“Primeiras impressões”, o câncer da blogosfera brasileira…

Ou será que não?

Esta semana tivemos uma ótima discussão no blog Anikenkai sobre, afinal, o que é e para que serve o anime blogging? Apesar de não ser o foco desse meu post, posso tirar alguns pontos de lá que servirão para entender melhor as razões de um “Primeiras impressões” e sua importância para os blogs e seus leitores.

Recomendo, assim, que primeiro você vá lá ler o post e volte. Eu espero.

Já?

Bom post, não?

Você percebeu que existem basicamente três eixos centrais do anime blogging no Brasil (claro, tomando essa pequena, mas significativa, amostra dos que responderam à pesquisa do Didcart), são eles:

  • Expor suas ideias sobre algo que se é fã para dialogar com outros fãs;
  • Ter um espaço seu onde o limite para sua expressão seja sua própria vontade;
  • Ir um além do simples assistir, conhecer e consequentemente espalhar para outros fãs coisas que você viu/descobriu/sentiu ao ver determinada série.

Não poderia concordar mais. Lá no final de 2008 quando começou a borbulhar na minha cabeça a ideia de criar um blog sobre animes e mangas esses eram também os eixos que balizavam minha vontade. Depois de um histórico em alguns fóruns, depois de ver a maioria dos meus amigos que gostavam de anime perder o interesse enquanto o meu só aumentava, criar o Gyabbo! foi o lugar perfeito para resolver essas minhas questões.

Já dizia os antigos fansubs: de fã para fã.

E uma das primeiras coisas que eu vi naquela época, quando olhava pela internet diversos moldes de blogs para entender melhor o que fazer foi esse post aqui do Bokutachi no Blog. Era um mundo novo! Estava vendo um fã escrevendo despretensiosamente em seu blog, dizendo suas percepções sobre as novas séries, fazendo piadas, informando, se divertindo. Eu queria fazer isso, era isso que eu buscava, menos de uma semana depois lá estava eu com o primeiro post de apostas do Gyabbo!, na saudosa primavera de 2009.

Também do Bokutachi no Blog eu vi na mesma época as fatídicas primeiras impressões, posts curtos para um fã falar para os outros aquilo que viu naqueles primeiros episódios de uma série, o que gostou, o que não gostou, comparar com outros animes, discutir, fazer prognósticos para o futuro, sem pretensões, novamente, apenas pela diversão de completar aqueles três eixos que relatei aqui em cima.

No entanto, com o passar do tempo e principalmente com o aumento no número dos blogs brasileiros e no crescimento de exposição de alguns deles, criou-se o mito entre muitas pessoas de que os posts de primeiras impressões era uma grande ferida que já deveria ter sido superada. Não lembro bem se foi ainda esse ano ou ano passado que houve uma grande discussão no Twitter sobre o valor desses posts. Muitas pessoas acusaram os posts de primeiras impressões de serem inúteis, de serem “baratos”, fáceis de fazer com apenas o intuito de ganhar visualizações sem trabalho. Que na verdade não existe espaço para esse tipo de post, não é isso que as pessoas querem, elas não querem saber da sua opinião, blogueiro!

(Sim, já vi todos esses argumentos de diversas pessoas que infelizmente não lembro os nomes agora, mas quem for defensor deles pode se manifestar nos comentários sem problemas)

E eu cheguei a me questionar, refleti se estava realmente fazendo algo ultrapassado, até nocivo. Mas então eu olho para o censo realizado no Gyabbo! em Janeiro desse ano mostrando que a subcategoria de posts sobre animes mais prestigiada é a de primeiras impressões, com 59% dos votos, e fico mais tranquilo. Vejo diversos relatos de pessoas que se maravilharam com anime tal depois de ler um desses posts ou que não iam ver tal anime, mas resolveram dar uma chance por causa desses posts e acabaram fãs da série.

Aí eu tenho minha recompensa, não em possíveis views fáceis.

É claro que com o aumento do número de leitores e o respeito que cada blog vai recebendo com o tempo, e felizmente posso dizer que o Gyabbo! conseguiu isso nesses três anos, será preciso melhorar. Assim você começa a fazer posts mais detalhados, misturando questões técnicas com questões subjetivas, pesquisa mais, inclui informações mais detalhadas, faz conexões que antes não fazia, compara e permite o acesso com outros blogs, mas sem nunca perder a natureza de um post desses.

É claro que isso não é algo universal, cada blog vai escrever e criar aquilo que responde mais aos seus anseios e de seus leitores, nenhum blog é igual ao outro, mesmo que as propostas sejam diferentes. Mas não é preciso extinguir os posts de primeiras impressões, mas sim buscar cada vez mais esmero.

Concluindo, para mim, um post de primeiras impressões resume plenamente a essência do que é o anime blogging: é ter a liberdade de escrever o que você espera de algo do seu hobby favorito, é discutir nos comentários com os leitores o que eles esperam, é pensar, mesmo que sem muitas bases factíveis, no que aquilo vai dar. Um post de primeiras impressões não quer ser o dono da verdade, quer construir percepções e contradições com outros fãs, quer se divertir com isso.

É querer, antes de tudo, ser um fã de anime.

Esse post foi publicado em Artigo, Meta-blog e marcado , , , , . Guardar link permanente.

116 respostas para “Primeiras impressões”, o câncer da blogosfera brasileira…

  1. Panino Manino disse:

    Essa é a verdade mesmo, o resto são “haters” preocupados demais com audiência.

    Na minha opinião essas postagens continuam sendo uma necessidade.
    É tanta série de acesso tão fácil hoje em dia que complica decidir e encontrar o que você quer assistir. Você vai assistir alguns e vai ter que procurar outros que assistiram os que você não assistir para saber o que mais de bom está saindo. Essas postagens só vem para satisfazer a demanda e ainda permitir trocar e registrar opiniões.
    É óbvio que terão audiência, quem reclama disso é por outro motivos.

  2. Marco-kun disse:

    Quando comecei a ler pensei que ia ser um texto falando mal sobre as tais “primeiras impressões”, nunca fiquei tão feliz de estar enganado.
    Os views em um blog são, sim, muito importantes, mas escrever buscando apenas eles acabará soando como oportunismo, seja o post sobre primeiras impressões ou o qualquer outro assunto. E isso é uma coisa que o leitor, na maioria das vezes, não vai ter conhecimento. Ele não vai entrar na cabeça do autor para saber qual a intencionalidade dele com determinado post. Por isso eu sou da opinião de que se a pessoa que escreveu se divertiu com aquilo e que algum leitor (pode ser um só) tenha lido e gostado (tenha ele concordado ou não) o post valeu é pena. É como você bem disse, a recompensa maior acaba sendo o feedback e o prazer de saber que você pôde fazer alguém ver algo que você gostou ou evitou de ver algo que você não recomenda.

  3. Qwerty disse:

    Só acho que é um grande defeito da blogosfera de anime brasileira a grande quantidade de posts de Primeiras Impressões em detrimento de posts semanais sobre os episódios de determinado anime e os reviews em si [aqui, Conclusão].

    94 Primeiras Impressões para 29 Conclusão, porque o interesse 3x maior em uma modalidade de escrita? Pergunta cruel, mas válida.

    • Dudunaweb disse:

      Nesse ponto eu concordo. Reviews de animes completos estão dando lugar a review de primeiras impressões desse mesmo anime. Se você não estiver pegando a temporada do início, esse primeiro tipo é bem mais agradável para se guiar,e tá bem difícil de achar desses hoje em dia.

    • Denys "Fantasma" Almeida disse:

      Esse é um ponto realmente importante, eu mesmo já comentei que precisava diminuir essa diferença. No entanto é preciso entender que essa diferença não é tão direta. Dos animes que se fazem primeiras impressões, diria que dois terços ficam pelo caminho, seja pelos animes ruins que não passam dos primeiros episódios ou os medianos que são abandonados ou deixados para “quando tiver tempo”. Aí entra também um pouco da influência do público que quer saber das novidades, essa época do ano é complicado, especialmente quando se mantém o blog sozinho. Ao mesmo tempo que umas séries terminam, várias começam, como dosar? Mas é algo a se considerar mesmo, concordo.

      Gyabbo!

    • Panino Manino disse:

      Eu concordo mas…. não é fácil.
      Muita gente não é dedicada a blogagem o suficiente para o tempo e esforço que esse tipo de postagem regular necessita. Nem todo mundo é “desocupado” o suficiente, e até mesmo não tem necessidade de “pensar tanto assim” sobre cada episódio.

      Faz falta para muitos não por deficiecias deles, uma falha como se fosse uma profissão, é só falta de interesse e dedicação mesmo.

  4. Bom, acho eu que os posts de Primeiras Impressões são aqueles que realmente dão uma oportunidade de discussão nos comentários, são aqueles que algumas pessoas vão lá ler pra ver se o negócio é bom mesmo, e as vezes servem pra ver uma sinopse mais “solta” da obra em questão, o que eu acho bastante legal.

    Mas sim, os posts de Primeiras Impressões culminaram a blogosfera brasileira, todo mundo tá fazendo posts de primeiras impressões de animes da temporada e etc, mas acho bem mais interessante aqueles posts de mangás novos que estão sendo scaneados ou mangás novos que estão sendo publicados em revistas.

    • Denys "Fantasma" Almeida disse:

      É um processo natural do grande crescimento no número de blogs que tivemos nos últimos dois anos, os mais novos olham que já faz sucesso e que gostam e querem fazer também. Uma coisa que você comenta e que faltam são blogs mais voltados para mangas, tanto os mais pops quanto os mais undergrounds, infelizmente temos poucos, especialmente sobre shoujo.

      Gyabbo!

  5. Não acho primeiras impressões falhas, mas sim como elas são feitas, pra mim um texto sobre um anime só vale se ele for feito do ep 4 em diante, antes disso não dá pra julgar em nada.

    • Concordo que é complicado se apresentar uma impressão válida baseada em um ou dois episódios apenas e por isso eu prefiro não ler textos que saem uma ou 2 semanas após o início da temporada, embora haja exceções,

      • Não é a toa que se chama primeiras impressões. Basicamente o cara esta falando suas opiniões do que achou na serie.

        • Denys "Fantasma" Almeida disse:

          É justamente isso, um cara falando sua opinião sobre as séries que estão saindo com outros fãs. Se um amigo seu pergunta o que você achou da série tal que estreou, você não diz “Ah, não posso comentar, preciso ver mais 3 ou 4 episódios”, você vai lá e dá suas impressões pra ele, vocês debatem, se divertem, essa é a ideia toda.

          Gyabbo!

          • Dsclp ai, mas eu falo “Ah cara, por enquanto não tenho uma opinião bem formada, mas por enquanto digo que tá bem legal, no ep 4 se pergunta de novo”

        • Mas e se o cara para por aí e logo no episódio 3 acontece algo que pode mudar a opinião de muitos? como por exemplo em Madoka Magica…

          • Denys "Fantasma" Almeida disse:

            Aí entram as reviews e conclusões ao final. Mas é outra questão, o problema não está nas primeiras impressões em si.

            Gyabbo!

          • As pessoas confundem opinião do blogueiro como algo que você deve seguir por acompanhar o mesmo. Se você vai gostar ou não gostar de Madoka Magica vai depender apenas de você. O blogueiro esta aplicando sua opinião ele não esta dizendo o que você deve ou não assistir.

            Porem é fato que tem gente que usa isso para se basear mas no final quem determinou se seria bom ou não assistir Madoka Magica foi escolha do leitor, cabe a ele decidir o que assistir ou não.

  6. Hoje em dia é bem mais fácil obter informação sobre o anime que pretende assistir. Com sites como myanimelist e andb da para obter uma sinopse e informações relevantes a mercê da serie que pretende assistir.

    O blog é do dono do site. Ele tem o direito de escrever o que bem entender e quem não gosta simplesmente parar de ler e remover sua assinatura do RSS Feed do blog simples assim. Mas de certa forma o leitor anda meio saturado com esse tipo de postagem, publico sempre vai existir mas ele vai diminuir com o estilo da postagem.

    Vejo certos blogs gringos mudando o estilo da postagem, em vez de fazer um anime por vez eles fazem em uma única postagem a “primeiras impressões” de todos os primeiros episódios que ele acompanhou na temporada. A estrategia é que satura pouco o leitor dando as informações de toda temporada em uma única postagem curta e objetiva.

    Tem leitores que gostam de primeiras impressões e outros que não gostam, onde a maioria que não gostam tendem a obter a informação do que quer assistir. Blog de anime é so um blog e o dono escreve o que quiser, nenhum deles é blogueiro, afinal blogueiro é aquele cara que se sustenta e ganha dinheiro com blog.

  7. Belo texto… sou adepto de textos de primeiras impressões, mas não pelo texto em si, mas pela importância que muita gente ver nisso para tomar a decisão de que anime quer ou não ver, afinal não é todo mundo que ver todo tipo de anime e é sempre bom saber a indicação daquele seu amigo. Eu optei nos últimos tempos por fazer postagens em que falo de várias séries em vez de uma em específico, pois vejo que a quantidade de postagens me parece um prejudicial e tendenciosa já que normalmente os blogueiros costumam falar do que gostam ou do que odeiam e quase nunca daquele bolo de coisas que há entre esses dois extremos.

  8. P.J disse:

    Pra mim o “primeiras impressões” ta longe de ser visto como um câncer,pior mesmo é quando tem picuinha com esse povo da grande imprensa especializada pfff como aconteceu no twitter.Tem um povo tão arrogante e metido a besta,que sinceramente deveria descer do pedestal e saber ponderar certas opiniões,o que eu ando vendo é um arrogância sem fim pra ver quem é melhor,quem entende mais.Muito legal,só que NÃO.

