Temporada de Outono 2013 – Comentários entre a temporada

Kill-la-Kill

Hora de fazer um balanço do que estamos assistindo!

Depois de mais ou menos um mês e meio chegamos na metade da temporada de outono 2013 e a maioria dos animes está chegando no seu sexto episódio. Depois de colocar aqui as tradicionais apostas antes da temporada começar (clique no link para comparar), chegou a hora de analisar aquilo que assistimos e fazer um balanço do que está valendo a pena ver e o que não está.

Assim como os outros posts, esse texto serve não somente como uma fonte de informações que os leitores podem usar para escolher com mais facilidade o que assistir, mas também como um espaço para fãs discutirem o que estão achando dessa temporada e de seus animes, algo fundamental para um blog e uma comunidade de fãs.

Diferente do que fiz no passado, dessa vez irei colocar os animes de acordo com a sequência crescente de episódios assistidos. Vamos nessa!

Não quis arriscar ou não tinha visto a temporada anterior

Diabolik LoversMeganebu!Gaist CrusherTesagure! Bukatsu-mono; Aikatsu! 2; IS: Infinite Stratos 2; Freezing Vibration; Little Busters! Refrain; Magi: The Kingdom of Magic; Hajime no Ippo: Rising; Phi Brain: Kami no Puzzle 3; Kakumeiki Valvrave 2; Teekyuu 4; Pokemon XY; Strike the Blood; Tokyo Ravens; Unbreakable Machine-Doll;

Ainda quero dar uma olhada, mas pela falta de tempo não consegui ver episódio algum

Outbreak Company; Arpeggio of Blue Steel: Ars Nova; Non Non Biyori; BlazBlue: Alter Memory; Yozakura Quartet: Hana no Uta

Vi um episódio e droppei

  • Gundam Build Fighters: Não podem dizer que não tentei, apesar de achar interessante o conceito de usar os modelos de décadas da franquia Gundam para campeonatos entre gunplas simplesmente não empolgou. Realmente acho que Gundam não é pra mim.
  • Yuusha ni Narenakatta: Provavelmente a pior coisa que assisti nesse outono. Fanservice grosseiro, personagens horríveis, história completamente inexplorada, peitos de geléia ridículos. Sem contar a cena ofensiva de um homem passando a mão por baixo da saia de uma das garotas e o protagonista dizendo que ela não deveria se preocupar, ele devia ser uma pessoa solitária. ARGH. Não.
  • Walkure Romanze: Tive profundo medo do cavalo tarado. Personagens clichês em um harém clichê. Único ponto bom é o bonito traço (que se perde na hora do 3DCG para as lutas de justa).
  • Nagi no Asukara: Belíssimo traço e fotografia, premissa boa com nuances de discussão sobre racismo e xenofobia, no entanto, nenhum personagem foi minimamente carismático. Simplesmente não me interessou em nada saber o que vai acontecer com eles.
  • Sekai de Ichiban Tsuyoku Naritai!: Como eu disse no dia que assisti, era mais fácil pegar três, quatro frames, criar um gif e deixar os gemidos irritantes de fundo. 

Vi um episódio, mas ainda quero ver mais quando tiver tempo

  • Kyousougiga: Assisti ao primeiro episódio ontem e nossa, como fiquei divertidamente perdido. Traço estiloso, arte bonita, personagens interessantes, confusão daquelas que deixam você querendo entender o que está e o que vai acontecer! Certamente vou maratonar.
  • Coppelion: Tinha grandes expectativas para esse, mas seu primeiro episódio se mostrou bem fraco e até um pouco entediante. Mas tem muito potencial se souber explorar bem a questão nuclear. Vou esperar a opinião de outros amigos e blogueiros para ver se vale a pena continuar.
  • Log Horizon: Não teve um começo tão bom quanto o de Sword Art Online até por terem propostas completamente diferentes e isso precisa ser levado em consideração. É leve, divertido e tem uma pegada mais aventuresca que pode render uma boa série para se ver quando se tem tempo. Infelizmente por enquanto não é o meu caso.
  • Golden Time: Mais um caso de um anime que quero ver a opinião de outras pessoas para ver se continuo depois. O primeiro episódio foi bem peculiar, parecia estar assistindo a um anime de comédia romântica do começo dos anos 2000. 
  • Galilei Donna: Apesar de inicialmente ter achado a premissa de três descendente de Galilei Galilei ser um tanto quanto forçada, o primeiro episódio mostrou não somente uma animação muito boa como personagens com potencial para criar uma grande aventura. Está no meu radar assim que abrir espaço na rotina.
  • Gingitsune: Adorei o Gin! Também vi o primeiro episódio somente ontem e me deixou com uma ótima impressão, é como se fosse um Hotarubi no Mori e menos dramático pela relação de um ser fantástico do folclore japonês com uma garota humana. Promete! Junto de Kyousogiga é outro que quero atualizar logo.

