Riri Shushu no Subete – All About Lily Chou-chou – J-Movie

Este é, provavelmente, o filme mais difícil entre os que já resenhei ou que pretendo resenhar no futuro próximo. Confesso que, na primeira vez que o assisti, fiquei bastante perturbado por ao menos dois dias. Definitivamente não é muito confortável de se assistir, mas gostando ou não, é uma experiência inesquecível, bela de forma horrorizante.

poster3

All About Lily Chou-Chou (2001) aponta vários problemas graves que ocorrem na vida escolar no Japão, com grande riqueza. Alienação por ídolos, bullying, gangues, prostituição, coerção, apatia e suicídio, tudo usando da figura da misteriosa cantora Lily Chou-Chou para relacionar seus personagens. Segundo os fãs, ela se canaliza com o Éter, numa definição que não se encaixa com a dos filósofos clássicos. Para eles, Éter é o que ela transmite em suas músicas calmas e melancólicas.

Continuar lendo

Koi Suru Boukun

Atenção: Este post contém imagens de cunho sexual que podem não ser recomendadas para menores de 18 anos. Não me responsabilizo pelo acesso ao post tendo avido isto.

Muito se fala da progressiva forma como a indústria de anime vem se voltando cada vez mais agressivamente para um nicho de fãs que apesar de fiéis, prima muito mais por personagens idealizados ao invés de histórias bem desenvolvidas. Os chamados aqui no ocidente como “Otaku hardcore” são quase um sinônimo de câncer para muitos, levando boa parte do financiamento para as produções moe.

Mas outro nicho de fãs tãos fiéis quanto homens adultos atrás de garotinhas são as fujoshi, mulheres fãs de anime e manga onde procuram por histórias que contenham um envolvimento homossexual entre os personagens – Boys Love -, ou pelo menos que possa gerar nas materiais não oficiais tais relações (vide o grande sucesso de Tiger & Bunny com esse público).

Continuar lendo