  9. Ana Paula Santos disse:

    Sinceramente não gosto nem um pouco desses posts de primeiras impressões, para isso temos
    o myanimelist e outros sites que avaliam animes e dão suas notas baseados na opinião de muitos
    fãs de anime que para mim é mais válido que a opinião de uma única pessoa, ( Porque opinião vai do gosto de cada um, o que pode ser bom para você para mim pode ser uma merda.)e ao meu ver como o colega já disse acima, os blogs de hoje em dia dificilmente estão fazendo reviews
    sobre boms mangás novos em publicação no japão e porque não sobre os mangás underground e doujinshis de qualidade que quase ninguém conhece, (o que pode ser justificado pelo fato de poucos scanlators nacionais e estrangeiros terem interesse em traduzir esses mangás.) e também deveria haver uma sessão dedicada a animes e mangás clássicos que marcaram gerações passadas em algum blog que fale sobre animes, o que eu não vejo em praticamente nenhum blog nacional, já referente ao título do blog o câncer da blogosfera Brasileira que fala sobre animes não é apenas as primeiras impressões, poderia citar a mesmice no conteúdo informativo que impera em grande parte dos blogs, os blogueiros que se acham expert ( OTAKU KING BR) em deteminados assuntos. A falta de conhecimento de muitos que criam blogs sobre animes e mangás, assistiram poucos animes e leram poucos mangás muitas vezes apenas shonem( principalmente a molecadinha mais nova), que é apenas um dentre os muitos estilos que há nos animes e mangás, e há outros motivos que fazem que as pessoas que vão começar a acompanhar esses blogs percam o interesse em pouco tempo e faça com que as pessoas tenham uma primeira impressão errada que todos os blogs do fandom de animes e mangás são chatos e desinteressantes, e só para deixar claro não tenho um blog que fala sobre animes ( e nem cogitaria ter um o meu português é péssimo rssssss.), sou apenas uma fã de longa data que aprecia boms animes e mangás e tenho um bom conhecimento sobre o assunto mas longe de ser uma expert ( OTOME KING ) no assunto e acompanho poucos blogs e sites nacionais e alguns estrangeiros sobre animes e mangás regularmente, e obrigado Denys por tocar em um assunto que causa controvérsias, mas é muito importante para nós fãs de animes que acompanhamos a blogosfera brasileira de animes que contribui direta ou indiretamente para o fandom de animes e mangás, os blogs, sites, fórums substituiram quase por completo(anime-do e neo tokyo estão aí até hoje) e com mais interação por parte dos fãs as antigas revistas informativas de anime do Brasil nos dias de hoje.

    • Andrew disse:

      foi a opiniao que mais gostei de ler, parece alguem humilde, inteligente e que nao se acha ” the great fucking awesome otaku expert”.

  10. É sério que tem gente que não gosta de posts sobre primeiras impressões? Porque pra mim esse é o melhor jeito de descobrir séries (seja de mangá ou anime) novas, muitas vezes a opinião do autor influencia uma pessoa a dar uma chance a algo novo. E também acho que esse tipo de post é essencial em blogs que tratam desse assunto.

    • Andrew disse:

      mas como falei abaixo, muitas vezes esses post influenciam negativamente, fazendo alguem nao assistir algo que poderiam achar bom.

      • Ana Paula Santos disse:

        É exatamente o que eu quiz dizer no meu comentário anterior, essa questão de influenciar negativamente remete a tempos remotos antes da popularização da internet quando você assistia um anime que gostava que passava na tv e indicava para seus amigos como algo bom( a geração manchete sabe o que eu quero dizer com isso), ou o contrário quando um amigo seu indicava aquele tokusatsu ou anime dizendo que era da hora, bem foda aí você assistia e pensava que treco horroroso, como ele pode gostar dessa porcaria, é aí que entra a questão do gosto pessoal que pode pesar positivamente ou negativamente na cabeça do leitor que lê esses posts de primeiras impressões, porque para muitos leitores a primeira impressão é a que fica na sua cabeça.

        • Andrew disse:

          como eu falei, talvez seja inutil, pois no final vai ficar uma pessoa tentando mudar a opiniao da outra, e vise versa. Mas claro talvez seja util pois desenvolve senso critico, mudar de opiniao e etc dependendo da pessoa, entao como falei primeiras impressoes e algo bom e ruim.

        • Denys "Fantasma" Almeida disse:

          Mas aí vocês estão levando em conta que o leitor vai ler só uma fonte e vai se decidir por ela. A grande maioria dos leitores leem outros blogs. E mesmo que não lessem, como comentei no texto, a ideia das primeiras impressões não é dar um veredito, ser a verdade (por isso também não concordo com seu comentário sobre os blogueiros quererem ser “Otaku King BR”, pelo menos não os que eu leio e acompanho), mas apenas uma impressão embasada do autor do texto e que qualquer pessoa pode discordar.

          Gyabbo!

          • Andrew disse:

            mas muitos leitores leem apenas uma primeira impressao, normalmente do seu blog favorito ou a primeira que sair nos blogs que ele le, “ahh ja li a primeira impressao de fate zero, nao vou ler outra” eles atem leem outros blogs mas e pq cada um post sobre certo assunto.

            • Denys "Fantasma" Almeida disse:

              E culpa do comportamento do leitor é do blog? A pessoa decidir se vai assistir ou não algo é uma opção pessoal, agora, se ela entrega tudo na mão de apenas uma pessoa, não acho que a culpa está no modo que os blogs postam.

              Gyabbo!

            • Andrew disse:

              (botao “responder” off) Denys: cara tentar apontar o definir o culpado e infantilidade nesse assunto, se ta certo o blog nao tem culpa, e sim e um comportamento exclusivo da pessoa, mas como vcs (blogueiros) ja disseram, voces sao formadores de opinioes, e sim voces influenciam as pessoas, ate nesse caso, vamos a um exemplo: “ahh esse denys entendeu todo e falou exatamente o que e esse anime, so vou ler a primeiras impressoes dele que ja vou saber se o anime e bom ou nao, ja que ele tem uma opiniao muito parecida com a minha”. eu nao estou definindo voce ou o blog como culpados, mas existe essa possibilidade. e dai assim ,se voces, ate na outra materia que esta anexado a sua (anikenkai), o autor fala que “pois é muita ingenuidade acreditarmos que nós não influenciamos na opinião de ninguém”, e agora tu diz que o comportamento do leitor nao e responsabilidade do blog, cara e um contradiçao, hipocresia e covardia por nao assumir os atos, NAO ESTOU TE CONDENANDO, e vc nao e responsavel por todos os seus leitores, vc nao e responsavel por nenhum, mas vc os influencia.

            • Denys "Fantasma" Almeida disse:

              Tem uma diferença bem grande entre influenciar pessoas (algo que todos fazem em vários momentos e espaços da sua vida) e conduzir as pessoas. Novamente, como escrevi no texto, sou um fã querendo discutir com outros fãs, não querendo dizer o que eles tem que assistir, isso depende deles. Se eles, depois de lerem muitos posts meus perceberem que tem gostos similares e podem confiar nas minhas indicações, isso ainda assim não muda o fato de que a decisão final é do leitor.

              Gyabbo!

              PS: Eu nunca disse que sou formador de opiniões, blogueiros tem vários e cada um pensa de uma forma, não pode-se generalizar. Da mesma forma, eu ter linkado o texto do Did não significa que eu concorde completamente com o que ele escreveu.

            • Andrew disse:

              significa que vc nao e formador de opinioes, nem eu nem voce nem ninguem pode definir isso (so uma pesquisa, e talvez nem isso), mas agora pensa assim, quantas pessoas acessam o teu blog, nenhuma delas teria uma opiniao que foi mudada? nao disse que vc especificamente tinha dito, so que estou falando que na minha concepçao, se teu blog faz sucesso em respectivo assunto voce forma e(ou) modifica a opiniao de seus leitores, voce pode morrer achando que esta conduzindo eles, mas quantos deles sao influencidos pelas suas conduçoes. nao e culpa tua, to falando que acontece.

      • É, vendo por esse lado você tem razão, mas ainda acho esses posts “necessários” porque, como eu citei acima, é uma forma de se conhecer coisas novas, e se algo for realmente bom a pessoa pode acabar descobrindo isso por outros.

        • Andrew disse:

          sim claro vc nao esta errada, mas e complicado de definir isso, assim como o “judeu” falou. O denys meio que defendeu e concluiu como essencia, mas as pessoas nao sao iguais e as opinioes diferem umas das outras, o negocio e aceitar a opiniao dos outros para conviver em sociedade ou larga a sociedade de mao vira indigente e mora no mato^^.

          • Denys "Fantasma" Almeida disse:

            Fato! Isso é algo que eu venho martelando e muita gente parece ignorar. Cada um tem sua opinião, aqui no blog eu dou apenas a minha opinião (embasada, mas opinião), nunca como A verdade. Os comentários estão abertos, nunca censuro um comentário, justamente para ouvir os diversos pensamentos.

            Gyabbo!

  11. Andrew disse:

    isso e uma completa perda de tempo, todas as opinioes que li aqui neste post sao validas, e existem muitas iguais e poucas diferentes. isso pq o blog forma opinioes e seus leitores e “comentaristas” tem as mesmas opinioes e por isso que acessam o blog. primeiras impressoes sao boas e ruins, essa e minha opiniao, nao estou indeciso (“encima do muro”) e tb nao sou indiferente. O Denys comentou, no post, dos relatos de pessoas que se maravilharam e assistiram certo anime por influencia do primeiras impressoes dele, mas o oposto tb e verdade, quantas se guiam nisso e usam blogs como fonte de pesquisa e ferramentas para formar suas opinioes, acredito que muitas pessoas foram salvas de um anime ruim por causa disso tambem, mas existe aquele percentual de pessoas que deixou de ver algo que poderia ser “bom” na opiniao dele, guiado pelas primeiras impressoes. Como falei sao boas e ruins. isso parece uma verdade da blogsfera brasileira, independendente da opiniao positiva ou negativa do blogueiro, sempre ira existir o oposto, se na opiniao dele certa coisa e bom, com certeza alguem ira aparecer e formular um argumento oposto. SIGNIFICA… SEMPRE SERA 50/50.
    ESSE MEU COMENTARIO NAO ADCIONOU NADA NA MINHA OPINIAO, FICOU NO ZERO, NO 50/50, ENTAO PQ EU POSTEI ELE, ACREDITO QUE EXISTEM MUITOS LEITORES DE BLOGS QUE NAO COMENTAM (em post) QUE SE SENTEM ASSIM.

  12. O Judeu Ateu disse:

    Acho que é praticamente unanime a importância e facilidade que posts de “Primeiras Impressões” trazem ao espectador e leitor de blogs de animes. O problema não está não essência do tipo de post, mas na saturação dele em TODOS os blogs.

    Textos sobre temas iguais só são interessantes quando as opiniões são diferentes, mas exatamente por serem “Primeiras Impressões”, tão baseadas em praticamente nada, que todos ficam praticamente iguais. Pra mim, é aí que mora o “problema”.

    Pessoalmente, considero as “Primeiras Impressões” que faço de mangás estão começando a ser scaneados, uma das partes mais úteis e interessantes ao leitor do meu blog. Mas aí que tá, além de alguns casos separados, sou um dos únicos que faz esse tipo de texto, e quando faço, faço um manga por vez, nunca um amontoado pra enjoar ninguém.

    Sei lá… é complicado mesmo.

    • Ana Paula Santos disse:

      Acabei de dar uma olhada em seu blog judeu ateu, gostei muito por falar de títulos de mangás alternativos e obscuros para muitos fãs que não tem acesso esse material por haver poucos mangás desses scaneados e traduzidos para português, não serem muito divulgados pela dita imprensa especializada, há também aqueles que veneram bleach, naruto e outros digamos descartáveis como os melhores do mundo e acham que mangá é somente isso, enfim acabou de ganhar uma leitora.

  13. Kurama disse:

    Eu não culpo os blogueiros por essas matérias.
    Minha crítica é apenas para pessoas que deixam de assistir, ou assistem apenas pela influência de outra pessoa.
    Se você analisar, essa pessoa faz isso com animes, então, é óbvio que ela faz o mesmo com filmes, séries, programas, e entretenimento em geral.
    Pessoas fracas que o seu gosto passa a ser construído pela mão de terceiros.

    Exemplo: mbbanikenkai, o cara destruiu Nazo no konojo X, Vídeo Quest fez a maior chacota.
    Mas é ruim? Pra mim não, curti pra caramba, só que se eu tivesse sido influenciado por eles, teria deixado passar algo que foi peculiar, alternativo, novo, mas, que poderia ter se perdido, como garanto que muitos entraram na deles.

    • P.J disse:

      Eu gosto muito do dono do blog Mithril,acho ele um cara humilde e sensato,ele costuma falar mais da parte da música japonesa *acho o máximo as informações que ele traz sobre essa parte* de vez em quando ele fala sobre anime e mangá,ontem ele fez um post falando sobre os animes da temporada,acho que vale muito a leitura dele.

  14. Rugoitan disse:

    Desabafarei algo que eu sempre quis. Infelizmente a blogosfera brasileira de animes sempre será fraca para meu principal gosto: moe. Nós só temos moralistas, pessoas que entendem superficialmente disso e, se gostam, NÃO AMAM! Nesse ponto a blogosfera americana está anos luz à frente da nossa e bem mais próxima dos blogs japoneses.
    No dia em que tivermos blogueiros brasileiros dando preferência a pureza das personagens ao invés de uma historia profunda com um bom desenvolvimento (se você você é homem e assiste coisas como K-ON e Ro-Kyu-Bu sem se emocionar, esperando que as personagens se relacionem com o sexo oposto, que elas fiquem adultas… Pare de assistir imediatamente, você não é o público, só está assistindo para estar “enturmado”, já que aquele é o “anime do momento”!), aí as coisas estarão melhorando. Chega de comentar só os animezinhos das temporadas, vamos discutir sobre doujinshi, doujin eroge, sobre lançamentos e circles do Comiket, sobre boas communities do NicoNico para acompanhar, sobre Denpa Songs, sobre antologias de nicho como a Champion Red Ichigo e como ela andou passando dos limites pornográficos esse mês, sobre merdas do 2ch, boas discussões envolvendo a vida das seiyuus (e não apenas “hurrr, conheço ela porque ela fez a voz da personagem ‘x”‘), net idols etc. Argh! Só conheci dois brasileiros no /jp/ do 4chan que também acompanhavam o MAG・ネット, da NHK, e não duvido que sejamos os únicos desse país inteiro. Os poucos brasileiros que realmente entendem e AMAM essas coisas estão por fóruns (de maioria estrangeiro), imageboards e só.
    Você não precisa de estar em Akihabara para sentir Akihabara.