Dois episódios

  • Miss Monochrome: Não sou fã desses animes curtos, mas o primeiro episódio de Miss me fez rir e por isso arrisquei mais um e a coisa acabou perdendo a graça rapidamente.

Quatro episódios

  • Noucome: EREBE! (a) Continuar a ver esse anime. (b) Droppar. *dor de cabeça* Ok, escolho largar Noucome! Apesar de ter me divertido com partes de cada um dos quatro episódios que assisti, no geral a série começava a se repetir e a piada ia se cansando. O fanservice é exagerado e também foi incomodando cada vez mais. Rendeu bastante, mas não deu pra ver inteiro.
  • Samurai Flamenco: Conforme comentei no post de Primeiras impressões desse anime, Samurai Flamenco certamente foi minha maior decepção nessa temporada, principalmente por ter colocado ele lá no alto. Estou na dúvida se continuo assistindo ou não, mas as poucas mudanças substanciais que aconteceram até o momento não deixaram o anime muito mais interessante que o forçado início. Existe uma mensagem, um potencial,  mas os produtores preferem testar nossa paciência com mais do mesmo (Sim, a Flamenco Girl é algo bem diferente, mas o que ela fez até agora?)

Cinco episódios

  • Yowamushi Pedal: Um dos animes que eu não perco um minuto para assistir! Havia colocado ele como o melhor dessa temporada no seu início e nada de perder fôlego, as coisas só vem ficando mais empolgantes com personagens divertidos e uma história que só me fez querer pegar um bicicleta e sair andando por aí. Sem contar que Onoda é fácil o personagem masculino mais carismático dessa temporada de outono 2013!

Seis episódios

  • White Album 2: Uma bela surpresa e que vem sendo facilmente melhor que o primeiro White Album. Com a proposta de nos apresentar o destino do triângulo amoroso logo no começo da série e nos fazer acompanhar como as coisas se desenvolvem temos um belo romance que só peca um pouco ao exagerar no drama (especialmente da Setsuna), mas conseguiu cumprir a missão fundamental de nos fazer torcer para uma ou outra garota. Com seis episódios terminando de consolidar o triângulo amoroso, espera-se dessa próxima metade grandes emoções!
  • Kuroko no Basket 2: Está no trio de ferro dos animes de esportes dessa temporada (desconsiderando Hajime no Ippo que não estou acompanhando) e também no trio dos melhores animes do outono. Conseguiu manter a fórmula da primeira temporada só que com o bom toque exagerado dos shonens da Jump, com novas habilidades especiais e personagens superando seus limites a cada partida. O episódio seis foi insano e me fez vibrar literalmente com uma cesta, quer mais empolgação que isso?
  • Kill la Kill: Prometeu e cumpriu. É claro que é um anime muito “ame-o ou deixe-o”, principalmente pela animação bem diferente do padrão, da história deliberadamente exagerada, personagens malucos e o fanservice grosseiro. Mas tirando o último item, é justamente tudo isso que fez ficar tão vidrado em Kill la Kill, uma verdadeira ode aos animes do final dos anos 90 e começo dos anos 2000 que vem crescendo episódio por episódio.
  • Kyoukai no Kanata: Ok, o sexto episódio com aquele momento “Idol band” foi completamente esquisito e dispensável. Acredito que foi para tirar um pouco da tensão deixada pelos episódios anteriores, mas ainda assim, estranho. Tirando esse pequeno detalhes temos uma ótima série de ação, com toques sobrenaturais e uma comédia leve aqui e ali para não deixar tudo escuro demais. Só falta um parâmetro para sabermos para onde a história quer ir.
  • Ace of Diamond: Fechando o trio de ferro dos animes de esporte temos a divertida série de baisebol com um protagonista empolgadíssimo, mas leal acima de tudo. Vem construindo a inserção do protagonista no novo time de forma lenta, mas progressiva, nos envolvendo mais e mais na sua ascensão. Quem gosta de um anime de esportes mais pé no chão certamente é a melhor escolha junto de Yowamushi Pedal.

Guia Completo das séries de anime - Outono 2013Agora é com vocês, nessa metade da temporada de outono 2013 o que te empolgou, o que decepcionou? Concorda com a minha lista? Acha que eu deveria ver algum anime que deixei pra trás? Deixe seu comentário!

42 respostas em “Temporada de Outono 2013 – Comentários entre a temporada

  1. Saudações

    Sempre que vejo alguém abandonar um anime no primeiro episódio, não importa qual, fico pensativo. Não sou adepto desta prática, nem um pouco. A prova disto está em seu post, nobre Denys, onde coloco Nagi no Asukara como uma vertente geral de minha afirmativa.

    Concepção pessoal: o anime só melhorou desde o seu início, mas enaltecer um tipo de propaganda aqui para que seja assistido é também algo que não concordo em fazer, nobre.

    No mais, Kill la Kill para mim é só diversão e mais nada. Rio bastante com a obra e me sinto atirado na tela quando ocorrem as lutas exageradas com os gritos ensurdecedores dos personagens. Não o enxergo como o melhor anime da temporada (dificilmente um top’5), até por questões bem pessoais (gosto, por exemplo).

