Informações sobre os mangas da Panini em 2012

Nesta tarde de terça-feira (25/01) estive em contato por telefone com Catharine Campos Paulossi, responsável pela área de marketing e produtos da área de mangás da editora Panini. Conversamos por mais ou menos quarenta minutos, onde, além de criar um canal direto com a editora para o blog (e possivelmente para outros blogs também, já que não pedi exclusiva para o Gyabbo!, entendendo que as informações devem ser livres), pude obter algumas informações interessantes que repasso para vocês agora:

A primeira coisa, e acho que é o que as pessoas mais estão querendo saber é sobre One Piece, então vamos lá. O lançamento das edições #1 e #36 (cujas capas você pode ver aqui), programadas inicialmente para Janeiro, oficialmente passam para Fevereiro, contando com um forte esquema de marketing em cima do título, incluíndo comerciais para televisão, parceriais com blogs, propagandas pelo Google, Twitter, Facebook e mais!

Além disso, é importante a garantia dada de que o contrato pelo manga se extende quase que por seu lançamento inteiro, independente do número de edições que ainda venham a ser publicadas, diferente dos contratos costumeiros em lotes, o que deve evitar atrasos para renegociações do manga. As assinaturas de One Piece deve sim acontecer, mas possivelmente apenas a partir do segundo volume em diante, visto que ainda está em estudo.

Sobre os outros títulos anunciados, vamos à programação inicial dos mesmos (podendo haver alterações):

Março: Dragon Ball (Versão Tankohon similar à One Piece e Naruto desde o início).
Abril: Monster (Desde o começo e não será a mesma capa usada pela Conrad) e Ouran (edição final).
Maio: Retorno  de Highschool of the Dead com o volume #07.
Julho: 20th Century Boys e Black Butler.
Agosto: Mad Love Chase.

Catharine afirmou ainda que nenhuma série será mais cancelada pela editora, ainda que demore para retornar e que venda mal como foi o caso de Otomen e Kekkaishi, sendo este último o pior título em vendagens de toda história da editora com a parte de manga. No entanto, para felicidade geral (ou não, já que pelo visto poucos compram), o manga volta a ser bimestral a partir de Maio.

Sobre os shoujos, uma informação triste para os fãs. A editora confirmou que encerrará primeiro as séries começadas contando com apenas um ou dois lançamentos neste ano de 2012. Apenas em 2013 tem-se como objetivo trazer novos títulos shoujo para o Brasil, afim de atender todos os públicos de mangas, independente da rentabilidade do tipo produto em questão. É importante destacar, porém, que Kimi ni Todoke e Maid-sama foram títulos que vem agradando muito o público e a editora, com Kimi ni voltando em Janeiro, tendo sua edição #6 adiantada.

Existe interesse em novos lançamentos em formato luxuoso no futuro, ainda que Lodoss War – A dama de Pharis tenha vendido poucas cópias (não posso revelar os números, mas foram realmente poucas).

Como já havia sido anunciado anteriormente, os mangas da editora sofrerão um reajusto para R$10.90 por causa do aumento do preço do papel/tinta/licenciantes/etc. Alguns títulos como Vampire Knight e As Estrelas Cantam ficam por R$10.50.

Por último, Catharine afirmou que não houve mudança no papel da editora e que o caso de Sora no Otoshimono foi uma exceção por parte da gráfica e que o erro não deve se repetir em 2012.

Alguns comentários meus em cima das informações: Primeiro é bom saber que One Piece está sendo tratado como merece, principalmente na questão do contrato, assim ficamos mais seguros em comprar sabendo que não teremos paralisações em um título já imenso.

É uma pena que Dragon Ball volte apenas como Tankohon, já que tivemos mais da metade da sua versão Kanzenban lançada por aqui anteriormente. Fica a mesma crítica que fiz à JBC no caso de Cavaleiros do Zodíaco: Por que não procurar a melhor versão do produto disponível ao invés de lançar algo simplesmente em formato tanko só porque anteriormente ele veio em meio-tanko?

Monster retorna do seu início (e eu digo, comprem esse fantástico manga!), o que já era esperado, mas o interessante é o fato de que boa parte dele irá correr junto de 20th Century Boys, caindo por terra uma antiga lenda que rondava o fandom de que só era possível lançar 20thCB após o lançamento completo de Monster.