    Isso foi um desabafo, peço perdão se ofendi alguém. Procuro blogs brasileiros quando quero ler o ponto de vista dos meus conterrâneos sobre mangás e animes recentes, mas não dá para viver só disso. Eu quero moe! Falo disso:

    • P.J disse:

      Isso me lembrou o chilique que o Kuroi deu por causa da publicação de Sora no Otoshimono LOOOOL foi uma das coisas mais rídiculas que eu já vi.Parecia uma criança mimada esperneando porque não ganhou um brinquedo.

    • Cara, eu adoro ver a maioria dos moes que saem, inclusive tem vários reviews de animes moes no meu blog (tem Aria, PapaKiki, Idolmaster…)

      E…

      “amos discutir sobre doujinshi, doujin eroge, sobre lançamentos e circles do Comiket, sobre boas communities do NicoNico para acompanhar, sobre Denpa Songs, sobre antologias de nicho como a Champion Red Ichigo e como ela andou passando dos limites pornográficos esse mês, sobre merdas do 2ch, boas discussões envolvendo a vida das seiyuus (e não apenas “hurrr, conheço ela porque ela fez a voz da personagem ‘x”‘), net idols etc.”

      Vou falar sobre o que dos Doujins? Que um tem putaria melhor? O traço daquele é mais fiel que o outro? Denpa Songs? Só conheço Denpa Onna. Comiket é inviável, vou falar de um evento que eu nunca fui? Tem blogs já que falam mais das seiyuus em si, o do Leo Kusanagi tem várias postagens sobre inclusive.

      E por fim, falar da Champion Red Ichigo? Isso ao menos tem tradução pra Inglês cara? E mesmo que tenha, cite 2 que sejam bons pra se acompanhar.

      • Rugoitan disse:

        “Cara, eu adoro ver a maioria dos moes que saem, inclusive tem vários reviews de animes moes no meu blog (tem Aria, PapaKiki, Idolmaster…)”
        Se você faz reviews não apenas querendo visualizações, faz por realmente amar esse tipo de anime, então você é um bom fã. O problema é que existem blogueiros (não citarei nomes), que assistem certos animes inteiros só para ter o que falar, mesmo sabendo que aquela obra não é para eles. Lá no fundo do peito, muitos desses não estão gostando do conteúdo. O anime acaba, não buscam derivações como character songs, não procuram conhecer a mídia original e trabalhos informais de fãs; se esquecem dele completamente e depois vão bostear sobre como o anime foi ruim, mas… Ué?! Não foram os mesmo que se forçaram a assistir aquilo inteiro só porque estava popular?! O problema está neles, não no anime. É por isso que ri daquela situação toda envolvendo OreImo e a blogosfera (normalfag) brasileira em 2010.

        “Vou falar sobre o que dos Doujins? Que um tem putaria melhor?” “O traço daquele é mais fiel que o outro?”
        Não só disso. Falo discussões sobre autores, circles, antologias… Essa indústria. Não existe esse tipo de coisa na blogesfera brasileia.

        “Denpa Songs? Só conheço Denpa Onna”.
        Google it.

        “Comiket é inviável, vou falar de um evento que eu nunca fui?”
        Como eu disse, você não precisa de estar em Akihabara para “sentir” Akihabara. O mesmo vale para o Tokyo Big Sight. A internet está aí, nada nos impede de discutirmos sobre as coisas que vão parar nela após o evento, como novidades sobre Touhou, por exemplo.

        “Tem blogs já que falam mais das seiyuus em si, o do Leo Kusanagi tem várias postagens sobre inclusive.”
        Um dos poucos que realmente se importa com isso, já li ótimos textos dele, mas… Só ele? Ninguém aqui mais liga para a vida pessoal das seiyuus ou “stalkeiam” elas na internet?

        “E por fim, falar da Champion Red Ichigo? Isso ao menos tem tradução pra Inglês cara? E mesmo que tenha, cite 2 que sejam bons pra se acompanhar”.
        Não tem tradução. É uma revista de mangás, ou você sabe japonês para ler RAW, ou ficará sem. Vá no Mangaupdates, tem alguns (poucos) títulos em tradução como Yomeiro Choice e Vita Sexualis. É a mesma antologia de onde saiu Okusama wa Shougakusei, mangá banido pelo Ishihara e sua turma. São mangás que a blogesfera brasileira sente nojinho por ter lolis, e fanservice pesado, não recomendo a leitura caso não goste.

        Enfim, isso tudo ainda é muito obscuro para o fã brasileiro.

        • 1º comentário: Sim, eu faço por que achei o anime com algo fora do comum do que ele parecia propor (ex: PapaKiki acabou sendo diferente, por não ter só loli fanservice, mas praticamente nenhum tipo do mesmo, e ainda conseguiu ser bom)

          2º: Ah cara, eu olho os Doujins sempre, mas é mais pelo fetiche de ver os personagens em uma situação que o anime não fez (ex: Anime Ecchi e o cara não come ninguém)

          4: Isso ai fica pra quem goste de Touhou, não é obscuro, é só que ninguém jogou, então não tem o que falar muito né, se ao menos liberassem um anime do mesmo.

          5º: Tem mais de uma pessoa sim, mas elas não blogam.

          6º: Não tendo nem em ING fica complicado né, eu não entendo nada de Kanji, então ler só pra imaginar a história não rola não. E não me incomodo com loli e nem fanservice não, até porque eu vi todo o anime de Kojikan (que é cheio de loli fanservice) e agora leio o mangá de boas.

          Qualquer coisa ai, só seguir meu Twitter @eduardoketsura_

    • Denys "Fantasma" Almeida disse:

      Desculpa, mas “pureza das personagens”, amar garotinhas 2D, “liga para a vida pessoal das seiyuus ou “stalkeiam” elas na internet”, acho que isso é ultrapassar uma linha bem bizarra. São apenas desenhos animados, elas não tem pureza, elas foram criadas por homens que desenham. E caramba, stalkear alguém já é algo horrível (que está virando crime no novo código penal), ficar fazendo isso com uma dubladora lá no Japão é muito bizarro. Eu realmente não tenho interesse por essas coisas que você comentou, não tenho problema em admitir isso. Sei que tem doujins que vão além da pornografia e esses seriam legais de analisar, mas não dá pra esperar esse tipo de conteúdo no Gyabbo!. Mas o legal de blogs é que se tem um assunto faltando, um público carente, você pode sempre começar o seu!

      Gyabbo!

      • Rugoitan disse:

        Sei que é bizarro para fã brasileiro, por isso dificilmente eu comentaria essas coisas fora da internet. Eu também já pensei assim, mas faz parte… Quanto mais você se aprofundar, cedo ou tarde estará desejando usar/ter as calcinhas das personagens ou moldurando pôsters que vem em Megami Magazines e Nyantypes da vida e tê-los ao seu lado. Existem várias personagem que podem sim ser puras, mas no contexto fictício e pessoal. Sobre seiyuus, é normal querer saber sobre a vida daquelas que você admira, não? Eu disse stalkear, mas não no sentido de ser um paparazzi ou instalar câmeras em suas residências (até porque, isso seria invasão de privacidade e eu não estou no Japão), me referia a acompanhar elas por todos os meios online possíveis.

        Não inicio um blog/site do tipo porque não tenho algo chamado “compromisso com o leitor”, coisa que você tem, Denys. Provavelmente eu criaria textos e textos e em menos de 5 meses o blog seria deixado de lado por preguiça e falta de vontade. Meu interesse está em discussões.

      • Rugoitan disse:

        E Ana, não sou estranho, sério mesmo. Só faço parte de um nicho inexistente no Brasil, mas relevante no país de origem.
        Sobre o que você falou a respeito do Comiket, podemos também adicionar circles músicas dos mais váriados gêneros, indie games, romances, tudo relacionado a Gundam, Touhou, Tokutatsu, ficção científica em geral e muito, MUITO mais. Todas essas coisas em quantia massiva.
        Duas imagens do 33° MAG・ネット (programa cultural da NHK que fala da indústria de games, mangás, animes e tudo relacionado a esse universo), sobre o Comiket:

        É um evento bem especializado. Chega a ser maior que o Festival de Angoulême em público.

        • Nanda disse:

          “Quanto mais você se aprofundar, cedo ou tarde estará desejando usar/ter as calcinhas das personagens ou moldurando pôsters que vem em Megami Magazines e Nyantypes da vida e tê-los ao seu lado.”

          Vou ser bem mais direta que o Denys e o Ketsura,porque na minha terra isso tem outro nome e se chama PEDOFILIA.
          WHAT THE FUCK CARA? Você é um marmanjo que gosta de ver menininhas de calcinha e acha mesmo que não tem nada de errado com isso? Vá se tratar sério,só de ver as coisas que você fala aqui e no twitter já to com o estômago revirando.

          • Andrew disse:

            suahshauhsauhsuauh cara, isso so acontece na internet^^, de boa rugoitan se e estranho sim, mas isso nao tem problema velho, o problema velho e que parece que vc esta criticando o(s) blog(s) por nao terem esse tipo de conteudo, mano, tenha do, eles nao precisam postar tudo que existe nesse universo, e concordo com “Nanda”, manolo, deixa esse teu gosto na ficçao do anime.
            Para o Denys: mano, juro que na vida nunca vi um comentario tao bom, sao so desenhos animados, mas tem gente que se apega a eles como se fosse um evangelio (nao sou religioso), anime e otimo, mas nao e tudo, isso e so. (meus post nao tem acentos porque o teclado taa ruim).

            • Rugoitan disse:

              Não “parece”, Andrew, estou sim criticando a blogosfera por não ter esse tipo de conteúdo (de resto ela está cada vez melhor e só crescendo). Como eu disse no primeiro post, foi só um desabafo… Não leve para o lado pessoal.
              Sobre meu gosto, ele é exclusivamente referente a ficção, mas é claro que eu não negaria calcinhas usadas das minhas dubladoras favoritas.

          • Nanda pelo que eu saiba um homem ter e usar calcinhas não é pedófilo. Isso tem outro nome e é chamado de Cross-dressing.

          • Rugoitan disse:

            Hahahaha. Gosto sim de ver menininhas de desenho de calcinha, mas eu nem mencionei isso no post, cara. ( ̄∇ ̄;)
            De resto, bem vindo à internet. Fique com esse vídeo de presente: http://www.youtube.com/watch?v=ouxrgSrrfCc

            Julgue-me como quiser, I don’t give a fuck.

            • Não sou eu que deve julgar. Isso é um direito seu, essa é sua liberdade individual. Não gosto desses bishoujos focados no MOE pelo fato deles não terem um objetivo.

              Ro-Kyu-Bo! tinha ate um objetivo mas quando a serie esquece do “bom senso” tudo se estraga. O protagonista vai ser um técnico de um time de garotas do primário que faz ele despertar o sonho de voltar a ser jogador de beisebol. O cara ta com aquela vontade de ajudar as personagens e do nada resolve desistir de tudo, ai a garota principal sempre tem que mostrar sua determinação para fazer ele mudar de ideia e voltar a ensinar as garotas.

              Se o cara quer ensinar e voltou ao amor do beisebol não faz sentido ele querer desistir disso de uma hora para outra. Alem da serie ter esses momentos que não faz sentido ainda cria aquela ideia de que a mulher(não importando a idade) tem que fazer o que o homem quer para ele dar uma recompensa.

              O traço bishoujo tem um bom traço isso eu não nego. Mas os poucos que tem ação e lutas é quase inexistente. Prefiro mais battle shonen não gosto de shoujo e muito menos de slice of life com protagonistas losers.

  15. Hortelã disse:

    Texto à parte, já percebi que você e o Didicart tem a pretensa mania de se auto-intitularem “blogueiros do fandom brasileiro” de animes. Denys, há VÁRIOS blogs sobre animes, mangás que merecem o mesmo destaque, não entendo porque vocês se fecham em um núcleo exclusivo! É panelinha escancarada e está ficando chato. É sempre o mesmo discurso “porque eu e o fulaninho do blog tal, junto com o ciclaninho do blog tal…”. Sério, muda isso.

    • didcart disse:

      Comments abaixo…

    • Panino Manino disse:

      Se dissessem o contrário estrariam mentindo, não?
      #Recalque

    • Denys "Fantasma" Almeida disse:

      Vamos ver. Tenho um blog e blogo, logo, sou blogueiro.
      Sou fã de animes e mangas, logo, faço parte do fandom desses hobbies.
      Blogo sobre essas coisas em português e no Brasil, então, sim, sou um blogueiro do fandom brasileiro. Não sou O blogueiro e nunca falei isso ou sequer tentei passar essa imagem. Como o próprio texto diz e que muita gente preferiu ignorar, aqui não se tem A verdade, apenas uma opinião de mais um fã. Eu realmente não fecho a um e outro blog. Tenho mais proximidade com o Didcart? Sim, mas isso é questão natural da convivência, nem por isso deixo de conversar com outros blogueiros, cita-los quando acho que é bom (só ver os créditos que dei pro blog Mundo do Coringa em um dos posts de maior sucesso que foi o da análise da entrevista do Marcelo Del Greco).

      Sério, você precisa rever um pouco esse conceito.

      Gyabbo!

    • Andrew disse:

      e isso ae Denys, tu e o fulaninho do blog tao sempre juntinho, tem que dizer que tu e o mendigo da esquina partilham sobre a mesma opiniao, ou talvez com a tia da padaria, vai ficar colocando o fulaninho do blog tal de ANIME, esse fulaninho nao entende nada disso, discute anime com o carteiro, esse manja dos negocio.

  16. didcart disse:

    Opa! Que nem o Beetlejuice, mencionaram meu nome eu apareço!