    De forma imediata, dentre os animes (15) que estou assistindo na temporada, minha apreciação em ordem decrescente assim está: White Album 2, Little Busters! Refrain, Kyousogiga, Kuroko no Basket 2, Kyoukai no Kanata, Yowamushi Pedal, Gingitsune, Kill la Kill, Nagi no Asukara, Magi: The Kingdom of Magic, Galilei Donna, Coppelion, Golden Time, Aoki Hagane no Arpeggio: Ars Nova e Meganebu!. Entretanto, apenas o último anime citado me dá real vontade de droppar, muito embora eu não planeje fazer isto.

    White Album 2, Little Busters! Refrain e Nagi no Asukara estão formidáveis no quesito sentimento. Destaque total para a primeira obra citada, que até aqui tem toda uma reverência especial de minha parte.

    Kyoukai no Kanata #6 foi um episódio ao melhor estilo KyoAni de ser. Longe do foco da novel sim, mas preciso no quesito entretenimento e também no apelo de fundo, tangendo a uma maior união do quarteto de protagonistas. Coppelion tem melhorado muito após “o fatídico segundo episódio”, e tem realmente chamado a atenção para a politicagem e os excessos humanos (que cismam em não aprender com os próprios erros, como faz contar a história do anime).

    Golden Time tinha o frescor do harém e agora tenta ter a chamada para o romance. Bem pautado neste aspecto e de serventia notável. Aoki tem melhorado também, enquanto Galilei Donna tem dado foco maciço na caça ao “Tesouro de Galileu”.

    O que posso falar da temporada até o presente momento é isso, nobre Denys.

    Até mais!

    Curtir

    • Carlirio, compactuo com a sua ideia em relação ao ato de “droppar” alguma série. Simplesmente não consigo. Prefiro dar tempo pra estória se desenvolver. Mas acho que isso é de cada um, mesmo.

      Graças ao seu comentário e muitos outros que leio por aí, já cogito assistir White Album 2. Parece ter muito potencial.

      Abraço.

      Curtir

      • Saudações

        Sim, Pedro, isto varia de cada um. Para tanto, podem existir diversas razões. Não há problema (a maioria delas perfeitamente compreensíveis). Mas ainda é um ideal que não lanço à frente no quesito “apenas um episódio”.

        Quanto à White Album 2, peço apenas para não se deixar levar pela temporada predecessora da obra, datada de 2009. O dígito “2” pode enganar bem neste quesito, nobre.

        Se minhas palavras tiveram tal alcance, fico imensamente agradecido ao saber disto.^^

        Até mais!

        Curtir

    • Saudações

      White Album é uma prequel da série antecessora. Em outras palavras, não é uma continuação direta de tal.

      A única coisa em comum (cem porcento) entre ambas está no fato do álbum “White Album” ter sido lançado. No mais, fatos inéditos e sem colocação com a temporada anterior da obra.

      Até mais!

      Curtir

        • Saudações

          Sim, nobre. Existiu.

          White Album teve uma primeira temporada, que contou com um total de treze episódios que foram ao ar na primeira temporada de 2009 (entre janeiro e março do citado ano). A sequencia direta de tal anime foi White Album Second Season, que também totalizou treze episódios e foi ar na última temporada de 2009 (de outubro à dezembro).

          A história contava com alguns elementos da temporada atual, mas como se nota na mensuração, o dígito “2” tem unicamente a ideia de identificar uma nova série dentro do título pressuposto, uma vez que o mesmo já teve a sua continuação.

          White Album 2, em si, é uma série animada nova dentro de tal universo, não indo além do fato de ser uma prequel do White Album de 2009.

          Até mais!

          Curtir

  2. Devo dizer que concordo com o Diogo quando ele diz que a sexualização das personagens de KlK é propositalmente grosseiro e exagerado. Faz parte de todo o exagero com o cotidiano escolar que o anime se propõe a ter.

    Curtir

        • Não tive o nível de interpretação da Roberta, mas também entendi que a sexualização das garotas de KlK não é gratuito.

          Curtir

          • Saudações

            Na verdade a nobre Roberta tem feito alguns posts sobre Kill la Kill não com o intuito de defender isso ou aquilo, ou de menosprezar isso ou aquilo…

            Ela lançou, baseada em muitas pesquisas, pontos de ligação em comum que vão daquilo que os episódios passaram (frontalmente) até um significado mais “escondido” do qual ela foi atrás (pesquisa).

            Como ela conceituou, os posts serão feitos na medida em que ela se sentir à vontade para fazê-lo, tanto que nem dar nota aos mesmos ela deu, justamente por não se tratar de comentário semanal mais comum, mas sim de um post de caráter mais comparativo e de informação.

            Em outras palavras, não acho que seja [nível de interpretação] o foco da questão, mas é inegável o esmero que a nobre amiga teve com o trato e cuidado de tais textos. Ter a sua opinião, mesmo após lê-los, é perfeitamente normal e não há descrédito algum nisto, nobre (embora não tenhas citado isto preferi assim mensurar de momento).