Temos um ano negro para o shoujo, confirma-se (pelo menos por parte da Panini) que é um mercado notoriamente menos rentável, sem que haja renovação (algo fundamental justamente para se criar um público e aumentar as vendas) dos títulos shoujo finalizados. É esperar por 2013. Mas se você é fã de shoujo, envie seu email para a editora cobrando, porém, mais importante que isso, compre os títulos shoujo disponíveis na banca.

Apesar de eu já esperar que A dama de Pharis tivesse vendido pouco, é lastimável como as pessoas perderam um dos melhores lançamentos de mangas que o nosso mercado já teve. Também é complicado entender como um título tão bom quanto Kekkaishi tenha ido tão mal.

Bem, são essas as informações e os comentários. Se vocês tem mais dúvidas, podem colocar nos comentários que estou em contato direto com a Catharine e, na medida do possível, vou buscar sanar as dúvidas dos leitores. Gostaria de agradecer pela solicitude dela em receber minha ligação e tirar as dúvidas que eu tinha na hora, é sempre bom ver uma editora se movimentando para ouvir melhor o seu público.

Esse post foi publicado em Mangas, Notícias e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

39 respostas para Informações sobre os mangas da Panini em 2012

  1. O Judeu Ateu disse:

    Hummm, realmente o que mais me surpreendeu aí foi a publicação conjunto da Monster (que eu reforço a recomendação, COMPREM!) e 20thCB. Como você mesmo disse, parece que a lenda era só lenda mesmo, que bom né, acho.

    Fico muito feliz por esses dois títulos alis, Panini e LPM são as únicas editoras a trazerem esses títulos mais adultos, acho que o mercado carece disso, muito bom. Espero ver ainda mais lançamentos de Seinens durante o ano :D

  2. Keroicon disse:

    Acho que vou comprar Monster e Black Butler, mas só se a qualidade for boa mesmo! Gostei de saber que a Panini vai investir em marketing com One Piece e seria ótimo se ela fizesse isso com todos os lançamentos dela.

    Será que ainda teremos propagandas de shoujo, ecchi, yaoi…?

  3. Asevedo disse:

    Uma ampliação dos lançametnos para o segundo semestre me parece bem difcil de ocorrer, mas seria interessante surgir com algo repentino, mas pela lista ainda falta a data de lançamento de alguns títulos anunciados não falta?
    Queria entender o que acontece com Kekkaishi, o título é muito bom, mas o marketing em cima dele foi fraco.
    Muito bom a editora estar abrindo este canal com os blogs, acredito que é uma via de mão dupla.

  4. Patrícia disse:

    mas dragon ball será lançando desde o inicio (de novo)?

  5. João Victor disse:

    Parece que Dragon Ball vai sim ser publicado desde o início, e não vai ser na edição definitiva, mas sim a história normal em preto e branco, nada de core por enquanto…

  6. João Victor disse:

    cores* :D

  7. Patrícia disse:

    obrigada! ^^
    que bom ! pelo menos isso!
    e que ruim tbm ~.~
    vou ter q comprar tudo de novo (só tenho alguns volumes da primeira publicação) ~.~

  8. Mauricio disse:

    Fiquei absolutamente embasbacado que Kekkaishi tenha sido esse fracasso gigantesco. Adoro esse manga, acho que é o título mais simpático que temos na bancas e fiquei muito feliz de tê-lo em mãos. Mas acho que pelo jeito, fui o único.

  9. Seme possessivo disse:

    Fiquei absolutamente embasbacado que Kekkaishi tenha sido esse fracasso gigantesco. (2).
    E a impressão que eu tinha daqui, sempre lendo os comentários positivos sobre o mangá, além da choradeira por causa da periodicidade trimestral, era de que talvez não fosse um arrasa-quarteirão, mas vendia. Tô besta. Mas contente por ele voltar a ser bimestral, a Panini satisfez os leitores, eu inclusive.
    No mais muito bom o post, estou gostando muito dessa abertura da Panini para os blogs.

  10. Pss disse:

    Julho será simplesmente épico. Sem mais.

