Editora NewPop 2012 – Red Garden, Tezuka, CAPCOM e mais

Depois de um bom tempo parada, a Editora NewPop resolveu se movimentar e com grande apetite para tirar um belo pedaço do mercado brasileiro de mangas.

                      Na segunda-feira foi a vez de anunciarem novamente a vinda do manga Red Garden, obra seinen em quatro volumes que já ganhou versões animadas como você pode conferir aqui no post do blog. Juntamente deste manga, também foi anunciado o futuro lançamento do shoujo Made in Heaven, obra de Ami Sakurai e Yukari Yashiki, mesma desenhista do manga Amar e ser Amado da mesma editora e que você também pode conhecer no post do Gyabbo!.

Continuar lendo

Red Garden

Olá a todos. Domingo morgado, hein? E pensar que essa semana vai ser tão movimentada. Como hoje eu ainda tenho que estudar bastante, ler alguns outros livros, não estou com tempo para um post mais elaborado. Por isso vou falar de um anime que estou assistindo a um certo tempo que é Red Garden.

RedGarden

Pense nesse enredo: Um grupo de colegiais tem suas vidas totalmente transformadas após serem incubidas por um grupo misterioso de lutar contra estranhos homens amaldiçoados que se transformaram em feras irracionais e violentas. Clichê, certo?

Pense novamente. Kate Ashley, Rachel Benning, Claire Forrest e Rose Sheedy (a história se passa em Nova Iorque/EUA) são estudantes normais de um colégio privado meio elitizado, cada uma com sua vida e problemas, como qualquer adolescente. A questão começa após as quatro descobrirem que na verdade estão mortas e que os corpos em que “vivem” não são seus verdadeiros corpos. Para que todas continuem a existir, devem matar os homens que viraram feras sanguinários citadas anteriormente. 

redgarden

A diferença fundamental de Red Garden para outros animes em que um grupo de garotas lutam contra o mal está no foco, até por se tratar de um seinen. Aqui a atenção está nas personagens, na forma como elas reagem diante de uma situação tão absurda e traumatizante. Nenhuma delas sabe lutar, obviamente, todos enfrentam o medo e o desespero para tentar continuar “sobrevivendo”, mas a cada encontro com as feras a esperança diminui e a loucura começa a controlar as vidas das quatro garotas.  Nada pode ser como antes; escola, amigos, namorados, família.

São 22 episódios de uma animação muito bem realizada pelo estúdio Gonzo (sim, o mesmo que está falindo), mostrando a qualidade que o estúdio tinha (apesar do anime ser recente, 2006, mostrando que a questão não está exatamente na qualidade do estúdio, mas das escolhas mercadológicas), contando até mesmo com as falas sincronizadas com os lábios dos personagens. Dirigido por Kou Matsuo, o mesmo de Rozen Maiden e Kure-nai, Red Garden é uma ótima para quem quer fugir dos clichês e procura personagens mais bem explorados.

PS: Tem umas cenas a lá musical que são bem dispensadas, espero que até o final do anime eles parem com isso.