            Até mais!

            Curtir

  3. Olá, Gyabbo. Gosto muito de seus textos…

    Bom, sinceramente, quase nenhum anime dessa temporada me chamou realmente a atenção… O que é estranho.

    Estou assistindo Pokémon XY e devo afirmar que essa temporada promete ser uma das melhores. Os personagens mostram suas personalidades a todo o momento! Ash, Bonnie, Clemont e Serena estão sendo muito bem desenvolvidos! Sugiro darem uma olhada.

    Assisto também Outbreak Company que, por mais que exista sim o fanservice no anime, ele não é exagerado como em Kill la Kill, onde peitos são mostrados a todo o momento. Acho a história boa e que desenvolvem temas interessantes, como as diferenças entre classes sociais e raciais.

    Também assisto Kill la Kill que, para mim, está sendo totalmente diferente do que já assisti (por mais que me lembre um pouco a primeira série de Dragon Ball, inclusive o traço e a animação)… Tô gostando demais! (por mais que exista o fan-service exagerado).

    Tô assistindo também Saint Seiya Omega, que estou quase dropando, pois estou achando essa fase MUUUUUUUUUUITO CHATA, por mais que exista a aparição de antigos cavaleiros.

    Espero que, na próxima temporada, Danganronpa ganhe uma nova fase e Gatchaman também. Adorei esses dois animes.

    Curtir

  4. Yowamushi Pedal e Ace of Diamonds até agora não falharam em me fazer rir, e muito! Estou gostando muito dos dois, só acho o protagonista do Ace of Diamonds meio escandaloso e gritão demais em alguns momentos mas por enquanto não chega ao ponto de incomodar.

    Kuroko no Basket 2 está fantástico, mesmo já tendo lido a fase atual no mangá ainda fico de boca aberta a cada episódio… Torcendo muito pra que o anime vá pelo menos até a segunda partida contra Touou!

    Curtir

  5. Eu só nao concordo com a parte do drama exagerado em white album. Clannad tem drama exagerado, ano hana tambem e ate toradora. Mas white album é um drama simples, sem toques de exagero…

    Curtir

  6. Olha, eu tava quase dropando KLK, ainda mais depois daquele episódio de chegar cedo na escola q foi praticamente o episódio todo de fan-service. Mas ainda bem q eu dei uma última chance pra ele e finalmente consegui ver um pouco de seriedade nessa animação. É claro q ainda não acho q é o melhor da temporada, mas subiu bastante no meu conceito. E esse último episódio me empolgou de verdade, eu mesmo estava torcendo pro Sanageyama, ainda mais depois do sacrifício dele. Só queria q o uniforme Goku dele não fosse parecido com um Transformer, ele poderia ficar com uma roupa mais bolada na hora da luta.

    KnK eu to curtindo bastante tbm, a animação é uma das mais bonitas junto com Nagi. Vc mesmo já disse a minha opinião. Mas eu curti o momento Idol, a coreografia ficou bem bolada tbm kkkkkk.

    YowaPeda é o melhor da temporada pra mim, é o único anime q eu vejo até a opening com empolgação. Sério, ele é muito bom e como vc disse, Onoda tbm é pra mim o melhor personagem da temporada (ok, pra vc é o melhor “masculino” mas pra mim é o melhor). Nem tenho muito o q falar dele.

    Kuroko está mantendo o mesmo ritmo FODA da temporada passada.

    Sobre Golden Time, eu recomendo q vc continue. Está muito bom. Por enquanto está sendo um dos melhores animes de romance q eu já vi, só vou ter certeza quando acabar mesmo. Ele tem uma comédia na medida certa e um drama muito forte.

    Agora sobre Unbreakable Machine, eu acho q vc deveria ver pelo menos o primeiro episódio. É um anime q eu mesmo não tava esperando nada demais, pois a sinopse não me atraiu, mas eu tava de férias mesmo e com tempo sobrando então eu resolvi ver sem compromisso. Eu não me arrependo, está sendo um ótimo anime tbm. O personagem principal é bastante carismático tbm, eu recomendo muito q vc veja pelo menos o primeiro episódio e decidir por si mesmo se vai ver.

    Curtir

  7. A maioria dos personagens dessa temporada são o principal ponto negativo nos animes, seja pela atual falta de desenvolvimento ou pelo excessivo ‘você tem que me amar’ que é o caso de nagi no asukara, galilei dona e coppelion, mas ainda a esperança pois todos tem temáticas muito interessantes. As maiores decepções para mim foram yozakura quartet: hana no uta, que se revelou uma historia confusa (mas diferente de kyousogiga que tem a intenção de ser confuso),que não desenvolveu um plot até agora mas principalmente por não ter nexo nenhum com a primeira temporada,
    galilei dona não me interessou e continua a me decepcionar, já samurai flamenco apresentou uma premissa interessante mas que não esta sendo bem aproveitada (e o aparecimento da flamenco girl não ajudou em nada.
    Quanto as grandes surpresas kill la kill entra justamente pelo fato de eu não estar esperando muito desse anime, mas devo admitir que desligo o cérebro para assistir,
    yoamushi pedal e kyoukai no kanata corresponderam bem a expectativa ( ignorar o episodio 6 desse ultimo).
    Mas a cereja do bolo dessa temporada é com certeza kyousougiga: era um anime que quase passou despercebido mas que se revelou uma historia interessantíssima com uma narrativa que te prende a historia fazendo você aos poucos se importar com praticamente todos os personagens da familia.