  11. Em primeiro lugar parabéns pelo post.
    Sobre Monster e 20th Century Boys, já foi definido a periodicidade dos mangás?

  12. Digo disse:

    Sera que um destes unicos lançametnos Shoujo será SAILOR MOON e SAILOR V??? Estamos torcendo pra isso!!!!

  13. lfalla disse:

    Legal o post. Fico curioso, e se puderes perguntar num futuro contato, do motivo pelo qual a editora não pode divulgar os dados de vendas e balanço.

    Admiro, respeito e normalmente recomendo empresas com postura transparente perante os consumidores, e essa “vendemos pouco” (embora tu confirme que foi pouco) simplesmente não me diz nada. Não existe um parâmetro pro mercado brasileiro de mangás justamente pela ausência desses dados (enquanto que, como tu mesmo publicou, os mangás nos EUA incomodam o imenso mercado já estabelecido de HQs).

    Abraços

  14. RAEL disse:

    FICO FELIZ POR A EDITORA ESTAR FICANDO CADA VEZ MELHOR,MAS SINTO FALTA DAS EDIÇÕES DE LUXO QUERIA TERMINAR MINHA COLEÇÃO DE KAZENBANS DE DBZ ,FICO NA ESPERANÇA DE UM DIA VER OS MANGÁS DE ZATCH BELL E TENCHI MUYO SEREM PUBLICADOS POR AQUI.

  15. Italo disse:

    Eu queria saber se eles vão relançar berserk em formato de luxo, já que tem aquela enquete bugada no site da panini.

  16. puripri disse:

    Bem eu to triste porque não vê Vampire knight na lista do 1º semestre, espero de verdade que isso mude, já faz um tempo que lançaram o volume 12 né? e fico verdadeiramente feliz com esse marketing todo em cima de One Piece, pq o mangá merece e o mercado brasileiro tambám. E acho que SAILOR MOON pode ser lançado aqui já que nos EUA teve muito sucesso.

  17. Monster disse:

    Gostaria de saber quando vão retomar Gantz, MPD Psycho e também lançar o ultimo volume de Homunculus.
    Aquela enquete sobre a versão de luxo voltou a funcionar, é só logar no site pra poder votar, seria uma boa divulgá-la.

  18. Leodh disse:

    Também quero saber de Homunculus, já que a periodicidade dele é totalmente cagada…
    A retomada de Gantz também é bem esperada, não por mim, mas gostaria da noticia por quem acompanha.

  19. topheira disse:

    Como adoro shoujos, fico triste em saber que vai ser um ano “escuro”, porém, não posso reclamar, pois ano passado tivemos mesmo muitos títulos do gênero.
    Quanto a Kekkaishi, queria MESMO ter acompanhado, mas… eu já acompanho muitos mangás (e o dinheiro é pouco né?). Bom, terei que dar um jeito de arranjar mais dinheiro para comprar One Piece, Dragon Ball, Monster, Mad Love Chace e 20th CB. x_x

    P.S.: hey, a panini também não iria publicar Kurushitsuji? Será que ficou mais para o final do ano? D:

  20. Jonatas P. M. disse:

    Kekkaishi só nao vende bem pois não investiram em marketing,
    Kekkaishi pra mim é disparado o melhor Título em venda atualmente no Brasil, realmente muito bom, porém seu anime não foi muito conhecido aqui no Brasil pois muitos subs “importantes” não lançaram ele.

    Por outro lado é culpa da própria editora, ta na hora de Editora parar de confiar em Popularidade do mangá na internet, e Investir em propaganda!
    Sim pois muita coisa que é famosa na internet é famosa entre os pirralhos e desocupados que perdem o dia todo na net e não trabalham e não tem grana pra comprar nada.
    Sim, arrisco dizer que 70% das visitas de subs e scans são de 16 anos pra menos.

    E Mangá não é coisa de criança, com investimento sério, propagandas bem feitas, campanhas publicitárias inteligentes, o mercado brasileiro pode crescer muito mais!

    É inadmissível um título tão bom quanto Kekkaishi não vender bem no Brasil.

    Espero que Panini e JBC tomem vergonha na cara e parem de se preocupar em fazer propaganda só para alguns títulos, JBC só faz propaganda de CDZ, e Panini só veio a fazer propaganda agora com OP, bom pelo menos disseram que vão fazer, não vi nenhuma fora da internet ainda.

