Fullmetal Alchemist: Brotherhood, K-ON! – Primeiras impressões

Olá a todos em mais um domingo. Apesar de não ter sido um dos melhores, isso não é motivo para não postar, certo? Aproveitando a chance, viram o último episódio de Soul Eater? Foi MUITO ruim. Os produtores não sabiam mais o que fazer e terminaram daquele jeito. Uma pena, Soul Eater começou tão bem, agora é ler o manga. Mas hoje vou falar dos três animes da nova temporada que comecei a acompanhar:

Fullmetal Alchemist: Brotherhood #1

FMA2

Falar de Fullmetal Alchemist já é algo complicado. Comparar FMA com alguma coisa é mais complicado ainda. E comparar FMA com… FMA?

Lembro que FMA foi o primeiro anime que baixei por torrent e possivelmente foi o primeiro que assisti com legendas em inglês e foi um dos momentos mais marcantes da minha vida de fã de animes. O início do primeiro episódio, aqueles gritos de desespero do Ed, o sangue, tudo escuro, foi marcante. E é aí que começam as diferenças.

Brotherhood (vou falar de FMA2 assim, ok?) não é ruim, definitivamente não, mas nem de perto tem um primeiro episódio como FMA. Claro, seria chato se eles tentassem fazer a mesma coisa novamente. Quando anunciaram esse “remake”, muitos se perguntaram como fariam com os primeiros capítulos, que é bem próximo do manga. Ficaria igual a FMA? Acho que esse primeiro capítulo responde bem essa pergunta.

Um erro que eu acredito que não deveria ser cometido, mas que é inevitável, seria comparar uma série com a outra. Digo que é inevitável por questões óbvias, mas você com certeza aproveitará Brotherhood melhor se esquecer que já existiu outro FMA.

Saindo das comparações (ok, FMA parece melhor que Brotherhood, ok? Está satisfeito?), a animação está boa, especialmente nas cenas de ação, só achei o desenho pouco detalhado, mas nada que atrapalhe. O trabalho dos seiyuus está bom, a abertura é ótima e a ending tem uma animação interessante. Um ponto que achei interessante foi a maior interação entre Ed e Al durante as cenas de luta, dando mais espaço para o irmão menor. Outra coisa que me chamou a atenção foi a aparição do Führer Bradley, deixando-o mais misterioso.

Enfim, Brotherhood promete, tem todos os elementos que fizeram de FMA o que ele é hoje, inclusive as piadas com a altura do pobre Ed, se será melhor ou não que FMA anterior é difícil dizer, mas que tem tudo pra ser um ótimo anime, com certeza tem!

K-ON! #1

K-ON!

Apesar de eu não ter colocado na minha list do que realmente quero ver nessa temporada, estava de olho em K-ON! desde que a primeira lista saiu. Afinal, para quem não sabe, sou um grande fã de “Slice of life“, principalmente escolares. Unindo isso a música e garotas kawaii, o que poderia sair errado?

Eu respondo: o excesso.

K-ON! tem uma animação muito boa, tudo é bem fluente e com bons detalhes, principalmente os instrumentos musicais e eles sendo tocados, mais um ótimo trabalho do estúdio Kyoto Animation. O que me deixou levemente irritado, e eu sei que muitos vão dizer “Então por que tu está vendo esse anime?!”, foi o excesso de moe, principalmente da protagonista Yui Hirasawa. Seja na voz, seja no jeito, nos comportamentos, é moe pra todo lado, TODO lado, achei meio exagerado.

Mas a proposta de K-ON! é bem legal, 4 garotas que tentam formar uma banda, mesmo que a guitarrista nem saiba tocar. Acredito que mesmo com esse excesso de moe, o anime vai se desenvolver bem e ainda vai me pegar, continuarei acompanhando e você também devia dar uma chance.

Ah! E tenho que concordar com os blogs Mithril e Tsundere, a ending ficou ótima, dêem uma olhada:

Charady no Joke na Mainichi

charady-no-joke-na-mainichi

Esse eu peguei mais pela curiosidade e pelo fato de ter menos de cinco minutos. Com a proposta de ter um episódio por dia durante um ano inteiro, Charady no Joke na Mainichi tem uma premissa bem simples, contar uma piada a cada dia. O traço é meio esquisito, até por ser feito por estudantes da Universidade de Kyoto, mas pra uma coisa rápida como pretender ser, está bom. A piada em si que é contada no primeiro episódio não é das melhores, mas me fez dar uma risadinha. Quem sabe não melhora?

Esse post foi publicado em Animes, Primeiras impressões e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Fullmetal Alchemist: Brotherhood, K-ON! – Primeiras impressões

  1. Gostei do começo do Full Metal Alchemist, na verdade esse começo da segunda temporada foi mais impactante pra mim do que a primeira temporada. Não só porque já conheço os personagens, como também pelo fato de que não gostava do anime da primeira vez que vi. Acho que deve melhorar nos próximos episódios.

    Já sobre K-ON achei realmente Moe ao extremo. Mesmo quando comparado a Lucky Star e Hidamari Sketch, K-ON ganha nesse quesito. Contudo, o anime está sendo muito bem produzido e tem tudo para ser um sucesso como qualquer obra do KyoAni (com exceção de MUNTO, que no fim nem é tão ruim assim).

  2. Saudações

    Sobre “K-ON!”…

    Embora haja nele um excesso do fator “moe”, devo dizer que essa é uma característica proposital no anime.

    A Yui, personagem principal da série, tem todas as características “moe” em abundância por si só. Entretanto, esse é um dos fatores que me cativou na série em questão…

    O primeiro episódio foi excelente em minha opinião. Acredito também que este anime ainda renderá muitas situações interessantes de se ver…

    Trata-se de mais uma obra de qualidade da Kyoto Animation. E devo concordar com o Leandro sobre “MUNTO”, pois o anime é o mais fraco tecnicamente da KyoAni, e não é ruim…

    Até mais!

  3. tati vorspier disse:

    Fiquei muito interessada em K-ON, principalmente porque também gosto de séries mais Slice of life.

    E sobre Soul Eater, o final foi decepcionante. O preview dava a entender que teríamos um final surpreendente, mas depois de assistir ao último episódio me convenci de que era melhor acompanhar o mangá.

  4. Pingback: Fullmetal Alchemist: Brotherhood – Conclusão | Gyabbo!

  5. Pingback: K-ON! – Editora NewPOP |

Os comentários estão encerrados.