    Curtir

  8. Gyaboo vc deveria assistir:
    Unbreakable machine doll, é um otimo anime com um protagonista muito bom o enredo esta se desenvolvendo gradualmente de uma forma muito boa.
    Kakumeiki Valvrave ta muito bom a segunda temporada a trama se aprofundou muito da primeira para a segunda temporada e pode se notar uma evolução nos personagens é o melhor anime de mecha de 2013 na minha opinião, pergunte mais para o Sakuda se me lembro bem ele esta esperando muito desse anime.
    Arpeggio of blue steel tirando um pouco o fanservice é bom e as batalhas são empolgantes confira pelo menos a opening dele que vc ja vai saber se ira querer assistir ou não.
    Blazblue alter memory ta dificil entender a historia mais o poderes dos personagens são legais.
    Tokyo Ravens ja ouvi muitos falarem que o enredo é clichê mas tambem falaram que KLK tambem era mesmo assim muitos estão assistindo, vale a pena dar uma confirida recomendo assistir pelo menos 3 episodios se não gostar é só dropar.

    Curtir

  9. Neste momento acabo por acompanhar 17 animes(contando com o Monogatari) e achei alguns interessantes, outros assistindo apenas para ocupar meu tempo(uma vez que estou de férias), e apenas 3 que me deixam ansioso pelo episódio seguinte.

    Não vou me ater muito a detalhes por questão de que posso acabar dando spoiler, mas venho dizer para dar uma chance a Golden Time e assistir ao menos até o episódio 6, aí sim decida o que fazer.

    Antes de assistir o 1º episódio fiquei com um pé atrás se valeria a pena correr o risco de perder 20 minutos de meu dia assistindo, e devo dizer que na atual situação do anime, sinto que eu ficaria frustrado caso não estivesse acompanhando.

    Gostei muito da forma como o humor é feito e de como o romance foi colocado na obra, e devo dizer que se fosse para escolher algo que realmente me surpreendeu, seria o Golden Time, o qual eu achei que seria “só mais um” nessa temporada.

    Caso eu tivesse que fazer uma rápida lista do top 5, ficaria na ordem: Golden Time, Kyoukai, Machine Doll, Kill la Kill, e Magi. Mas bem, isso é puramente uma questão de gosto e preferências, por exemplo, estou um pouco curioso com Tokyo Ravens e Strike the Blood já que espero que apareça algo para salvar ambos…

    Tem muitos que foram comentados aqui que ainda não dei uma chance, seja por motivos da minha internet estar me trollando ultimamente, ou até mesmo por algum preconceito, um exemplo é o Yowamushi Pedal que irei dar uma chance e assistir para ver do que se trata.

    Curtir

  10. Não assista Coppelion! Só estou assistindo por falta de amor próprio, mas como você, tbm era um dos quais tinha expectativa, mas é um puta tédio! Outro motivo pelo qual estou vendo é pq ainda acredito que dá pra melhorar, mas acho melhor você nem perde seu tempo.

    Curtir

  11. ah sei lá, mas eu estou gostando muitíssimo de orecome, mas eu sinto que eles estão alternando, um episódio de explicação outro comédia, mais parece que trocam de responsável pelo episódio, pois muda as características do foco, ah sei lá, não entendo muito a parte técnica de anime.

    Curtir

  12. Como assim droppou Nagi no Asukara!!!! Ele está sendo um dos mais encantadores da temporada, juntamente com Kyoukai no Kanata!
    Kill La Kill é muito divertido e está ficando cada vez melhor, Golden Time é bonitinho, romantico, tipico anime para se relaxar e passar o tempo.
    Esses são os que acompanho avidamente e por enquanto são os melhores.
    Mas ainda quero assistir a vários outros da temporada.

    Curtir

    • Saudações

      Nagi no Asukara está deveras chamativo, nobre Samantha.^^
      Estou curtindo muito o envolvimento entre os personagens, que por sinal certos sentimentos estão aflorando de uma form amais rápida entre eles, antes do que eu podia presumir.

      Até mais!

      Curtir

  13. Realmente tinha a sua opinião cuspida e escarrada quando vi o primeiro episódio de Nagi, mas agora com 6, a história só está sendo boa e agradável exatamente pelas relações dos personagens, acho que deveria continuar pelo menos até o três, infelizmente a gente deixa de ver muita coisa por causa do 1° epi. Se tanta gente não tivesse elogiado, eu teria dropado Gatchaman Crowds no 1° epi por exemplo, que achei e ainda acho horrível, mas teria perdido o que realmente se tornou uma ótima série.