    Querido(a) Hortelã,

    o que seria um “blogueiro do fandom brasileiro”? Você quis dizer que eu e o Gyabbo nos achamos OS blogueiros do fandom? Se foi, well… não sei como eu deixei passar essa imagem já que o dia em que o fandom for tão fã de Genshiken quanto eu sou eu poderei morrer feliz. E quanto a panelinha, não sei do que você quis dizer também. Eu tenho meus amigos que conheci através do Anikenkai. Alguns tem blogs, outros não tem, e, se eu me comunico mais com eles, é porque eles são meus amigos não porque eu quero fazer uma panelinha. Claro que tem blogs por aí tão bons ou melhores do que o meu e o do Denys. Tanto tem que sempre que eu descubro um blog novo e leio seu conteúdo eu vou lá e adiciono no blogroll do Anikenkai sem nem pedir para colocarem meu linkzinho de volta .Quanto mais gente blogando e conversando sobre animes de forma sadia melhor. Não é pra ser assim?

    Qualquer reclamação, bicho, pode vir direto pra mim sem problemas. Você provavelmente não vai conhecer outro cara tão aberto a críticas e sugestões quanto eu. Manda lá um email pelo Anikenkai expondo seus pontos que eu responderei na maior boa vontade, beleza?

    See ya!

  17. Pingback: Sobre aniblogs brasileiros (fim da saga) « Abstrações

  18. Otakismo disse:

    Caras, vocês levam isso a sério mesmo heim?
    Acho que fiz bem em pular fora disso tudo.

  19. Ana Paula Santos disse:

    Há pontos destacados em seu comentário Denys e do Eduardo Ketsura em resposta ao rugoitan que concordo completamente, esse rugoitan é bem estranho, o cara dizer que ama MOE ( não sou fã de animes desse estilo ) pureza de personagems. Sugerir aos blogs para falar da vida pessoal das syeuus ( gosto das músicas de varias seyuus e algumas idols, mas tenho interesse em saber de curiosidades sobre suas carreiras, músicas e não de suas vidas pessoais que não é da minha conta.) é bem bizarro, já a respeito dos doujins não concordei nem um pouco com o que o Eduardo Ketsura disse em seu comentário anterior, o que para mim foi uma ignorância pura( um cidadão desse ainda quer ser blogueiro), ter a idéia que ele tem sobre os doujinshis, o cara me fala : Vou falar sobre o que dos Doujins? Que um tem putaria melhor? O traço daquele é mais fiel que o outro?.
    Caro Eduardo doujinshis não são apenas putaria, talvez os que você tem acesso (o que acontece com a maioria) sejam apenas de putaria devido ao gosto pessoal dos scanlators estrangeiros em traduzir esse tipo de doujinshi. Os doujin no Japão
    cobrem todos os estilos que há nos mangás e são a porta de entrada para muitos
    desenhistas de mangás a se tornarem profissionais( mangká) inclusive o único Brasileiro ( Lucas esse sim para mim é ÚNICO OTAKU KING BR VERDADEIRO,por realizar esse feito épico que nenhum outro fã Brasileiro conseguiu, que foi conseguir ter trabalhos publicados na terra dos mangás, e um de seus trabalhos transformado em um ANIME) que trabalha como mangaká no Japão com trabalhos publicados pela mediaworks, uma das maiores editoras do Japão e foi descoberto por um olheiro da editora mediaworks que gostou dos doujin que ele estava vendendo na ComicMarket e o contratou.
    Quando eu falo de doujinshis de qualidade que quase ninguém conhece, vou citar
    um exemplo, o doujin um pouco antigo do Doraemon que ficou bastante popular quando foi lançado e causou desconforto na editora que publicava o mangá no
    Japão que pediu para os autores do doujin interrompesse as suas vendas.
    Há crossovers bem legais de séries famosas, séries conhecidas com finais alternativos feitos por fãs, e muitas histórias originais bem legais, que não perdem em nada para mangás publicados por grandes editoras, e só para constar a comicmarket chega a ter mais de 40 mil desenhistas em uma única edição e há muito mangás boms que os próprios japoneses fãs de mangás desconhecem.

    • Eu só vi alguns no AION e o final de fãs de Doraemon, se vc diz que existe tantos, upe pelo menos as raws ué! Não adianta querer me cobrar algo que eu não sei o nome e nem sei aonde pesquisar.

      • Ana Paula Santos disse:

        Você entendeu meu comentário errado, não estou te cobrando nada colega, se você é ignorante em determinados assuntos (doujin por exemplo), não fale para os outros como se soubesse.

        • Eu sei o que eu leio, então eu comento disso,algum problema? Ah tá.

          • Ana Paula Santos disse:

            Você Sabe o que lê tem certeza disso ? ( Vou falar sobre o que dos Doujins? Que um tem putaria melhor? O traço daquele é mais fiel que o outro? ), generalizar um estilo apenas por ter visto algums doujins de putaria, IGNORÂNCIA PURA a sua Eduardo Ketsura, procure saber primeiro das coisas antes de sair falando bobagems por aí, pessoas como você fazem parte do CÂNCER QUE CORROI A BLOGOSFERA BRASILEIRA DE ANIMES INFELIZMENTE.
            SE VOCÊ RESPONDER ESSE COMENTÁRIO ( DEPOIS DESSE ÚLTIMO COMENTÁRIO
            SEU REFORÇANDO A SUA IGNORÂNCIA.), ESTAREI CERTA QUE VOCÊ É UM
            INFELIZ IGNORANTE POR COMPLETO.

            • Augusto disse:

              O Ketsura ainda é de boa perto de um Panino ou um Lancaster da vida,esses sim são os cretinos da blogosfera Brasileira de animes e agora já tem até uma versão de saia do Panino,a Pss do Kotodama Reviews.

            • Panino Manino disse:

              Doujin recai no problema da falta de tradução.
              Nem mesmo a existência dos doujins não hentai cruza as fronteiras nipônicas. Todos nós sabemos que eles existem, são simplesmente fanzines, mas se não temos acesso não podemos opinar.
              Esse escândalo aqui é tipo daqueles fãs extremista de algo que ficam loucos quando veem alguém falar errado o nome do que eles gostam, “passar” uma informação tecnicamente errada. Infelizmente, isso é o máximo que eles/vocês podem fazer, atacar e ofender porque além disso o que mais podem fazer? Doujins não hentai são raríssimos, de qualidade então são algo inexistente. Como não tem material para vocês divulgarem e se sentirem bem fazendo sua parte a alternativa é essa, encontrar alguém para tentar diminuir e se sentir superior. Parabéns.

              Hentai? Eu gosto sim, é putaria, porque eu não gostaria?
              O que eu não gosto é anime retardado com putaria retardada. É ruim e tem que falar mal mesmo. Não gostou, foda-se.
              E eu também tenho minha conta de desprezo com gente que insiste em idealizar suas putarias preferidas, como se fosse algo puro. Não cola comigo.
              E obrigado pela dica da Pss, vou atrás da dona fazer amizade com ela.
              Ciao, há braços.

            • Rugoitan disse:

              Não acho o Lancaster um “câncer”, Augusto; pelo contrário, ele é o que mais manja de mangás na internet brasileira. Pelo menos aqui eu nunca vi um blog tão profundo e analítico sobre a indústria de mangás, o conteúdo do Maximum Cosmo é raro até mesmo em sites gringos.

  20. Rugoitan disse:

    @JonhMaster, na verdade, esse meu comentário acima do seu, era para o(a) Nanda.
    Esse sistema de respostas em comentários do wordpress é estranho (ou eu que sou burro), fica tudo muito confuso…

    • Panino Manino disse:

      Presta atenção quando acaba a opção de responder um comentário. Você pode responder diretamente abaixo dele, mas para isso você tem que responder ao comentário que esse respondeu.
      Basta um pouco de observação e prática que você pega o jeito.

      • Rugoitan disse:

        Grato pelo toque, Panino.

        • Augusto disse:

          Lancaster profundo? Eu ri alto disso,ele é tão profundo e analítico quanto o Del Grecco e o seu discurso sobre o mercado nacional.
          O Lancaster é um garotinho leite com pêra frustrado,que lançou uma revistinha e se acha O crítico dos mangás e de arte em geral tsc tsc…
          Vá ler a entrevistar que fizeram com ele,acho que está no deviantart,aliás a Mara analisou esse discurso no mais de oito mil.
          Ele começa a se enaltecer falando que o traço dele é tipo fumetti italiano e zzzzzzzz e blá blá blá sou melhor que qualquer aspirante a mangaká.

  21. daniel renan disse:

    uma pergunta queria tipo ajuda aki no site e aprende um pouco mais sobre o mundo dos animes e mangas e quem sabe um dia me torna um “blogueiro” daki se vc achar interesante aki meu face
    renan_afera@hotmail.com

  22. Ana Paula Santos disse:

    Está querendo me dar uma lição de moral Panino Manino ?, por acaso citei seu nome em meu comentário, creio que não , você me parece que se contaminou com a ignorância de seu coleguinha Eduardo Ketsura, você se contradiz em seu comentário como um velho gagá, uma hora você fala a respeito dos doujin( mas se não temos acesso não podemos opinar.), em outra já diz ( Doujins não hentai são raríssimos, de qualidade então são algo inexistente.), você está afirmando sem saber porra nenhuma, já foi em uma COMIC MARKET Panino?
    E esse papo de fã extremista ( Esse escândalo aqui é tipo daqueles fãs extremista ), não sou nem de longe e tenho repudio por esse tipo de fã, neste momento acabei de chegar de uma casa noturna ( balada de música Eletrônica) e já é agora quase 5 horas da manhã, gosto de animes e mangás, considero apenas um hobby , mas não apenas isso, há outras coisas na vida que para mim são infinitamente mais importantes que animes e mangás meu caro.
    Quando você fala de atacar e ofender, eu não ataquei o seu amiguinho Eduardo, apenas constatei um fato, um moleque ignorante desses não tem a miníma condição de manter um blog que aborde sobre animes e mangás, se você não encherga isso está sendo cego Panino, eu apenas dei um toque para ele, seu amiguino não teve a inteligência de aceitar o fato e se sentiu ofendido ( Porque é assim que os burros agem, diante a ignorância).
    E como você teve um pensamento maldoso desse a meu respeito Panino Manino, (Que eu quero encontrar alguém para tentar diminuir e se sentir superior.), saiba que não sou superior a ninguém e nem a dona da verdade, (o seu amiguinho que escancarou a sua ignorância aqui para todos e se queimou sozinho aqui nesse blog, e tenha certeza Panino há varios sujeitos DA ACLAMADA BLOGOSFERA DE ANIMES DO FANDOM BRASILEIRO que são como seu coleguinha Eduardo Ketsura, diria que você é um deles ), mas não gosto de pessoas ignorantes, ( você pensou que eu deveria falar com mais delicadeza com seu amiguinho, se eu fizesse isso estaria sendo condizente com a ignorância dele, e eu não sou idiota Panino) por mais que nosso hobby seja levado como uma brincadeira, tem que haver um minímo de seriedade sobre o assunto, senão todos estaremos sendo enganados com as informações que essas pessoas nos passam (eu poderia até citar nomes aqui, mas correria sério risco de comprar briga com esses blogueiros do FANDOM BR DE ANIMES (com vários fanáticos no meio desse calderão) que levaria a intermináveis discussões como essa que você iniciou Panino.)
    E rugoitan pelo amor de deus cara, como você pode dizer que o lancaster é o que mais manja de mangás na internet brasileira ( o malandro faz umas pesquisinhas na internet e coloca suas postagems de trocentas páginas chatas para caralho naquele bloguesinho de quinta , não conhece o japão, os costumes a cultura, ou você acha que os mangás refletem a realidade do japão ?. Não existe autoridade no quesito mangás em nosso Brasil rugoitan.)
    Procure na internet e você saberá a história por trás desse lancaster, o cara é um fracassado
    que vive alimentando o sonho de viver de mangás desde moleque até hoje, esse maluco se acha um especialista no assunto, conhecedor do mercado brasileiro de mangás ( detalhe não existe mercado Brasileiro de mangás com autores nacionais, ESSE CARA É TÃO SEM TALENTO QUE FEZ A JOGADA MAIS LOOSER DO UNIVERSO, CRIAR UMA EDITORA PARA LANÇAR O SEUS MANGAZINHOS DE MERDA ( ELE SE ACHA UM ARTISTA UM AUTOR).
    O problema desses lancasters da vida é que eles acham que pode haver mercado para mangás Brasileros no Brasil, não se iludam babacas vão ficar só nos fanzines para vender em animecon e anime friends e outros eventos bizarros de animes que nem esse, O ÚNICO BRASILEIRO QUE ESTÁ VIVENDO O SONHO DE SER UM AUTOR DE QUADRINHOS DE SUCESSO E GANHA MILHÕES POR ISSO É O MAURÍCIO DE SOUZA , PORQUE ELE BUSCOU UMA INDENTIDADE PRÓPRIA E CRIOU UMA OBRA ORIGINAL( PRESTEM ATENÇÃO FANZINEIROS, CRIOU UMA OBRA ORIGINAL QUE NÃO SE BASEOU EM MANGÁS JAPONESES, NEM EM COMICS AMERICANOS, E NEM EM QUADRINHOS EUROPEUS), QUE POR MAIS QUE SEJA INFANTIL E ODIADA PELOS OTAKUS DEBILÓIDES BRASILEIROS, É O QUADRINHO BRASILEIRO QUE MAIS VENDE NO BRASIL E NO MUNDO ATÉ HOJE ( MAIS DE 1 BILHÃO DE QUADRINHOS VENDIDOS, APENAS MAIS 3 DE VEZES A QUANTIDADE QUE VENDEU ONE PIECE NO JAPÃO ATÉ HOJE, E TAMBÉM OBTEVE MAIS DE 3 MIL PRODUTOS LICENCIADOS.)
    E PARA ENCERRAR ESSA DISCUSSÃO(E ESSE COMENTÁRIO GIGANTESCO QUE JÁ ESTÁ CHATO PARA CARALHO DE ESCREVER, SE NÃO FOSSE A MINHA CABEÇA QUE ESTÁ LATEJANDO DEVIDO A UMAS BATIDAS TOSCAS QUE TOMEI AGORA POUCO, E QUE ME TIROU O SONO, NÃO ME DARIA AO LUXO EM ESCREVER ESSE COMENTÁRIO EM RESPOSTA AO SEU DIGAMOS COMENTÁRIO AGRESSIVO A MEU RESPEITO SENHOR OU SENHORITA PANINO MANINO.), DE UMA VEZ POR TODAS VOU COLOCAR UMA CITAÇÃO DO RUIGOITAN A RESPEITO DO LANCASTER ( Pelo menos aqui eu nunca vi um blog tão profundo e analítico sobre a indústria de mangás). SELECIONE MELHOR AS FONTES QUE VOCÊ LÊ, CONSELHO DE QUEM LHE QUER BEM RUGOITAN.
    E A VOCÊ ALEXANDRE LANCASTER ( OS SEUS AMIGUINHOS EXPERTS, AUTORES DE MANGÁS NACIONAIS, BLOGUEIROS DO FANDOM BRASILEIRO DE ANIMES, VOCÊ INCLUÍDO PANINO TAMBÉM PODEM LER), DE UMA OLHADA AÍ ABAIXO E REFLITA, PENSE E VOLTE A REALIDADE PORQUE A VIDA NÃO ESPERA.
    VOCÊ NÃO É PROFUNDO.
    VOCÊ NÃO É INTELECTUAL.
    VOCÊ NÃO É ARTISTA.
    VOCÊ NÃO É CRÍTICO.
    VOCÊ NÃO É POETA.
    VOCÊ SÓ TEM ACESSO A INTERNET.