    Quanto ao caso do DBZ não ser a definitiva, e sim só uma versão tanko, nem tenho o que comentar, é triste…

    E tomara que esse mercado alavanque logo, e em todos os tipos de mangás.

    No mais aguardo Ansiosamente por MONSTER! com certeza comprarei.

  21. Leodh disse:

    Até entendo sua revolta, Jonatas P. M., mas acontece que você está vendo tudo mais com os olhos de um fã de keikkaishi. Aconteceu a mesma coisa com One Piece, o pessoal que passou por uma grande decepção com seu cancelamento tem hoje ele de volta. Acho que deveria ficar feliz, pois a lógica de um título que não vende muito é ser cancelado, mas a panini, em consideração aos fãs, preferiu adiantar a periodicidade dele para acabar logo o título. Bom para quem gosta, pois mais rápido vai ter a coleção completa.

    Não acho triste a volta dragon ball em tanko, porque quem resolveu trazer ele em kazenban foi a conrad, e muito provavelmente trazer ele nesse formato deve dar muito mais dor de cabeça para a editora. Particularmente acho o tanko um formato ideal, exatamente o que quero ter em minha estante. rs

  22. Pingback: GeekDama » One Piece da Panini e um exemplo de trabalho

  23. Tang disse:

    Kekkaishi é o melhor shonen em publicação atualmente no Brasil, é uma pena estar vendendo pouco. E pra piorar quando a Panini anunciou a periodicidade trimestral teve muita gente falando que ia abandonar o título. Claro, parar de comprar é a melhor maneira de suportar a série, lógica perfeita. Tomara que não seja mesmo cancelado, senão terei que partir pra edição americana.

    Cadê a previsão do último volume de Homunculus? Cadê Fullmetal Panic Sigma?

  24. Mugi-chan disse:

    Realmente Kekkaishi começa com um ritmo mais parado, mas com o passar das edições fica muito bom, a ponto de esperar anciosamente o próximo volume. Fico impressionado com a pouca vendagem!
    Gostaria de saber se o contrato de 20th CB se estende para 21th CB também.

  25. Clau disse:

    Eu ainda torço para que a Panini traga A rosa de versalhes, se bem que eu acho que não teria muitas vendas, precisaria de uma jogada de marketing antes. Mas se puderem perguntar pra Catharine a respeito de algum shoujo clássico para 2013, seria legal!

  26. Amu-Chan disse:

    Eles poderiam adiantar Gentleman Alliance Cross que esta trimestral para bimestral e terminar logo a série … o mangá já esta concluido no Japão e são onze volumes , sendo o mais atual aqui no Brasil o volume 7, faltando apenas quatro para seu encerramento, adiantar sua publicação ajudaria em relação aos shoujos , pois seria mais uma série concluída…
    Preferia que eles mudassem sua estratégia e optassem por lançar ao mesmo tempo apenas dois titulos do mesmo gênero que já estejam concluidos no Japão, para que a publicação no Brasil fosse de uma periodicidade menor , concluindo logo uma série para depois começar a outra. Pois tem que se levar em consideração que além de mangás já concluidos tem os famosos “em andamento” + outros gêneros , pois apesar de ser mulher coleciono titulos shounen e shoujo , e não da pra comprar tudo ao mesmo tempo, sempre tendo q deixar algum titulo para se comprar em eventos como Fest comix em São Paulo , ou esperar terminar algum titulo que coleciono para poder comprar outro. ( Eu mesma abri mao de Code Geass e Tokyo Mew Mew pq não daria para colecionar junto de Rock in Heaven , Alliance Cross , Black Birdie , D Gray Man, além de títulos da JBC ) e acredito não ser a única a fazer o mesmo. Eles tem que levar em consideração que apesar de existir o termo shoujo e shounen , existem mulheres que leem shounen e homens que leem shoujo, e alguma séria ou outra vai perder em vendas por causa desse público tbm.