    Coppelion ou Golden Time eu acabei dropando recentemente, porque realmente tinha potencial, mas não deu. Coppelion eu gostei do primeiro epi, achei o ritmo lento essencial, mas depois só fez a história ficar fraca, se bem que é muito por causa do roteiro e tem um chororô do caralho. Eu não consigo sentir seriedade que a história tenta passar, provavelmente por causa do traço genérico(as bordas grossas e a palheta eu adoro, mas o design em si, é muito sem personalidade.) Já Golden Time, sinceramente, a culpa não é do roteiro, e sim da adaptação para anime. Design também genérico, ritmo ruim, animação fraca, enfim, o que mostra que Toradora fez o que fez porque teve uma excelente staff, o que parece que Golden Time passa longe de ter.

    Log Horizon, sinceramente, tá bem mais interessante que SAO pra mim, o primeiro epi de SAO é ótimo, mas o resto fica fraco em comparação, e até a primeira saga acabar fica agradável e divertido, mas nada muito bom, por isso acho meio injusto comparar com um ótimo primeiro epi. Mas enfim, Log Horizon só melhorou e está realmente com uma perspectiva bem diferente de SAO, está sendo construído aos poucos, o maior problema ao meu ver é que a direção é muito contida, falta intensidade em algumas partes que poderiam ser mais divertidas se houvessem. Desde a animação da abertura, que poderia ser excelente, mas é só boa por causa que a animação não conseguiu acompanhar o ritmo ou a qualidade da música. Até alguns momentos importantes, dá vontade de dizer “Ei, esquece um pouco a calma e bota a pose de forma bem estilosa, com impacto, o dublador falando com mais vontade!” Não sei se porque estou assistindo TTGL agora também, mas acho que esse é o principal problema, mas no final, está rumando para algo cada vez mais interessante.

    Galilei Donna achei bem fraquinho também, vi até o 3° epi e sinceramente não me convenceu. Eu não me lembro do 1° epi, mas não achei nada boa a animação dos episódios 2 e 3. Ficou confuso, roteiro jogado e não encontrei nenhum carisma, não quis arriscar.

    Samurai Flamenco é o que tenho sentimentos mais controversos, eu esperava bem mais também, mas não acho que esteja ruim. Não sei se é porque vejo potencial não aproveitado, mas continuo a ver. No entanto compreendo as pessoas que droparem por não gostarem ou por acharem uma versão fraca de Kick Ass, ainda gosto de ver, mas não tenho certeza o quanto isso vai durar.

    Yowamushi Pedal realmente está muito interessante. Está com um ritmo muito bom, consistente, e está trabalhando bem toda a ambientação e os personagens antes do esporte começar de verdade. Depois de Slam Dunk, percebi que realmente na maioria dos casos, esse é o melhor a se fazer, quando se tem um protagonista que não conhece o esporte ainda.

    Kill La Kill ótimo claro, e lembrando sempre os textos do Elfen Lied Brasil sobre o anime, mostrando como em uma obra que parece ser tão superficial consegue ter várias camadas a um olhar mais atento. Até o fanservice eu consegui aceitar depois de ler os textos, embora ainda me incomodasse no início(agora já diminuíram bastante, tá só 3 segundos da transformação da Ryuuko praticamente, tirando a luta se contar)

    Kyokai está muito bem também, confesso que achei mediano no começo, mas o 4° episódio me pegou de vez. Lembro que você comentou que foi clichê no twitter e realmente o foi, mas em nenhum momento na execução eu fiquei com aquele pensamento: “Cara, eu já vi isso em algum lugar”, o que é essencial no uso do clichê, fazer o mesmo, mas de um jeito que tenha personalidade o suficiente para que não atrapalhe o leitor pensando que é genérico. Eu gostei do episódio 6, foi pura comédia mesmo, e como fizeram obviamente só para brincar, fui na onda, mas claro que pra história geral foi muito esquisito xD

    Ace eu sinceramente não gostei muito. Não senti apego pelo personagem principal, nem por ele, nem pelos outros. Junta ao fato de que como Baseball é como o Futebol no japão, não irão explicar nada sobre as regras do jogo(e eu não sei nada de baseball) então nem vontade de fazer aquele esporte, típico das histórias do gênero eu senti, além de não curtir o traço(aqueles lábios me dão pesadelos) então vou ficar só com Pedal nessa temporada, já que estou paralisado na primeira sessão de Kuroko ainda.

    Acho que o saldo da temporada até agora é bom. Não ruim e nem muito bom, mas considerando no geral, tá divertido, dá para aproveitar.