    • Ana Paula Santos disse:

      Só pa para corrigir, antes dos experts em inglês venham me dar uma aula de gramática , Alexandre Lancaster É LOSER com um O apenas, é galerinha já é hora de eu dormir, porque o álcool já está me trolando aqui , E bom final de semana a todos leitores do bolg e em especial a você PANINO MANINO que acaba de se tornar o MEU HATER NÚMERO 1 DO MEU CORAÇÃO.

      • Panino Manino disse:

        Não sei se isso te decepciona, mas tenho que te avisar, infelizmente eu não sou hater seu. Afinal, nem sei de onde você saiu, acabei de te conhecer e não costumo odiar a primeira vista. Do meu ódio, só o Qwerty é dono.

        Muito pelo contrário, eu adoro, te adoro, sou se fã, falando sério.
        Como é que eu posso odiar pessoas como você? Eu não consigo!
        Espero que termos uma longa amizade a partir da agora Paulinha, há braços.
        Beijos, me liga (pode me passar seu telefone por mail?)

    • Panino Manino disse:

      “Está querendo me dar uma lição de moral Panino Manino?”

      Pela primeira linha já vemos que a pessoa toma todas as dores do mundo e se faz de mártir em causa própria como se todos os Paninos do mundo estivessem contra ela, coitada e tem que ativar um “SEIZON SENRYAKU!” desesperado.
      Olha só, eu #ADOOOOOOOORO isso, me dá uma imensa satisfação ver esse tipo de comentário, ainda mais quando é contra eu e ainda mais desse tamanho todo, um espetáculo, fico até emocionado. Mas já que se deu ao trabalho de escrever tanto e tem um assunto pertinente aqui vou também fazer uma forcinha, não contra você, mas para responder e trocar uma ideia sobre as coisas que você está falando.
      Vamos lá…

      “uma hora você fala a respeito dos doujin( mas se não temos acesso não podemos opinar.), em outra já diz ( Doujins não hentai são raríssimos, de qualidade então são algo inexistente.), você está afirmando sem saber porra nenhuma, já foi em uma COMIC MARKET Panino?”

      Não, mas eu já li a respeito e já vi retratado em inúmeros mangás, recomendando fortemente Doujin Work e Otaku no Musume-san, este último retratando um quadro muito bonito do mangaká amador.
      Agora sobre o que eu disse, não, eu não me contradisse um momento nenhum, quem se contradisse foi você. Não adianta você cobrar um conhecimento específico sobre um assunto de pessoas que não o tem. Como o Ketsura poderia escrever da forma como você quer sobre doujin se ele não conhece a fundo o assunto (seria irresponsabilidade dele escrever nessas condições) e nem tem meios de conhecer sozinho já que apenas consegue ler na nossa língua mãe? Não dá, ele poderia pesquisar em outros sites em português mas apenas replicaria o que os outros disseram que nem sempre pode ser informação correta, por isso se limita apenas a falar do que ele tem contato. E esse é o correto, falar do que você sabe, do que você pegou e leu. Daí que eu falo que (nós) não podemos falar sobre Doujin não hentai se não temos acesso a ele. Os poucos que cruzam o oceano em alguns sites de compartilhamento obscuros estão quase todos em japonês, os poucos que eu encontrei traduzidos para o inglês ou eram bem ruins ou não me interessaram nem um pouco. Além disso é um conteúdo de nicho por aqui, poucos tem interesse nesses doujins não hentai, a maioria por quando se interessa em um doujin quer ver mesmo é putaria com os casais do anime. Falta gente interessada tanto em ler quando em divulgar os não hentai, então essa área fica a cargo deles, desse nicho.

      Agora me diga você, eu não sei de onde você veio nem o que você faz, você fala/escreve sobre doujin não hentai? Aonde você tem acesso a esse material traduzido?
      Falar sobre isso, da forma como você quer é trabalho para poucos, e creio que a escassez desse conteúdo seja prova da dificuldade de se comentar desse material.
      Também sobre a Comiket, o que falar sobre o evento além das poucas informações superficiais que temos em alguns grandes sites de notícias estrangeiros? Eles não cobrem o mercado de doujin, não tem como falarmos sobre isso. Teríamos que garimpar sites japoneses e como se não entendemos picas de japonês? Isso é trabalho para quem pode, então você deveria cobrar deles, dos ilustres membros da comunidade nipônica no país, não de garotos inocentes como o Ketsura (ou de quem tem disposição de gastar uma nota bancando viagem sozinho como o Didcart para uma feira americana). E por falar nele, ele é só um garoto inocente do subúrbio carioca, ninguém ganha moral nenhuma criticando ele, muito fácil xingar o Ketsura e o ganho em exp é muito pouco para subir de nível.

      “E como você teve um pensamento maldoso desse a meu respeito Panino Manino, (Que eu quero encontrar alguém para tentar diminuir e se sentir superior.), saiba que não sou superior a ninguém e nem a dona da verdade”

      Eu generalizei a sua atitude, porque o seu discurso foi de fã extremista.
      Cobra, exige e se acha no direito de ofender outros por eles não te darem o que você não é capaz de ter. O pouco que você sabe do meio só serve para usar como arma para atacar outros. Contribui apenas com o ódio.
      Dessa forma:

      “por mais que nosso hobby seja levado como uma brincadeira, tem que haver um minímo de seriedade sobre o assunto, senão todos estaremos sendo enganados com as informações que essas pessoas nos passam”

      Sim, o Ketsura é ignorante, eu sou ignorante, então qual a lógica de cobrar conhecimento de pessoas que não o tem? Que nem mesmo tem a pretensão de divulgar conhecimento?
      A maioria dos blogs de anime e de mangás são de opinião. Quem é “enganado” com o que é escrito neles é gente que tem cabeça fraca e engole tudo que lê (e não apenas sobre animes e mangás) sem opinião própria ao invés de dialogar com o que está escrito ali. Algo importante observar nisso é que teoricamente ninguém lê o que essas pessoas dumal escrevem, porque não prestam né, por isso sempre que escrevem um texto bacana ninguém vê. Apesar de que qualquer deslize ou texto controverso do qual discorde eles publiquem, alguns são os primeiros a verem e fazerem campanha de conscientização sobre o mal que causam.

      “esses blogueiros do FANDOM BR DE ANIMES (com vários fanáticos no meio desse calderão) que levaria a intermináveis discussões como essa que você iniciou Panino.)”

      Tenho culpa no cartório sim, mas não é tão fácil me encontrar xingando pessoas por aí como tantos leitores esclarecidos como você se diz ser fazem. E não se diz fanática, imagine se fosse, ops, deve ser só tpm (porque sou machista né?)
      Engraçado que quando escrevem como você sempre citam que o problema são alguns blogueiros, que tem alguns bons que ainda prestam, por exemplo Didcart e Gyabbo. Se é assim, porque esses blogueiros de ouro de exemplo são amigos dos que não prestam? Por que será que até mesmo o Gyabbo concordou comigo em momento em que eu fiz postagem semelhante no Subete? Tem certeza que sabe mesmo onde está o problema?

      “E rugoitan pelo amor de deus cara, como você pode dizer que o lancaster é o que mais manja de mangás na internet brasileira ( o malandro faz umas pesquisinhas na internet e coloca suas postagems de trocentas páginas chatas para caralho naquele bloguesinho de quinta , não conhece o japão, os costumes a cultura, ou você acha que os mangás refletem a realidade do japão ?. Não existe autoridade no quesito mangás em nosso Brasil rugoitan.)”

      Se Lancaster e amigos não tem credibilidade… quem tem então? Você?
      Só se for o Zéfiris, o único otaku de verdade nesse país.

      “O problema desses lancasters da vida é que eles acham que pode haver mercado para mangás Brasileros no Brasil, não se iludam babacas vão ficar só nos fanzines para vender em animecon e anime friends e outros eventos bizarros de animes que nem esse”

      É aquele papo de japão cultura superior, mangá só original benzido nos templos xintoístas?

      “AO SEU DIGAMOS COMENTÁRIO AGRESSIVO A MEU RESPEITO SENHOR OU SENHORITA PANINO MANINO”

      Posso pedir exceção da verdade?
      Tenho um palpite que se apostar eu ganho essa.

      “VOCÊ NÃO É PROFUNDO.
      VOCÊ NÃO É INTELECTUAL.
      VOCÊ NÃO É ARTISTA.
      VOCÊ NÃO É CRÍTICO.
      VOCÊ NÃO É POETA.
      VOCÊ SÓ TEM ACESSO A INTERNET.”

      Como é que dizem?
      “Recalque, bate e volta”?
      Acho que é isso daí.

      • Andrew disse:

        velho se ainda tem saco pra responde, olha parabens de verdade cara.

      • Ana Paula Santos disse:

        Grande Comentário Panino, acaba de ganhar o selo Lancaster de qualidade kkkkkkkk.
        Agora deixa eu dedicar esse comentário polêmico( e gigante a moda lancaster,acho que este cara nasceu em itú) em resposta ao seu Panino.
        Deixando a brincadeira de lado e indo ao ponto que interessa, você está batendo na mesma tecla do seu amigo inocente Eduardo Ketsura.

        ” Não adianta você cobrar um conhecimento específico sobre um assunto de pessoas que não o tem. Como o Ketsura poderia escrever da forma como você quer sobre doujin se ele não conhece a fundo o assunto”

        Eu não estou cobrando conhecimento específico nem do seu amigo Eduardo, e nem de você meu caro Panino.
        O que eu volto a dizer é que não se deve discutir e falar para os outros de um assunto de que você não conhece como se você soubesse desse assunto (seu amigo Eduardo fez isso aqui no Gyaboo), se em blogs isso já é chato, fora da internet na vida real isso se torna muito pior , não é nem um pouco legal, você não concorda comigo Panino?
        Aliás isso deveria ser a regra número 1 (não escrever sobre algo que você não conhece como se soubesse daquele assunto.) para quem se dispõe a criar blogs ( não apenas de animes, mas de qualquer assunto) com conteúdo digamos informativo aos seus leitores.
        E sobre o seu amigo.

        ” E por falar nele, ele é só um garoto inocente do subúrbio carioca, ninguém ganha moral nenhuma criticando ele, muito fácil xingar o Ketsura e o ganho em exp é muito pouco para subir de nível.”

        Eu não quiz ganhar moral criticando o seu colega Panino, apenas constatei um fato e di um toque para ele, e seu amigo inocente não teve a humiildade de perceber isso e respondeu com arrogância. ” Eu sei o que eu leio, então eu comento disso,algum problema? Ah tá. ”

        Aí eu te pergunto é de pessoas assim que você acompanha os blogs sobre animes e mangás Panino Manino?

        Você ainda me acha uma fã extremista ( uma militante da causa) Panino?

        ” Cobra, exige e se acha no direito de ofender outros por eles não te darem o que você não é capaz de ter. O pouco que você sabe do meio só serve para usar como arma para atacar outros. Contribui apenas com o ódio.”

        Eu não me acho no direito de ofender os outros como você disse , só não acho correto sermos passivos e condizentes com as bobagems sem fundamento que escutamos no meio da dita blogosfera de animes Brasileira, e também acredito que não sou a única que tenho esses pensamentos a respeito, e aliás o trunfo da internet para mim foi contribur para o nosso hobby dessa forma, antigamente não podiamos comentar, discutir, interagir com o conteúdo em tempo real como agora.
        Antigamente com as revistas informativas nós praticamente absorviamos conteúdo produzido, e a única forma de interação eram as cartas.

        Eu não sou tão agressiva assim como aparento ser para você Panino.

        ”Tenho culpa no cartório sim, mas não é tão fácil me encontrar xingando pessoas por aí como tantos leitores esclarecidos como você se diz ser fazem. E não se diz fanática, imagine se fosse, ops, deve ser só tpm (porque sou machista né?)
        Engraçado que quando escrevem como você sempre citam que o problema são alguns blogueiros, que tem alguns bons que ainda prestam, por exemplo Didcart e Gyabbo.”

        E com relação aos dois blogueiros citados por você, acompanho e gosto do blog do Didcart que traz várias postagems interessantes, apesar da babação de ovo explicíta por Genshiken e Bakuman, para mim são obras medianas que eu até gosto ( detalhe já li os dois mangás e seus respectivos animes), mas gosto não se discute .
        Também gosto do blog do Gyaboo, que apesar de minha divergência como o dono blog com relação aos posts de primeiras impressões, traz um conteúdo diferenciado e aborda temas importantes para os fãs, o que me agrada muito.
        Até o blog em que você escreve eu acompanho desde a época em que o leandro ainda escrevia os posts ( não é pelo fato de que você ache que eu não vou com a sua cara Panino, eu deixaria de acompanhar o subeteanimes que para mim apresenta um ótimo conteúdo, se eu fizesse isso eu seria a pessoa mais ignorante do mundo.) , o último post que li no subete falava sobre o universo gundam, e acabou me servindo como uma introodução ao anime gundam e despertou o meu interesse em assistir a série, ótimo post.
        Como pode ver não sou a criatura que critica a tudo e a todos, sei reconhecer quando determinado blog possui um bom conteúdo independente de quem esteja escrevendo, com relação ao Lancaster.