  27. Pingback: News World 54 | One Piece Ex

  28. Eu só vou falar algo sobre os Shoujos porque alista não me animou muito, não. o que acho engraçado é que eles nunca investiram nesse mercado no Brasil e esperam que ele surja o nada sendo que o Shonen tá a todo vapor porque sempre houve investimento pesado. O problema dessas editoras é a falta de perspectiva de ampliar mercados porque isso necessita de investimento. Isso é uma lógica falida e muito ruim na maioria das vezes.

    Como se diz em negócios: para fazer dinheiro tem de se gastar dinheiro. Outro problema que vejo é a falta de inbvesimento no mercado e o preconceito crescente contra isso. A própria Valéria do Shoujo café conta vários casos sobre esse problema de investimento de mercado e essa segregação. Daí não sabem porque não há público feminino sendo que para ter um público efetivo ele precisa se criar ele e para isso precisa-se investir nele. O último grande título Shoujo que veio pra cá foi Fruits Basket. Não se investe nisso e não se fala nisso e eu acho errado se conformar com isso. Afinal, o mercado Brasileiro vem investindo em um mesmo tipo de ´títulos faz anos a variabilidade é pouca comparada à tudo o que se publica nos EUA em termos de mangá.

    Li o post todo e vi os links, mas realmente está fraco para o QUE EU esperava esse ano. o bom é que a Panini não vai cancelar mais nada esse ano. Mas ao mesmo tempo essas reedições da jBC me deixam profundamente tristes porque elas deveriam tratar bem o cliente, mas dão um produto igualmente ruim e apenas com mais páginas afirmando ser uma edição definitiva.

  29. João Lago disse:

    Graças a Deus KARIN n vai ser cacelado \oo/ eu temia isso u-u

  30. Luke disse:

    O engraçado é que nos comentários só se ve pessoas e mais pessoas dizendo que Kekkaishi é fantástico (e eu assino embaixo, principalmente no fator -melhor shonen em publicação no Brasil-), como pode vender tão pouco? Se a editora divulgasse números…

  31. Uchisu disse:

    Fico contente que nenhum manga será cancelado e ao mesmo tempo triste por ver que não teremos muitos shoujos esse ano…
    Acho que o grande problema nessas poucas vendas é a publicidade, o mercado de mangas no Brasil ainda é muito restrito, nunca vi um comercial na tv aberta sobre mangas, aii depois a editora reclama que não tá vendendo! É óbvio que não vai vender sem investimentos em marketing. Espero que realmente OP tenha muita propaganda, quem sabe as coisas possam mudar :)

  32. raphael disse:

    Eu não acredito que vão enrolar mais um mês pra sair One Piece nas bancas…
    puta que pariu que sacanagem… pelo visto só vai sair nas bancas OP no ultimo dia de fevereiro…
    nem no site da Panini fala de One Piece… Panini por favor não faça isso comigo e com varios outros fãs de OP que aguardam anciosos a sua chegada as nossas bancas…
    Outra coisa que eu gostaria de saber… é se One Piece vai chegar primeiro na grande São Paulo e depois no interior…. como moro no interior seria outra pessima noticia saber que aqui onde eu moro vai demorar mais ainda pra chegar… se alguem poder me ajudar com essa duvida eu agradeço muito mas muito mesmo…. abraços ate mais….

  33. Poh Kekkaishi é muito bom espero que não cancelem o titulo e que concluam 100% Ichigo.
    E a Dama de Pharis não vendeu bem? Não acho à nº 1 em lugar nenhum >.>

  34. Heeeeeeeeee!!! HighSchool of the Dead!!!

    Li os 4 primeiros volumes de Black Bird e me surpreendi com a história, hiper legal, foi acima das minhas expectativas! A mesma coisa aconteceu com Kimi ni Todoke, primeiro volume é meio paradão por que é mais uma introdução da história, mais do meio pro final começa a ficar mais interessante!
    Adorei os dois titulos, e fiquei feliz em saber que a editora tomou a sabia decisão de não cancelar mais os mangás, pois é super chato para quem gosta e quer fazer coleção!

  35. Pingback: Entrevista com Beth Kodama – Editora da versão brasileira de One Piece |

  36. Pingback: One Piece #1 – Editora Panini |

  37. Pingback: Você tem interesse em assinar Dragon Ball pela Editora Panini? |

Os comentários estão encerrados.