    Enfim, o resto que não comentei foi porque não assisti. Vlw e Até mais

    Curtir

  14. Bom dia! A muito não escrevo aqui. Li varias respostas. Algumas bem irritantes, mas como dizem opinião deve ser respeitada ou ignorada mas sem ficar discutindo. Indo agora ao ponto. Melhor anime ate o momento: Yomamushi Pedal. Pior anime: Diabolik Lovers. Anime interessante: Coppelion. Nesse caso uma breve explicação. O anime tem ação e ações repetitivas sem muitas mudanças. Tem motivo. (agora vamos aos spoilers então não leia se nao quiser ficar de mimimi).
    Elas foram criadas geneticamente para suportar as condições extremas da radiação. Desta forma não tem família, não tem passado, somente sua educação escolar-militar. Coppelion vem de boneca ou seja não são consideradas humanas e sim ferramentas. Elas lutam para resgatar sobreviventes que não quiseram sair ou ficaram presos na antiga capital Tóquio. Elas sofrem, choram, se frustram, e seus superiores, tirando o Vice-diretor, so as veem como ferramentas (como bem marcado no episodio 5) Agora está sendo mostrado que há outros grupos que não eram mencionados porque o vice-diretor so controla a de resgate medico, mas mexeu seus pauzinhos para chamar o grupo de limpeza (se e que vc me entende) que aparece apenas um membro (há outros) treinados para matar sem nenhum remorso. Pelo visto havera confornto entre os coppelions devido a missão de cada um havendo questionamentos de ordem ética e moral. Fora o mistério porque as pessoas optaram por não sair e do lixo sendo escondido la por uma empresa misteriosa. Fica a dica para assistir.

    Curtir

  15. Complementando. Ainda dos novos animes assistindo Outbreak Company (otimo!!) Strike the Blood (ainda nao sei a que veio); Arpeggio of Blue Steel: Ars Nova (me interessou a questão dos IA’s tentando serem autônomos quanto as suas decisões e objetivos); das continuações Freezing vibration e Kakumeiki Valvrave 2 (respondendo muito bem as expectativas) Phi Brain infelizmente deixei de acompanahr (mas baixando) e dos fora da temproada nunca curti anime de esportes, mas gosto de boxe e gostei muito de Hajime no Ippo (assisiti os 76 episódios da primeira temporada nos ultimos 10 dias :) )e o anime Bartender que mostra muito mais do que simplesmente uma bebida e uma conversa com um bartender….esperando mais episodios!!!

    Curtir

  16. Eu assisto pouquíssimas séries por temporada, então não tenho muito o que comentar aqui. Só te digo uma coisa. VÁ ASSISTIR KYOUSOUGIGA. JÁ! Kill la Kill pode ter mais hype e ser mais pop, mas Kyouso certamente está entre os melhores da temporada (na verdade para mim ele já é O melhor, mas isso é questão de gosto). Semana que vem vai passar um especial sobre Kyoto no lugar do episódio da semana (T.T), então é um bom momento para você alcançar a série, se assim quiser, =).
    No mais, a segunda temporada de Kuroko está ótima, e promete ficar ainda melhor (próximos episódios = *FEELS*, rss). Agora eu preciso alcançar os outros animes em que estou atrasada, quando eu tiver um tempinho para respirar (e não estiver usando-o para ler e comentar nas internetes, huehuehue).

    Curtir

    • Saudações

      Kuroko no Basket 2 e Kyousogiga tenho assistido por indicações indiretas no Twitter, e meu arrependimento é zero quanto à isto. No que tange ao segundo anime por mim citado, o chamo carinhosamente de “Uchouten Kazoku da temporada”, uma vez que seu apelo visual e foco de história emblemática são muito próximos, entre uma obra e outra.

      E justamente esta história a de Kyousogiga, poderá afastar a muitos do anime. Não é algo que você entenda de momento. O anime tem outro escopo de direção neste sentido. Mas isto não é um demérito (ao meu ver), pois a obra tem se saído muito bem em sua proposta.

      É um anime que entrou fácil em meu top’5 da temporada, nobre Angélica.

      Até mais!

      Curtir

  17. Por partes:

    Nagi no Asukara é muito bom ao que se propõe, a temática é bem madura até para os personagens que vivem a estória. Só está melhorando!

    Golden Time segue um padrão semelhante de Nagi no Asukara, apesar de ir mais pro lado de comédia romântica. O último episódio foi muito bom, com um grande choque no enredo, entretanto, senti que a fluidez dos acontecimentos está acelerada demais.

    Miss Monochrome é legal, só. Mas é bom pra estabelecer o intervalo entre séries. Às vezes muito engraçado, às vezes é só legal, mesmo.

    Samurai Flamenco também vem sendo uma decepção pra mim. Não é horrível, nem deixei de acompanhar, mas falto algo pra torná-lo singular. Parece que sempre tem potencial pra crescer, mas se perde no caminho. Talvez se desenvolvessem mais os possíveis casais seria algo diferente.

    Yowamushi Pedal foi a minha maior surpresa. Um anime de esporte que parece até descompromissado com o próprio. É daqueles que eu fico torcendo pelo protagonista em cada episódio e a resposta é sempre muito boa! Não bastasse isso tudo o elenco de personagens em sua maioria é bem carismático.