        ”Se Lancaster e amigos não tem credibilidade… quem tem então? Você?
        Só se for o Zéfiris, o único otaku de verdade nesse país.”

        Eu não gosto do blog do senhor lancaster, não tenho nada contra a sua pessoa, admito que já li algums posts do blog dele, o estilo dos posts que ele faz é voltado aos fãs mais fanáticos (os bitolados no sentido mais literal da palavra) e não condiz com a realidade dos fãs Brasileiros, mas há quem goste de blogs como o do senhor lancaster como o nosso colega rugoitan, afinal gosto não se discute no máximo se lamenta.

        E quando eu falei que não vai ter mercado de mangás feitos por Brasileros no Brasil é a mais pura verdade.

        ”É aquele papo de japão cultura superior, mangá só original benzido nos templos xintoístas?”

        Em momento algum acho que o japão tem cultura superior

        E eu como você Panino e todos os fãs brasileiros de mangás não tenhos credibilidade nenhuma e nem embasamento suficiente para falarmos de mercado Brasileiro de mangás nacionais, afinal nunca existiu mercado disso mesmo.

        O que os fanzineiros deveriam fazer para criar um mercado com autores nacionais de quadrinhos?
        A resposta é simples criar QUADRINHOS NACIONAIS COM INDENTIDADE PRÓPRIA( BRASILEIRA E NÃO COM CONCEITOS DE OUTROS POVOS) E NÃO TENTAR COPIAR COMICS AMERICANOS, QUADRINHOS EUROPEUS, MANGÁS JAPONESES, SE NÃO FIZEREM ISSO FATALMENTE O SONHO DE CRIAR UM MERCADO DE QUADRINHOS NACIONAL( E PARA MUITOS DESENHISTAS SE TORNAR UM AUTOR DE QUADRINHOS NACIONAIS DE SUCESSO É UM SONHO QUASE INALCANSÁVEL, BASTA VER A QUANTIDADE DE ILUSTRADORES, DESENHISTAS …,QUE TRABALHAM EM EDITORAS AMERICANAS DE COMICS USA. ) DE SUCESSO MORRERÁ COM A MORTE DO MAURÍCIO DE SOUZA QUE JÁ NÃO ESTÁ MAIS TÃO JOVENZINHO, COMO NA ÉPOCA QUE INICIOU AS TIRAS DA TURMA DA MÔNCA EM JORNAIS HÁ MAIS DE 50 ANOS ATRÁS.

        E BEM LEMBRADO NO FINAL DO SEU COMENTÁRIO PANINO, EU, VOCÊ OS BLOGUEIROS DO FANDOM BR, OS LEITORES ESCLARECIDOS ( A CRIATURA ANA NO MEIO), OS BLOGUEIROS INICIANTES ( O INOCENTE EDUARDO KETSURA), A DITA IMPRENSA ESPECIALIZADA (SITES), A AUTORIDADE ( O OTAKU MASTER ALEXANDRE LANCASTER), NÓS TODOS TEMOS APENAS ACESSO A INTERNET E NADA MAIS, NISSO CERTAMENTE NÃO POSSO DESCORDAR DE VOCÊ.

        • Ana Paula Santos disse:

          Se encontrarem muitos erros de português ( como o descordar), no meu comentário gigante fiquem a vontade para me coriigir, afinal eu não sou boa em potuguês mesmo , apesar de ler bastante, escrevo muitos erros por distração, talvez por isso ainda não criei um blog ainda, e se fizesse um blog gostaria de atualizá-lo diariamente, sei que isso demanda tempo e a minha rotina de vida atual não me permite isso.

          • Panino Manino disse:

            Corretor ortográfico automático e paciência para revisar antes de postar resolvem (apesar de ainda acontecem “acidentes”).

        • Panino Manino disse:

          “Eu não estou cobrando conhecimento específico nem do seu amigo Eduardo, e nem de você meu caro Panino. O que eu volto a dizer é que não se deve discutir e falar para os outros de um assunto de que você não conhece como se você soubesse desse assunto”

          – Mas como? Foi exatamente isso que eu falei, se não comentamos sobre feiras, doujins e outros assunto como você disse que queria tanto ver é por esses motivos, não podemos falar bem desse assunto por isso não falos? Loop…
          E se não está cobrando, está o que então? Por que fazer piquete por algo e alguém que você diz nem se importar? Só engrossando as fileiras da inquisição.

          “se em blogs isso já é chato, fora da internet na vida real isso se torna muito pior , não é nem um pouco legal, você não concorda comigo Panino?”

          – Fora da internet? Como assim? Onde? Eu te conheço? Você é True Stalker? E telepata ainda por cima já que eu não falo sobre nada de animes e mangás em voz alta? OH MY GOD!

          “Aliás isso deveria ser a regra número 1 (não escrever sobre algo que você não conhece como se soubesse daquele assunto.) para quem se dispõe a criar blogs ( não apenas de animes, mas de qualquer assunto) com conteúdo digamos informativo aos seus leitores.”

          – É chato ter que ficar repetindo… eu sei, o Ketsura também, e por isso nós não escrevemos sobre o que não sabemos.
          Por que não aproveita e também evita de falar das pessoas que não conhece? Muita coincidência você falar justamente d’eu, do Ketsura e do Lancaster, justamente os nomes mais famosos que circulam por aí de forma pejorativa. Você REALMENTE nos conhece e lê o que nós escrevemos ou só ouviu alguém citar nossos nomes por aí? Isso torna você suspeita do que eu disse anteriormente, quando alguém faz algo bom ninguém lê ou dá méritos, mas sempre está lá para condenar em qualquer deslize ou controvérsia, e ainda faz isso de uma forma desproporcional.

          “Eu não quiz ganhar moral criticando o seu colega Panino, apenas constatei um fato e di um toque para ele, e seu amigo inocente não teve a humiildade de perceber isso e respondeu com arrogância. ” Eu sei o que eu leio, então eu comento disso,algum problema? Ah tá. ”

          – Olha só, está se repetindo muito.
          Você acusa, e faz isso através de ofensas, julgamentos e preconceitos, as pessoas ainda se dão ao trabalho de responder e se faz de surda para ficar repetindo as mesmas falácias. Isso que é algo ruim, não dá atenção nem pensa sobre a questão, coloca pessoas na lista negra e ignora sem participar de um debate saudável pelo amor ao ad homimen.
          Em muita se engana você caso pense que “acusar” esse ou aquele se ser meu colega é algo ruim. Se tal pessoa é mesmo colega meu eu vou tomar isso como elogia, como no caso do Ketsura. Do que eu teria vergonha dele, ainda mais que tudo que ele fez foi ao contrário do que você disse apenas confirmar de forma humilde que não escreve sobre os temas que você acusou ele de escrever de forma equivocada por não dominar o assunto? Não distorça fatos.

          “Aí eu te pergunto é de pessoas assim que você acompanha os blogs sobre animes e mangás Panino Manino?”

          – Sendo sincero, uma confissão: pouco leio de blogs e sites de animes.
          Até a maioria dos retuítes de postagens que eu faço é mais para ajudar na divulgação. Eu abro o programa de feeds no telefone e replico, mas acabo não lendo nem metade.

          “Você ainda me acha uma fã extremista ( uma militante da causa) Panino?”

          – Oh, você!

          “( não é pelo fato de que você ache que eu não vou com a sua cara Panino, eu deixaria de acompanhar o subeteanimes que para mim apresenta um ótimo conteúdo, se eu fizesse isso eu seria a pessoa mais ignorante do mundo.)”

          – Volte sempre.

          “o último post que li no subete falava sobre o universo gundam, e acabou me servindo como uma introodução ao anime gundam e despertou o meu interesse em assistir a série, ótimo post.”

          – Aaaaaah… meus estudos ficaram as moscas, coitados.

          “Eu não gosto do blog do senhor lancaster, não tenho nada contra a sua pessoa,”

          – Por via das dúvidas já alertei o Lancaster para não andar sozinho tarde da noite.

          “admito que já li algums posts do blog dele, o estilo dos posts que ele faz é voltado aos fãs mais fanáticos (os bitolados no sentido mais literal da palavra) e não condiz com a realidade dos fãs Brasileiros, mas há quem goste de blogs como o do senhor lancaster como o nosso colega rugoitan, afinal gosto não se discute no máximo se lamenta.”

          – Fãs fanáticos querem informação. Se aquilo lá não é informativo então seu único problema é com a pessoa que escreve. E por falar nisso, você reparou que o Lancaster não é o único redator do Maximum Cosmo? Tem outros dois lá que escrevem no mesmo estilo, vai ver está condenando o cara por algo que ele nem escreveu, olhe lá ein.

          “E eu como você Panino e todos os fãs brasileiros de mangás não tenhos credibilidade nenhuma e nem embasamento suficiente para falarmos de mercado Brasileiro de mangás nacionais, afinal nunca existiu mercado disso mesmo.”

          – Tsc! Quando eu já estava convencido do contrário você vem com uma dessas. De volta a estaca zero.

          “A resposta é simples criar QUADRINHOS NACIONAIS COM INDENTIDADE PRÓPRIA( BRASILEIRA E NÃO COM CONCEITOS DE OUTROS POVOS) E NÃO TENTAR COPIAR COMICS AMERICANOS, QUADRINHOS EUROPEUS, MANGÁS JAPONESES, SE NÃO FIZEREM ISSO FATALMENTE O SONHO DE CRIAR UM MERCADO DE QUADRINHOS NACIONAL( E PARA MUITOS DESENHISTAS SE TORNAR UM AUTOR DE QUADRINHOS NACIONAIS DE SUCESSO É UM SONHO QUASE INALCANSÁVEL, BASTA VER A QUANTIDADE DE ILUSTRADORES, DESENHISTAS …,QUE TRABALHAM EM EDITORAS AMERICANAS DE COMICS USA. ) DE SUCESSO MORRERÁ COM A MORTE DO MAURÍCIO DE SOUZA QUE JÁ NÃO ESTÁ MAIS TÃO JOVENZINHO, COMO NA ÉPOCA QUE INICIOU AS TIRAS DA TURMA DA MÔNCA EM JORNAIS HÁ MAIS DE 50 ANOS ATRÁS.”

          – Ah, entendi a chave do sucesso. É seguir o exemplo do grande Maurício. tipo Turma da Mônica Jovem com seus plágios de mangás, animes, jogos, cultura norte americana… anotado.

          “E BEM LEMBRADO NO FINAL DO SEU COMENTÁRIO PANINO, EU, VOCÊ OS BLOGUEIROS DO FANDOM BR, OS LEITORES ESCLARECIDOS ( A CRIATURA ANA NO MEIO), OS BLOGUEIROS INICIANTES ( O INOCENTE EDUARDO KETSURA), A DITA IMPRENSA ESPECIALIZADA (SITES), A AUTORIDADE ( O OTAKU MASTER ALEXANDRE LANCASTER), NÓS TODOS TEMOS APENAS ACESSO A INTERNET E NADA MAIS, NISSO CERTAMENTE NÃO POSSO DESCORDAR DE VOCÊ.”

          – Também quero aproveitar e enviar um abraço ao papai do céu por você ter concordado comigo, para minha avó que também está no céu, e também para minha outra avó que não está no céu. Para meu pai, minha mãe (pra minha irmã não que não gosto muito dela), meus primos, meus tios. Para o Fausto que não vejo a tempos, para o Isaac e a Josi que já devem ter casado e nem me convidaram, para a Akai Ringo a moça sem maquiagem mais bonita da TL, para o Raijenki que vai morrer seu beijar ela, e especialmente para a Mei Linwau que eu quero muito beijar.

          • Ana Paula Santos disse:

            SE SOUBESSE QUE O MEU COMENTÁRIO INICIARIA UMA DISCUSSÃO CALOROSA DESSAS ( ACHO QUE NÃO DEVIA TER CUTUCADO O VESPEIRO DO TRIO DE FERRO DA BLOGOFERA DE ANIMES.), DEVERIA TER FICADA QUIETA DIANTE DA IGNORÂNCIA DE NOSSO COLEGUINHA EDUARDO KETSURA. ( O INOCENTE DO RJ)
            ESSE VAI SER O MEU ÚLTIMO COMETÁRIO( COM O SELO LANCASTER DE QUALIDADE) GIGANTE E CHATO POR SINAL, PARA DEIXAR O MEU PONTO DE VISTA A CERCA DO QUE VOCÊ FALOU EM SEU COMENTÁRIO SENHOR PANINO, ESTENDER ESSA DISCUSSÃO NÃO VAI DAR EM NADA, APENAS FARPAS DE AMBOS OS LADOS E UM ACHANDO QUE ESTÁ MAIS CORRETO QUE O OUTRO.( DEVIDO AS NOSSAS DIVERGÊNCIAS DE OPINIÃO.)
            POR ISSO FINALIZO AQUI, NÃO QUERO QUE AS PESSOAS QUE ENTRAREM AQUI NESTE POST E PENSEM QUE SOU ALGUMA ESPÉCIE DE TROLL MASTER QUE VEIO AQUI ESCRACHAR A TUDO E A TODOS, COISA QUE ESTOU LONGE DE SER.

            Acho que agora foi você que distorceu os fatos quando fala de cobrança Panino.

            ” Mas como? Foi exatamente isso que eu falei, se não comentamos sobre feiras, doujins e outros assunto como você disse que queria tanto ver é por esses motivos, não podemos falar bem desse assunto por isso não falos? Loop…
            E se não está cobrando, está o que então? Por que fazer piquete por algo e alguém que você diz nem se importar? Só engrossando as fileiras da inquisição.”

            Para início de conversa eu não citei em hora nenhuma que queria tanto ver no blog os assuntos citados no meu comentário.
            Você ainda acha que estou cobrando o gyaboo , você e seu amigo Eduardo?, fiz apenas uma sugestão e em momento alguma espécie de cobrança.
            Relembre o que eu disse em meu comentário anterior.

