Guest Post – Jojo no Kimyou na Bouken – JoJo’s Bizarre Adventure – Por Carol Peace Medeiros – Parte 1

Um mangá desconhecido para a maioria dos leitores brasileiros, esse ano JoJo’s Bizarre Adventure (em japonês ジョジョの奇妙な冒険, e para simplificar, em romajin : Jojo no Kimyō na Bōken) completa  25 anos de publicação contínua. É o mangá mais longo a não ganhar uma adaptação televisiva, contando apenas com duas animações diretamente para vídeo.

Continuar lendo

Dragon Ball – Editora Panini – Vol. 1

Apesar de não ter toda a reverberação que One Piece teve, Dragon Ball estava sendo ansiosamente aguardado e finalmente chega às bancas brasileiras em casa nova pela editora Panini! Oficialmente o manga foi lançado no dia 28/05, mas dias antes os assinantes já estavam recebendo em suas casas, sendo eu um desses, mas infelizmente só tive tempo de preparar o post hoje.

Fazendo uma retomada histórica rápida, Dragon Ball foi o primeiro manga a ser lançado no Brasil no formato que conhecemos hoje (apesar de ainda ser em meio-tankohon) há quase 12 anos no final de 2000. Também é até hoje o maior sucesso de vendas, chegando a ultrapassar as vendas de mais de 100.000 volumes na edição #1 de Dragon Ball Z. Além do formato de meio-tanko lançado pela editora Conrad, também tivemos a versão kanzenban (“edição definitiva”) que vinha com muito luxo (apesar de vários erros e inconsistências), mas acabou sendo interrompida junto aos problemas que a Conrad sofreu na década passada.

Continuar lendo

One Piece – Editora Panini – Vol. 1

Ele chegou.

No dia 15/12/2011 chegou o anúncio que todos aguardavam por vários anos: One Piece retornava ao mercado brasileiro, dessa vez pelas mãos da editora Panini e em versão tankobon. Planejado inicialmente para o mês de Janeiro, acabou sendo adiado para fevereiro, com data inicial do dia 10/02 passando então para 15/02, hoje, o grande dia.

No dia do seu anúncio o manga causou tanto barulho que foi parar no primeiro lugar dos Treading Topics brasileiros no Twitter. Posteriormente vieram as capas da edição #1 e #36, novamente muito comentadas pelos fãs de mangas no Brasil. Tivemos uma grande promoção no Facebook que com tanto sucesso chegou a derrubar os servidores da agência responsável pela ação. Não muito mais tarde chegou o anúncio das assinaturas para o manga, com um belo desconto (ainda valendo!), novamente um grande sucesso, o que acabou resultando em sua prorrogação.

E para finalizar, aqui no blog Gyabbo! você pode ler uma entrevista com a editora responsável pela versão brasileira do manga, Beth Kodama, tudo para preparar o terreno para sua chegada nas bancas. Nesta terça-feira, um dia antes, chegou pelos correios, diretamente da própria editora Panini nove volumes do manga para que eu pudesse analisar o lançamento e também realizar futuras promoções com os leitores. Por isso, sem mais delongas, apresento a vocês, One Piece da editora Panini.

Continuar lendo

A metalinguagem idealista de Bakuman

Esse post irá conter fortes spoilers sobre Bakuman e Death Note, leia por conta e risco.

Na época do colegial, no meio de tantas obras lidas e estudadas nas aulas de literatura, uma que me chamava muito a atenção era Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis. Não exatamente pela história – sendo sincero, nunca completei o livro -, mas pela habilidade do autor com as palavras. Não somente sua prosa era das melhores que eu havia lido, mas uma característica específica me causava grande satisfação ao ler: suas digressões, intertextualidade e metalinguagem. Certamente um dos momentos literários que mais me marcaram até hoje foi ver o imortal culpar o leitor pela sua ignorância frente à leitura complexa do autor.

Desde aquela época esses recursos criativos sempre me chamaram muito a atenção, chegando a influenciar nas (poucas) coisas que escrevi nada vida. Dessa forma, é fácil entender que para mim (e para muitos) grande parte da diversão ao ler o manga Bakuman está justamente no seu caráter metalinguístico e nas frequentes intertextualidades.

Continuar lendo

SKET Dance – Primeiras impressões

Olá pessoal, como estão? Depois de dias pensando no final de Madoka, incluindo rever os dois últimos episódios, chega a hora de seguir em frente. Ainda tenho vários animes da nova temporada para comentar e se não escrever logo vai acabar datado demais. Por isso vamos falar hoje de um anime que já se encontra no seu terceiro episódio, Sket Dance.

Continuar lendo