    Kuroko continua sendo Kuroko, cada vez melhor! Não vou me estender, o pessoal que curte entende o que quero dizer.

    Kill la Kill junto com Aku no Hana são os melhores do ano pra mim! Com propostas bem artísticas que dividem opiniões. No meu caso, vejo Kill la Kill como um anime que sabe pra onde vai. Além da ação, muita comédia pautada nos clichês da sociedade. É sem pudor com poder!!!

    O que eu não assisti ainda é por falta de tempo, dos citados ainda quero ver BlazBlue: Alter Memory, Kyousougiga, Log Horizon, Gingitsune, Kyoukai no Kanata e Ace of Diamond.

    Curtir

  18. Recomendo Outbreak Company e Golden Time.
    O 1º eu achava que ia ser completamente diferente, aquela sinopse do “Missionário Moe” não tem nada a ver. ._. Ele simplesmente vai para uma local que desconhece a cultura otaku e dá-la a conhecer, no máximo “missionário otaku”. lol O que mais me agrada é mesmo a diferença na cultura do personagem principal e das pessoas “daquele” local. Aconselho muito, é um dos que mais tou a gostar nesta temporada. ^_^
    O 2º é um romance por isso se não gostarem de romance talvez não seja uma boa aposta mas a mim agradou-me bastante. Bons personagens com bons relacionamentos e um bom desenvolvimento da história. Sempre que o episódio acaba fico com vontade de ver o próximo o que para mim é muito importante.

    Curtir

  19. Recomendo assistir Outbreak Company, é engraçado e ainda tem aquelas “reflexões” de porque aquele mundo é assim… Muito bom!

    Dropei Kyoukai No Kanata, Coppelion e Samurai Flamenco, todos no episódio 4!

    Kyoukai No Kanata: Garota moe e protagonista imortal, indomável, monstro, foderoso e blabla… ridículo
    Coppelion: dormi os 4 episódios, sério
    Samurai Flamenco: modelo super-herói que não sabe lutar e só faz merda…

    Kill La Kill, Yozakura e Diamond No Ace estão bem legais… tirando o superfanserivce do Yozakura.

    Curtir

  20. Kill la Kill parece uma “bagunça organizada” a principio tudo pode parecer muito afobado, exagerado, mas se você olhar bem, vai ver sentido naquilo tudo.

    Samurai Flamenco no primeiro episódio não me agradou, eu até pensei em continuar assistindo sem pretensão nenhuma só pra ver como se desenrolaria. Mas hoje é um dos que eu mais espero pra ver, ele é completamente diferente do que eu imaginava, eu imaginava uma coisa mais seria, um cara qualquer sendo treinado por uma organização secreta pra virar um super-herói fodástico. Mas ainda bem que eu imaginei errado.

    Kyousougiga tem a melhor estória dessa temporada, sério. Todos os personagens estão entrelaçados, a estória e toda fechadinha, enfim esse vale muito apena assistir.

    Yowamushi Pedal, porra, olha o Onoda, se você não gostar do Onoda você não vai gostar de Yowamushi Pedal.

    Kyoukai no Kanata, outro muito legal, as cenas de ação estão ótimas a estória também parece ser bem redonda, os personagens são muito carismáticos (eu tenho vontade de morder a Mirai toda vez que eu vejo ela) apesar que no inicio eu imaginei que ela sofreria mais preconceito, pelo o que foi mostrado no primeiro episódio.

    A grande surpresa e o fato de não ter estreado Pupa, outro que eu queria muito ver, Pupa estava previsto para ser lançando nessa temporada, mas até agora nada. Inclusive, Gyabbo, você sabe algo a respeito de Pupa?

    Curtir

  21. Samurai Flamenco melhor da temporada facilmente, maioria aqui prefere explosões e ação etc, eu sou muito mais de uma paródia e personagens bem desenvolvidos.

    Curtir

    • Nada contra explosões e ação, mas não fui isso que fui atrás em Samurai Flamenco, fui justamente atrás de personagens bem desenvolvidos e até agora não encontrei.

      Gyabbo!

      Curtir

  22. bem pessoal eu estou tentando recuperar o tempo perdido pois eu tive que parar de assistir animes desde 2002 devido a problemas de saude e trabalho e agora tenho umas ferias prolongadas de um ano e por isso estou tentando recompensar os 12 anos sem assistir e fazendo uma seleção de todos aqueles que valem a pena ser assistidos pois é impossível assistir todas as obras e por nem todas me agradar pois eu não sou fan de cenas explícitas ou fanservice como vcs dizem e eu sou fã de animes de lutas ou animes de temáticas interessantes como hellsing, kino no tabi, shingeki no kyoujin ou de comédia como gintama , sendo meu preferido hunterxhunter é o ging sendo meu personagem de anime preferido por isso eu queria que vocês me indicassem animes interessantes não importa a data para assistir ou lista montadas nesse site ou qualquer outro pois ajudaria minha busca muito então desde já agradeço

    Curtir

Comente e participe da discussão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s