            ” ao meu ver como o colega já disse acima, os blogs de hoje em dia dificilmente estão fazendo reviews sobre boms mangás novos em publicação no japão e porque não sobre os mangás underground e doujinshis de qualidade que quase ninguém conhece, e também deveria haver uma sessão dedicada a animes e mangás clássicos que marcaram gerações passadas em algum blog que fale sobre animes, o que eu não vejo em praticamente nenhum blog nacional.”

            Isso me parece uma cobrança para você, então eu não posso sugerir nada baseado na minha opinião que estou cobrando dos outros?
            Me diga aonde que eu acusei seu amigo de escrever( no blog pessoal dele, não me lembro de ter falado isto.) coisas que ele desconhece, o que eu disse para ele foi:

            ”não fale para os outros como se soubesse.”

            Você acabou falando.

            ”ainda mais que tudo que ele fez foi ao contrário do que você disse apenas confirmar de forma humilde que não escreve sobre os temas que você acusou ele de escrever de forma equivocada por não dominar o assunto? Não distorça fatos.”

            Quem está distorcendo os fatos?
            Em momento algum falei que ele escreve em seu blog sobre assuntos que não conhece.
            O fora da internet que citei você também entendeu errado.

            ”Fora da internet? Como assim? Onde? Eu te conheço? Você é True Stalker? E telepata ainda por cima já que eu não falo sobre nada de animes e mangás em voz alta?”

            Eu não disse que você comentava de animes e mangás no seu dia a dia, eu falava de outros assuntos não necessariamente anime e mangá, até porque eu mesmo não tenho amigos que tem o gosto pelo meu hobby para falar de animes e mangás no meu dia a dia, os amigos que eu tinha na época da adolescência e discutiamos sobre animes e mangás, muitos deixaram de gostar desse hobby, Algums se mudaram de minha cidade, e outros que possivelmente gostam até hoje com o tempo acabei perdendo o contato eventualmente, e hoje o único meio de eu ter contato com pessoas que gostam de animes e mangás é pela internet.
            Agora um ponto polêmico de meu comentário que vocês interpretaram erradamente, que para você foi um ataque ao seu coleguinha EDUARDO KETSURA O INOCENTE DO RJ.

            ”Se você é ignorante em determinados assuntos , não fale para os outros como se soubesse.”

            Só para citar de exemplo Panino você comenta ( é comentar, falar , não escrever para deixar claro Panino) filmes que não assistiu, livros que não leu, jogos de videogame que não jogou com seus amigos fora da internet( se não tiver amigos reais, por digamos colegas virtuais em, sites, blogs, fórums na internet) como se soubesse do assunto?

            Outro ponto polêmico agora levantado por você.
            ”Por que não aproveita e também evita de falar das pessoas que não conhece? Muita coincidência você falar justamente d’eu, do Ketsura e do Lancaster, justamente os nomes mais famosos que circulam por aí de forma pejorativa.”

            Desculpe se eu ofendi a sua pessoa Panino e ao seu colega ALEXANDRE LANCASTER A AUTORIDADE (OTAKU MASTER), VOCÊ PANINO MANINO( O INTELECTUAL),E AO EDUARDO KETSURA ( O GAROTO INOCENTE DO RJ), OS MAIS FAMOSOS, O TRIO PARADA DURA DA BLOGOSFERA NACIONAL.
            SE EU FOSSE BLOGUEIRA CERTAMENTE ME JUNTARIA AO TRIO, COMO VOCÊ JÁ ME ROTULOU, SERIA A ANA ( A FÃ FANÁTICA E EXTREMISTA, A HARDCORE ) E FORMARIÁMOS O QUARTETO FANTÁSTICO DA BLOGOSFERAKKKKKKKKKK KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.

            E A TURMA DA MÔNICA NA ÉPOCA QUE FOI LANÇADO FOI ALGO COM UMA IDENTIDADE PRÓPRIA E UMA OBRA ORIGINAL SIM, NÃO ME REFERI A TÍTULOS PARA SERVIR DE EXEMPLO (Turma da Mônica Jovem ) SENHOR PANINO.

            ”tipo Turma da Mônica Jovem com seus plágios de mangás, animes, jogos, cultura norte americana… anotado”

            HÁ DÉCADAS ATRÁS QUANDO A TURMA DA MÔNICA FOI LANÇADO NO BRASIL TINHA MUITOS MANGÁS , ANIMES, JOGOS, E INFLUÊNCIA NORTE AMERICANA QUE NEM HÁ NOS DIAS DE HOJE NÉ SENHOR PANINO?, SAIBA QUE VÁRIOS PERSONAGEMS DA TURMA DA MÔNICA FORAM CRIADOS A PARTIR DE PESSOAS QUE CONVIVIAM COM MAURÍCIO DE SOUZA NA ÉPOCA, SÓ PARA CITAR UM DOS PONTOS QUE NÃO FORAM COLOCADOS ALI POR INFLUÊNCIA EXTERNA.

            Com isso encerro nossa discussão, abraços e um bom domingo para você senhor Panino.

            • Panino Manino disse:

              “SE SOUBESSE QUE O MEU COMENTÁRIO INICIARIA UMA DISCUSSÃO CALOROSA DESSAS”

              – Oh louco meo! Começa escrevendo assim mesmo em “caps loka”, e são os outros que estão exaltados, cutucando e provocando. É por isso mesmo que eu me divirto muito não me incomodando com essas coisas e praticamente faço terapia respondendo porque no fim a discussão não importa, não importa que seja eu ou quem for, a pessoa não vai refletir nem aceitar nada do que eu escrever mas isso não faz diferença, o importante é dar corda e deixar tudo registrado para que os leitores possam ler e tirar suas próprias conclusões.
              Não tenho problema nenhum em reconhecer quando eu escrevi alguma besteira e mudar de opinião se provarem que eu errei, mas e essas pessoas? Vão ter vergonha na cara de reconhecer e admitir quando estão erradas? Essa resposta fica para a julgamento do povo, especialmente em casos como esse em que uma das partes tem a pretensão de alertar o leitor dos males que alguns supostamente causam.

              Vou ser breve dessa vez:

              “Para início de conversa eu não citei em hora nenhuma que queria tanto ver no blog os assuntos citados no meu comentário. Você ainda acha que estou cobrando o gyabbo , você e seu amigo Eduardo?, fiz apenas uma sugestão e em momento alguma espécie de cobrança. ”

              – Não precisa escrever literalmente “cobrança” para se cobrar ou exigir nada.
              O que você pede, no tom que você pede, essa sua suposta sugestão é uma cobrança, afinal você além de já vir cobrando faz isso com juros agressivos. Se o tom como você falou, segundo seu eufemismo “sugeriu”, não foi uma cobrança então foi algo pior, foi uma condenação bem babaca ditada pelos seus próprios valores pessoais, algo que não dissemina informação nenhuma, apenas ódio e desamor.
              Você pode ter suas próprias ideias sobre quais conteúdos um bom blog deve ter, mas é apenas ma opinião como tantas outras sobre algo que ainda não existe consenso.Cada um acha que deveria/poderia ser diferente inclusive os donos dos blogs. Então vem você e condena alguém por não fornecer em seu blog um conteúdo que ele nunca teve por objetivo ter e acha que os outros quem estão distorcendo os fatos?
              Por pura teimosia você insiste nessa fantasia.

              “Quem está distorcendo os fatos? Em momento algum falei que ele escreve em seu blog sobre assuntos que não conhece. ”

              – Se ele não está fazendo nada de errado então porque xingou ele? Se ele não fez nada de errado segundo suas próprias palavras que mal ele está causando? Afinal o que o Ketsura faz de tão errado que você precise “por ele no seu lugar”, “alertar os pobres leitores sem opinião própria” e fazer bullying?
              Assim a situação só fica ainda mais ridícula, e é para você.

              “O fora da internet que citei você também entendeu errado.”
              “Eu não disse que você comentava de animes e mangás no seu dia a dia, eu falava de outros assuntos não necessariamente anime e mangá, ”

              – Entendendo errado ou não fica a dica para você que responder com “você me entendeu errado” em lugar nenhum é uma boa resposta nem uma explicação aceitável. É apenas uma forma bem mequetrefe de evitar responder uma pergunta inconveniente para você se fazendo de desentendida.

              “Só para citar de exemplo Panino você comenta ( é comentar, falar , não escrever para deixar claro Panino) filmes que não assistiu, livros que não leu, jogos de videogame que não jogou com seus amigos fora da internet( se não tiver amigos reais, por digamos colegas virtuais em, sites, blogs, fórums na internet) como se soubesse do assunto?”

              – Muito bizarro… nem preciso responder além daqui, o caso está claríssimo para todos que lerem.
              É emblemático como você ao invés de explicar melhor o que você pensa e quis dizer que eu possa ter entendido errado (segundo afirma), você ao invés disso explica o que EU quis dizer e o que EU penso. VOCÊ-ME-EXPLICA.
              Ficou claro?
              A Ana Paula está explicando para você leitor o que eu, Panino, escrevi e penso. Inclusive fora da internet. Ela descreveu como eu falo com os meus amigos, sobre o que falo, a forma como eu penso quando falo com eles, como eu formulo meus argumentos, e olhe só a que ponto ela foi, ela até mesmo chegou a dizer que eu sou um grande mentiroso nato que consigo inventar na hora argumentos convincentes sobre histórias que eu nunca li, nunca assisti, nunca ouvi, nunca joguei, em diferentes mídias. Não é incrível?
              Aí está você leitor que um dia passar por aqui e tenha a paciência de ler tudo isso, eis aqui a pessoa esclarecida e culta que é a Ana Paula Santos, e aqui está o Panino, mentiroso, machista, grosseiro, amigos de Ketsuras, e câncer atualmente sem cura dessa ilustre blogsfera, associado com todos os elementos ruins dessa internet.
              Façam bom proveito de todo esse aprendizado.

              Panino Manino escreveu: – ”Não fale para os outros como se soubesse”.
              Ana Paula Santos escreveu: – “Você acabou falando”.

              Faço das suas palavras as minhas Ana.

    • Rugoitan disse:

      “E rugoitan pelo amor de deus cara, como você pode dizer que o lancaster é o que mais manja de mangás na internet brasileira ( o malandro faz umas pesquisinhas na internet e coloca suas postagems de trocentas páginas chatas para caralho naquele bloguesinho de quinta , não conhece o japão, os costumes a cultura, ou você acha que os mangás refletem a realidade do japão ?. Não existe autoridade no quesito mangás em nosso Brasil rugoitan.)”

      – Bom, continuo achando os textos do Maximum Cosmo a melhor referência em nossa internet sobre a indústria de mangás. E tudo se faz na base da pesquisa, ué… Achar chato ou não vai de cada um. Poderia recomendar sites gringos (pode ser japonês também, não tem problema) com textos tão detalhados, profundos e analíticos como os que o Lancaster escreve?

      “O ÚNICO BRASILEIRO QUE ESTÁ VIVENDO O SONHO DE SER UM AUTOR DE QUADRINHOS DE SUCESSO E GANHA MILHÕES POR ISSO É O MAURÍCIO DE SOUZA” ,
      “…QUE POR MAIS QUE SEJA INFANTIL E ODIADA PELOS OTAKUS DEBILÓIDES BRASILEIROS, É O QUADRINHO BRASILEIRO QUE MAIS VENDE NO BRASIL E NO MUNDO ATÉ HOJE ( MAIS DE 1 BILHÃO DE QUADRINHOS VENDIDOS, APENAS MAIS 3 DE VEZES A QUANTIDADE QUE VENDEU ONE PIECE …”

      – Mauricio de Sousa deixou de ser autor a muito tempo, hoje ele e só um empresariado bem sucedido. A respeito das vendas, as de One Piece por volume são de 3 milhões e quebrando recordes a cada volume novo, já esses números de Turma da Monica são referentes a licenciamentos. Se pegarmos todos os licenciamentos relacionados a One Piece, tenha certeza que veremos um número bem à frente da franquia do Mauricio de Sousa.

      • Ana Paula Santos disse:

        Condordo que o Maurício de Souza, já deixou de ser um autor a muito tempo, deixando a sua obra ser conduzida pelos colaboradores de seu estúdio, mas isso não tira o seu mérito afinal ele foi o criador da obra original décadas atrás, e com relação aos licenciamentos da turma da mônica me referi ao Brasil e não comparando com os licenciamentos de one piece no mercado japonês, que certamente serão em número superior.

        • Panino Manino disse:

          Não tira o mérito mesmo, mas é meio injusto dar um handcap tão grande assim para o velho, vai que depois de 30 anos algum desenhista atual também consegue sucesso equivalente….

          • Ana Paula Santos disse:

            No dia em que algum autor nacional consiga realizar algo com sucesso parecido, esse dia nós não estaremos aqui para presenciar, eu e você Panino certamente já estaremos embaixo de 7 palmos de terra amigo.

            • Panino Manino disse:

              E precisa ter o mesmo alcance do sucesso dele?
              Maurício de Souza é conhecido pelo que ele é por ser uma exceção, nem todos os autores e desenhistas de sucesso se tornam fenômenos. Para cada top da Shonen Jump você tem centenas de outros autores bem sucedidos em revistas menores. Poucos milhares de volumes vendidos já é considerado sucesso mesmo por lá.

