OrquestraUeno Juri, atriz que representa Nodame, conseguiu dar ao papel a entrega que era necessária para uma personagem tão única, tão peculiar. Na verdade, acho que toda a novela dependia da sua atuação. Se não convencesse, ver o doroma perderia todo seu sentido.

Ueno Juri como Nodame

Ueno Juri como Nodame

Contando com um elenco muito bem escolhido, o programa conseguiu manter-se extremamente fiel ao manga, sem mesmo perder os exageros visuais que são típicos de animes e mangas. Para quem nunca viu um dorama, Nodame Cantabilepode ser um bom começo, e para aqueles que já são fãs do estilo japonês de fazer novela, NC inova e é com certeza algo a ser assistido! Estou até agora tentando me decidir se o anime é melhor ou não que o dorama, difícil dizer!

Fiquem com um dos concertos, Rachmaninoff, concerto para piano n.°2:

PS: Agradecimentos ao Leo do Mithril que gravou um CD com a primeira temporada do anime e os 11 episódios do dorama de Nodame Cantanbile, emprestou para uma amiga em comum que me repassou!