            • Ana Paula Santos disse:

              E quando eu falo de sucesso como quadrinhista nacional não digo para usar o Maurício de Souza como comparação, o problema para quem quer iniciar no mercado brasileiro de quadrinhos( que hoje está dominado por quadrinhos vindos de editoras estrangeiras) está em 4 pontos na minha humilde opinião Panino.
              O primeiro ponto as editoras.
              Vamos analizar, nas bancas quais são os quadrinhos mais vendidos hoje, os mangás que pelo número de títulos somados vendem muito mais que o (plageado) turma da mônica jovem sozinho, os comics americanos que acabaram se tornando um mercado de nicho no brasil e dificilmente você vê crianças, adolescentes comprando batman, spider man, x-men e outros mais, nas bancas, comics stores, livrarias pelo Brasil a fora isso é fato.
              As editoras de hoje dia difícilmente irão querer se aventurar, e investir dinheiro em autores nacionais como na época anterior a vinda dos mangás que popularizaram o estilo no Brasil, trazidos pela conrad e jbc.
              Com a enxurrada de hits vindo do oriente fica bem difícil competir né panino.
              O segundo ponto é a molecada que compra os mangás japoneses, já se acostumou com o padrão de qualidade do roteiro (as histórias), e os desenhos desses mangás e dificilmente um Brasileiro que queira criar uma obra de quadrinhos nacionais com desenhos no estilo mangá irá corresponder as expectativas dos fãs nesses dois aspectos roteiro e desenhos e se agradar, quem irá comprar serão aqueles fãs que gostam de coisas alternativas, um público de nicho que certamente não seria suficiente para gerar lucro e arcar com os custos de produção de uma tiragem baixa que a editora nacional que apostasse nesse mangá teria.
              Vou te dar um exemplo que reflete bem isso que eu quero dizer, já ouviu falar de Holly Avenger, se você conhece sabe que esse mangá nacional (fanzine) já foi apontado como o mais bem sucedido do Brasil até hoje ( o que foi conquistado com esse fanzine foi altamente relevante para o mercado de quadrinhos do Brasil e até comparado com o do Japão onde temos as comic markets da vida e são poucos desenhistas, no meio de mais de 40 mil desenhistas que tem suas histórias publicadas, os japas ainda precisam ganhar um sorteio para ter uma mesinha e uma cadeira para vender seus fanzines na Comiket Market, os que expõem seus trabalhos nessas feiras e conseguem ter seus trabalhos publicados em uma editora seja pequena ou grande, já é considerado uma grande vitória.) com 3 anos de publicação em bancas por uma editora pequena, pois bem tenho uma edição da anime-ex (revista informativa de animes antigas), que traz uma propaganda da editora vendendo muitas edições de holly avenger a 1 real cada, havia muitas edições encalhadas, houve um desinteresse por parte dos fãs, queda brusca dos leitores que culminou com o fechamento do quadrinho logo em seguida.
              De lá para cá houve algum avanço?
              Por acaso temos algum fanzine ou mangá nacional de sucesso nas bancas nos dias de hoje?
              O terceiro ponto mais delicado é a pirataria, se houvesse uma pesquisa que apontasse a quantidade de pessoas, que lê scanlators nacionais de mangás, certamente o número desses leitores seria superior aos que compram os mangás em bancas, e esse papo do fã consciente que lê o mangá na net e depois compra na banca, já ouvi por aí não cola não, boa parte desses leitores que lê mangás piratas de graça pela internet não comprarão as obras que estão sendo publicadas atualmente, ou lançadas futuramente pelas editoras aqui no brasil, há scanlators de mangá que hoje estão fazendo uma baita sacanagem, com a desculpa de estarem divulgando a obra sem fims lucrativos posso citar dois títulos que estão sendo publicados como exemplo: naruto, e berserk que está nas bancas há quase 6 anos pela panini.
              Porque não cessaram a tradução desses respectivos mangás quando foram lançados
              por editoras Brasileiras? eles não fizeram isso porque não são fãs de verdade de mangás, são apenas pirateiros safados oportunistas.
              Agora pense comigo panino se temos um mercado de animes quase inexistente com puquissímas obras lançadas também devido a pirataria e outros fatores que não vale a pena abordar aqui, um mercado de mangás que não compreende nem 50 por cento dos leitores em potencial(a outra parte lê os mangás piratas), faz sentido querer lançar um quadrinho nacional nessa condição em que nosso mercado de quadrinhos se encontra .( se a molecada está pirateando mangás japoneses que estão sendo publicados em nossas bancas, dificílmente irão querer pagar por um mangá nacional com boa qualidade (de material: papel, impressão e conteúdo: roteiro e desenhos) com preço similar ou superior a um mangá famoso japonês que está na banca.)
              E o quarto ponto é o mais controverso e já foi discutido até pelo lendário troll já falecido ”José Roberto Pereira o BK” a cabeça do autor nacional que pensa como um amador e quer fazer e criar seus quadrinhos no estilo fanzine de garagem, nesse ponto pouca coisa mudou até hoje, quer um exemplo que destaca bem isso pegue um fanzine ou manga nacional que você considera bom e compare com um bom doujinsh Japonês, você logo de cara já percebe a diferença abissal que separa os dois (destaque para os desenhos e material apresentado) , e sabe qual diferença é essa? por mais que o doujinshi japonês seja amador você repara na seriedade e profissionalismo que esses desenhistas têm com suas criações, fatores importantes mas que são desprezados por nossos autores nacionais.

            • Panino Manino disse:

              “E quando eu falo de sucesso como quadrinhista nacional não digo para usar o Maurício de Souza como comparação”

              – Na boa, mas quando tu joga alguém como exemplo inevitavelmente você compara e estabelece essa pessoa como parâmetro.

              SOBRE AS EDITORAS:
              – Para mim, existe espaço para todos. Não se esqueça que em uma banca ou livraria não existem apanas quadrinhos, lá tem publicações de todos os tipos, para todos os públicos. Com quadrinhos é a mesma coisa, por isso que existem mangás shounen, mangás seinen, HQs, Supers, “Banda Desenhada”… e por aí vai.
              As editoras só precisam trabalhar com os autores e esperar pela resposta do público, observando essa resposta e tentando oferecer um melhor serviço de vendas.

              SOBRE A MOLECADA:
              – Molecada é molecada, é jovem. Gostar de “mangazinho de não” é normal, eles também são parte do público. Um autor qualquer pode muito bem tentar vender seu trabalho para eles como pode ignorá-los e vender para outros públicos. Sempre tem gente para comprar histórias, é questão de atender a demanda.
              Sobre questão de traço e narrativa, basta contar bem sua história, todo o resto de padrão de qualidade de estética não é uma ciência certa.
              O que leva as habilidades dos autores. Assim como nem todo fanzinheiro daqui tem um traço e técnica evoluídos o mesmo acontece no japão. Tem muito lixo nas Comiket, a grande maioria vende suas dezena de fanzines e está muito satisfeito com isso. Qualidade do traço não é necessariamente um parâmetro de qualidade, já que entre os profissionais, muitos com anos de experiência, você vê traços ruins. O importante é saber contar visualmente sua história mesmo com traços simples. Muitos dos melhores mangás que já li tinham traço bem fraquinhos e nem por isso suas histórias perderam força. O importante é apenas ter prática, algo que os autores daqui também podem ter. Muitos dos autores brasileiros hoje que publicam tem uma longa carreiras de fanzineiros ao longo da qual seu traço e técnica evoluiu muito. Uma boa alternativa é publicar na web.
              Aliais, isso é algo que eu queria ver mais, talvez algum site que centralizassem autores amadores de webcomics. Esse tipo de site parece ser bem popular na Coreia do Sul.

              SOBRE PIRATARIA:
              – Se o consumidor não quer comprar, ele não vai, não importa que tenha ou não scans.
              Como isso é algo bastante complicado de combater é melhor nem perder tempo em campanhas contra isso. E por falar nos scans de comics, eles são ativos por causa da demora que se tem entre publicar as séries lá no EUA e aqui, antigamente tudo chegava com um ano de atraso.

              SOBRE O QUARTO PONTO
              – Respondido no segundo ponto.

              IMO

  23. andré disse:

    esse foi a conversa mais longa do universo,até o Panino entrou.

  24. Igor Snow disse:

    Comecei a ler as respostas mas perdi o folego q
    Post interessante denys, mas meio “fora de época”. Atualmente, muito se comenta a respeito da “contribuição para comunidade” e ignora-se a “blogagem do lazer”, o “de fã para fã”
    Eu aliás, acho mto legal que você ainda se sinta bem escrevendo um tipo de post, mas tenho que concordar com algumas coisas ditas pelo judeu ateu (mesmice das opiniões por exemplo).
    Enfim, achei o tema levantado legal e você bem que poderia opinar sobre isso numa entrevista temática do meu blog. Que tal?

  25. Ana Paula Santos disse:

    Obrigada por destacar em seu comentário a minha incapacidade de me expressar para seu o seu entendimento senhor Panino Manino (O INTELECTUAL).

    ”É por isso mesmo que eu me divirto muito não me incomodando com essas coisas e praticamente faço terapia respondendo porque no fim a discussão não importa, não importa que seja eu ou quem for, a pessoa não vai refletir nem aceitar nada do que eu escrever mas isso não faz diferença, o importante é dar corda e deixar tudo registrado para que os leitores possam ler e tirar suas próprias conclusões.”

    O que eu digo é com sinceridade, não com intuito de atacar, diminuir , odiar, julgar aparentar superiora por ofender alguém como você disse, se você acha isso de mim e leva as coisas a sério assim para o lado pessoal, acho você que é o fã mais fanático e extremista aqui Panino.
    Agora uma pergunta sobre algo vago que não faz diferença nenhuma como você mesmo definiu, você refletiu e aceitou algo que eu Ana escrevi aqui até agora?

    E você também não gosta de ouvir opiniões contrárias as suas( até provarem que eu errei) não é Panino ?

    ”Não tenho problema nenhum em reconhecer quando eu escrevi alguma besteira e mudar de opinião se provarem que eu errei, mas e essas pessoas?”

    Para que ter um blog sobre animes e mangás então querido Panino?
    Você está idealizando um mundo que não existe, um mundo onde todos dialogam e interagem com o que você escreve, e desprezando quem não age de acordo com seus
    critérios especiais.

    ”A maioria dos blogs de anime e de mangás são de opinião. Quem é “enganado” com o que é escrito neles é gente que tem cabeça fraca e engole tudo que lê (e não apenas sobre animes e mangás) sem opinião própria ao invés de dialogar com o que está escrito ali.”

    Saiba que a maioria das pessoas que acessam o seu blog e outros da blogosfera anime e mangá não são assim tão esclarecidas como eu, como você se referiu a minha pessoa, então é assim, você afirma que a maioria de seus leitores que não têm senso crítico é gente de cabeça fraca e engole tudo que lê, sem opinião própria, que não dialoga com o que você escreve.
    Me surpreendi com sua posição a respeito de seus leitores, e pude comprovar não por boatos dos outros mas com meus próprios olhos que você é uma pessoa egocêntrica e perversa(se eu não tenho uma idéia parecida com a sua eu sou uma idiota.), com ares de arrogância, não aceita uma idéia contrária e acha que a sua opinião vale mais do que a de todo mundo.
    Não me venha dizer o contrário, que você mesmo já confirmou isso, e quem dúvida entre no blog do Panino Subeteanimes.com e veja a quantidade de views daquele site mais de 1,5 milhões de views e reparem nos últimos posts a quantidade de comentários, não condiz com o número de leitores (Apenas números, e estatísticas para você não é Panino) que acessa o site que são muitos(passivos não interagem com site, não comentam os cabeças fracas.) , um bando de gente que engole tudo o que lê, e não estão no nível intelectual do senhor Panino.
    Agora posso concordar com o Augusto a respeito de você Panino Manino(O INTELECTUAL) um dos maiores cretinos da blogosfera.
    E se você acha estou sendo injusta, me prove o contrário senhor Panino.

    • Panino Manino disse:

      Quando eu chegar em um pc eu respondo ao comentário acima sobre o mercado, mas esse aqui eu nem vou ler.
      Porém como já vi por alto no primeiro parágrafo que você me dedicou mais um (outro) apelido/rótulo/calúnia/difamação, acho justo que eu te dê pelo menos apelido, “Menina Sawyer”.

    • Panino Manino disse:

      Acabei fazendo bem em acabar lendo porque o que você disse foi uma grande bobagem.
      Números não dizem nada se você não interpretá-los. O que a quantidade de comentários diz sobre o conteúdo dos mesmos? Não acha o que você disse contraditório, que os leitores concordam com tudo que eu escrevo e não debatem? Dizer isso só trás de volta a suspeita de que você fala sobre o Subete sem lê-lo, afinal, como eu teria tantos haters se as pessoas concordassem comigo? É justamente o contrário.
      Se lesse realmente como afirma ler e conhecer como a banda toca por lá, lembraria que eu já fiz até mesmo postagem criticando o leitor e chamando ele de burro.

      • Ana Paula Santos disse:

        Realmente quando citei que o subeteanimes é um dos blogs que leio isso não significa que leio todos os posts, faço uma seleção dos posts que eu leio pelo meu gosto pessoal ( Aliás acho que ninguém gosta de perder tempo e ficar lendo sobre algo que não gosta) e não é apenas com o subete mas com todos os blogs e sites que eu leio de variados assuntos, e mesmo fazendo uma seleção não consigo ler todos os posts e matérias interessantes selecionados de blogs e sites como eu gostaria devido a minha falta de tempo, outras coisas que gosto de fazer que não envolvem animes e mangás, o trabalho, estudo e afazeres que tenho durante a semana.

  26. Escritora disse:

    Sinceramente, não gosto desta questão de “Primeiras Impressões”: porque acaba dando uma opinião muito precipitada em relação aos animes ou a qualquer tipo de entretenimento cultural, o que leva uns a dizer “não assisto” e outros dizer “vou dar uma chance”, seja bom ou não. Ainda prefiro as análises mais completas, pois elas não chegam a afetar se série X ou Y é boa ou não, claro que a palavra final é de quem escreve, sendo sua opinião e é uma coisa que devemos respeitar, quer que te agrade ou não. Portanto, é verdade que virou moda dar “Primeiras Impressões” nos animes recém-lançados das temporadas japonesas e tá dando problemas porque a maioria dos blogs tem feito quase a mesma coisa, acabando aos poucos a identidade dos mesmos. Se querem continuar, não sou eu ou outro pra dizer não, isto é uma decisão dos blogs e fim de assunto.
    Só espero que estas “Primeiras Impressões” tragam somente o necessário, assim não vai fazer com que as pessoas digam sim ou não na hora que são lidas. A decisão de assistir ou não ainda é do público e não de quem escreve tais posts.

  27. Pingback: Primeiras Impressões Gerais da temporada de Animes do Verão/2012 « Xtreme Divider

Os comentários estão encerrados.